Siga-nos nas redes

Economia

OE2021: Trabalhadores em “lay-off” passam a receber 100% do salário

Publicado

em

Segundo uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2021 hoje entregue no parlamento pelo PS, os trabalhadores em ‘lay-off’ tradicional (do Código do Trabalho) também vão passar a ter direito a receber 100% da sua retribuição.

“No ano de 2021, os trabalhadores abrangidos pelo apoio extraordinário à manutenção de contrato de trabalho em situação de crise empresarial previsto no Decreto-Lei n.º 10-G/2020, de 26 de março [‘lay-off’ simplificado], e pelo apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade em empresas em situação de crise empresarial (…) ou outros que lhes sucedam, e pela redução ou suspensão em situação de crise empresarial, nos termos dos artigos 298.º e seguintes do Código do Trabalho [‘lay-off’ tradicional], têm assegurado integralmente a sua retribuição normal ilíquida até um valor igual ao triplo da Retribuição Mínima Mensal Garantida”, lê-se no texto da medida subscrita pelos deputados do PS.

Esta proposta altera a que inicialmente tinha sido apresentada pelo PS em que, sob a forma de autorização legislativa, determinava que, ao longo de 2021, o Governo procederia à criação, alteração ou prorrogação de um apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade, assegurando o pagamento integral da retribuição, até ao limite de três salários mínimos.

O novo texto deixa cair a intenção de proceder a esta medida através de uma autorização legislativa e alarga o pagamento integral às situações de ‘lay-off’ ou de apoio à retoma progressiva.

Desta forma, o PS aproxima-se mais da posição que tem sido defendida pelo PCP que tem recusado qualquer corte salarial dos trabalhadores que estão a ser confrontados com reduções de horário na sequência da quebra de atividade das empresas, devido à pandemia.

Esta é uma das medidas que será ainda votada no âmbito do processo de votação na especialidade do OE2021.

Fonte do Governo referiu à Lusa que a medida representará um acréscimo de despesa de cerca de 60 milhões de euros por mês face ao valor gasto com os regimes atuais, em que os trabalhadores mantêm algum tipo de redução salarial.

A proposta determina que, para cumprir o referido pagamento integral aos trabalhadores naquelas situações, o Governo “procede à criação, alteração ou prorrogação, no âmbito da pandemia da doença covid-19, de um apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade em empresas em situação de crise empresarial com redução de período normal de trabalho e estabelece limitações aos despedimentos e à distribuição de dividendos”.

Para efeitos de acesso ao apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade com redução de período normal de trabalho, “a situação de crise empresarial é definida em função da quebra da faturação”, sendo os limites à redução temporária do horário de trabalho definida em função dessa quebra de faturação.

O Governo determinará ainda limites à “cessação dos contratos de trabalho e ao início dos respetivos procedimentos pelo empregador abrangido pelo apoio à retoma progressiva de atividade” e que “o mesmo empregador não pode distribuir dividendos, sob qualquer forma”.

No âmbito das medidas de combate à crise causada pela pandemia, esteve em vigor o chamado ‘lay-off’ simplificado (apoio à manutenção dos contratos de trabalho), com condições mais favoráveis às empresas e acesso facilitado, que terminou em julho abrangendo cerca de 105 mil empresas e 850 mil trabalhadores.

Com o fim do ‘lay-off’ simplificado em julho para a generalidade das empresas (já que a medida se mantém acessível para as que continuam encerradas por determinação administrativa), o Governo avançou em agosto com o apoio à retoma progressiva da atividade económica (conhecido, por sua vez, por “novo ‘lay-off’”) e, entretanto, alargou as condições de acesso para permitir que empresas com quebras de faturação superiores a 75% possam reduzir em 100% os horários dos trabalhadores.

Já o ‘lay-off’ previsto no Código do Trabalho permite às empresas em dificuldades suspenderem contratos de trabalho ou reduzirem horários de trabalho, tendo os trabalhadores direito a receber dois terços do seu salário, financiados em 70% pela Segurança Social.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Regiãohá 3 horas

Hospital de São João no Porto com taxa de ocupação por covid-19 entre 85% e 95%

O Hospital de São João, no Porto, regista hoje taxas de ocupação covid-19 entre os 85% e os 95%, revelou...

Economiahá 3 horas

Turismo na região Norte regressará à normalidade no Verão de 2022

O presidente da Turismo Porto e Norte de Portugal, Luís Pedro Martins, apontou hoje a Páscoa e verão de 2022...

