Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Pandemia em Portugal baixa de nível crítico para “situação de alarme”

Publicado

em

Portugal baixou do nível crítico para a situação de alarme no indicador de avaliação da pandemia do Instituto Superior Técnico e da Ordem dos Médicos, o que significa um alívio da pressão sobre os serviços de saúde.

Segundo os últimos dados do Instituto Superior Técnico (IST), o indicador que avalia o risco da pandemia para os serviços de saúde está agora nos 79.59, já abaixo do limiar do nível de alerta estabelecido em 80 pontos.

“A previsão é de descida muito acentuada deste indicador nos próximos dias”, disse hoje à Lusa o matemático Henrique Oliveira, um dos responsáveis pela elaboração e actualização diária deste indicador da pandemia da covid-19.
A situação epidemiológica é “muito favorável e o paradigma alterou-se”, adiantou o professor do IST, para quem “agora as medidas já não limitam o crescimento e decrescimento dos casos”, uma vez que o número de infecções vai diminuir por o país ter atingido “a saturação”: pessoas que já foram infectadas ou que estão vacinadas contra o coronavírus SARS-CoV-2.
Este indicador é composto por cinco parâmetros – novos casos, óbitos, internados em enfermaria e cuidados intensivos, índice de transmissibilidade (Rt) e incidência de infecções, que compõem uma escala que tem como limiares os 80 pontos do nível de alerta e os 100 pontos do nível de crítico.

Quando esta avaliação ultrapassa os 100 pontos, o “Serviço Nacional de Saúde tem de alocar mais recursos e começa a ter de passar os doentes que não têm covid-19 para segundo plano. Há muitos tratamentos que começam a ser adiados”, explicou Henrique Oliveira.

A partir de 21 de Janeiro o indicador de avaliação da pandemia das duas instituições atingiu um valor superior a 100 pontos (nível crítico), tendo atingido nesta vaga pandémica o máximo de 105.8 em 24 de Janeiro.

Desde então, o valor do indicador tem vindo a baixar, reflectindo a redução do número de casos, da incidência e do índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus, atingindo agora os 79.59.

Na recente vaga, Portugal ultrapassou pela segunda vez o nível crítico nesta avaliação desde o início da pandemia, com a primeira a verificar-se entre o final de Outubro de 2020 e Fevereiro de 2021, quando se registou a maior pressão sobre os serviços de saúde.

Fonte: Lusa

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

País

Covid-19: Novo ano escolar começa sem quaisquer restrições

Publicado

em

O governo anunciou que as escolas começarão o ano letivo sem quaisquer restrições Covid-19, colocando antes o enfoque na responsabilidade individual para assegurar a saúde pública.

Horários irregulares, o uso de uma máscara e outras restrições Covid-19 serão todos abandonados nas escolas quando o novo ano letivo recomeçar em Setembro.

De acordo com o Ministério da Educação (ME), citado pelo Público, o próximo ano letivo terá lugar também sem quaisquer medidas para combater o Covid-19.

Tendo em conta a fase atual da pandemia e a norma da Direcção-Geral da Saúde (DGS) em vigor, “cabe a cada pessoa cumprir as medidas não farmacológicas para prevenir a infecção”, disse o ministério supervisionado por João Costa, acrescentando que está em “coordenação permanente” com a DGS “a fim de aplicar quaisquer outras medidas que possam ser determinadas, como resultado da evolução da pandemia”.

Os diretores das escolas, contudo, ainda não receberam uma comunicação oficial do Governo de que não haverá limitações no ano académico que começa em Setembro. O presidente da Associação Nacional de Diretores de Grupos Públicos e Escolas (Andaep), Filinto Lima, argumenta que “é necessária uma comunicação do ME ou do DGS, a entidade competente, para se atualizarem as medidas para as escolas”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Incêndio na Serra da Estrela já queimou mais de mil hectares

Publicado

em

O presidente da Câmara de Manteigas, disse hoje que o incêndio que deflagrou no sábado em Garrocho, na Covilhã, consumiu mais de mil hectares do seu concelho, que fica em pleno Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE).

“Manteigas [concelho] está totalmente dentro do PNSE. Em termos de área ardida, apesar de ainda não estar totalmente feito o cálculo, estima-se que já arderam mais de mil hectares”, afirmou à agência Lusa Flávio Massano.

O incêndio deflagrou às 03.18 horas de sábado, na localidade de Garrocho, freguesia de Cantar-Galo e Vila do Carvalho, no concelho da Covilhã (Castelo Branco), e alastrou para Manteigas, no distrito da Guarda.

