Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

António Costa: “Não podemos tomar decisões conforme as pressões”

Publicado

em

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu hoje, em Bruxelas, que os números de infeções de covid-19 em Portugal “são particularmente dramáticos”, mas insistiu que não se deve “tomar decisões conforme as pressões”, quando questionado sobre o eventual encerramento das escolas.

Num dia em que Portugal contabilizou 219 mortes relacionadas com a covid-19 e 14.647 casos de infeção com o novo coronavírus, novo máximo nacional desde o início da pandemia, António Costa, que se deslocou a Bruxelas para apresentar no Parlamento Europeu as prioridades da presidência portuguesa da UE, reconheceu que “os números de hoje, como é sabido, são particularmente dramáticos e demonstrativos da gravidade da situação que existe no país”.

Sublinhando que, “obviamente, é cedo para tirar conclusões finais sobre as medidas” tomadas pelo Governo na semana passada, “porque é sabido que entre o momento em que se toma as medidas e elas produzem efeito há pelo menos duas semanas de demora”, António Costa reiterou que, mesmo no atual contexto, tudo será feito para evitar o encerramento das escolas, apesar de se multiplicarem as vozes a defender esse cenário.

“Nós não podemos tomar decisões conforme as pressões. Ainda há poucas semanas a pressão era para abrir os restaurantes mais tempo, agora a pressão é para fechar mais. Nós temos de ir tomando as decisões em função daquilo que são as realidades efetivas e qual é a dinâmica efetiva”, declarou.

Costa referiu que “há nesta circunstância concreta (…) um elemento muito importante”, que se prende com “as análises que estão a ser realizadas neste momento no Instituto Ricardo Jorge com base nas amostras recolhidas nos últimos dias”, que considerou “decisivas” para se ter a perceção do grau de prevalência da nova estirpe, que acelera o ritmo de transmissão.

O primeiro-ministro assumiu que, “se a prevalência dessa estirpe for relevante”, aí, porventura, terão de ser tomadas “medidas perante uma nova realidade”, numa lógica que garante ser a mesma “desde o início: O Governo nunca hesitará em tomar a qualquer momento qualquer medida que seja necessária para travar a pandemia”.

“Agora, convém não esquecer que todos sabemos hoje qual foi o custo social e no processo de aprendizagem para as crianças do encerramento das escolas no ano passado. E aqui não se trata de compensar as perdas económicas de uma empresa, porque essas são mais ou menos compensáveis – podemos não compensar tudo, e não temos dinheiro infelizmente para compensar a dimensão das perdas que estão a ter -, estamos a falar da formação de uma geração, e este é um dano cujo preço a pagar não é hoje, é um preço que pagaremos longamente ao longo dos próximos anos. Portanto é preciso ter muita serenidade, ter muita calma, recolher informação e tomar as decisões”, declarou.

Lembrando que na quinta-feira haverá novo Conselho de Ministros, António Costa reiterou que o encerramento dos estabelecimentos escolares só será decretado “em último caso”, mas, atendendo à evolução da situação epidemiológica em Portugal, não excluiu o cenário de “lá ter que chegar”.

“Vamos fazer tudo para evitar o encerramento das escolas, e só o devemos fazer em último caso. Ontem [terça-feira] já o disse na Assembleia [da República]: Se, por exemplo, se vier a verificar que efetivamente a nova variante tem um peso muito grande e que, portanto, isso é um risco acrescido de uma circulação muito mais acelerada na transmissão do vírus, bom, poderemos lá ter que chegar. Mas eu acho que é o desejo de todos seguramente não chegarmos lá”, afirmou.

O primeiro-ministro adiantou que, ainda hoje, assim que estiver de regresso a Lisboa, se reunirá com as ministras da Saúde e da Presidência, e revelou que já falou hoje à tarde com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

“Nós temos estado a manter o acompanhamento permanente da situação todo o dia e eu, hoje, apesar de estar aqui no Parlamento Europeu, tenho mantido um contacto permanente com Portugal para ver a evolução da situação”, disse António Costa.

“A senhora ministra da Saúde e a ministra da Presidência vão reunir hoje ao fim do dia com os epidemiologistas, eu tive a oportunidade ainda há pouco de falar com o Presidente da República, e quando chegar logo à noite a Lisboa irei reunir também com a ministra da Saúde e com a ministra da Presidência. Amanhã [quinta-feira] temos Conselho de ministros, e portanto estamos a avaliar a evolução da situação”, disse.

De acordo com dados da Direção Geral da Saúde (DGS), Portugal registou hoje 219 mortes relacionadas com a covid-19 e 14.647 novos casos de infeção, os valores mais elevados desde o início da epidemia.

