Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Covid-19: Médicos responsabilizam Governo por falta de planeamento

Publicado

em

Apelando ao reforço dos meios disponíveis, o Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) responsabilizou hoje o Ministério da Saúde, Governo e Presidente da República pela falta “inaceitável” do adequado planeamento da resposta à pandemia de covid-19.

Em comunicado, a SMZS sublinha que vários hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo estão “em situação de rutura, sendo incapazes de assegurar o adequado atendimento de ‘doentes covid’ e ‘não covid’ em tempo útil.

Para o sindicato, a falta de meios humanos, de camas e até de oxigénio tem levado à acumulação dos doentes em maca, à porta dos hospitais e nas ambulâncias.

“O SMZS responsabiliza a ministra da Saúde, o Governo e o Presidente da República pela falta incompreensível e inaceitável do adequado planeamento da resposta a uma pandemia que dura há vários meses e em que estava anunciado o cenário de agravamento, e pelo alívio das medidas de contenção da pandemia durante as festividades da época natalícia, que está na base do elevado número de mortes e na situação de rutura dos serviços de saúde a que estamos a assistir”, afirma o sindicato.

Na nota, o Sindicato exorta o Governo a reforçar os meios de resposta à pandemia, não só nos serviços públicos, mas também requisitando a capacidade instalada dos serviços privados e do setor social.

Na sequência da situação de rutura nos hospitais, o SMZS aconselha “todos os médicos a entregarem minutas de escusa de responsabilidade para que as administrações, e o próprio Ministério da Saúde, se consciencializem dos graves erros que estão a ser cometidos na gestão da pandemia”.

O SMZS faz também um apelo aos cidadãos para que cumpram as normas e evitem o contágio de forma a que o Serviço Nacional de Saúde possa assegurar um atendimento adequado a todos os que dele precisem, sublinhando que o aumento do número de infeções tem sido responsável por graves constrangimentos no atendimento nos serviços de urgência hospitalares.

Na nota, o SMZS chama também a atenção para a crónica falta de profissionais que tem levado ao aumento do tempo de espera nas urgências e ao agravamento crítico do estado de saúde dos doentes em espera, além da falta de camas para fazer face à afluência às urgências que tem resultado na acumulação de doentes em macas e até em cadeirões.

“Com as urgências cheias, sucedem-se as filas de ambulâncias à porta de vários hospitais, onde os doentes acabam por ter de esperar várias horas, sendo necessário os médicos e enfermeiros abandonarem o serviço de urgência para prestarem cuidados nas ambulâncias, quando lhes é possível. Esta situação tem levado a indisponibilidade de ambulâncias para o transporte de doentes, covid e não covid”, adianta o sindicato.

O SMZS diz também ter conhecimento de que vários hospitais “não conseguem fornecer oxigénio com a adequada pressão aos doentes, problema que tende a agravar-se nos próximos dias”.

Devido à falta de meios, realça o SMZS, os critérios de atendimento e internamento em várias unidades “tornaram-se mais restritos, deixando de fora muitos doentes com dificuldade respiratória e com estados clínicos potencialmente em agravamento.

Toda a situação, segundo o Sindicato, é agravada pelo cancelamento de consultas e cirurgias, incluindo as oncológicas.

“Nos centros de saúde, verifica-se também uma grande dificuldade em assegurar o atendimento de doentes covid e o habitual acompanhamento de doentes não covid, com os médicos de família quase exclusivamente alocados a tarefas de rastreio de contactos e de Trace covid-19”, é referido.

O SMZS diz ainda ter tido conhecimento de que em vários hospitais estão a ser mobilizados, para o atendimento a ‘doentes covid’, médicos de todas as especialidades, incluindo cirurgia, ortopedia, anatomia patológica, pediatria e psiquiatria, o que aumenta a possibilidade de erro e compromete a qualidade dos cuidados prestados e chama a atenção para o estado de exaustão em que se encontram estes profissionais.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.031.048 mortos resultantes de mais de 94,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.028 pessoas dos 556.503 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Famalicãohá 7 minutos

Famalicão: Um ferido após acidente de mota em zona florestal

Uma pessoa ficou ferida esta tarde em Delães depois de se ter despistado quando seguia de mota numa zona florestal,...

