Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Covid-19: DGS requer lista de pessoas a convocar se sobrarem vacinas

Publicado

em

Sublinhando que deve ser sempre respeitada a ordem das prioridades, a Direção-Geral da Saúde (DGS) incluiu a obrigatoriedade de existência de uma lista de pessoas a convocar para a vacina contra a covid-19 no caso de sobrarem doses.

Numa atualização da norma hoje divulgada, a DGS lembra que a administração de vacinas é organizada de forma a evitar o desperdício de doses e diz que as doses sobrantes em cada sessão devem ser utilizadas em qualquer pessoa elegível dentro da fase em curso, devendo respeitar-se a ordem de prioridades definida “através da definição de uma lista, de elaboração obrigatória, de pessoas a convocar” para estes casos.

A norma diz ainda que para evitar desperdício, os frascos não perfurados que sobrarem numa sessão vacinal devem ser utilizados no mesmo dia se não tiverem sido mantidos a uma temperatura de 02 a 08 graus centígrados e que os frascos já perfurados “não devem ser transportados”.

“Não sendo possível evitar o desperdício através dos procedimentos referidos na alínea anterior, a vacinação deve prosseguir através da vacinação de pessoas incluídas noutra fase do plano de vacinação, desde que pertencentes aos grupos prioritários e em respeito pelos subgrupos de prioridades”, acrescenta.

Esta inclusão da obrigatoriedade de uma lista de pessoas a convocar no caso de sobrarem doses nas sessões de vacinação surge depois da polémica sobre o uso indevido destas doses em pessoas que não pertenciam a grupos prioritários, situações que já estão a ser investigadas pela Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) e pelo Ministério Público.

A norma explica ainda que, em relação à vacinação nos lares, os frascos devem ser abertos apenas se houver profissionais suficientes para utilizar todas as doses na mesma instituição, mas admite que as doses não utilizadas (por não adesão à vacinação ou por surto ativo não existente aquando do planeamento) deve a vacinação prosseguir noutro lar ou unidade da rede de cuidados continuados integrados vizinha ou de concelho limítrofe.

Refere igualmente que deve ser dada prioridade ao concelho “com maior risco epidemiológico e/ou a estrutura ou unidade com maior número de pessoas”.

Caso não seja possível esta estratégia, a norma diz que, para evitar desperdício, as doses sobrantes devem ser usadas para vacinar profissionais de saúde ainda não vacinados.

“Se não for possível vacinar todos os profissionais da instituição, na mesma sessão, estes profissionais devem ser vacinados num ponto de vacinação do ACES [Agrupamento de Centros de Saúde] / ULS [Unidade Local de Saúde], na primeira oportunidade, podendo ser realizada uma sessão de vacinação dedicada para estes profissionais, numa unidade de saúde do Serviço Nacional de Saúde”, acrescenta.

Tal como referido na norma anterior, hoje atualizada, os pontos de vacinação podem incluir todos os locais habilitados para a administração de vacinas, desde que exista rede de frio adequada, conforme as especificações técnicas de cada vacina e as instruções do fabricante.

Nos locais de vacinação devem existir “profissionais de saúde com treino e formação para a vacinação e para a atuação em caso de reações anafiláticas” e “equipamento e medicamentos para o tratamento de reações anafiláticas”, refere a DGS.

A norma diz ainda que antes da vacinação contra a covid-19 “é obrigatória a consulta da Plataforma Nacional de Registo e Gestão da Vacinação – VACINAS para verificar o estado vacinal contra a covid-19 da pessoa a vacinar”.

Quanto aos profissionais de saúde diretamente envolvidos na prestação de cuidados a doentes não integrados em entidades prestadoras de cuidados de saúde ou não inscritos em associações públicas profissionais e que querem ser vacinados, a norma diz que se podem inscrever através do portal COVID19 (https://covid19.min-saude.pt/).

“Estes profissionais serão convocados para vacinação nos pontos de vacinação dos ACES”, acrescenta.

Em relação às pessoas dos grupos de risco por idade e comorbilidades da Fase 1 que não sejam seguidas no Serviço Nacional de Saúde, “os respetivos médicos assistentes devem emitir uma declaração médica, obrigatoriamente por meios eletrónicos, da sua inclusão na Fase 1, de forma a permitir o agendamento automático para a vacinação contra a covid-19 num ACES”, adianta.

Até segunda-feira, tinham sido vacinadas contra a doença 396.371 pessoas em Portugal, das quais 104.613 já com a segunda dose, segundo dados da DGS.

A doença matou 14.354 pessoas em Portugal, entre os 767.919 casos de infeção com o coronavírus que a provoca, o SARS-CoV-2.