Paíshá 3 horas

GNR questiona objetivo das sucessivas “Operações-Stop”

Alertando hoje para a “grave situação” de risco em que os militares prestam serviço no contexto da pandemia, a Associação...

Regiãohá 3 horas

Vídeo: Autarca e jornalistas quase atropelados por veículo em fuga no Porto

Várias pessoas, incluindo o autarca Rui Moreira, estiveram em perigo de ser atropeladas, este sábado junto à VCI do Porto....

Paíshá 8 horas

Novo recorde: Portugal passa os 10 mil mortos de covid-19 em dia de novos máximos

Portugal ultrapassou a barreira dos 10 mil óbitos este sábado. Segundo a Direção-Geral de Saúde, em 24 horas foram registadas...

Paíshá 9 horas

Covid19: “Multas covid” devem ser pagas na hora e passeios ou ida à loja só com comprovativos

Despacho do Ministério da Administração Interna diz que as forças de Segurança podem pedir comprovativos da aquisição de bens ou...

Famalicãohá 11 horas

Fique em Casa: Proibição de circulação entre concelhos está em vigor até às 05:00 de segunda-feira

Amanhã, domingo, será de exceção, para permitir que os recenseados em outros concelhos – que não o de residência –...

Paíshá 12 horas

Presidenciais: Governo reitera garantias de segurança sanitária e fiabilidade do sistema eleitoral

O Ministério da Administração Interna reiterou hoje que estão garantidas para o exercício do direito de voto nas eleições presidenciais...

Paíshá 12 horas

Enfermeira desaparecida encontrada sem vida na arrecadação da própria casa

O corpo da enfermeira de 49 anos foi encontrado no final da tarde de sexta-feira, na arrecadação da sua casa,...

Mundohá 13 horas

Coronavírus: A humanidade vai ter de conviver com a covid-19 no futuro próximo afirma especialista da OMS

A humanidade vai poder ter de conviver com a covid-19 no futuro próximo, tal como o faz com a SIDA,...

Paíshá 13 horas

Meteorologia: Está aí o Ignacio e traz chuva para o dia de ir votar

Chama-se Ignacio, porque o nome foi-lhe dado pelo serviço meteorológico de Espanha, o AEMET, e é a quarta depressão a...

Mundohá 14 horas

Covid-19: Variante da África do Sul já circula em Portugal

Autoridades de saúde estão a realizar diligências para o rápido rastreio de contactos e interrupção da potencial cadeia de transmissão....

Paíshá 1 dia

André Ventura diz que “ficou muito mal” a Marcelo não comentar manifestação violenta

O candidato presidencial do Chega considerou hoje que “ficou muito mal” ao chefe de Estado e recandidato nada dizer sobre...

Paíshá 1 dia

INEM registou em média 4.300 chamadas por dia em 2020

Com uma média de 4.300 por dia, o INEM registou desde o início do ano um aumento diário a rondar...

Paíshá 1 dia

Confira aqui a chave do Euromilhões desta sexta-feira

Sem vencedores portugueses dos três primeiros prémios do Euromilhões desta semana, registam-se três apostadores em Portugal a vencer o 4.º...

Paíshá 1 dia

Mais de 400 idosos já votaram antecipadamente no Norte

Mais de 400 idosos residentes em lares votaram antecipadamente na região Norte para as eleições Presidenciais de domingo, com os...

Famalicãohá 1 dia

Vídeo: Paulo Cunha dirige-se aos famalicenses antes das Eleições Presidenciais de domingo

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, dirigiu-se, esta sexta-feira, aos famalicenses, sob a forma de um vídeo,...

Paíshá 1 dia

Alerta Fraude: Falsos profissionais da saúde querem agendar vacinas para a covid-19

Direção-Geral da Saúde lançou recentemente um alerta onde relata que existem pessoas fazendo-se passar por profissionais da saúde, abordando a...

Paíshá 1 dia

Homem com arma de fogo “fiscaliza” uso de máscaras na rua e acaba detido em Ovar

Um homem de 33 anos foi detido na manhã desta sexta-feira, em Ovar, depois de uma denúncia, indicando que este...

Desportohá 1 dia

FC Famalicão: “Vamos atingir os objetivos a que nos propusemos no início da época”

Na antevéspera do encontro com o Vitória de Guimarães, da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, o treinador...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos