Siga-nos nas redes

Economia

Combustíveis: Gasóleo sobe 3 cêntimos e gasolina sobe 1,5 na próxima segunda-feira

Publicado

em

A próxima semana deverá começar com um aumento dos combustíveis, a verificar já no próximo dia 10 de janeiro, com gasolina simples 95 a subir 1,5 cêntimos por litro e o gasóleo simples a subir 3 cêntimos por litro, de acordo com os cálculos efetuados pelo jornal AWAY.

Antes de qualquer destas alterações, lembre-se que, em Portugal, o preço médio do gasóleo é de 1,522 euros por litro, enquanto que o preço médio da gasolina simples 95 é de 1,705 euros por litro.

Portugal tem a 9.ª gasolina mais cara entre os 27 países da União Europeia, 6,5 cêntimos acima da média europeia e 21 cêntimos mais cara do que em Espanha.

O preço gasóleo ocupa a 10ª posição do ranking europeu.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

Economia

Serviço de carregamento de veículos elétricos da Galp volta a aumentar a 01 fevereiro

Publicado

em

Por

O serviço de carregamento de veículos elétricos da Galp vão voltar a aumentar a partir do dia 01 de fevereiro, apenas um mês depois da empresa ter atualizado as suas tarifas, resultando numa subida de 9,8% nas horas de vazio e de 7,5% nas horas fora de vazio.

De acordo com o jornal ECO, este novo aumento irá resultar num acréscimo de 5,6% nas horas de vazio e 4,5% fora de vazio.

“Conforme anunciado no final de novembro, a Galp atualizou a partir de 1 de janeiro de 2022 os preços finais de eletricidade, sendo que o novo preço reflete o aumento do custo de aquisição de energia, bem como a previsão de redução das tarifas de acesso às redes, anunciada pela ERSE para 2022. Os novos preços do tarifário Galp Electric resultam desse aumento de janeiro e de um posterior acerto, em fevereiro, resultante do fim de um apoio financeiro relacionado com a isenção de parte da tarifa da Entidade Gestora da Mobilidade Elétrica (EGME)”, pode ler-se na resposta da empresa à mesma fonte.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Preço do pão sobe em 2022 para refletir subida dos custos de produção

Publicado

em

Por

O preço do pão deverá subir este ano, refletindo a subida nos valores dos fatores de produção, adiantou a Associação do Comércio e da Indústria de Panificação (ACIP), ressalvando que a decisão depende de cada empresa.

“Cabe a cada empresa tomar a decisão de subir, baixar ou manter o preço do seu pão, uma vez que o preço e o peso do pão é calculado em função do custo da sua produção e esse custo tem vindo a aumentar. Assim e, apesar de não se poder estabelecer uma percentagem para o acerto do pão, a variação nos preços da farinha, energia e mão-de-obra deverão ser um bom indicador da mesma”, apontou, em resposta à Lusa, o presidente da direção da ACIP, Luís Gonçalves.

Segundo este responsável, o aumento nos fatores de produção está a colocar “pressão no preço final” dos produtos, com muitas empresas da panificação e pastelaria a verem as suas margens de lucro “esmagadas numa luta pelo equilíbrio entre a satisfação do cliente e a viabilidade do negócio”.

No entanto, a ACIP notou que, apesar de preocupados, os empresários estão a “trabalhar ativamente na criação de soluções”.

Já no que se refere ao consumo, Luís Gonçalves notou que em 2021 foi “equivalente a anos anteriores”, o que se pode justificar pelo facto de o pão ser um bem “de primeira necessidade” e por fazer parte da dieta dos portugueses, que procuram produtos tradicionais, inovadores ou para dietas específicas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Eleições: Cada minuto de publicidade eleitoral na televisão custa 2.465 euros ao Estado

Publicado

em

Por

O Estado vai pagar 2.465 euros por cada minuto de tempo de antena transmitido nas televisões (RTP, SIC e TVI), num total de 2,3 milhões de euros que serão gastos nesta publicidade eleitoral, que envolve também as rádios.

