Siga-nos nas redes

Mundo

Cientistas conseguiram que olhos de um morto voltassem a responder à luz cinco horas depois do óbito confirmado

Publicado

em

Cientistas conseguiram trazer os olhos das pessoas mortas de volta à vida numa potencial descoberta que poderia significar que a própria morte poderia um dia ser reversível, avança o New York Post.

As células fotossensíveis na retina foram capazes de responder à luz até cinco horas após a morte.

Os testes laboratoriais mostraram que enviavam sinais “semelhantes aos registados a partir de sujeitos vivos”.

Estes neurónios na retina fazem parte do sistema nervoso central, que inclui o cérebro e a medula espinal.

A descoberta, feita por investigadores norte-americanos e publicada na revista Nature, levanta a possibilidade de outras células do SNC também poderem ser restauradas no futuro.

Os peritos disseram que o seu estudo “levanta a questão de saber se a morte cerebral, tal como é actualmente definida, é verdadeiramente irreversível”.

Para alcançar os seus resultados, os cientistas conceberam uma unidade especial de transporte que poderia restaurar o oxigénio e outros nutrientes aos olhos 20 minutos após ter sido removida de um doador falecido.

A autora principal do estudo, Dra. Fatima Abbas, da Universidade de Utah, afirmou: “Conseguimos acordar células fotorreceptoras na mácula humana, que é a parte da retina responsável pela nossa visão central e pela nossa capacidade de ver os detalhes e a cor.

Em olhos obtidos até cinco horas após a morte de um doador de órgãos, estas células responderam a luz brilhante, luzes coloridas e mesmo flashes de luz muito fracos”.

A nova investigação vai um passo além de um estudo da Universidade de Yale de 2019 que reiniciou os cérebros de 32 porcos decapitados abatidos quatro horas antes.

O estudo de Yale não conseguiu reavivar a actividade nos neurónios.

Conseguimos fazer com que as células da retina “falassem” umas com as outras, da forma como o fazem no olho vivo’, disse o Dr. Frans Vinberg, também de Utah.

Isto nunca foi conseguido na medida em que agora demonstrámos”, acrescentou.

Os investigadores também esperam que o avanço possa acelerar novas terapias para a perda da visão e melhorar a sua compreensão das doenças cerebrais.

O Dr. Vinberg acrescentou que os investigadores esperavam que o processo que a equipa desenvolveu para apoiar os olhos após a doação pudesse ser utilizado noutras investigações e que mais pessoas fossem inspiradas a doar os seus olhos à ciência.

“A comunidade científica pode agora estudar a visão humana de formas que simplesmente não são possíveis com animais de laboratório”, disse ele.

‘Esperamos que isto motive sociedades doadoras de órgãos, doadores de órgãos, e bancos de olhos, ajudando-os a compreender as novas e excitantes possibilidades que este tipo de investigação oferece’.

A morte cerebral é uma condição em que o cérebro de uma pessoa deixa de funcionar em resultado do corte do oxigénio ou do fornecimento de sangue.

Segundo a lei britânica, isto significa que a pessoa morreu, pois nunca recuperará a consciência, apesar de o seu coração e pulmões continuarem a trabalhar com ajuda de tecnologia médica como um ventilador.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

Mundo

Itália propõe plano para o fim da guerra na Ucrânia

Publicado

em

Por

A Itália propôs às Nações Unidas a formação de um “grupo de facilitação internacional” para tentar conseguir um cessar-fogo “passo a passo” na Ucrânia, anunciou esta sexta-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano.

“O plano de paz italiano é uma proposta que discuti com o secretário-geral da ONU, António Guterres, em Nova Iorque, há dois dias, sobre a criação de um grupo de facilitação internacional composto por organizações internacionais como as Nações Unidas, a União Europeia (UE) e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE)”, disse Luigi Di Maio, durante uma conferência de imprensa dos ministros dos Negócios Estrangeiros do Conselho da Europa, nos arredores de Turim.

