Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

As declarações de João Pedro Sousa após o Nacional x Famalicão

Publicado

em

Declarações dos treinadores do Nacional e Famalicão, no final do encontro da 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que terminou com a vitória do Nacional por 2-1:

João Pedro Sousa (treinador do Famalicão): “Não concordo que houve transformação da primeira para a segunda parte. Defrontámos uma equipa muito competente e que tinha de reagir a um resultado negativo e foi isso que aconteceu. Não conseguimos foi dar resposta a essa reação. Já no final da primeira parte, sentimos isso, com alguma dificuldade em controlar o jogo. Se calhar houve alguma fadiga de alguns jogadores que já não competem há muito tempo. Na segunda parte, custou-nos um pouco a acompanhar o ritmo forte do Nacional. Mas reagimos depois dos golos sofridos e ficámos por cima, mas foi insuficiente para conseguir marcar novamente e para, pelo menos, empatarmos o jogo.

Está a ser muito complicado, com situações de várias ordens como lesões castigos e covid. É muita coisa junta. Hoje, tivemos que fazer duas substituições por lesões. Está complicado para os jogadores e isso é que me deixa muito triste. Eles sentem quando as coisas não correm bem no jogo ou quando planeamos uma coisa e não conseguimos fazer. Mas noutros jogos, se calhar, eles mereciam um bocadinho mais de sorte, por aquilo que trabalham, por aquilo que acreditam, por aquilo que lutam e por aquilo que jogam. A nossa vida é mesmo isso.

A minha é encontrar soluções e ferramentas para os ajudar a ganhar. Eles têm dado boas respostas e vamos, seguramente, terminar o campeonato noutro lugar.

Não me quero agarrar à falta de experiência, mas claro que há alturas em que há alguma imaturidade. Nós sabemos isso e os jogadores sentem isso. Mas isso são coisas que nós assumimos desde início. Utilizámos jogadores que podiam jogar na Liga Revelação. O nosso plantel é muito jovem, mas o custo está assumido e identificado. Mas é óbvio que há alturas dos jogos em que um bocadinho de mais maturidade ajudava. Mas longe de arranjar desculpas para estarmos na posição em que estamos”.

Luís Freire (treinador do Nacional): “A nossa transformação na segunda parte passa por sermos nós a tentar construir o nosso jogo. Na primeira parte, o Famalicão, fresco fisicamente, pressionou-nos, com o Nacional a procurar ser igual a si próprio, a construir o jogo. O Famalicão na primeira parte conseguiu estar muito alto no campo, com um bloco muito alto e compacto, com pouco espaço entre linha. Nós tivemos pouca paciência, mas a lesão do Kal destabilizou um bocadinho. O jogo esteve parado algum tempo e foi complicado. Acabámos por não ter a paciência necessária para nos instalarmos no meio campo ofensivo. Despejámos muitas bolas longas, sem grande perigo. O Famalicão ganhava a bola e saía com perigo.

Não foi tanto não termos tentado desde início, porque o fizemos, mas o adversário estava mais fresco e tapou melhor os caminhos para a baliza e acabou por aproveitar alguns erros, como o golo que surge de uma perda de bola no corredor central.

Depois do 1-0, nos últimos 10 minutos da primeira parte, houve uma forte reação, onde conseguimos duas ou três chances, até de bola parada, onde por pouco não fizemos o empate. Julgo que o jogo não estava muito desequilibrado.

Ao intervalo, procurámos explicar aos jogadores onde estariam as vantagens. Circular a bola mais rápido, abrindo mais os centrais. A equipa acreditou no processo e na mensagem e entrou completamente determinada em procurar o golo, que só surgiu já passado algum tempo. Pressionámos muito bem o adversário, condicionando o jogo do Famalicão. Tivemos uma grande atitude, a assumir o jogo e a criar perigo constante. Acabámos por dar a volta ao jogo, julgo que de uma forma justíssima, com boas jogadas de futebol e com muito mérito dos meus jogadores.

Até 10 minutos do fim, estivemos à procura do terceiro golo. Nos últimos 10 minutos, baixámos um pouco e o adversário reagiu e acabou por no final ter uma ou duas situações.

Tenho que dar uma palavra aos meus jogadores, porque há algum tempo que não ganhávamos. O processo estava a crescer e isso notava-se. Os jogadores não se destabilizaram com os resultados. Acreditaram e uniram-se. Esta vitória é um prémio mais que justo para este grupo, que hoje mostrou toda a sua qualidade. Além do resultado, foi também a exibição.

Esta vitória é de todo o grupo, ‘staff’ inclusive, e dos adeptos que estiveram aqui a nos apoiar, que nós ouvimos. Principalmente, temos de estar juntos, unidos e fortes, porque vai ser uma guerra muito grande. Não tivemos o nosso melhor marcador e guarda-redes que costuma jogar sempre [Daniel Guimarães]. Tivemos outros jogadores condicionados. Hoje fomos uns guerreiros.