No âmbito da campanha para a eleição da Assembleia da República do próximo dia 30 de janeiro, foram admitidas 23 candidaturas com direito de antena, segundo a Comissão Nacional de Eleições (CNE).

As candidaturas aceites foram a Aliança, Alternativa Democrática Nacional (ADN), Bloco de Esquerda (BE), CDS-PP, Chega, Ergue-te, Iniciativa Liberal (IL), Juntos Pelo Povo (JPP), Livre, Movimento Alternativa Socialista (MAS), Partido da Terra (MPT), Nós, Cidadãos!, Pessoas – Animais – Natureza (PAN), CDU (PCP/PEV), PCTP/MRPP, Partido Social Democrata (PPD/PSD), Madeira Primeiro (PPD/PSD.CDS-PP), AD/Aliança Democrática (PPD/PSD.CDS-PP.PPM), Partido Popular Monárquico (PPM), Partido Socialista (PS), Partido Trabalhista Português (PTP), Reagir Incluir Reciclar (RIR) e Volt Portugal.

A compensação atribuída às estações de televisão e rádios para a campanha totaliza, neste escrutínio, 2.389.600 euros.

Segundo a tabela publicada em Diário da República, a RDP vai receber 64.267,30 euros, a Rádio Comercial 214.318,60 euros e a Rádio Renascença 287.645,40 euros.

Em relação às estações de radiodifusão de âmbito regional, a M80 irá receber 36.602,15 euros, a TSF 36.602,15 euros e o Posto Emissor de Radiodifusão do Funchal 9.419,10 euros.

Os valores aumentam para as estações de televisão públicas e privadas: A RTP recebe 389.611 euros, a SIC 741.570 euros e a TVI 636.565 euros.

Em relação aos tempos de antena televisivos, e de acordo com as grelhas divulgadas pela CNE, são 20 as candidaturas – Aliança, ADN, BE, CDS-PP, Chega, Ergue-te, IL, JPP, Livre, MAS, MPT, Nós, Cidadãos!, PAN, CDU, PCTP/MRPP, PSD, PS, PTP, RIR e Volt Portugal – que, no total, irão usufruir de 706,28 minutos desta publicidade eleitoral nas três televisões.

O tempo de antena que cada candidatura irá usufruir, em spots que, na maioria, duram três minutos, não é igual para todas.

A Aliança vai usufruir de 21,75 minutos nos três canais telvisivos, a ADN de 30,81, o BE de 40,05, o CDS-PP de 38,08, o Chega de 40,05, tal como o Ergue-te e a IL, o JPP de 25,23 minutos, o Livre, o MAS e o MPT de 40,05 minutos cada um, o Nós, Cidadãos! de 24,18, o PAN e a CDU de 40,05 cada, o PCTP/MRPP de 18,57, o PSD de 30,08, o PS de 40,05, o PTP de 31,56, o RIR de 40,05 e o Volt Portugal de 37,47 minutos.

Tendo em conta que as compensações às televisões totalizam 1.740.746 euros, cada um dos 706 minutos televisivos contemplados nestas grelhas custa 2.465 euros.

Segundo a Lei Eleitoral da Assembleia da República, as estações de rádio e de televisão reservam aos partidos políticos e às coligações tempos de antena durante o período da campanha eleitoral.

O tempo de antena nos canais da RTP e privados decorre nos dias úteis, durante 15 minutos, em horário nobre, entre as 19:00 e as 22:00. Aos sábados e domingos a sua duração é de 30 minutos, entre as 19:00 e as 22:00.

Em relação às rádios, a Radiodifusão Portuguesa (RDP) transmite, através dos emissores regionais e na emissão internacional, 60 diários, dos quais 20 minutos entre as 07:00 e as 12:00, 20 minutos entre as 12:00 e as 19:00 e 20 minutos entre as 19:00 e as 24:00.

As estações nacionais de rádio privadas transmitem 60 minutos diários, dos quais 20 minutos entre as 07:00 e as 12:00 e 40 minutos, entre as 19:00 e as 24:00.

