Siga-nos nas redes

País

Utentes devem usar cuidados de saúde primários e SNS24 em vez de urgências

Publicado

em

Seja qual for o sintoma, a Associação de Medicina Geral e Familiar apelou hoje aos utentes para recorrerem sempre primeiro aos cuidados de saúde primários e ao SNS24, sublinhando que essa deve ser a porta de entrada no SNS.

“A porta de entrada dos doentes no sistema, no Serviço Nacional de Saúde (SNS), tem de ser os cuidados de saúde primários e não os serviços de urgência hospitalares, que têm de ser reservados para situações efetivamente urgentes e emergentes”, defendeu Nuno Jacinto, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF).

O responsável falava depois de, após dias de filas com dezenas de ambulâncias a aguardar nas urgências do Hospital de Santa Maria, o presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) ter anunciado que será feita uma pré-triagem aos doentes para tentar evitar a acumulação de veículos.

Segundo disse na quinta-feira Daniel Ferro, uma equipa do INEM, acompanhada por uma equipa da Proteção Civil, passará a fazer uma pré-triagem das situações e, se todos os casos que não justifiquem o acesso à urgência hospitalar serão enviados para o ACES de Sete Rios e de Odivelas.

O CHULN já tinha apelado à população para recorrer ao transporte de ambulância apenas em situações justificadas, dirigindo-se ao centro de saúde nas situações de ausência ou sintomas ligeiros”.

Em declarações hoje à agência Lusa, o presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar reconheceu que os serviços nos cuidados de saúde primários (centros de saúde) estão assoberbados, mas afirmou que “são eles que têm a função de atender doentes agudos que poder ser aí tratados, evitando sobrecarregar as urgências hospitalares”.

“Os cuidados de saúde primários, apesar de estarem assoberbados, têm obviamente essa função, e estão disponíveis para isso”, afirmou.

Nuno Jacinto sublinhou ainda a necessidade de os doentes, além dos cuidados de saúde primários, recorrerem ao SNS24, que não serve apenas para fazer a triagem de casos covid-19 ou com suspeita de covid-19.

“Temos uma linha de saúde, a SNS24, que, com todas as suas dificuldades, funciona e dá este apoio, tentando da melhor forma possível encaminhar estes doentes”, acrescentou.

Nuno Jacinto defende que o recurso indevido às urgências hospitalares “não é de agora”, mas que “a pandemia veio sublinhar” este problema e a necessidade de ter resposta ao nível dos cuidados de saúde primários.

“Sempre estivemos continuamos a fazer isso [atender urgências de doentes agudos que podem evitar ir às urgências], claro que graças à nossa sobrecarga. Esta tem de ser uma realidade para melhor gerirmos este percurso do doente no SNS”, disse.

Sobre a eventual falta de resposta em horários alargados nos centros de saúde, o responsável diz que a resposta em atendimento urgente a doentes agudos continua a ser dada nos cuidados de saúde primários e que “os horários vão variando e são adaptados consoante as necessidades”.

“O que existe nos cuidados de saúde primários são áreas dedicadas a doentes com problemas respiratórios, para onde são encaminhados esses doentes, e essa oferta vai sendo ajustada conforme a procura” e o seu funcionamento (horário e profissionais) “vai sendo ajustado e monitorizado” pelos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES).

“A questão é que há doentes que passam fora deste radar e acabam por ser enviados diretamente à urgência hospitalar, ou porque tiveram demora na resposta do SNS 24 ou porque não conseguiram contactar a sua unidade de saúde, por algum motivo, e acabam por ir diretamente à urgência hospitalar e isso origina esta situação que estamos a viver”, afirmou.

Nuno Jacinto frisa que “não é só em Lisboa e Vale do Tejo que esta situação acontece: “No Alentejo, onde trabalho, também tem acontecido com enorme frequência, temos os hospitais lotados e as urgências cheias e urgências sem capacidade de receber mais doentes”.

“Sempre existiu ao longo dos anos nos cuidados de saúde primários o atendimento a nível de situações agudas. Não deixaram de funcionar, mas nós tivemos de nos desdobrar em dois atendimentos diferentes – circuito para covid-19 ou suspeitos e circuito não covid-19”, disse o responsável, insistindo: “Mas essas consultas continuam a funcionar, a dar uma resposta complexa, difícil e que nos exigem um enorme esforço, mas os doentes com sintomas ligeiros a moderados é aí que devem recorrer inicialmente para serem avaliados”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 7 horas

Sporting campeão: a festa leonina em Famalicão

Famalicãohá 9 horas

Redes sociais “inundam-se” de elogios a Paulo Cunha após anúncio da sua saída

Após a confirmação de Paulo Cunha, feita esta tarde, via Facebook, de que não se recandidatará à Câmara Municipal de...