Desde o início da pandemia, morreram 9.465 pessoas dos 581.605 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 7 horas

Ministra defende “alterações de comportamento” geral para reduzir desperdício alimentar

A ministra da Agricultura Maria do Céu Antunes defendeu hoje a necessidade de “alterações de comportamento” gerais para combater o...

Paíshá 8 horas

PS defente continuação do confinamento devido ao volume de doentes ainda nos hospitais

O secretário-geral adjunto do PS considerou hoje que a atual situação sanitária do país exige a continuação do confinamento geral...

Regiãohá 9 horas

Incêndio destroi completamente antigo Centro de Saúde de Vila do Conde

Um incêndio destruiu totalmente o antigo Centro de Saúde de Vila do Conde, junto à Estação do Metro de Santa...

Bragahá 9 horas

Presidente de Câmara de Vila Verde condenado a 3 anos e meio de prisão e perda de mandato

O Tribunal de Braga condenou hoje a três anos e meio de prisão, com pena suspensa, e a perda de...

Paíshá 10 horas

Bloco de Esquerda acusa governo de falhar no processo de desconfinamento

A coordenadora do BE, Catarina Martins, acusou hoje o Governo de, ao contrário do povo português, não ter cumprido as...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: Descargas poluentes novamente registadas no Parque da Devesa

Mais uma vez, os utilizadores do Parque da Devesa registaram descargas de substâncias, ao que tudo indica poluentes, no rio...

Barceloshá 12 horas

Homem obrigado a pagar à ex-mulher 60 mil euros por trabalho doméstico em Barcelos

Esta notícia está também disponível em formato podcast: O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação de um homem...

Paíshá 13 horas

Covid-19: Programa Apoiar já encaminhou 440 milhões de euros para as empresas mais afetadas

O ministro do Planeamento indicou hoje em Lisboa, que no âmbito do programa Apoiar, destinado aos setores mais afetados pela...

Famalicãohá 13 horas

PS de Famalicão levanta questões sobre gestão do processo das hortas urbanas da Devesa

A Concelhia de Famalicão do Partido Socialista (PS) critica a forma como a Câmara Municipal geriu o processo das hortas...

Paíshá 13 horas

Vacina de dose única da Johnson & Johnson com eficácia apurada em 85,9%

A vacina de dose única da Johnson & Johnson contra a covid-19 foi considerada eficaz pela Agência Americana dos Medicamentos,...

Famalicãohá 14 horas

Empresa famalicense cria primeiros óculos de proteção de marca portuguesa

A empresa Injex especializada na produção de componentes técnicos em plástico pelo processo de injeção para todo o tipo de...

Paíshá 14 horas

Covid-19: Mais 50 mortos e 1480 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 50 óbitos provocados pela pandemia e 1480 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 14 horas

Avó e duas crianças feridas após ataque de cão de raça perigosa em Palmela

Duas crianças e a sua avó ficaram feridas depois de um ataque de um cão de uma raça perigosa, em...

Economiahá 15 horas

Novo Banco prepara despedimento de 1500 trabalhadores

Defendendo uma renegociação dos objetivos com a Comissão Europeia, os trabalhadores do Novo Banco alertaram esta quarta-feira, no parlamento, que...

Famalicãohá 15 horas

Famalicão: Grupo Etnográfico Rusga de Joane levam cantares tradicionais à “Casa Feliz” da SIC

O Grupo Etnográfico Rusga de Joane esteve esta manhã no programa “Casa Feliz” da SIC com Diana Chaves e João...

Famalicãohá 16 horas

Curta-metragem com atores famalicenses exibida em festival de cinema da Índia

A ACE Escola de Artes de Famalicão congratula os seus dois ex-alunos Rafaela Sá e Francisco Lima pela participação no...

Paíshá 17 horas

Confessou violação de rapariga em direto no Instagram mas PSP acha que é tudo inventado, em Viseu

A PSP de Viseu identificou um jovem que assumiu, em direto na rede social Instagram, ter violado uma rapariga, mas...

Paíshá 17 horas

Covid-19: Portugal irá enviar um milhão de vacinas para Timor-Leste e países PALOP

Portugal vai destinar um milhão de vacinas contra a covid-19 aos PALOP e a Timor-Leste que deverão começar a chegar...

Paíshá 17 horas

Covid-19: Coordenador da ‘taskforce’ defende adiamento da toma da segunda dose da vacina

Para permitir a vacinação de mais 200 mil pessoas até ao fim de março, o coordenador do plano de vacinação...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Autarquia inicia limpeza de mais de 70 hectares de terrenos em zonas industriais

A autarquia de Vila Nova de Famalicão está a levar a cado ações de limpeza dos terrenos localizados à volta...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191