“O objetivo é trabalhar passo a passo (…) a partir, por exemplo, de tréguas localizadas, a retirada de civis, a possibilidade de abrir corredores humanitários seguros e, obviamente, o aumento da possibilidade para chegar a um cessar-fogo geral, depois uma paz duradoura com um acordo de paz real”, explicou o chefe da diplomacia italiana.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

VÍDEO:Ciclista Biniam Girmay hospitalizado após acertar com rolha de espumante no próprio olho

Publicado

em

Por

O ciclista Biniam Girmay (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux) foi hoje levado ao hospital após vencer a 10.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, por ter acertado com uma rolha de espumante num olho, quando estava no pódio em Jesi.

O ciclista de Asmara, de 22 anos, recebeu as flores costumeiras e, ao pegar na garrafa de espumante para festejar, a rolha dessa garrafa soltou-se e acertou-lhe no olho esquerdo.

Girmay, o primeiro eritreu a vencer uma etapa numa grande Volta, ainda prosseguiu com o protocolo do pódio, mas depois foi assistido pela equipa médica da Intermarché e da própria organização, confirmou a RCS Sport ao portal Cycling News, e transportado para o hospital para exames adicionais.

A equipa não confirmou quaisquer resultados, remetendo para quarta-feira uma decisão sobre a continuidade do ciclista, que está a descansar no hotel onde a equipa está instalada.

Não é a primeira vez que uma rolha provoca um ‘susto’ nesta 105.ª edição do Giro, depois de o neerlandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) ter sido atingido, praticamente da mesma forma, logo após vencer a etapa inaugural, também no pódio, mas numa parte da face menos suscetível.

Girmay, que aos 22 anos se tornou no primeiro eritreu a vencer numa grande Volta, cumpriu os 196 quilómetros entre Pescara e Jesi em 4:32.07 horas, batendo sobre a meta o neerlandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), segundo, e o italiano Vincenzo Albanese (EOLO Kometa), terceiro, numa chegada em ‘sprint’ reduzido, em que o português João Almeida (UAE Emirates) foi nono.

Nas contas da geral, Juan Pedro López segurou a liderança, mantendo 12 segundos de vantagem sobre Almeida, que é segundo, e 14 para o francês Romain Bardet (DSM), terceiro.

Na quarta-feira, a 11.ª etapa liga Santarcangelo di Romagna a Reggio Emilia em 203 quilómetros, o mais plano dos traçados da 105.ª edição do Giro, propenso a uma chegada em pelotão compacto disputada ao ‘sprint’.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Mundo

Coronel russo diz: “Por muito que odiemos admiti-lo, o mundo inteiro está contra nós”

Publicado

em

Por

A invasão ucraniana colocou a Rússia em risco de “total isolamento internacional”, disse um coronel reformado numa rara emissão de dissidência na televisão estatal.

As críticas à “operação especial” russa na Ucrânia são raras nos meios de comunicação russos controlados pelo Kremlin, que tem elogiado rotineiramente as tropas russas por “libertarem” a Ucrânia dos ultranacionalistas.

No entanto, Mikhail Khodaryonok, um coronel reformado e comentador militar, quebrou fileiras ao dizer ao noticiário principal do Estado, na segunda-feira, que não houve um bom resultado para a Rússia na guerra.

“Precisamos de ver um milhão de soldados ucranianos bem armados como uma realidade para os próximos meses”. Precisamos de ter em conta que a situação para nós irá francamente piorar”.

Enquanto as outras cabeças falantes na discussão dos 60 Minutos de Rossiya 1 mostram à linha do Kremlin que a invasão é uma “necessidade” de afastar um potencial ataque ucraniano, Khodaryonok sugeriu que os ucranianos estão “a defender a sua pátria”, mesmo que algumas pessoas na Rússia discordassem dessa ideia.

A principal fraqueza da Rússia, disse o Sr. Khodaryonok, residia no seu “isolamento geopolítico total”.

“Por muito que odiemos admiti-lo, o mundo inteiro está contra nós”.

O Sr. Khodaryonok questionou anteriormente a lógica da plena mobilização.

A Rússia insiste que a invasão está “sob controlo”.
Uma mobilização em massa, argumentou, não daria à Rússia uma vantagem imediata no campo de batalha, pois levaria meses a treinar os novos recrutas, pois estes poderiam ser enviados para a acção.

A China não apoiou publicamente a invasão russa e indicou que iria respeitar as sanções ocidentais contra a Rússia.