As estações privadas de radiodifusão de âmbito regional transmitem 30 minutos diários.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Gasolina e gasóleo voltam a subir entre 2 e 3 cêntimos cada um já esta segunda-feira

Publicado

em

Por

O gasóleo e a gasolina deverão aumentar entre dois e três cêntimos por litro, segundo fonte do setor, citada pela Rádio Comercial.

Totalizando a quarta semana consecutiva de janeiro em que se regista a subida de preços. Consequência do aumento do valor da matéria prima nos mercados internacionais. 

O barril de brent, que serve de referência para os preços nacionais, está neste momento a negociar acima dos 86 dólares. 

Antes de qualquer destas alterações, Portugal continua com 8.ºª gasolina mais cara na União Europeia, enquanto que o gasóleo ocupa a 10.ª posição, no mesmo ‘ranking’.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Empresa tecnológica da Maia vai recrutar 200 engenheiros

Publicado

em

Por

A empresa Critical Manufacturing, dedicada à produção de software, com sede na Maia, quer recrutar cerca de 200 engenheiros, segundo o jornal online “Dinheiro Vivo”.

Em declarações àquela publicação, o CEO e confundador da tecnológica (que nasce a partir de antigos funcionários da entretanto encerrada Qimonda), Francisco Almada Lobo, revela que as condições de trabalho são idênticas às outras empresas do género, contando já com 300 colaboradores, 100 dos quais contratados no último ano.

O recrutamento arranca já no próximo mês de fevereiro, dedicado a engenheiros de gestão industrial e desenvolvimento de software, bem como suporte, marketing e comercial.

A empresa, que está a implementar um investimento de dois milhões de euros nas instalações, localizadas na TecMaia, tem uma carteira de .80 clientes e trabalha apenas para o mercado estrangeiro, com destaque para a China, e Estados Unidos”, revela o CEO.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Gasóleo sobe até 3 cêntimos esta segunda-feira. Gasolina sobe 2 cêntimos

Publicado

em

Por

Os combustíveis vão voltar a subir esta segunda-feira, com a evolução das cotações a apontar para um acréscimo até 3 cêntimos por litro no gasóleo e 2 cêntimos por litro, na gasolina.

Estas previsões são avançadas pela Multinews, que cita fontes ligadas ao setor.

Antes de qualquer destas alterações, Portugal continua com 8.ºª gasolina mais cara na União Europeia, enquanto que o gasóleo ocupa a 10.ª posição, no mesmo ‘ranking’.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Aumento da garantia dos automóveis usados pode fazer aumentar o preço em 500€

Publicado

em

Por

O aumento do tempo da garantia dos bens móveis para três anos, que já entrou em vigor com o novo ano, poderá traduzir-se num aumento do preço dos carros usados, numa média de 500 euros, disse o diretor-geral do Standvirtual à CM.

De acordo com Nuno Castel-Branco, “o impacto será mais sensível quanto mais antigo for o carro”, sublinhando que “500 euros num automóvel de 20 mil euros não tem o mesmo impacto que num de três ou quatro mil”.

Apontando o exemplo da vizinha Espanha, o diretor-geral do Standvirtual, afirma que Portugal devia também adoptar o sistema de aplicar apenas um ano de garantia para estes veículos, o período mínimo estabelecido pela UE.

Temendo que os consumidores comecem a optar por mercados de venda de carros paralelos, Castel-Branco lamenta que o setor que representa não tenha sido ouvido pelo Governo aquando a tomada desta decisão.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Ano começa com subida de 3 cêntimos no gasóleo e gasolina

Publicado

em

Por

O ano de 2022 começa com um aumento do preço dos combustíveis, que se deverá poder confirmar, já esta segunda-feira, avança o Autoportal, citando fontes ligadas a este setor.

De acordo com esta fonte, o preço do gasóleo e da gasolina deverá registar um aumento de cerca de 3 cêntimos.

Até à data, e antes de qualquer destas alterações de preço, o preço médio do gasóleo simples esta fixado nos 1,497, em Portugal, enquanto que a gasolina simples 95 tem o seu preço estabelecido nos 1,664 euros por litro.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Com o novo ano, os preços aumentam nos produtos e serviços. Afinal, o que muda?

