Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Covid-19: Casos de vacinação indevida registados em Famalicão, Bragança Lisboa e outros

Publicado

em

Autarcas, dirigentes de lares, funcionários da segurança social e do INEM estão no centro dos vários casos de vacinação indevida denunciados em vários pontos do país, alguns a ser alvo de inquéritos por parte do Ministério Público.

O primeiro caso de vacinação a violar os critérios estabelecidos no plano nacional a ser denunciado envolveu José Calixto, presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, que justificou ter sido vacinado na qualidade de dirigente de um lar.

Depois de a atuação do autarca ter sido condenada pelo coordenador do plano de vacinação contra a Covid-19, Francisco Ramos, que considerou tratar-se de “um uso indevido da vacina”, sucederam-se os casos de outros autarcas como Francisco Araújo, presidente da Assembleia Municipal de Arcos de Valdevez e provedor da Santa Casa da Misericórdia local ou de Elisabete Adrião, vereadora da Câmara do Seixal e responsável pelo Núcleo Local de Inserção de Sesimbra (NLI).

Situação mais polémica verificou-se no Centro Distrital de Setúbal do Instituto da Segurança Social (ISS), cuja diretora, Natividade Coelho, apresentou a demissão, no dia 29 de janeiro, depois de na véspera a SIC ter noticiado que 126 funcionários daquele organismo público tinham sido vacinados indevidamente.

O Instituto da Segurança Social abriu um processo de averiguações urgente com vista ao apuramento dos factos e hoje, em resposta a uma pergunta da agência Lusa, Procuradoria-Geral da República, confirmou que este é um dos casos em que, até ao momento, o Ministério Público (MP) já instaurou inquérito.

De acordo com a Procuradoria-Geral da República foram também já instaurados inquéritos relativamente aos casos que envolvem o INEM de Lisboa e o do Porto.

Os dois casos foram denunciados em 28 de janeiro pela Associação Nacional de Emergência e Proteção Civil (APROSOC), que divulgou que o presidente do INEM, Luís Meira, “contrariou as indicações do Ministério da Saúde e vacinou dezenas de profissionais não-essenciais e que não são profissionais de saúde”.

Segundo a APROSOC, o presidente do INEM “requisitou dezenas de vacinas a mais para imunizar funcionários do instituto, prestadores de serviços e colaboradores externos, parte dos quais seus amigos pessoais, violando as indicações do plano de vacinação” contra a covid-19.

Na sequência da denuncia o diretor regional do INEM no Norte, António Barbosa, assumiu que tinha autorizado a vacinação de 11 funcionários de uma pastelaria próxima, alegando tratar-se de uma opção para evitar o desperdício das doses de vacina. A polémica acabou, no entanto, por levar à demissão deste responsável.

Nos últimos dias vieram ainda a público alegados usos indevidos de vacinas no Centro de Apoio a Idosos de Portimão (cujos órgãos sociais foram incluídos na lista dos prioritários), No Hospital Narciso Ferreira, em Vila Nova de Famalicão, (cujo administrador incluiu a filha e a mulher na lista de profissionais prioritários).

Ales do referido, estão ainda a ser investigados pelo Ministério Público o lar da Santa Casa da Misericórdia de Bragança, onde terão sido vacinados “todos os órgãos sociais, e a Santa Casa da Misericórdia do Montijo, cujo provedor terá incluído a mulher na lista da vacinação.

O Ministério da Saúde considerou já “inaceitável” qualquer utilização indevida de vacinas contra a covid-19, alertando que este ato pode ser “criminalmente punível”, e pediu ao grupo de trabalho (‘task force’) que prepare uma lista de outras pessoas prioritárias.

“A utilização indevida das vacinas contra a covid-19 pode constituir conduta disciplinar e criminalmente punível, em face da factualidade concreta que venha a apurar-se em sede de inquérito”, afirmou o Ministério da Saúde em comunicado.

Para o ministério, é “inaceitável qualquer utilização indevida de vacinas que decorra durante o processo de vacinação”, lembrando que o plano de vacinação “foi concebido com base em critérios técnicos, suportados na melhor evidência (prova) científica”.

A ministra da Saúde, marta Temido, disse na segunda-feira que o Ministério da Saúde está empenhado em que os casos de incumprimento “sejam tratados adequadamente”, porque o processo de vacinação “não pode sofrer fragilidades”.