Regiãohá 10 horas

Peregrinos da Trofa e Santo Tirso já chegaram a Fátima

Estão entre os 7.500 que participarão nas celebrações do 13 de Maio Um grupo de peregrinos constituído por 10 pessoas da...

Vídeoshá 11 horas

Paulo Cunha despede-se da Câmara de Famalicão com “sentido de dever cumprido” e um “enorme obrigado”

Paulo Cunha oficializou a sua decisão de não se recandidatar nas eleições autárquicas deste ano, e explicou em direto, via...

Famalicãohá 11 horas

EM DIRETO: Paulo Cunha clarifica dúvidas quanto ao seu futuro

O presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, dirige-se neste momento aos famalicenses depois de muita especulação sobre o seu...

Paíshá 13 horas

Época balnear inicia-se a 12 de junho na maioria dos municípios

A maior parte dos municípios decidiu iniciar a época balnear em 12 de junho, disse hoje o ministro do Ambiente...

Desportohá 14 horas

Ivo Vieira só tem um objetivo: Ser “mais forte do que o Vitória de Guimarães”

O treinador do Famalicão, Ivo Vieira, desvalorizou hoje o seu regresso a Guimãraes e afirmou que o importante é “ganhar...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Presidente da CESPU eleito presidente da Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado

O presidente do Conselho de Administração da CESPU – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, Almeida Dias, foi eleito...

Póvoa de Varzimhá 15 horas

Covid-19: Portugal chega aos 4 milhões de vacinas após inoculação de uma utente na Póvoa de Varzim

Portugal atingiu hoje a marca de quatro milhões de vacinas contra a covid-19 administradas à população, com a inoculação de...

Paíshá 16 horas

Covid-19: Mais 1 morto e 268 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 1 óbito provocados pela pandemia e 268 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 16 horas

Criança de 2 anos em estado grave após ser atropelada enquanto seguia com os pais, em Valongo

Uma criança de 2 anos do sexo masculino ficou gravemente ferido ao final da manhã desta terça-feira, em Valongo, depois...

Famalicãohá 17 horas

Freguesia de Calendário promove recolha de sangue no próximo domingo

A Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove, este domingo dia 16 de maio, uma sessão de recolha de...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Lions Clube entrega à Refood mais de 3.700 embalagens para alimentos

O Lions Clube de Famalicão entregou à associação Refood 3.600 embalagens descartáveis, 120 embalagens reutilizáveis e 34 embalagens para recolha...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: AC dá ‘luz verde’ a concessões rodoviárias para as Comunidades Intermunicipais do Ave e Cávado

A Autoridade da Concorrência deu ‘luz verde’ às operações de concentração de transportes nas Comunidades Intermunicipais (CIM) do Ave e...

Guimarãeshá 18 horas

Jovens que faleceram após despiste em Guimarães no último sábado serão sepultados esta quarta-feira

Os dois jovens de 16 e 30 anos que morreram na noite do passado sábado após um despiste rodoviário, em...

Famalicãohá 19 horas

Famalicão: ACIF agenda eleições internas para o próximo dia 09 de junho

A ACIF – Associação Comercial e Industrial de VN Famalicão tem as suas eleições agendadas pata o próximo dia 09...

Famalicãohá 19 horas

Biblioteca Municipal junta pais, educadores e psicólogos em novo projeto de leitura

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, de Famalicão, estabeleceu uma parceria com a Associação para o Desenvolvimento Pessoal (EDUPA), para...

Regiãohá 19 horas

Duas pessoas feridas após choque em cadeia de 10 veículos junto à A3 na Maia

Um choque em cadeia envolvendo 10 veículos está a condicionar fortemente o trânsito na Autoestrada 41, junto ao nó de...

Paíshá 20 horas

Marcelo: Pandemia veio reacender discussão sobre regionalização de Portugal

O presidente da República disse hoje que uma das lições que tirou da pandemia é que a descentralização vai implicar...

Famalicãohá 1 dia

Covid-19: 60% dos doentes hospitalizados continuam com pelo menos um sintoma após seis meses

Um estudo hoje divulgado conclui que 60% dos doentes hospitalizados com covid-19 continuam com pelo menos um sintoma seis meses...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191