Paíshá 27 minutos

Covid-19: Variante do Reino Unido já é detetada em 58% das amostras recolhidas pelo INSA

A variante do coronavírus originária do Reino Unido foi detetada em 58% das amostras analisadas em fevereiro pelo Instituto Nacional...

Paíshá 1 hora

Covid-19: Cabeleireiros acusam serviços ao domicílio de “concorrência desleal”

A Associação Portuguesa de Barbearias, Cabeleireiros e Institutos de Beleza (APBCIB) condenou esta quarta-feira a “concorrência desleal” por parte de...

Regiãohá 2 horas

S.E. defende não haverem culpados do incêndio que matou mais de 70 cães em Santo Tirso

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu esta quarta-feira que “não tem de haver culpados” no incêndio...

Famalicãohá 2 horas

Câmara de Famalicão projeta novo Campus da Proteção Civil com heliporto em Bairro

Famalicão pretende abrir um “Campus da Proteção Civil” no Parque de Diversões António Sampaio, na freguesia de Bairro. A implementação...

Famalicãohá 3 horas

Detidos em Famalicão com droga em carro roubado com matriculas falsas

Dois homens de 29 e 32 anos foram detidos esta terça-feira, em Famalicão , por tráfico de estupefacientes, furto e...

Paíshá 3 horas

Ferro analisa constituicionalidade da “Lei da Nacionalidade” do partido Chega

O presidente do parlamento pediu hoje um parecer à comissão de Assuntos Constitucionais sobre um projeto do Chega que retira...

Paíshá 3 horas

Covid-19: Surto na Casa do Artista totaliza 11 infetados e já matou 11 pessoas

O número de infetados no surto de covid-19 na Casa do Artista, em Lisboa, é de 11 pessoas, uma das...

Economiahá 4 horas

Hotelaria pede apoios semelhantes aos dados a quem foi obrigado a fechar negócios

A Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) reiterou hoje que o setor precisa de apoios semelhantes aos dados a quem...

Paíshá 4 horas

Covid-19: Mais 41 mortos e 979 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 41 óbitos provocados pela pandemia e 979 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 4 horas

Diretores escolares defendem vacinação de profissionais para o regresso ao ensino presencial

Os diretores escolares defenderam hoje que a vacinação contra a covid-19 de trabalhadores docentes e não docentes seria um “passo...

Bragahá 4 horas

Braga: Homem de 78 anos morre de desgosto após falecimento da esposa

Um homem de cerca de 78 anos, residente em Braga, faleceu na última sexta-feira após lhe serem dadas as notícias...

Paíshá 5 horas

Dado como morto por engano ficou sem acesso a receitas médicas sendo “Utente Falecido”

Um homem que foi erroneamente dado como morto pelo Serviço Nacional de Saúde está sem acesso às suas receitas médicas...

Desportohá 5 horas

Jovem futebolista João Ferreira natural de Balasar renova com o Benfica até 2026

O futebolista internacional sub-19 português João Ferreira, que foi integrado no plantel principal do Benfica esta temporada, renovou contrato com...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Homem em estado grave após sofrer acidente de trabalho

Um homem ficou gravemente ferido após sofrer um acidente de trabalho, na manhã desta quarta-feira, em Oliveira S. Maria. A...

Paíshá 6 horas

Mais de 17% dos portugueses encontram-se em risco de pobreza

Mais de 12% da população portuguesa estava em 2019 numa situação de pobreza persistente e 17,2% em risco de pobreza,...

Paíshá 6 horas

PJ: Vendedor ambulante vivia do rendimento mínimo e conduzia Porsche de 60 mil euros

Um homem que conduzia um Porsche Cayenne de cerca de 60 mil euros e que vivia do rendimento mínimo foi...

Paíshá 6 horas

Encerramento das escolas e e teletrabalho preocupa entidades de apoio à família, deficiência e de solidariedade social

Várias entidades de apoio à família, deficiência e de solidariedade social estão preocupadas com o impacto do encerramento das escolas...

Paíshá 7 horas

Concertação Social: Governo reúne-se hoje com confederações patronais e sindicais

O Governo reúne-se hoje com as confederações patronais e sindicais, no âmbito da concertação social, para discutir questões relacionadas com...

Paíshá 7 horas

Faleceu hoje Maria José Valério aos 87 anos vítima de covid-19

A cançonetista Maria José Valério, que deu voz à “Marcha do Sporting”, morreu hoje em Lisboa, aos 87 anos, vítima...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191