Na sexta-feira, a Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) anunciou que vai verificar o cumprimento das normas e orientações aplicáveis ao processo de administração da vacina contra a covid-19.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 41 minutos

Governo: Plano de desconfinamento que circula na internet é falso

O Governo chamou hoje a atenção da população para um falso plano de desconfinamento, que se apresenta como oficial. “Este...

Desportohá 56 minutos

Guarda-redes Luiz Júnior renova contrato com o FC Famalicão até 2026

O guarda-redes Luiz Júnior e o FC Famalicão prolongaram o seu vinculo até à época 2025/2026. O guardião de 20...

Bragahá 1 hora

GNR apreende material contrafeito avaliado em 346 mil euros em Fafe

A GNR anunciou hoje a apreensão de 125.560 artigos contrafeitos, avaliados em 346.680 euros, que se encontravam num veículo pesado...

Paíshá 2 horas

Gripe: Maior aposta na vacinação irá reduzir risco de outras doenças

Os autores de um estudo que analisou as últimas 10 épocas gripais em Portugal defendem uma maior aposta na vacinação...

Paíshá 2 horas

Marcelo Rebelo de Sousa fala aos portugueses hoje às 20:00

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai falar ao país hoje às 20:00, na sequência da aprovação pelo...

Paíshá 2 horas

DGS prepara regresso dos festivais de verão com dois ‘eventos-teste’ no Porto e Lisboa

A Direção-Geral da Saúde irá levar a cabo dois testes piloto de modo a analisar os riscos do regresso dos...

Bragahá 3 horas

Sindicato pede aumento de 90 euros para motoristas de transporte de passageiros

Os motoristas de transporte de passageiros exigiram hoje, numa concentração em Braga, um aumento salarial de pelo menos 90 euros...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Atropelamento causado por veículo ligeiro provoca um ferido em Joane

Uma pessoa ficou ferida depois de ter sido atropelada por um veículo ligeiro na manhã desta quinta-feira, em Joane, na...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Jornal Opinião Pública celebra 1.500 edições

O Jornal Opinião Pública chega esta semana à sua edição n.º 1.500. Com o mote “Uma equipa atenta a cada...

Sociedadehá 3 horas

IRS: Acaba hoje o prazo para validar faturas

Os contribuintes têm até hoje para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir...

Economiahá 3 horas

Prazo para validar faturas no Portal das Finanças termina hoje

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão...

Famalicãohá 4 horas

Paula Cristina Santos é candidata à Junta de Freguesia de Ribeirão

Paula Cristina Santos confirmou, esta quarta feira, a decisão de avançar com uma candidatura independente à Junta de Ribeirão, nas...

Paíshá 4 horas

Parlamento debate hoje renovação do estado de emergência até 16 de março

O parlamento vai debater e votar hoje a renovação do estado de emergência até 16 de março para permitir medidas...

Paíshá 4 horas

Hospitalizações por causa da gripe custam 3,9 milhões por ano

Um estudo divulgado hoje pela BARI – Burden of Acute Respiratory Infections, que analisa as últimas 10 épocas gripais (2008/09-2017/18),...

Paíshá 4 horas

EDP pretende ser totalmente verde até 2030

A EDP quer ter mais 50 gigawatt (GW) em energia limpa até 2030, passando de uma produção renovável atual de...

Paíshá 16 horas

Ministra defende “alterações de comportamento” geral para reduzir desperdício alimentar

A ministra da Agricultura Maria do Céu Antunes defendeu hoje a necessidade de “alterações de comportamento” gerais para combater o...

Paíshá 17 horas

PS defente continuação do confinamento devido ao volume de doentes ainda nos hospitais

O secretário-geral adjunto do PS considerou hoje que a atual situação sanitária do país exige a continuação do confinamento geral...

Regiãohá 18 horas

Incêndio destroi completamente antigo Centro de Saúde de Vila do Conde

Um incêndio destruiu totalmente o antigo Centro de Saúde de Vila do Conde, junto à Estação do Metro de Santa...

Bragahá 18 horas

Presidente de Câmara de Vila Verde condenado a 3 anos e meio de prisão e perda de mandato

O Tribunal de Braga condenou hoje a três anos e meio de prisão, com pena suspensa, e a perda de...

Paíshá 19 horas

Bloco de Esquerda acusa governo de falhar no processo de desconfinamento

A coordenadora do BE, Catarina Martins, acusou hoje o Governo de, ao contrário do povo português, não ter cumprido as...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191