O autarca sublinhou que o incêndio, em Manteigas “está em fase de rescaldo”.

“Estamos em vigilância. Temos aqui alguns focos de fogo, controlado. São pontos quentes que não podemos deixar reativar. Neste momento está controlado deste lado [Manteigas]”, indicou.

Flávio Massano adiantou ainda que o incêndio tem uma outra frente, que lavra na zona limite entre Manteigas e o concelho da Covilhã, no distrito de Castelo Branco.

“O incêndio tem outra frente na zona de Verdelhos (limite entre Manteigas e Covilhã) e as indicações que tenho é que, neste momento, a situação é preocupante. A grande concentração de meios está neste momento do lado de lá [Verdelhos]”, referiu.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco disse à Lusa que o incêndio se mantém ativo e que continua fechada ao trânsito a Estrada Nacional 338, que faz a ligação entre Piornos e Manteigas.

Às 12:25, o incêndio estava a ser combatido por 603 operacionais, apoiados por 179 viaturas e nove meios aéreos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Mês de julho foi o mais quente dos últimos 92 anos

Publicado

em

O mês de Julho foi o mais quente dos últimos 92 anos, com temperaturas quase sempre acima do normal e com um recorde de 47ºC registado.

O relatório climático de Julho divulgado pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), classifica o mês de Julho de 2022, em Portugal Continental, como extremamente quente em relação à temperatura do ar e muito seco em relação à precipitação.

“Entre 7 e 14 de Julho, foram registados 98 novos registos de temperatura máxima, com o maior número de registos absolutos no dia 14 e mensais no dia 13”, diz o IPMA.

No mês passado, o valor médio da temperatura média do ar foi de 25,14ºC (graus Celsius), o que é quase três graus (2,97ºC) acima do valor normal.

A temperatura média máxima do ar, com mais de 33ºC (33,16ºC), foi a segunda maior desde 1931 (desde que haja registos), só ultrapassada pelo mês de Julho de 2020). Foi mais 4,44ºC do que o normal.

No documento, o IPMA assinala que os quatro valores mais altos da temperatura máxima média em Julho ocorreram depois de 2000.

A temperatura média mínima (17,13°C) foi também quase dois graus acima do normal, e foi a quarta mais alta desde 1931.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Quais as profissões mais bem pagas em Portugal? Saiba aqui

Publicado

em

Um inquérito sobre as profissões mais bem pagas, realizado pelo ManpowerGroup, no final de Julho, mostra quais as profissões com os salários mais elevados.

Desde os marketeers digitais a cargos de gestão de saúde, a CNN Portugal compilou uma lista das profissões mais bem remuneradas em Portugal.

  1. Diretor Geral no sector da Saúde (privado) entre 120.000 e 150.000 euros por ano
  2. Diretor Comercial entre 100.000 e 150.000 euros por ano
  3. CIO (Chief Information Officer) entre 110.000 e 140.000 euros por ano
  4. Diretor do Centro de Serviços Partilhados entre 95.000 e 120.000 euros por ano
  5. Especialista em dados entre 35.000 e 50.000 euros por ano
  6. Gestor de Comércio Electrónico entre 50.000 e 75.000 euros por ano
  7. Especialista em cibersegurança entre 45.000 e 60.000 euros por ano
  8. Engenheiro de software mais de 45.000 euros por ano
  9. Especialista em aprendizagem de máquinas mais de 40.000 euros por ano
  10. Marketeer digital entre 35.000 e 45.000 euros por ano
PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

ME vai investigar baixas médicas de professores que “suscitam dúvidas”

Publicado

em

O Ministério da Educação quer que sejam realizadas juntas médicas para verificar situações de professores em baixa médica que “suscitam dúvidas”, além dos casos já anunciados de docentes em mobilidade por doença.

A tutela confirmou que está a lançar o procedimento para adquirir o serviço de 7.500 juntas médicas.

Estas juntas médicas terão como alvo verificar os processos de mobilidade por doença, que permitem aos professores pedir para mudar de escola para ficar mais perto do local dos tratamentos ou da residência.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Grupo “Comunidades Seguras” lança novo grupo para proteção de desastres naturais no Norte do país

Publicado

em

Com o objetivo de manter Portugal seguro e protegido, a Associação Safe Communities Portugal, foi formada há 10 anos para ajudar a cumprir esse objetivo e desde então tem trabalhado em estreita colaboração com o governo na área da proteção civil, tanto na preparação da população em caso de grandes incêndios e tempestades, por exemplo, como em manter as pessoas informadas durante os grandes incidentes.