O novo coronavírus foi detetado pela primeira vez na China no final de 2019, e, desde então, provocou mais de 2,3 milhões de mortos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 4 horas

Marcelo exige mais “medidas de emergência e de apoio”, para compensar os “sacrifícios”

O Presidente da República insistiu hoje no apelo a mais “medidas de emergência e de apoio”, para compensar os “sacrifícios...

Bragahá 4 horas

Farmacêutico de Braga absolvido de acusação de violência doméstica após desistência

O Tribunal de Braga absolveu hoje um farmacêutico de Amares que estava acusado pelo Ministério Público de violência doméstica e...

Paíshá 5 horas

Marcelo pede um desconfinamento “estudado” para não se repetirem erros passados

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu hoje que se estude e prepare com tempo o futuro desconfinamento,...

Paíshá 6 horas

Marcelo elogia “coragem” dos portugueses e pede contingência para a Páscoa

Marcelo Rebelo de Sousa dirige-se neste momento aos portugueses após a confirmação da renovação do estado de emergência até 16...

Paíshá 8 horas

Covid-19: Número de vacinados superou o número de infetados este fim de semana

O ministro da Administração Interna falou hoje num caminho para “uma primavera de esperança” após os “pesados dias de janeiro”,...

Paíshá 8 horas

Ministra da Saúde: “Não há culpados, há uma doença. Somos todos portugueses”

A ministra da Saúde negou hoje que existam culpados, mas sim “uma doença” que levou às medidas de confinamento geral...

Paíshá 9 horas

É oficial: Parlamento aprova renovação do estado de emergência até 16 de março

O parlamento autorizou hoje a renovação do estado de emergência até 16 de março para permitir medidas de contenção da...

Paíshá 9 horas

PSD exige ao Governo “um caminho” de saída para o desconfinamento

O PSD exigiu hoje ao Governo que aponte “um caminho” para o desconfinamento, defendendo que este deve ocorrer “quando os...

Lifestylehá 9 horas

Até quando pode durar a perda de paladar e olfato?

A perda de olfato e paladar é um dos sintomas de infeção por Covid-19 mais comuns e, mesmo após a...

Famalicãohá 9 horas

Famalicão: Trânsito cortado no viaduto da Rua da Estação na próxima segunda-feira

A autarquia de Vila Nova de Famalicão informa que, na sequência da construção da ligação da via ciclo-pedonal Famalicão-Póvoa ao...

Bragahá 10 horas

Homem ameaça proprietário com seringa para assaltar loja em Braga

A PSP deteve um homem de 36 anos que furtou artigos de um estabelecimento comercial em Braga e ameaçou o...

Paíshá 10 horas

Cuidado: E-mail falso para pagento de multas é uma fraude

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) alertou esta quinta-feira para a existência de e-mails fraudulentos em seu nome que...

Paíshá 10 horas

Escuteiros portugueses distinguidos com o Prémio do Cidadão pelo Parlamento Europeu

O Corpo Nacional de Escutas (CNE) foi distinguido pelo Parlamento Europeu com o Prémio do Cidadão Europeu 2020 pelo projeto...

Paíshá 11 horas

Covid-19: Mais 49 mortos e 1.160 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 49 óbitos provocados pela pandemia e 1160 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Mundohá 11 horas

“Alarmante”: Variante detetada em Nova Iorque é 40% mais infeciosa e cresce rapidamente

Uma nova variante da covid-19, detetada em Nova Iorque e identificada com a estirpe B.1.526. Segundo o New York Times,...

Desportohá 12 horas

Estado do guarda-redes do FC Porto é “muito grave” com “prognóstico muito reservado”

A situação clínica de Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto e da seleção portuguesa, que na segunda-feira sofreu...

Paíshá 13 horas

Governo: Plano de desconfinamento que circula na internet é falso

O Governo chamou hoje a atenção da população para um falso plano de desconfinamento, que se apresenta como oficial. “Este...

Desportohá 13 horas

Guarda-redes Luiz Júnior renova contrato com o FC Famalicão até 2026

O guarda-redes Luiz Júnior e o FC Famalicão prolongaram o seu vinculo até à época 2025/2026. O guardião de 20...

Bragahá 13 horas

GNR apreende material contrafeito avaliado em 346 mil euros em Fafe

A GNR anunciou hoje a apreensão de 125.560 artigos contrafeitos, avaliados em 346.680 euros, que se encontravam num veículo pesado...

Paíshá 14 horas

Gripe: Maior aposta na vacinação irá reduzir risco de outras doenças

Os autores de um estudo que analisou as últimas 10 épocas gripais em Portugal defendem uma maior aposta na vacinação...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191