De todos os líderes dos antigos Estados soviéticos que foram a Moscovo na segunda-feira para uma sessão da Organização do Tratado de Segurança Colectiva, apenas o presidente bielorrusso apoiou publicamente a invasão, enquanto os restantes pareciam visivelmente desconfortáveis na reunião televisiva, quando o presidente Vladimir Putin se lançou noutra tirada anti-ocidental.

Os oficiais russos admitiram que a operação militar na Ucrânia está a demorar mais do que o esperado, mas insistem que está “sob controlo”.

Dmitry Peskov, o porta-voz do Kremlin, disse na terça-feira que a invasão é “bastante eficaz”:

“O sucesso dos nossos homens militares está à vista”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

Médio muçulmano do Paris Saint-Germain recusa usar camisola com arco-íris LGBTQ+

Publicado

em

Por

O médio do Paris Saint-Germain Idrissa Gueye falhou a vitória da sua equipa por 4-0 contra o Montpellier no sábado porque não queria jogar com uma camisola que tinha o seu número nas cores do arco-íris.

Jogadores de toda a França vestiram as camisas especiais durante o fim-de-semana numa expressão de solidariedade para assinalar o próximo Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transphobia, na terça-feira 17 de Maio.

Mas o antigo jogador do Everton e Aston Villa Gueye, um muçulmano devoto, esteve ausente do jogo pelo que o seu treinador Mauricio Pochettino disse “foram razões pessoais, mas ele não está lesionado”.

Agora, como noticiado pelo outlet francês RMC Sport, a razão por detrás da omissão de Gueye é que ele não queria usar uma camisa com as cores do arco-íris.

Acrescentam também que Gueye falhou o jogo comemorativo equivalente no mesmo fim-de-semana do ano passado pelo que o PSG disse ser gastroenterite.

O Sportsmail contactou os representantes de Gueye para comentários.

Uma associação francesa que combate a homofobia no desporto – Rouge Direct – apelou à acção da Liga Francesa e do PSG para estabelecer a motivação de Gueye por detrás da ausência do jogo.

A homofobia não é uma opinião, mas sim um crime’, tweetou o corpo no domingo. A LFP (Liga) e o PSG devem pedir a Gana Gueye que se explique e muito rapidamente. E puni-lo, se necessário’.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Mundo

É oficial: Suécia assina adesão à NATO. Putin provocou o cenário que mais temia

Publicado

em

Por

A ministra dos Negócios Estrangeiros sueca, Ann Linde, assinou hoje a candidatura formal da Suécia à adesão à NATO, anunciada na segunda-feira pelo Governo social-democrata, após uma reunião extraordinária.

“É algo grande, sério, e alcançamos o que pensamos ser o melhor para a Suécia”, disse Linde aos jornalistas enquanto assinava o documento no seu gabinete, em Estocolmo, segundo a imprensa local e a agência espanhola EFE.

A Suécia tenciona apresentar a candidatura hoje ou na quarta-feira, na sede da NATO, em Bruxelas, ao mesmo tempo que a Finlândia.

O parlamento finlandês deverá votar hoje a decisão formal, aprovada no domingo pelo Presidente Sauli Niinistö e pelo Governo liderado pela social-democrata Sanna Marin.

Niinistö está hoje em visita oficial à Suécia, com um programa que inclui uma reunião com a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson.

A chefe do executivo sueco justificou a decisão de pedir a adesão à NATO com a nova situação de segurança criada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, em 24 de fevereiro.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Mundo

Ucrânia: 264 soldados presos em fundição foram hoje resgatados

Publicado

em

Por

A Vice-Ministra da Defesa ucraniana Hanna Maliar disse que 264 soldados ucranianos foram evacuados a 16 de Maio da fábrica de aço Azovstal em Mariupol para hospitais em Novoazovsk e Olenivka, ocupados pela Rússia.

Dos evacuados, 53 soldados fortemente feridos receberão tratamento médico em Novoazovsk, enquanto 211 serão transferidos para Olenivka para participar numa próxima troca de prisioneiros, de acordo com o Estado-Maior General das Forças Armadas da Ucrânia.

“Estamos a prosseguir os esforços para salvar os defensores que permanecem em Azovstal”, disse o Estado-Maior General. Segundo relatórios anteriores, cerca de 1.000 soldados ucranianos estavam na fábrica, que continuou a ser a única área controlada pela Ucrânia em Mariupol.