Parte do trabalho consiste na comunicação através do Facebook, que data de 2009; na realidade, antes da formação da Safe Communities Desde então, desenvolveu-se consideravelmente cobrindo muitos tópicos diferentes de segurança pública e de segurança, incluindo grandes incidentes, tais como: as inundações de Albufeira em 2015, os incêndios de 2017, os incêndios de Monchique 2018, o furacão Leslie em 2018, o furacão Lorenzo em 2019 e, claro, o Covid-19, para citar apenas alguns. Tem um seguimento atual de pouco mais de 55.000 pessoas.

Acompanhamos e analisamos constantemente as várias ameaças que o país enfrenta, procurando as opiniões de vários peritos e uma das ameaças é o impacto das alterações climáticas. Enquanto que isto afeta todo o país, há necessidade de dar particular atenção às áreas do norte continental.

Esta região está a experimentar um clima mais extremo, especialmente nas zonas interiores, com temperaturas superiores a 40.º graus no Verão e abaixo de zero no Inverno. Pode ser quase 100% de humidade relativa um dia, mas abaixo de 10% alguns dias mais tarde. Tempestades de granizo com inundações localizadas estão a tornar-se mais frequentes. Mais de 70% dos incêndios ocorridos em Julho ocorreram nesta região.

Segundo os especialistas, o aquecimento do Atlântico pode dar origem a condições meteorológicas instáveis no Outono, resultando num aumento dos fenómenos meteorológicos extremos (ciclones e mesmo furacões) que se aproximam de nós. O acompanhamento destes em anos anteriores mostrou o impacto principalmente no centro e norte do continente.

Precisamos, portanto, de antecipar, planear com antecedência, estar preparados e tomar iniciativas para ajudar a enfrentar a ameaça. Como resultado, a 6 de Agosto de 2022, a associação lançou um grupo no Facebook: “Alertas sobre a Situação das Comunidades Seguras no Norte de Portugal”.

O grupo abrangerá os Distritos do Porto, Braga, Vila Real, Guarda, Bragança, Aveiro, Viseu e Viana do Castelo, bem como incidentes que se possam desenvolver a sul em Coimbra, Leiria e Castelo Branco. Este grupo será dedicado a assuntos de proteção civil abrangendo: o impacto de condições meteorológicas extremas, incêndios rurais, inundações, ciclones e outros grandes incidentes que afetem a segurança pública. O enfoque é na sensibilização, preparação e ações durante os próprios eventos.

A resposta tem sido encorajadora e nas suas primeiras 24 horas 300 pessoas juntaram-se ao grupo e o número está a aumentar. O feedback tem sido extremamente positivo.

Os membros deste grupo, terão maior acesso a informação relevante e de boas fontes, o que ajudará as pessoas a estarem preparadas e, por conseguinte, ajudará a reduzir o impacto destes grandes incidentes. Quando estes se realizarem, isto proporcionará também um fórum onde as pessoas poderão partilhar e acompanhar os efeitos, o que o ajudará a si e a outros na comunidade também.

O Grupo é administrado por Susan Wright com sede no Porto e David Thomas, mais Fernanda Gonçalves como Moderadora. Pedro Taboada (Ex-Comandante dos Bombeiros no Porto) e outros prestarão apoio técnico.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Motociclista de 32 anos perde a vida após acidente na A4 em Penafiel

Publicado

em

Um motociclista de 32 anos faleceu, na madrugada deste domingo, na sequência de uma colisão com um carro, na saída da A4, em Penafiel.

Outros dois ocupantes do automóvel ficaram com ferimentos ligeiros.

A vítima mortal, Daniel Freire, não terá resistido aos ferimentos sofridos, com o seu óbito a ser declarado no local do acidente.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

GNR reforça controlo ao excesso de velocidade nas principais vias nestas férias

Publicado

em

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza esta semana uma fiscalização rodoviária nacional direcionada para o controlo de velocidade, sobretudo nas vias mais críticas em termos de sinistralidade, anunciou a corporação.

Em comunicado, a GNR explica que, com esta ação (‘Roadpol – Speed’), que decorre até dia 14, domingo, pretende igualmente sensibilizar a sociedade para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas.

A ‘RoadPol’ é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e a aplicação da lei nas estradas.