Os reforços são sempre bem-vindos. O campeonato é muito longo e é jogado de três em três ou quatro em quatro dias. Quase não há tempo para treinar. Há tempo só para dar informação, recuperar, viajar e jogar. Como é lógico, com isto vão aparecendo lesões, castigos e também a covid que anda por aí à solta e pode nos calhar. Temos de estar conscientes de que é preciso reforçar alguns setores. Mas com o sentimento que os nossos reforços já cá estão, que são os nossos jogadores que cá estão. Os que chegarem têm que fazer parte da família, lutar pelo seu lugar e ter vontade de ajudar”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 8 horas

Covid-19: Professores e docentes poderão ser incluídos na lista prioritária de vacinação

A ministra da Saúde admitiu hoje que os professores e o pessoal não docente possam ser incluídos como prioritários para...

Paíshá 9 horas

Conheça aqui chave do Euromilhões desta terça-feira

Dois apostadores estrangeiros conseguiram o 2.º prémio do Euromilhões desta terça-feira, arrecandando quase 297 mil euros. Sem vencedores do 1.º...

Paíshá 10 horas

Covid-19: Mais de 265 mil pessoas já tomaram as 2 doses da vacina em Portugal

Portugal já vacinou 603.486 pessoas com a primeira dose contra a covid-19, com 168.798 a serem vacinadas na última semana,...

Paíshá 10 horas

Secretária de Estado defende vacinação “imediata” de refugiados

A secretária de Estados dos Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias, defendeu hoje uma abordagem “imediata” e “com eficácia” para fazer...

Desportohá 11 horas

Defesa famalicense Tomás Araújo renova contrato com o Benfica

O defesa central famalicense, Tomás Araújo renovou contrato com o Benfica, a quem já estava ligado. Não divulgando para já...

Paíshá 12 horas

Ministra da Saúde “nunca se reuniu com a Ordem dos Médicos desde que é ministra”

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) afirmou hoje em Faro que a comunicação entre a OM e a ministra...

Mundohá 13 horas

Covid-19: Variante britânica já é responsável por metade das novas infeções da UE

A variante britânica do SARS-CoV-2 estava, até há uma semana, presente em 29 países da União Europeia (UE) e Espaço...

Bragahá 14 horas

Braga e Guimarães: Talkdesk quer contratar mais 500 trabalhadores em 2021

A tecnológica portuguesa Talkdesk anunciou hoje que em 2021 quer contratar 500 novos trabalhadores em Portugal, depois de ter contratado...

Paíshá 15 horas

Covid-19: Um anos após a primeira infeção António Costa apela à disciplina individual

O primeiro-ministro fez hoje um veemente apelo à manutenção da disciplina individual para a contenção da covid-19, dizendo que Portugal...

Paíshá 15 horas

Quinze mil bombeiros voluntários já foram vacinados contra a covid-19

Os cerca de 15 mil bombeiros voluntários, sapadores e municipais indicados como prioritários para a primeira fase de vacinação contra...

Paíshá 16 horas

Covid-19: Mais 38 mortos e 691 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 38 óbitos provocados pela pandemia e 691 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 16 horas

Cada vez mais imigrantes brasileiros pedem retorno voluntário ao país de origem

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) registou, nos primeiros dois meses deste ano, 107 pedidos de retorno voluntário de...

Economiahá 17 horas

Avaliação média das habitações subiu para 1.170 euros por metro quadrado

 O valor mediano de avaliação bancária na habitação aumentou 14 euros, para 1.170 euros por metro quadrado (euros/m2), em janeiro...

Mundohá 17 horas

China tem cada vez mais bilionários apesar da crise na económica mundial

Segundo um relatório divulgado hoje, a China nunca teve tantos bilionários, apesar da pandemia que abalou a economia mundial, com...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Detido esta madrugada conduzia com taxa de álcool de 1,78 g/l

Um homem de 28 anos foi detido esta madrugada em Famalicão por conduzir um automóvel sob efeito de álcool. Depois...

Famalicãohá 18 horas

Obras de instalação de rede de saneamento já começaram em Ruivães e Novais

A União de Freguesias de Ruivães e Novais tem em curso as obras para instalação da rede de saneamento na...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão prepara integração na Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude

A autarquia de Famalicão irá integrar a Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude, criada no final do ano de...

Famalicãohá 18 horas

Famalicão: Homem gravemente ferido após acidente de trabalho em Ribeirao

Um homem ficou gravemente ferido, na manhã desta terça-feira, em Ribeirão depois de ter sofrido um acidente de trabalho, numa...

Desportohá 19 horas

Funeral de Alfredo Quintana terá lugar hoje, em Matosinhos

O funeral de Alfredo Quintana, guarda-redes da equipa de andebol do FC Porto e da seleção portuguesa, vai realizar-se na...

Paíshá 19 horas

Famalicão: Chega apresenta lista de delegados à III Convenção do partido

A Concelhia de Famalicão do Chega apela, em comunicado, à participação dos militantes famalicenses nas eleições do próximo sábado dia...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191