Publicado

em

Por

Com a chegada do novo ano regista-se também o aumento generalizado do preço de produtos e serviços. Conheça, abaixo, as atualizações que vão ter influência na carteira de todos os portugueses.

Eletricidade

O preço da eletricidade para as famílias do mercado regulado vai subir, em média, 0,2% a partir de hoje, anunciou a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em 15 de dezembro. “Para os consumidores que permaneçam no mercado regulado (que representam 5% do consumo total e 915 mil clientes), ou que, estando no mercado livre, tenham optado por tarifa equiparada, a variação média anual das tarifas transitórias de venda a clientes finais em baixa tensão é de 0,2%”, indicou na altura, em comunicado, o regulador. Ainda assim, ressalvou a ERSE, em janeiro de 2022, os consumidores vão constatar uma descida média de 3,4% e relação aos preços em vigor em dezembro do corrente ano.

Já os consumidores da tarifa social vão beneficiar de um desconto de 33,8% sobre as tarifas de venda a clientes finais. No mercado liberalizado, as tarifas de eletricidade da EDP Comercial vão subir em média 2,4% em 2022, o que corresponde a um acréscimo na fatura das famílias de cerca de 90 cêntimos por mês, refletindo a subida dos custos da energia. Já a Endesa vai manter os preços da eletricidade para as famílias e pequenos negócios. Por sua vez, a Galp vai aumentar os preços da eletricidade a partir de hoje, uma subida que rondará os 2,7 euros mensais para as potências contratadas mais representativas.

Rendas

As rendas vão subir 0,43% em 2022, depois de congeladas em 2021, confirmou um aviso do INE – Instituto Nacional de Estatística, publicado em outubro, representando um aumento de cerca de 43 cêntimos por cada 100 euros de renda. O coeficiente de atualização de 0,43% para os contratos de arrendamento rurais e urbanos para 2022, publicado em Diário da República, acontece após o congelamento no ano passado, na sequência de variação negativa do índice de preços, e aumentos de 0,51% em 2020, 1,15% em 2019, 1,12% em 2018, 0,54% em 2017 e 0,16% em 2016.

Portagens

O preço das portagens nas autoestradas deverá aumentar 1,84% em 2022, tendo em conta a taxa de inflação homóloga, sem habitação para outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em 2020 e 2021 os preços das portagens não foram alterados, após quatro anos consecutivos de subidas: em 2019 as portagens nas autoestradas aumentaram 0,98%, depois de aumentos de 1,42% em 2018, de 0,84% em 2017 e de 0,62% em 2016.

Por sua vez, a Brisa Concessão Rodoviária anunciou que 28 das 93 taxas de portagem aplicadas na classe 1 vão aumentar este ano, justificando a subida com a taxa de inflação homóloga.

Segundo a empresa, 28 das 93 taxas de portagem aplicadas na classe 1 (30% do total) serão atualizadas, “sendo que, na maioria dos percursos com mais elevada frequência de automobilistas ou com maior extensão, o impacto será diminuto”, referiu em comunicado, acrescentando que as suas tarifas de portagem irão registar em 2022 “uma atualização média de 1,57%”.

A Brisa aponta que os preços das portagens permaneceram inalterados em 2020 e 2021 e que a última atualização, em 2019, teve um coeficiente de 0,88%.

Os principais percursos em longa de distância com aumentos serão a A2, entre Lisboa e Algarve, com mais 0,35 euros, A1, entre Lisboa e Porto, com mais 0,20 euros, e A6, entre Marateca e Caia, também com mais 0,20 euros.

Entre os principais percursos urbanos com elevada frequência de automobilistas, o maior aumento será na A3, entre Porto e Valença, que passará a custar mais 0,25 euros.

O sublanço entre Maia e Santo Tirso, na A3, a A5, Lisboa e Cascais, e a A4, entre Porto e Amarante, terão uma atualização de 0,05 euros.

Transportes

O preço dos transportes públicos que irá vigorar a partir de hoje é atualizado em 0,57%, de acordo com a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT).