No seu discurso em vídeo à nação na noite de 16 de Maio, o Presidente Volodymyr Zelensky salientou que “a Ucrânia precisa de heróis ucranianos vivos”.

De acordo com Zelensky, a Ucrânia continua as negociações para alcançar um acordo que permitirá aos defensores de Azovstal regressar a casa. “Este trabalho precisa de delicadeza e tempo”, disse o Presidente.

O Regimento Azov da Guarda Nacional e a 36ª Brigada de Fuzileiros Navais, que se mantém na fábrica de aço Azovstal, são as últimas forças ucranianas a defender Mariupol, uma cidade com uma população de 450.000 habitantes antes da guerra, agora ocupada e quase completamente destruída pelas tropas russas.

“Os defensores de Mariupol cumpriram ordens, apesar de todas as dificuldades, retiveram as forças esmagadoras do inimigo durante 82 dias e permitiram ao exército ucraniano reagrupar-se, treinar mais pessoal e receber um grande número de armas de países parceiros”, disse Denys Prokopenko, comandante do Regimento Azov, num discurso em vídeo no dia 16 de Maio.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Mundo

Ucrânia: Soldado preso em fundição canta música vencedora da Eurovisão enquanto se ouve o rebentamento de bombas (VÍDEO)

Publicado

em

Por

Surgiram imagens de um destemido soldado ucraniano na fábrica de aço Azovstal de Mariupol cantando uma interpretação da canção vencedora da Eurovisão “Stefania”, mesmo quando as explosões das bombas russas trovejaram por cima.

A canção, interpretada pelo grupo folclórico ucraniano Kalush Orchestra, foi a grande vencedora na grande final da Eurovisão, no sábado à noite.

“Stefania” foi escrita em homenagem à mãe do vocalista Oleh Psiuk, mas transformou-se num hino de guerra desde a invasão da Rússia a 24 de Fevereiro.

Diz-se que a letra de Psiuk ‘I’ll always find my way home, even if all roads are destroyed’ (encontrarei sempre o meu caminho, mesmo que todas as ruas estevam destruídas) adquiriu um significado especial à luz do conflito:

Embora mais de mil civis que ficaram presos na fábrica de aço sitiada tenham agora sido evacuados, centenas de soldados ucranianos ainda permanecem.

Eles estão a encenar uma valente última posição para Mariupol, apesar da diminuição dos recursos e do aumento das baixas, e estão a suportar quase constantemente bombardeamentos e bombardeamentos russos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Lifestyle

“Façam cerveja, não guerra” nos céus da Polónia

Publicado

em

Por

A mensagem foi “escrita” por um piloto nos céus da Polónia e o momento ficou registado no site especializado FlightRadar24 que, no Twitter, mostrou a “obra” da aeronave já finalizada.

Foram quase quatro horas de voo que culminaram com uma rota que mostrou a mensagem que se transformou em notícia: “Make beer, not war” (“Façam cerveja, não guerra), em tradução livre. No final da frase o piloto ainda acrescentou o desenho de um coração.

A aeronave, de apenas dois lugares, levantou voo de Poznan e dirigiu-se para oeste antes de começar a escrever a frase. Depois, regressou à mesma cidade polaca, na noite deste sábado. O momento ficou registado no site especializado FlightRadar24 que, no Twitter, mostrou a ‘obra’ do avião já finalizada.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Mundo

Coreia do Norte diz ter registado primeiro caso de covid-19 esta semana. Mas ninguém acredita

Publicado

em

Por

A Coreia do Norte confirmou os seus primeiros casos de Covid esta quinta-feira e declarou uma “emergência grave”, com o líder Kim Jong Un a ordenar bloqueios em todo o país.

O país com armas nucleares nunca tinha admitido um caso de Covid-19 e o governo tinha imposto um bloqueio rígido do coronavírus das suas fronteiras desde o início da pandemia em 2020.

Mas amostras recolhidas de doentes com febre em Pyongyang “coincidiram com a variante Omicron BA.2”, informou a Agência Central de Notícias oficial da Coreia.

