Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Abstenção recorde de 60% a 70% é esperada nas Eleições Presidenciais 2021

Publicado

em

Devido ao desinteresse dos eleitores e por haver um candidato favorito, as presidenciais de domingo podem registar uma abstenção recorde, entre os 60% e os 70%, devido também ao medo da pandemia de covid-19, segundo especialistas.

Carlos Jalali, professor de Ciência Política da Universidade de Aveiro, e Pedro Magalhães, sociólogo e investigador principal do Instituto de Ciências Sociais (ICS – Universidade de Lisboa), concordam que o efeito covid-19 é imprevisível e muito difícil de medir e antecipar, utilizando argumentos e dados complementares.

“A grande incerteza será o efeito da pandemia sobre o voto”, admitiu, à Lusa, Carlos Jalali, que estudou várias tendências, “modelos” nos últimos anos e descreve o que é o efeito “iô-iô”: quando há eleições em que os presidentes se recandidatam, a abstenção sobe e desce nas seguintes, cinco anos depois, quando há maior disputa.

As presidenciais em que Mário Soares foi reeleito em 1991 “tiveram a abstenção mais alta até essa altura”, mas esse recorde foi depois “ultrapassado em 2001”, na reeleição de Jorge Sampaio, e “ultrapassado novamente em 2011, na eleição que reconduziu Cavaco Silva” em Belém, descreveu.

Além disso, desde 1991 que, em eleições em que o Presidente se recandidata, que “o número de votantes diminui em média cerca de um milhão relativamente à eleição anterior”, acrescentou.

“Se nesta eleição se reproduzisse essa média, a abstenção oficial seria ligeiramente acima dos 65%”, afirmou ainda o professor da Universidade de Aveiro, que tem estudado comportamento eleitoral dos portugueses.

Mais um factor a ter em conta é o efeito do recenseamento automático dos portugueses do estrangeiro, desde 2018, que pode fazer aumentar a abstenção em 5,1 pontos percentuais, para os 56,4% relativamente a 2016, partindo do pressuposto que os eleitores, em Portugal e “lá fora”, mantinham o mesmo comportamento.

Outra forma de compreender o comportamento do eleitorado é “modelizar” com base no “número de votantes mínimo” em eleições em Portugal.

“Se o número de votantes for igual ao das eleições menos participadas dos últimos 10 anos (contando aqui todas as eleições nacionais, presidenciais, legislativas, europeias e autárquicas), em que votaram ligeiramente menos de 3,3 milhões de votantes, a abstenção oficial nestas presidenciais seria de 70%”, disse ainda Carlos Jalali em respostas, por escrito, a questões feitas pela Lusa.

Jalali avisa, porém, que estes “valores não são previsões de abstenção”, mas sim “modelizações com base em padrões anteriores”, deixando mais uma advertência.

“O passado não determina o futuro. Caso fossemos eternos prisioneiros do passado, Portugal não seria agora uma democracia e não estaríamos agora a falar de sobre eleições presidenciais por sufrágio universal, em eleições livres e justas”, justificou.

Pedro Magalhães, sociólogo e investigador do ICS, com investigações na área da abstenção, tem uma opinião e explicações idênticas e admite ser “muito provável” que o valor dos eleitores a ficar em casa atinja um recorde, e apresenta quatro razões.

Em Portugal, argumentou, há “cada vez menos pessoas” a participar em eleições e é preciso recuar até às presidenciais de 2006 para se encontrar uma eleição com mais de cinco milhões de portugueses.

O segundo é o recenseamento automático dos eleitores no estrangeiro, uma “medida positiva”, por dar “uma estimativa mais realista de quem vota entre o real universo” de eleitores, mas que “revela mais abstenção”.

“O terceiro factor é o facto de eleitores e políticos darem menos importância a eleições onde o Presidente é candidato e claro favorito. São eleições menos mobilizadoras e onde os próprios partidos e candidatos fazem menos esforços para mobilizar os eleitores”, disse Pedro Magalhães, em respostas por escrito a perguntas da Lusa.

O “quarto e último factor” é a pandemia em que vivem Portugal e o mundo, e “os receios e obstáculos que isso coloca à participação”, concluiu.

Carlos Jalali afirma que “o efeito da pandemia quase certamente irá sobrepor-se” aos outros fatores, e que “é difícil antever” o seu efeito sobre o voto nas presidenciais.

No início de janeiro, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) lançou uma campanha intitulada “Votar é seguro”, tão seguro como “uma ida às compras ou ao café”, esperando que a pandemia de covid-19 não seja “mais uma desculpa” para não votar.

As eleições presidenciais, que se realizam em plena epidemia de covid-19 em Portugal, estão marcadas para 24 de janeiro e esta é a 10.ª vez que os portugueses são chamados a escolher o Presidente da República em democracia, desde 1976.