Por outro lado, os preços dos passes sociais no Porto vão manter-se em 2022, segundo o presidente da Área Metropolitana do Porto (AMP), Eduardo Vítor Rodrigues.

Já os passes únicos Navegante, Municipal e Metropolitano vão manter o seu valor no próximo ano, de 30 e 40 euros, respetivamente, anunciou a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML).

Telecomunicações

Fonte oficial da Nowo garantiu que, “para o próximo ano [2022], não estão previstas quaisquer atualizações de preço” pela operadora de comunicações eletrónicas.

Já a Meo, da Altice Portugal, “procederá a uma atualização do preço base da mensalidade em tarifários/pacotes, com efeitos em 01 de janeiro de 2022, de acordo com as condições contratuais”, disse fonte oficial.

As restantes operadoras ainda não deram a conhecer a sua decisão.

Inspeções obrigatórias

O preço da inspeção obrigatória de automóveis ligeiros aumenta para 31,80 euros e o de pesados para 47,59 euros a partir de hoje, segundo uma deliberação publicada no Diário da República.

O aumento das tarifas das inspeções técnicas a veículos rodoviários, previsto numa deliberação Instituto da Mobilidade e dos Transportes, vigora a partir de 01 de janeiro de 2022 e teve por base a última atualização do INE da taxa de inflação (sem habitação), referente a novembro de 2021, com uma taxa de variação média anual (sem habitação) de 0,99%.

Na deliberação é apresentado o valor base para os veículos ligeiros de 25,85 euros, a que acresce IVA a 23%.

A tarifa base dos veículos pesados sobe para 38,69 euros, a que acresce IVA, a dos motociclos, triciclos e quadriciclos para 13,02 euros e as dos reboques e semirreboques para 25,85 euros.

Já a tarifa base da reinspeção de inspeções aumenta para 6,48 euros, a atribuição ou reposição de matrícula para 64,53 euros, a extraordinária para 90,25 euros e a emissão de segunda via da ficha/certificado de inspeção para 2,43 euros.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Eletricidade, rendas, transportes e comunicações: Preços vão aumentar em 2022

Publicado

em

Por

O ano que se aproxima vai ficar marcado pelo aumento generalizado de preços que os consumidores irão pagar pelos serviços que usam no dia-a-dia.

A eletricidade aumenta para quem está no mercado regulado, mas também para os clientes que já passaram para o liberalizado.

As portagens e os transportes também registam acréscimos, assim como as rendas.

As atualizações de preços já conhecidas para 2022 são as seguintes:

+++ Eletricidade +++

O preço da eletricidade para as famílias do mercado regulado vai subir, em média, 0,2% no próximo ano, anunciou a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em 15 de dezembro.

“Para os consumidores que permaneçam no mercado regulado (que representam 5% do consumo total e 915 mil clientes), ou que, estando no mercado livre, tenham optado por tarifa equiparada, a variação média anual das tarifas transitórias de venda a clientes finais em baixa tensão é de 0,2%”, indicou na altura, em comunicado, o regulador.

Ainda assim, ressalvou a ERSE, em janeiro de 2022, os consumidores vão constatar uma descida média de 3,4% e relação aos preços em vigor em dezembro do corrente ano.

Já os consumidores da tarifa social vão beneficiar de um desconto de 33,8% sobre as tarifas de venda a clientes finais.

No mercado liberalizado, as tarifas de eletricidade da EDP Comercial vão subir em média 2,4% em 2022, o que corresponde a um acréscimo na fatura das famílias de cerca de 90 cêntimos por mês, refletindo a subida dos custos da energia.

Já a Endesa vai manter os preços da eletricidade para as famílias e pequenos negócios em 01 de janeiro, disse à Lusa fonte oficial da comercializadora de energia no mercado liberalizado.

Por sua vez, a Galp vai aumentar os preços da eletricidade a partir de 01 de janeiro, uma subida que rondará os 2,7 euros mensais para as potências contratadas mais representativas, adiantou à Lusa fonte oficial da empresa.