Altos funcionários, incluindo o líder Kim Jong Un, realizaram uma reunião do politburo de crise esta quinta-feira para discutir o surto e anunciaram que iriam implementar o “sistema de prevenção máxima de emergência contra epidemias”.

Kim “apelou a todas as cidades e condados de todo o país para encerrarem completamente as suas áreas”, informou a KCNA, embora os pormenores das restrições não tenham sido imediatamente fornecidos.

Kim disse à reunião que o objectivo era “curar rapidamente as infecções a fim de erradicar a origem da propagação do vírus”, de acordo com a KCNA.

Kim acrescentou que a Coreia do Norte “ultrapassará a actual situação súbita e ganhará a vitória no trabalho de prevenção de emergência da epidemia”.

Não ficou claro a partir do relatório do KCNA quantas infecções Covid tinham sido detectadas.

As infra-estruturas de saúde da Coreia do Norte em colapso teriam dificuldade em lidar com um surto importante, com os seus 25 milhões de pessoas que se acredita não terem sido vacinadas, dizem os especialistas.

“Para que Pyongyang admita publicamente casos omicron, a situação da saúde pública deve ser grave”, disse Leif-Eric Easley, um professor da Universidade de Ewha em Seul.

“Pyongyang irá provavelmente duplicar os casos de lockdowns, embora o fracasso da estratégia da China de “zero-Covid” sugira que a abordagem não irá funcionar contra a variante Omicron”.

A Coreia do Norte recusou ofertas de vacinas da Organização Mundial de Saúde, e a China e a Rússia.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Mundo

Espanha passa a garantir três dias de “licença menstrual” por mês às mulheres

Publicado

em

Por

A Espanha está prestes a tornar-se o primeiro país ocidental a garantir três dias de licença de trabalho por mês para as mulheres que sofrem de dores menstruais severas.

O projecto de reforma surge após a Secretária de Estado para a Igualdade e Violência de Género, Ángela Rodríguez ter anunciado em Março que seriam tomadas novas medidas de apoio à saúde menstrual e reprodutiva, incluindo a licença médica para mulheres que recuperem de um aborto.

O plano de reforma, que visa colmatar o fosso entre géneros, deverá ser aprovado pelo governo espanhol na terça-feira. “Se alguém tiver uma doença com tais sintomas, é concedida uma incapacidade temporária, pelo que o mesmo deverá acontecer com a menstruação – permitindo a uma mulher com um período muito doloroso ficar em casa”, disse Rodriguez ao jornal El Periódico.

A licença menstrual é oferecida em alguns países não ocidentais, incluindo Japão, Taiwan, Indonésia, Zâmbia e Coreia do Sul, de acordo com o The Hill.

Rodriguez citou um estudo, afirmando que mais de 50 por cento das mulheres sofrem de menstruação dolorosa. Ela disse que adicionar adolescentes e adolescentes ao número aumenta as estatísticas para 74 por cento.

“Quando o problema não pode ser resolvido clinicamente, acreditamos que é muito sensato que haja uma deficiência temporária associada a esta questão”, disse Rodriguez. “É importante esclarecer o que é um período doloroso; não estamos a falar de um ligeiro desconforto, mas de sintomas graves, como diarreia, dores de cabeça fortes, febre…”.

A proposta também ajudaria as mulheres que experimentam o aborto. Rodriguez disse que, quer o aborto seja desejado ou involuntário, as mulheres sofrem efeitos físicos e psicológicos do procedimento. A reforma concederia às mulheres “deficiências temporárias” para a recuperação do fim de uma gravidez.

Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 2 minutos

Famalicão: Equipa Pedro Meireles / Pedro Alves abandona Rali de Portugal após manhã “muito complicada”

A equipa que junta o piloto Pedro Meireles e o navegador famalicense Pedro Alves, anunciou, esta sexta-feira, a sua saída...

Mundohá 31 minutos

Itália propõe plano para o fim da guerra na Ucrânia

A Itália propôs às Nações Unidas a formação de um “grupo de facilitação internacional” para tentar conseguir um cessar-fogo “passo...

Desportohá 38 minutos

Nenhum jogador do Benfica nas escolhas de Fernando Santos para a Liga das Nações. Opiniões dividem-se nas redes sociais

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, anuncia hoje os eleitos para os quatro primeiros jogos na Liga das Nações...