A campanha eleitoral termina em 22 de janeiro. Concorrem às eleições sete candidatos, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP) Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 2 horas

FC Famalicão perde por 3-0 frente Boavista

O Boavista deixou hoje de ser o lanterna-vermelha da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 3-0 na receção...

Paíshá 2 horas

Homem de 75 morre após acidente de trator em Guimarães

Um homem com cerca de 75 anos morreu hoje em Candoso-Santiago, no concelho de Guimarães, depois de o trator que...

Paíshá 3 horas

PCP acusa Planos de Resiliência de “servir os grandes interesses monopolistas”

O secretário-geral do PCP recusou que “os proclamados Planos de Recuperação e Resiliência (PRR)”, de resposta à crise sejam uma...

Paíshá 7 horas

Covid-19. Mais 1.007 casos e 26 mortes nas últimas 24 horas

Portugal regista neste sábado mais 1.007 casos de infeção pelo novo coronavírus e mais 26 mortes com Covid-19, indica o...

Desportohá 10 horas

Presidente do Moreirense reinfetado com coronavírus quatro meses depois

O presidente do Moreirense voltou a ter um teste positivo para o coronavírus, quatro meses depois da primeira infeção, confirmou fonte do clube...

Bragahá 11 horas

Futebol distrital de luto. Morreu o Zé Pedro do Rendufe.

O futebol distrital de Braga está de luto. Segundo avança o Amarense ontem, ao final do dia, faleceu o futebolista...

Paíshá 12 horas

Farmacêuticos começam a ser vacinados na segunda-feira contra a Covid.

As autoridades e unidades de saúde locais vão começar a contactar os farmacêuticos registados na Ordem da classe a partir...

Paíshá 13 horas

Depois da polémica nas redes sociais, PSP nega ter multado idoso que se sentou para descansar

A fotografia mostra um idoso sentado num banco de jardim, na cidade do Porto, por cima das fitas que impedem...

Economiahá 14 horas

Gasolina pode atingir o valor mais alto desde junho de 2019

O preço da gasolina em Portugal vai aumentar novamente na próxima semana, enquanto o do gasóleo se deverá manter estável. A evolução...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Morreu o trabalhador que sofreu queda na S. Roque

Acabou por não resistir aos ferimentos o homem, de 44 anos, que na passada quarta-feira de manhã, dia 3 de...

Paíshá 15 horas

Portugal já administrou um milhão de vacinas contra a Covid

O número foi alcançado esta sexta-feira. Portugal ultrapassou um milhão de vacinas contra a Covid-19 administradas, uma marca que o secretário de...

Famalicãohá 15 horas

Junta de Joane transporta idosos para a vacinação contra a Covid

Tendo consciência da dificuldade de alguns joanenses, sobretudo os mais idosos, se deslocarem ao Centro de Vacinação Covid, a Junta...

Entretenimentohá 15 horas

Eurovisão: Representante de Portugal é hoje escolhido na final do Festival da Canção

O representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção, que decorre em maio nos Países Baixos, é hoje escolhido entre...

Paíshá 1 dia

Covid-19: Misericórdias não registaram qualquer morte esta semana devido à vacinação

Os lares das misericórdias não registaram esta semana mortes por covid-19, “números espetaculares” que são “consequência direta da vacinação” e...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: 145 quilos de explosivos apreendidos em pedreira na freguesia de Portela

 A PSP apreendeu hoje 120 quilos de nitrato de potássio, 20 quilos de enxofre e cinco quilos de carvão numa...

Paíshá 1 dia

Conheça aqui a chave do Euromilhões desta sexta-feira

Três apostadores portugueses venceram hoje o 2.º prémio do Euromilhoes, arrecadando, cada um, 268 mil euros. Sem vencedores do 1.º...

Famalicãohá 1 dia

Oliveira Santa Maria disponibiliza transporte para o Centro de Vacinação Covid-19 em Famalicão

A Junta de Freguesia de Oliveira Santa Maria tem à disponibilidade dos seus habitantes transporte para as deslocações ao Centro...

Famalicãohá 1 dia

Bombeiros Famalicenses emitem esclarecimento público sobre Base Apoio Logístico

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses emitiram esta sexta-feira, um esclarecimento público depois de um comunicado emitido no dia de ontem que...

Paíshá 1 dia

João Loureiro já regressou a Portugal e afirma ter sido “ingénuo” no caso da cocaína

João Loureiro regressou hoje a Portugal e afirma ter sido “ingénuo” ou “utilizado” na situação que culminou na apreensão de...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Agrupamento de Escolas D. Sancho I acreditado pelo programa Erasmus

O Agrupamento de Escolas (AE) D. Sancho I conseguiu a Acreditação Erasmus KA1 no Ensino Escolar e no Ensino e...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191