Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Comunidades religiosas de Portugal unem-se em abaixo-assinado contra a eutanásia

Publicado

em

Reivindicando o “princípio ético, ancestral e universal, não matarás”, o grupo de trabalho inter-religioso composto por oito confissões religiosas assinou hoje um documento posicionando-se contra a eutanásia, aprovada sexta-feira pela Assembleia da República.

“Continuamos a afirmar o princípio ético, ancestral e universal, “não matarás”, porque acreditamos que a vida é um dom que recebemos de Deus, que tem um caráter sagrado e que uma finalidade última e por isso temos o dever de a cuidar até ao seu fim natural”, assumem.

O documento é assinado pela Aliança Evangélica Portuguesa, Comunidade Hindu Portuguesa, Comunidade Islâmica de Lisboa, Comunidade Israelita de Lisboa, Igreja Católica, Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons), Patriarcado Ecuménico de Constantinopla, União Budista Portuguesa e União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia.

“Sem solenidade e com sublime indiferença à realidade da cidade e do país, a maioria relativa dos deputados levou a Assembleia da República a oferecer aos portugueses uma lei para morrer (ou matar?), a eutanásia”, apontam.

Uma posição que o grupo de trabalho inter-religioso e religiões-saúde apresenta após a entrega do documento na Assembleia da República numa altura em que as confissões religiosas se encontram “atordoadas pelo tsunami provocado pela pandemia em número de mortos e infetados”.

“E incrédulos face ao número de ambulância que acorrem aos cuidados de saúde ficando horas e horas à espera de cuidados, às angústias das famílias e desespero de muitos doentes, à transferência de doentes para as ilhas e de iminente transferência para o estrangeiro”, refere.

A nota de imprensa destaca ainda “o zelo e entrega dos profissionais na luta pela saúde e pela vida, apesar da falta de meios, da escassez de pessoal e do cansaço” existente nos hospitais de todo o país.

Neste sentido, questionam “o que se pode esperar face às dificuldades no acesso aos cuidados de saúde, à pobreza, à grave insuficiência de cuidados continuados, à inexistência de uma rede de cuidados paliativos, ao depósito de idosos em muitos lares, às graves insuficiências do SNS?” (Serviço Nacional de Saúde).

“Assumimos o desafio de uma maior proximidade aos doentes através do acompanhamento espiritual porque não somos indiferentes ao pedido de um doente terminal que pede para morrer”, assumem.

Estas confissões religiosas consideram que “o princípio “não matarás” conduziu a humanidade pelas vicissitudes da história até ao respeito pela vida e pela dignificação da pessoa humana, consagrando nos direitos humanos e nos códigos constitucionais da maior parte das nações, bem como nas grandes tradições religiosas o respeito pela vida própria e o respeito pela vida do outro”.

O parlamento aprovou sexta-feira a despenalização da morte medicamente assistida, com os votos de grande parte da bancada do PS, do BE, PAN, PEV, Iniciativa Liberal e 14 deputados do PSD e votos contra do CDS, Chega e PCP.

No total, votaram a favor 136 deputados, 78 contra e quatro abstiveram-se.

A lei aprovada no parlamento prevê que pode pedir a morte medicamente assistida, ou eutanásia, uma pessoa “maior, cuja vontade seja atual e reiterada, séria, livre e esclarecida, em situação de sofrimento intolerável, com lesão definitiva de gravidade extrema de acordo com o consenso científico ou doença incurável e fatal”.

Nestes casos, a eutanásia “não é punível” legalmente, “quando praticada ou ajudada por profissionais de saúde”.

Se o Presidente promulgar e a lei entrar em vigor, Portugal será o quarto país na Europa, e o sétimo no mundo, a legalizar a eutanásia.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 5 minutos

Circulação entre concelhos novamente proibida entre hoje e segunda-feira

A circulação entre concelhos em Portugal continental volta a estar proibida entre as 20:00 de hoje e as 05:00 de...

Famalicãohá 9 minutos

Hospital de Famalicão volta a permitir presença do pai, 24 horas, nos serviços de obstetrícia

O Hospital de Famalicão voltou a permitir a presença de um acompanhante (normalmente o pai) nos serviços de obstetrícia, possibilidade...

Barceloshá 35 minutos

Dois detidos após tentativa de assalto a armazém de congelados em Barcelos

 A GNR deteve, na madrugada de hoje, com ajuda de populares, dois homens por tentativa de assalto a um armazém...

Sociedadehá 1 hora

Fórmula 1 voltará a correr em Portugal já a 2 de maio

 O Grande Prémio de Portugal vai voltar a integrar o Mundial de Fórmula 1 já no próximo dia 02 de...

Paíshá 1 hora

Investigadora defende que as crianças devem ser introduzidas à tecnologia mais cedo

Sofia Marques Silva, investigadora da Universidade do Porto, defende que as crianças devem ser introduzidas à tecnologia mais cedo, nomeadamente...

Famalicãohá 13 horas

Incêndio em poste elétrico mobiliza bombeiros para Lousado

Um incêndio num poste elétrico deflagrou no início da noite desta quinta-feira, na Rua Pé de Prata em Lousado. Fonte...

Paíshá 14 horas

Covid-19: Ministério da Educação disponibiliza 7 milhões para proteção nas escolas

O Ministério da Educação anunciou hoje que disponibilizou cerca de sete milhões de euros para as escolas comprarem máscaras e outros...

Famalicãohá 16 horas

Bombeiros Famalicenses lamentam “falta de comunicação” sobre criação de centro de apoio em Bairro

Os Bombeiros Voluntários Famalicense emitiram um comunicado esta quinta-feira onde lamentam terem sido os “últimos a saber” da deslocalização do...

Paíshá 17 horas

Governo cria reserva estratégica para emergências como incêndios inundações ou sismos

O Governo aprovou hoje a constituição de uma reserva estratégica de proteção civil para garantir que um conjunto de materiais...

Paíshá 18 horas

Alterações na Escola Nacional de Bombeiros procuram “educação de nível superior”

O modelo de ensino e formação em proteção civil vai ser reformulado através de uma transformação na Escola Nacional de...

Paíshá 19 horas

Prazo para limpeza dos terrenos prolongado pelo Governo até 15 de maio

O Governo irá prorrogar o prazo de limpeza de terrenos pelos proprietários até 15 de maio, considerando as condições meteorológicas e o...

Paíshá 20 horas

Covid-19: Portugal registou número mais baixo de óbitos desde 27 de outubro

Portugal registou hoje 28 mortes relacionadas com a covid-19, o valor mais baixo desde 27 de outubro, e 830 novos...

Paíshá 20 horas

Sindicato alerta para o possível despedimento de 1.800 enfermeiros

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) enviou uma carta ao primeiro-ministro e à ministra da Saúde sobre o possível despedimento...

Paíshá 20 horas

Covid-19: Mais 28 mortos e 830 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 28 óbitos provocados pela pandemia e 830 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Economiahá 21 horas

Presidente da Jerónimo Martins alerta para “gravíssima crise” que Portugal irá atravessar

O presidente da Jerónimo Martins afirmou estar “mais cético” relativamente à economia portuguesa, considerando que vai “atravessar uma gravíssima crise”,...

Paíshá 21 horas

Estudo: Mulheres trabalham em média mais uma hora e 13 minutos que os homens

As mulheres portuguesas trabalham em cada dia útil mais uma hora e 13 minutos do que os homens, entre trabalho...

Paíshá 22 horas

Feministas convocam manifestações de Norte a Sul do país na próxima segunda-feira

A plataforma Greve Feminista Internacional, que reúne coletivos e associações de feminismo interseccional, convocou várias manifestações para segunda-feira, Dia Internacional...

Famalicãohá 22 horas

Famalicão: Município investe 318 mil euros no apoio à solidariedade social

A Câmara Municipal de Famalicão aprovou esta quinta-feira, em reunião do executivo, um montante global de 318 mil euros para...

Famalicãohá 23 horas

Junta de Landim disponibiliza transporte para Centro de Vacinação contra a Covid-19

A Junta de Freguesia de Landim tem à disponibilidade dos seus habitantes transporte para as deslocações ao Centro de Vacinação...

Economiahá 23 horas

DECO defende apoios para assistência a filhos alargados a outros familiares diretos

A Deco defendeu hoje que o atual regime de apoios para a assistência aos filhos, em que as faltas são...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191