Desportohá 55 minutos

Piloto de Famalicão Ricardo Costa já “arrancou” no Rali de Portugal

O piloto famalicense Ricardo Costa já correu, esta sexta-feira, no Rali de Portugal, acompanhado pelo navegador Rui Vilaça. Nas redes...

Desportohá 1 hora

Famalicense Pedro Almeida abandona Rali de Portugal devido a problemas na direção

O piloto famalicense Pedro Almeida anunciou, esta sexta-feira o final da sua participação no Rali Portugal 2022, devido a problemas...

Entretenimentohá 2 horas

Museu Bernardino Machado – Famalicão

Desta vez, visitamos o Museu Bernardino Machado, bem no coração da cidade, na rua Adriano Pinto Basto, que homenageia este...

Famalicãohá 2 horas

Jorge Paulo Oliveira questiona ministra sobre “esvaziamento” da Extensão de Saúde de Fradelos

Há sensivelmente seis meses que a Extensão de Saúde de Fradelos não está em condições de garantir cuidados médicos e...

Famalicãohá 2 horas

Este domingo há Mercado de Doces em Avidos

O Parque de Merendas de Avidos volta a receber o Mercado dos Doces – que vai na 3ª edição –...

Famalicãohá 2 horas

Alunos da Secundária Camilo Castelo Branco solidários a Guiné-Bissau

Quatro turmas do 11º ano e uma do 12º ano da Escola Secundária Camilo Castelo Branco apadrinharam 22 crianças da...

Famalicãohá 2 horas

Freguesia de Cruz recebe Mostra Comunitária este fim de semana

A Mostra Comunitária chega, este fim de semana, 21 e 22 de maio, á freguesia de Cruz. O certame abre...

Famalicãohá 2 horas

Portugal contabiliza 23 casos de infeção com varíola dos macacos (monkeypox)

Mais nove casos de infeção pelo vírus Monkeypox foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou esta sexta-feira a Direção-Geral da...

Paíshá 3 horas

Idoso preso em mina de água. Bombeiros ponderam uso de retroescavadora

Um homem idoso encontra-se encurralado numa mina de água em Sever do Vouga, dede cerca das 12:00, avança a CM....

Famalicãohá 3 horas

CRP de Delães é campeão da Primeira divisão Série C da AF Braga

Quando ainda falta o jogo para terminar o campeonato o Delães é campeão da Série C. Em 23 jogos a...

Economiahá 5 horas

Gasolina aumenta 9 cêntimos e gasóleo fica 2 cêntimos mais barato na próxima segunda-feira

O preço da gasolina deverá aumentar cerca de 9 cêntimos na próxima segunda-feira, enquanto que o preço do gasóleo poderá...

Paíshá 5 horas

Bebé de 2 anos queimado gravemente com água a ferver em Vieira do Minho

Um bebé com cerca de dois anos sofreu hoje queimaduras graves ao ser atingido por água a ferver de uma...

Famalicãohá 5 horas

Câmara de Famalicão estuda viabilidade de novo acesso à Estação Rodoviária

O novo acesso à Estação Rodoviária de Famalicão e à CESPU a partir da Avenida Marechal Humberto Delgado, anunciado há...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Homem de 38 anos detido por tráfico de estupefacientes

Um homem de 38 anos foi detido, esta quinta-feira, cerca das 18:45, na Rua Padre Avis de Brito, em Famalicão,...

Paíshá 6 horas

Associação dos Restaurantes quer o retorno do uso de máscara obrigatório

PRO.VAR – Associação Nacional de Restaurantes quer restaurar o uso obrigatório de máscaras dentro de restaurantes para clientes e trabalhadores....

Desportohá 6 horas

Rali de Portugal: Competição ‘a sério’ começa hoje com oito especiais

A verdadeira competição na 55.ª edição do Rali de Portugal arranca hoje com a disputa de oito troços especiais, desenhados...

Paíshá 6 horas

Rússia ameaça fechar a “torneira” dos cereais aos países ocidentais

O ex-Presidente russo Dmitri Medvedev declarou esta sexta-feira que a Rússia vai cortar a exportação de cereais para proteção do...

Arquivo

FAMA NAS REDES