“Estas operações, de âmbito europeu, têm como principal finalidade a criação de um ambiente rodoviário mais seguro através de uma intervenção simultânea sobre as principais causas de acidentes”, refere a GNR, sublinhando que se procura “influenciar positivamente” os condutores, levando-os a adotarem comportamentos que privilegiem uma condução segura, em detrimento de comportamentos de risco.

Em 2021, a GNR registou um total de 69.186 acidentes de viação, sendo que destes, pelo menos 3.564 tiveram como principal causa o excesso de velocidade.

Relativamente à fiscalização da velocidade, no ano passado foram registadas 142.721 infrações.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Pai e filho de 40 e 16 anos morrem afogados em Celorico da Beira

Publicado

em

Um homem de 40 anos e o seu filho de 16 morreram, este sábado, afogados, numa praia fluvial, em Celorico da Beira.

Os corpos de ambos foram resgatados por equipas de mergulho.

Em conjunto com as equipas de socorro, foram também destacadas equipas de psicólogos para prestar apoio aos restantes elementos da família, que assistiram à tragédia.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

GNR: Mais de 200 detidos por condução sob efeito do álcool entre 29 de julho e 04 de agosto

Publicado

em

Mais de 550 pessoas foram detidas durante a última semana pela GNR, a maioria por conduzir com níveis de álcool em excesso.

As detenções resultaram de uma série de operações realizadas pela GNR em todo o país, entre 29 de Julho e 4 de Agosto, com o objectivo de prevenir e combater a criminalidade e os acidentes rodoviários.

Foram detidas 552 pessoas, a maioria (211) por conduzir sob o efeito do álcool e por conduzir sem licença legal (111), de acordo com os dados da GNR divulgados numa declaração.

58 foram também detidas por suspeita de tráfico de droga, 19 por roubo e furto, 17 por posse ilegal de armas e nove por violência doméstica.

Durante a operação, a GNR também apreendeu cerca de 7.500 doses de haxixe, 1.887 selos de LSD, 1.306,95 doses de cocaína, 928,8 doses de heroína e 18 comprimidos de MDMA.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Artigos Recentes

Paíshá 11 horas

Covid-19: Novo ano escolar começa sem quaisquer restrições

O governo anunciou que as escolas começarão o ano letivo sem quaisquer restrições Covid-19, colocando antes o enfoque na responsabilidade...

Paíshá 11 horas

Incêndio na Serra da Estrela já queimou mais de mil hectares

O presidente da Câmara de Manteigas, disse hoje que o incêndio que deflagrou no sábado em Garrocho, na Covilhã, consumiu...

Bragahá 12 horas

Urgências de Obstetrícia do Hospital de Braga não devem voltar a fechar este ano

O Hospital de Braga anunciou hoje que o Serviço de Urgência (SU) de Ginecologia e Obstetrícia se encontra “totalmente reestabelecido”...

Famalicãohá 12 horas

Famalicão: Apoio à natalidade pela segunda vez em Lousado

Pela segunda vez, foram entregues, na freguesia de Lousado, mais quatro vales com o intuito de apoiar a natalidade. Cada...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Incêndio deflagra em zona de mato em Arnoso Santa Maria

Mais de dez bombeiros, apoiados por um meio aéreo combateram, ao início da tarde desta segunda-feira, um incêndio numa zona...

Paíshá 14 horas

Mês de julho foi o mais quente dos últimos 92 anos

O mês de Julho foi o mais quente dos últimos 92 anos, com temperaturas quase sempre acima do normal e...

Economiahá 14 horas

Quais as profissões mais bem pagas em Portugal? Saiba aqui

Um inquérito sobre as profissões mais bem pagas, realizado pelo ManpowerGroup, no final de Julho, mostra quais as profissões com...

Bragahá 14 horas

Ex-aluna da Universidade do Minho cria pulseira que repele os mosquitos

 Uma ex-aluna da Universidade do Minho (UMinho) criou uma pulseira odorífera “que leva os mosquitos a julgar que os humanos...

Paíshá 14 horas

ME vai investigar baixas médicas de professores que “suscitam dúvidas”

O Ministério da Educação quer que sejam realizadas juntas médicas para verificar situações de professores em baixa médica que “suscitam...

Paíshá 15 horas

Grupo “Comunidades Seguras” lança novo grupo para proteção de desastres naturais no Norte do país

Com o objetivo de manter Portugal seguro e protegido, a Associação Safe Communities Portugal, foi formada há 10 anos para...

pub

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES