Siga-nos nas redes

País

Estudo: Um terço dos inquiridos sofreu de violência doméstica pela 1.ª vez na pandemia

Publicado

em

Quinze por cento dos inquiridos num estudo sobre violência doméstica em tempos de covid-19 reportou a ocorrência deste crime na sua casa e um terço das vítimas disse ter sido agredida pela primeira vez durante a pandemia.

Os resultados preliminares do estudo da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), hoje divulgados, indicam que são as mulheres quem mais refere ser vítima de violência doméstica (15,5%) durante este período, embora os homens também sejam vítimas (13,1%).

“Este fenómeno, ainda que transversal a todos os grupos etários e níveis de escolaridade, tem especial relevo nos mais jovens e menos escolarizados. São também as pessoas que reportam dificuldades económicas ou cuja atividade profissional foi prejudicada pela pandemia quem mais refere ser vítima de violência doméstica”, sublinha a ENSP em comunicado.

O projeto de investigação “VD@COVID19” procurou analisar a violência doméstica psicológica, física e sexual autorreportada durante a pandemia, tendo para isso recolhido, entre abril e outubro de 2020, um total de 1.062 respostas a um questionário online dirigido à população.

“O desenho do estudo levou a uma maioria de respondentes com ensino superior, o que permitiu incluir grupos sociais que frequentemente têm menor participação em estudos de violência doméstica”, adianta a ENSP.

Os resultados indicam que, “em tempos de Covid-19, a ocorrência de situações de violência é uma realidade em Portugal com 15% dos participantes (159) a relatar ocorrência de violência no seu domicílio e um terço das vítimas (34%) disse ter sofrido violência doméstica pela primeira vez durante a pandemia”.

O tipo de violência mais relatada é a psicológica, com 13% (138 participantes), seguindo-se a sexual, com 1% (11), e a física, com 0,9% (10), existindo coocorrência de diferentes tipos de violência.

Os investigadores referem que “a pandemia e o efeito das medidas de combate à propagação do vírus nos determinantes sociais e de saúde, como o agravamento das desigualdades socioeconómicas, nos consumos de álcool, medicamento e drogas e nos sentimentos de mal-estar e stress, potenciam o risco de violência doméstica”.

Segundo o estudo, a maioria das vítimas não procura ajuda nem a denuncia (72%), por a considerarem “desnecessária”, que “não alteraria a situação” e por se sentirem constrangidos com a situação.

Já os principais motivos para não ter denunciado a situação às autoridades policiais são que o “o abuso não foi grave” e “acreditar que as autoridades não fariam nada”.

As vítimas que procuraram ajuda fizeram-no maioritariamente junto de profissionais de saúde mental e, globalmente, avaliaram positivamente a resposta que receberam.

“Os resultados deste estudo apontam para uma complexidade na ocorrência de violência doméstica e de género em tempos de covid-19, pelo que existem pontos que carecem de maior aprofundamento, como por exemplo, o perfil de vítima e tipo de violência, novas vítimas, e distribuição geográfica”, afirma a coordenadora do estudo, Sónia Dias.

A investigadora adianta que “parece haver sinais de um aumento de casos não reportados oficialmente, considerando o facto de a grande das vítimas em tempos de covid-19 não ter procurado ajuda ou denunciado”, sendo por isso relevante continuar os esforços de recolha, análise e divulgação de dados, a sua caracterização e impactos, contribuindo para uma melhor definição de políticas públicas e planos de ação ao nível da prevenção e combate à violência doméstica.

Será também relevante, defendeu, #continuar os esforços para o planeamento e implementação de ações concretas de intervenção para o combate a todas as formas de violência doméstica e de género, bem como agilizar estratégias de proteção das vítimas em tempo de Covid-19, áreas que são acrescidas de maior dificuldade pelo contexto de pandemia”.

Existe uma relação entre ocorrência de violência doméstica em tempos de Covid-19 e histórico de vitimação, sendo que dois terços dos participantes (66%) já tinham sido vítimas anteriormente.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Bragahá 26 segundos

S. João de Braga vai concretizar-se “com a abertura possível”

Este ano, o S. João vai concretizar-se, entre 18 e 24 de junho, mas apenas com as atividades presenciais “reduzidas...

Sociedadehá 25 minutos

Covid-19: Mais 789 novos casos e 1 morte

O Boletim Epidemiológico da Direção Geral de Saúde divulgado, este sábado, mostra que Portugal regista 789 novos casos de Covid-19...

Famalicãohá 60 minutos

Governo continua sem esclarecer situação relativa à requalificação da N206

O deputado famalicense Jorge Paulo Oliveira considera que “não é aceitável” a falta de respostas do Governo à situação relativa...

Paíshá 3 horas

ASAE apreendeu 306 mil artigos contrafeitos nas últimas semanas

No âmbito do Dia Mundial Anti-Contrafação, a ASAE procedeu a uma apertada fiscalização a nível nacional nas últimas semanas. No...

Bragahá 4 horas

Distrito de Braga em alerta laranja durante o fim de semana

As altas temperaturas não vão dar tréguas este fim de semana, mas a chuva e a trovoada também não. De...

Economiahá 5 horas

Em apenas um ano, os combustíveis subiram 20%

Desde junho de 2020 até ao momento, os combustíveis atingiram um aumento de 20%. O balanço é feito pela Rádio...

Paíshá 6 horas

Saúde mental dos estudantes do ensino superior piorou com a pandemia

Várias associações e federações académicas do ensino superior de norte a sul do país levaram a cabo um estudo com...

Paíshá 6 horas

Época balnear começa hoje. Recorde as regras

Apesar da possibilidade de começar a época balnear a 15 de maio, a grande maioria dos municípios portugueses optaram por...

Paíshá 17 horas

Dois apostadores em Portugal ganham 9.600 euros no Euromilhões desta sexta-feira

Dois apostadores em Portugal venceram, esta sexta-feira, o 3.º prémio do Euromilhões, arrecadando cada um 9.600 euros. Um apostador no...

Regiãohá 19 horas

Afogamento no rio Ave faz um morto, esta tarde, na Trofa

Um homem faleceu, na tarde desta sexta-feira, após se ter afogado no rio Ave, junto ao passadiço do Parque das...

Desportohá 21 horas

Português Jorge Fonseca sagra-se bicampeão mundial de judo

O português Jorge Fonseca sagrou-se hoje bicampeão mundial de judo em -100 kg, ao vencer na final dos Mundiais, a...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: Incêndio deflagra em habitação em Calendário esta tarde

Um incêndio deflagrou, na tarde desta sexta-feira, numa habitação, na Rua Padre António Vieira, em Calendário. Fonte dos bombeiros disse...

Desportohá 22 horas

Internacional angolano Anderson Neri irá reforçar Riba d’Ave Hóquei Clube por uma temporada

O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) informou esta sexta-feira que firmou acordo com o internacional angolano Anderson Neri (28 anos)...

Famalicãohá 24 horas

Famalicão: Infeções por covid-19 voltam a subir no concelho

Os dados da Direção-Geral da Saúde referentes à incidência de novos casos da covid-19, das duas últimas semanas, no concelho...

Paíshá 24 horas

Covid-19: Mais 1 morto e 519 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 1 óbito provocados pela pandemia e 519 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 24 horas

Médicos de família vão enviar cartas aos utentes pedindo compreensão sobre atrasos

Os médicos de família vão entregar, a partir de segunda-feira, uma nota aos utentes a pedir compreensão pelos atrasos nas...

Famalicãohá 1 dia

Alerta! Famalicão sob aviso amarelo esta sexta-feira com a previsão de chuva, trovoada e granizo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou, esta sexta-feira, todo o distrito de Braga em aviso amarelo...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Incêndio deflagra em habitação, ao final desta manhã, em Joane

Um incêndio deflagrou, ao final da manhã desta sexta-feira, numa habitação, em Joane, na Avenida Dr. Mário Soares. Fonte dos...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão celebra hoje 60 anos da inauguração dos Paços do Concelho

Famalicão celebra hoje os 60 anos da inauguração dos Paços do Concelho e Tribunal, inaugurados durante as Festas Antoninas a...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Bloco de Esquerda questiona Governo sobre ‘lay-off’ aplicado na empresa Coindu

O Bloco de Esquerda questionou recentemente o Governo sobre alegadas irregularidades na aplicação do lay-off e não pagamento das horas...

Arquivo

FAMA NAS REDES

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191