Siga-nos nas redes

Economia

OE2021: Trabalhadores em “lay-off” passam a receber 100% do salário

Publicado

em

Segundo uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2021 hoje entregue no parlamento pelo PS, os trabalhadores em ‘lay-off’ tradicional (do Código do Trabalho) também vão passar a ter direito a receber 100% da sua retribuição.

“No ano de 2021, os trabalhadores abrangidos pelo apoio extraordinário à manutenção de contrato de trabalho em situação de crise empresarial previsto no Decreto-Lei n.º 10-G/2020, de 26 de março [‘lay-off’ simplificado], e pelo apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade em empresas em situação de crise empresarial (…) ou outros que lhes sucedam, e pela redução ou suspensão em situação de crise empresarial, nos termos dos artigos 298.º e seguintes do Código do Trabalho [‘lay-off’ tradicional], têm assegurado integralmente a sua retribuição normal ilíquida até um valor igual ao triplo da Retribuição Mínima Mensal Garantida”, lê-se no texto da medida subscrita pelos deputados do PS.

Esta proposta altera a que inicialmente tinha sido apresentada pelo PS em que, sob a forma de autorização legislativa, determinava que, ao longo de 2021, o Governo procederia à criação, alteração ou prorrogação de um apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade, assegurando o pagamento integral da retribuição, até ao limite de três salários mínimos.

O novo texto deixa cair a intenção de proceder a esta medida através de uma autorização legislativa e alarga o pagamento integral às situações de ‘lay-off’ ou de apoio à retoma progressiva.

Desta forma, o PS aproxima-se mais da posição que tem sido defendida pelo PCP que tem recusado qualquer corte salarial dos trabalhadores que estão a ser confrontados com reduções de horário na sequência da quebra de atividade das empresas, devido à pandemia.

Esta é uma das medidas que será ainda votada no âmbito do processo de votação na especialidade do OE2021.

Fonte do Governo referiu à Lusa que a medida representará um acréscimo de despesa de cerca de 60 milhões de euros por mês face ao valor gasto com os regimes atuais, em que os trabalhadores mantêm algum tipo de redução salarial.

A proposta determina que, para cumprir o referido pagamento integral aos trabalhadores naquelas situações, o Governo “procede à criação, alteração ou prorrogação, no âmbito da pandemia da doença covid-19, de um apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade em empresas em situação de crise empresarial com redução de período normal de trabalho e estabelece limitações aos despedimentos e à distribuição de dividendos”.

Para efeitos de acesso ao apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade com redução de período normal de trabalho, “a situação de crise empresarial é definida em função da quebra da faturação”, sendo os limites à redução temporária do horário de trabalho definida em função dessa quebra de faturação.

O Governo determinará ainda limites à “cessação dos contratos de trabalho e ao início dos respetivos procedimentos pelo empregador abrangido pelo apoio à retoma progressiva de atividade” e que “o mesmo empregador não pode distribuir dividendos, sob qualquer forma”.

No âmbito das medidas de combate à crise causada pela pandemia, esteve em vigor o chamado ‘lay-off’ simplificado (apoio à manutenção dos contratos de trabalho), com condições mais favoráveis às empresas e acesso facilitado, que terminou em julho abrangendo cerca de 105 mil empresas e 850 mil trabalhadores.

Com o fim do ‘lay-off’ simplificado em julho para a generalidade das empresas (já que a medida se mantém acessível para as que continuam encerradas por determinação administrativa), o Governo avançou em agosto com o apoio à retoma progressiva da atividade económica (conhecido, por sua vez, por “novo ‘lay-off’”) e, entretanto, alargou as condições de acesso para permitir que empresas com quebras de faturação superiores a 75% possam reduzir em 100% os horários dos trabalhadores.

Já o ‘lay-off’ previsto no Código do Trabalho permite às empresas em dificuldades suspenderem contratos de trabalho ou reduzirem horários de trabalho, tendo os trabalhadores direito a receber dois terços do seu salário, financiados em 70% pela Segurança Social.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 2 horas

Claque do FC Famalicão organiza receção ao autocarro da equipa antes do jogo com o Santa Clara

A claque do FC Famalicão “Fama Boys” organiza, através das redes sociais uma receção de apoio ao clube, no dia...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Descida abrupta das temperaturas a partir deste domingo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, para todo o distrito de Braga, um descida abrupta das...

Desportohá 3 horas

FC Famalicão: Ivo Vieira reforça que “é determinante ganharmos o jogo”

O treinador do Famalicão, Ivo Vieira, admitiu hoje que é “determinante ganhar” o jogo com o Santa Clara, da 31.ª...

Paíshá 3 horas

Cerca de 1.300 enfermeiros abandonaram Portugal durante a pandemia

O Sindicato Independente de Todos os Enfermeiros Unidos (SITEU) alertou hoje para a falta de valorização da classe por parte...

Paíshá 4 horas

Covid-19: Mais 5 mortos e 373 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 5 óbitos provocados pela pandemia e 373 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Famalicãohá 5 horas

Escola Básica de Bairro promove criatividade com construção de marionetas que contam histórias

A Escola Básica de Bairro leva a cabo um projeto de criação artística, com os alunos do 1.º e 2.º...

Paíshá 5 horas

Governo cria tarifa social para acesso à Internet de pessoas com baixos rendimentos ou necessidade sociais especiais

O Governo anunciou, esta quinta-feira, a aprovação de uma tarifa social de acesso à internet, dirigido aos consumidores com baixos...

Regiãohá 5 horas

GNR apreende 12 armas em processo de violência doméstica na Trofa

Elementos da GNR apreenderam 12 armas referentes a um processo de violência doméstica, no concelho da Trofa, distrito do Porto,...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Festas Antoninas realizam-se apenas se o cenário pandémico não se agravar

Debatendo-se a realização das Festas Antoninas em Vila Nova de Famalicão no corrente ano, a autarquia foi questionada sobre os...

Barceloshá 7 horas

Um morto após colisão entre camião e motorizada, esta manhã, em Barcelos

Um homem morreu, na manhã desta quinta-feira, depois colidir de mota contra um veículo pesado de transporte de mercadorias, em...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão recebe festa Medieval Ibérica e Viking, no Parque da Devesa em junho

Realiza-se no Parque da Devesa, entre 18 e 20 de junho a Mostra Medieval Ibérica e Viking, uma experiência que...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão: CESPU em 1.º lugar no ranking de escolas do ensino privado

A Cespu – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, detentora da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, em Famalicão,...

Regiãohá 8 horas

Acusado de atear fogos no distrito do Porto ilibado no caso do canil de Santo Tirso

 O tribunal de São João Novo, no Porto, condenou hoje a seis anos de prisão um homem que ateou quatro...

Desportohá 8 horas

FPF antecipa final da Taça de Portugal para um sábado às 20:30

 A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou hoje que a final da edição 2020/21 da Taça de Portugal, marcada para...

Economiahá 21 horas

Conheça a lista das 20 melhores empresas para se trabalhar em Portugal

A lista Randstad Employer Brand Research (REBR) 2021, que efetua um estudo sobre vários parâmetros das marcas revelou quais são...

Paíshá 22 horas

Marcelo reforça “heroísmo” dos setores da Ciência e Ensino em tempos de crise pandémica

 O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,considerou hoje que os “anos heroicos” de combate à pandemia de covid-19 permitiram...

Bragahá 24 horas

Casal de Braga julgado por “inventar” 4 filhos para receber apoios da segurança social

 O Tribunal de Braga começa na segunda-feira a julgar um casal acusado de “inventar” quatro filhos, levando a Segurança Social...

Economiahá 1 dia

“Obsceno”, “imoral” e “inaceitável: Partidos criticam atribuição de prémios a administradores do Novo Banco

O PS, PCP, PAN e CDS-PP já consideraram hoje inaceitável a decisão do Novo Banco de atribuir prémios aos administradores...

Famalicãohá 1 dia

HumanitAVE dá formação a professores guineenses na disciplina de Português

A HumanitAVE- Associação de Emergência Humanitária, localizada em Pedome, anunciou esta quarta-feira, que irá levar a cabo um plano de...

Póvoa de Varzimhá 1 dia

ASAE aprende 34 mil artigos de moda falsificados, na Póvoa de Varzim

 A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) realizou buscas na Póvoa de Varzim e apreendeu 34 mil artigos falsificados...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191