+++ Rendas +++

As rendas vão subir 0,43% em 2022, depois de congeladas este ano, confirmou um aviso do INE – Instituto Nacional de Estatística, publicado em outubro, representando um aumento de cerca de 43 cêntimos por cada 100 euros de renda.

O coeficiente de atualização de 0,43% para os contratos de arrendamento rurais e urbanos para 2022, publicado em Diário da República, acontece após o congelamento este ano, na sequência de variação negativa do índice de preços, e aumentos de 0,51% em 2020, 1,15% em 2019, 1,12% em 2018, 0,54% em 2017 e 0,16% em 2016.

+++ Portagens +++

O preço das portagens nas autoestradas deverá aumentar 1,84% em 2022, tendo em conta a taxa de inflação homóloga, sem habitação para outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em 2020 e 2021 os preços das portagens não foram alterados, após quatro anos consecutivos de subidas: em 2019 as portagens nas autoestradas aumentaram 0,98%, depois de aumentos de 1,42% em 2018, de 0,84% em 2017 e de 0,62% em 2016.

+++ Transportes +++

O preço dos transportes públicos que irá vigorar a partir de 01 de janeiro de 2022 será atualizado em 0,57%, de acordo com a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT).

Por outro lado, os preços dos passes sociais no Porto vão manter-se em 2022, segundo o presidente da Área Metropolitana do Porto (AMP), Eduardo Vítor Rodrigues.

Já os passes únicos Navegante, Municipal e Metropolitano vão manter o seu valor no próximo ano, de 30 e 40 euros, respetivamente, anunciou a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML).

+++ Telecomunicações +++

Fonte oficial da Nowo disse à Lusa que, “para o próximo ano, não estão previstas quaisquer atualizações de preço” pela operadora de comunicações eletrónicas.

Já a Meo, da Altice Portugal, “procederá a uma atualização do preço base da mensalidade em tarifários/pacotes, com efeitos a 01 de janeiro de 2022, de acordo com as condições contratuais”, disse fonte oficial.

As restantes operadoras ainda não deram a conhecer a sua decisão.

++++ Inspeções obrigatórias ++++

O preço da inspeção obrigatória de automóveis ligeiros aumenta para 31,80 euros e o de pesados para 47,59 euros a partir de 01 de janeiro, segundo uma deliberação publicada no Diário da República.

O aumento das tarifas das inspeções técnicas a veículos rodoviários, previsto numa deliberação Instituto da Mobilidade e dos Transportes, vigora a partir de 01 de janeiro de 2022 e teve por base a última atualização do INE da taxa de inflação (sem habitação), referente a novembro de 2021, com uma taxa de variação média anual (sem habitação) de 0,99%.

Na deliberação é apresentado o valor base para os veículos ligeiros de 25,85 euros, a que acresce IVA a 23%.

A tarifa base dos veículos pesados sobe para 38,69 euros, a que acresce IVA, a dos motociclos, triciclos e quadriciclos para 13,02 euros e as dos reboques e semirreboques para 25,85 euros.

Já a tarifa base da reinspeção de inspeções aumenta para 6,48 euros, a atribuição ou reposição de matrícula para 64,53 euros, a extraordinária para 90,25 euros e a emissão de segunda via da ficha/certificado de inspeção para 2,43 euros.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 36 minutos

Apoio aos combustíveis de táxis e autocarros prolongado até final de março

 A autorização do Governo para prolongar até final de março o pagamento de apoios para compensar a subida dos combustíveis...

Paíshá 51 minutos

Covid-19: Vacinados têm 60 vezes menos probabilidade de contrair miocardites -Estudo

 A miocardite por infeção com SARS-CoV-2 é 60 vezes mais frequente do que após a vacinação e pode ter sintomas...

Paíshá 1 hora

Acidente com sopa quente deixa menina de 3 anos com queimaduras na cara

Uma menina de 3 anos sofreu queimaduras de 1.º e 2.º grau na face, esta terça-feira, provocadas por sopa, em...

