Siga-nos nas redes

Desporto

Riba d’Ave Hóquei Clube prepara a sua primeira participação na Taça da Europa

Publicado

em

O Riba d’Ave vai participar pela primeira vez na Taça da Europa de hóquei em patins e, mesmo ciente das “dificuldades”, parte para a ‘final a sete’, em Andorra, com o intuito de a vencer.

Inicialmente agendada para o final de abril, a fase decisiva da competição, que sucedeu à Taça CERS em 2018/19, vai decorrer entre sexta-feira e domingo, num formato a eliminar, e a equipa do concelho de Vila Nova de Famalicão diz-se “preparada e motivada para fazer história” e para mostrar que o “hóquei em patins português é o melhor”.

(continue a ler o artigo a seguir)


Emissão em direto da Fama Rádio e Televisão também disponível na Smart tv da sua casa. Instale grátis!



“Sabendo que é a primeira vez que o Riba d’Ave vai a uma competição europeia, estamos com ambição de ir lá discutir os três jogos. Queremos fazer os três jogos e ganhar”, afirma o capitão de equipa Nuno Pereira.

Antes de concluir a terceira época consecutiva pela equipa do vale do Ave, o hoquista de 25 anos espera repetir a participação europeia de 2017/18, então ao serviço do Valença, e menciona os dois triunfos de 2020/21 sobre o Benfica (5-4 e 2-0), na I Divisão portuguesa, para vincar que tudo pode acontecer quando os jogos são “finais”.

O Riba d’Ave inicia a participação na Taça da Europa às 12:00 de sexta-feira, diante do Caldes, adversário que concluiu a I Liga espanhola no terceiro lugar, e o jogador natural de Barcelos, formado no Óquei, adianta que os portugueses tencionam apostar no contra-ataque para lidarem com a pressão à “pista toda” e a força física dos espanhóis.

“A transição será o nosso maior segredo para esta prova. Depois, temos a nossa vontade, a nossa entrega e o espírito da vila de Riba d’Ave, que tem de estar presente”, salientou.

O treinador dos famalicenses, Raul Meca Lopes, vinca, por seu turno, que a equipa já definiu o “plano de jogo e a estratégia” para, na sexta-feira, se impor a uma formação catalã “muito competente”, com “jogadores de muita qualidade, “experientes nestas andanças”.

“Já identificámos o que é que podemos explorar e onde é que somos fortes. É nisso que estamos focados: ir lá, competir num contexto muito desafiante e pôr o nosso plano estratégico em prática”, diz.

Convencido de que o Riba d’Ave parte para a ‘final a sete’ com “muita responsabilidade”, enquanto único representante do país, o treinador diz acreditar numa “boa prestação” dos seus pupilos, que ajude a mitigar o 13.º lugar naquele que considera ser o “melhor campeonato do mundo”, sentenciando a descida à II Divisão.

“Não era o desfecho que queríamos e não foi o objetivo a que nos propusemos. Temos noção de que não cumprimos o principal objetivo, a manutenção na I Divisão, mas sentimos que, nesta competição, podemos dar alento e algum conforto aos adeptos. Nada vai substituir nada, obviamente”, perspetiva.

Sem competir desde 17 de abril, o Riba d’Ave aproveitou a ‘pausa’ de dois meses para “identificar as coisas que correram menos bem durante a época” e para elevar os “níveis físicos a estados ótimos”, acrescenta Raul Meca Lopes.

Apesar do plantel estar “bem fisicamente” e de ter “idades baixas”, o que leva a uma “recuperação muito mais rápida” de jogo para jogo, o treinador realça também a importância do “fator mental”.

“O fator mental é crucial. Se ganharmos, estejamos cansados ou não, vamos estar muito preparados para o segundo jogo”, detalha.

Se vencer o Caldes, o Riba d’Ave defronta, numa das meias-finais de sábado, o vencedor do jogo entre o Igualada (Espanha) e o Sarzano (Itália), enquanto a outra semifinal vai opor o Lleida, vencedor das duas primeiras edições da Taça da Europa, isento dos quartos de final, e o vencedor do duelo catalão entre o Calafell e o Girona. A final está agendada para domingo.

Disputada desde 1980/81, primeiro como Taça CERS, a competição já teve vencedores portugueses por 12 ocasiões: o Sesimbra, logo na primeira época, o Sporting (1983/84 e 2014/15), o Benfica (1990/91 e 2010/11), o FC Porto (1993/94 e 1995/96), o Óquei de Barcelos (1994/95, 2015/16 e 2016/17), a Oliveirense (1996/97) e o Paço d’Arcos (1999/00).

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

OUVIR EMISSÃO RÁDIO

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 16 horas

Famalicão: vila de Ribeirão abre Loja Social este sábado

A vila de Ribeirão vai ter uma Loja Social a partir deste sábado, 2 de dezembro. Localizada nos prédios das...

Desportohá 17 horas

Sérgio Conceição diz que jogo com o FC Famalicão poderá ser “dos mais difíceis”

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, admitiu, esta sexta-feira, que a deslocação ao terreno do FC de Famalicão, na...

Bragahá 17 horas

Presépio ao Vivo de Priscos abre a 10 de dezembro

O Presépio ao Vivo de Piscos, em Braga, considerado o maior do género na Europa, está de regresso e abre...

Desportohá 18 horas

Sub 19 do FC de Famalicão defrontam SC Braga este sábado

As equipas de formação do Futebol Clube (FC) de Famalicão voltam a entrar em campo este fim de semana. Os...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Incêndio em apartamento no centro da cidade obriga a realojamento dos moradores

Um incêndio deflagrou num apartamento, no centro da cidade de Famalicão, ao início da tarde desta sexta-feira. O alerta foi...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: Biblioteca Municipal cria calendário do Advento que desafia a descobrir livros

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Famalicão, criou, na sala infantojuvenil, um Calendário do Advento especial, com o objetivo...

Famalicãohá 22 horas

Famalicão: Câmara distribui bilhetes aos alunos para os divertimentos de Natal

Os bilhetes gratuitos cedidos pela Câmara Municipal de Famalicão para os vários divertimentos da Aldeia de Natal vão começar a...

Famalicãohá 22 horas

Famalicão: Coros das freguesias trazem cânticos de Natal ao Mercado Municipal

Arrancam esta sexta-feira, 1 de dezembro, os espetáculos “Comunidades (en)Coro”, que prometem animar o Mercado Municipal de Famalicão com cânticos...

Paíshá 23 horas

Vítimas de violência doméstica passam a ter direito a subsídio de desemprego a partir de hoje

O diploma que alarga o subsídio de desemprego às vítimas de violência doméstica e prevê um incentivo ao regresso ao...

Paíshá 23 horas

Banco Alimentar promove nova campanha de recolha de alimentos este fim de semana

O Banco Alimentar Contra a Fome realiza, entre hoje e domingo, uma nova campanha de recolha de alimentos nos supermercados...

Arquivo

Mais Vistos