Desportohá 2 horas

Morreu Maria Amélia Canossa, a mulher que deu voz ao hino do FC Porto

A mulher que deu voz ao hino do FC Porto, Maria Amélia Canossa, morreu na terça-feira, aos 88 anos, revelou o...

Regiãohá 2 horas

Despiste na A3 faz um ferido em Santo Tirso

Uma pessoa ficou ferida, ao final da tarde desta terça-feira, na sequência de um despiste, no sentido Norte-Sul da A3,...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Carro roubado junto à Farmácia de Ribeirão queimado e atirado ao Rio Ave em Riba de Ave

Um carro, roubado na madrugada desta terça-feira, nas imediações da Farmácia de Ribeirão, foi queimado e atirado ao Rio Ave,...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Colisão entre 3 ligeiros faz 1 ferido na EN206 em Vermoim

Uma pessoa ficou ferida, na noite desta terça-feira, na sequência de uma colisão, envolvendo três veículos ligeiros, na EN206, na...

Paíshá 16 horas

“Momento humano” de GNR a jogar futebol com criança recebe “chuva” de elogios ‘online’

Um vídeo partilhado nas redes sociais, que mostra um militar da GNR e uma criança a jogar futebol, no intervalo...

Paíshá 17 horas

Manifestante interrompe Ventura para lhe pedir que tenha mais perdão -“Fiquei muito triste”

A arruada do Chega em Portimão arrancou com uma interpelação de Manuela, auxiliar de ação médica e cristã, que recordou...

Paíshá 18 horas

Covid-19: Instituto do Sangue apela para “reforço imediato de dádivas de sangue”

O Instituto do Sangue apelou hoje para o contributo de todos os potenciais dadores, numa “altura particularmente exigente” devido à...

Famalicãohá 18 horas

PAN critica condições climatéricas do Mercado Municipal de Famalicão

Os candidatos por Braga do PAN visitaram, este sábado o Mercado Municipal de Famalicão, em ação de campanha para as...

Famalicãohá 18 horas

Jorge Paulo Oliveira diz que Governo esqueceu Famalicão em matéria de Saúde

O deputado famalicense Jorge Paulo Oliveira visitou a Unidade de Saúde Familiar (USF) de Requião, no âmbito da campanha para...

Famalicãohá 18 horas

Close-Up regressa à Casa das Artes de 26 a 29 de janeiro

A primeira réplica do sexto episódio do Close-Up – Observatório de Cinema de Famalicão decorre nos dias 26, 28 e 29...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão, Póvoa e Barcelos exigem nó de acesso à A7 em Fradelos

Os autarcas de Famalicão, Póvoa de Varzim e Barcelos querem ver concretizado o nó de ligação à A/7 na zona...

Paíshá 19 horas

Covid-19: Autoagendamento aberto para maiores de 25 anos para dose de reforço

O​​​​​​​ autoagendamento da dose de reforço da vacina contra a covid-19 já está disponível para pessoas com 25 ou mais...

Paíshá 20 horas

Baixas médicas de janeiro subiram 706% face ao mês de dezembro

As baixas por covid-19 processadas em Janeiro, até dia 24, dispararam 706% face a Dezembro, para 187 mil, tendo sido...

Paíshá 20 horas

Homem de 60 anos gravemente ferido após queda junto ao farol de Leça da Palmeira

Um homem com cerca de 60 anos ficou com ferimentos graves na sequência de de uma queda para uma zona...

Paíshá 20 horas

Covid-19: Mais 48 mortos e 57.657 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 48 óbitos provocados pela pandemia e 57.657 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Bragahá 21 horas

PSP deteve suspeito de diversos furtos em estabelecimentos em Braga

A PSP deteve um homem de 32 anos “fortemente suspeito” de “diversos” furtos qualificados, ocorridos maioritariamente em estabelecimentos na cidade...

Paíshá 22 horas

Covid-19: Número ” exageradíssimo” de infeções é fruto do “relaxamento”

O virologista do Instituto de Medicina e Higiene Tropical (IMHT) Celso Cunha considera que ainda não é altura para aliviar...

Arquivo

FAMA NAS REDES