Siga-nos nas redes

País

O infeciologista José Poças defende que responsabilidade civil e testagem são chave para desconfinar

Publicado

em

Poças defende que o assumir de responsabilidade dos cidadãos e a testagem massiva das pessoas são a chave para conseguir desconfinar controlando a pandemia.

Em entrevista à agência Lusa, o diretor do serviço de Infeciologia do Centro Hospitalar de Setúbal, uma das regiões da periferia de Lisboa mais afetadas, em janeiro, pela terceira onda da pandemia de covid-19, disse que o sucesso está no equilíbrio da conjugação entre economia e saúde.

“A chave da conjugação entre a economia e a saúde é necessária (…), pois dentro de 15 dias nós podemos estar a exagerar nas medidas, para dizer muito sinceramente”, defendeu o médico, especialista em Medicina Interna, Doenças Infeciosas e Medicina do Viajante. Como é que se vai desconfinar sem correr o risco de ter outra onda idêntica àquela que em janeiro entupiu os hospitais? “Só vejo uma maneira, com duas vertentes: Em primeiro lugar, o cidadão tem que assumir a responsabilidade do seu comportamento, isso é determinante. (…). Em segundo, a testagem”.

“Nós precisamos dos testes [rápidos], (…) mesmo sabendo que são menos eficazes. Alguns países já optaram por essa estratégia, pois os testes com base na saliva, que o próprio doente pode fazer, podem ser feitos à entrada das escolas, por exemplo, uma vez por semana, todos os dias, nos hospitais ou à entrada do cinema”, exemplificou. Para José Poças, o ideal é a massificação da testagem, “desejavelmente com testes com uma performance obviamente suficientemente robusta”. “Eu acredito que vamos lá chegar, e no dia em que lá chegarmos (…) todo o dinheiro que se gasta nesses testes vai ser revertido no não fechamento da economia”, defendeu.

O responsável cita um editorialista da revista “Nature” para defender que devia haver dois boletins diários o do tempo e o da emergência dos microrganismos potencialmente muito perigosos. “Isso vai passar a ser monitorizado e aquilo que eu proponho é: era muito mais barato todo mundo pagar para que um país onde isso [emergência sanitária] acontecesse pudesse fechar completamente até não haver exportação daquele microrganismo”, sugeriu José Poças, acrescentando: “O que se passou agora foi que as pessoas ignoraram”.

“Se não se pode fechar o mundo, temos de o manter aberto, mas podemos assumir que é que pagar, pois isso tem custos enormes, mas teria sido milhões de vezes mais barato, milhões de vezes mais eficaz. E isto deveria valer para o mundo inteiro, fosse onde fosse”, afirmou.

O responsável sublinhou a importância de estudar não só as doenças emergentes, os microrganismos verdadeiramente novos, mas aqueles que, já sendo muito conhecidos, assumem uma diversidade genética. “Por exemplo, as velhas bactérias, têm mutações que lhes conferem resistência ao antibiótico. Isto vai ser a ordem do dia”, disse.

Sobre esta matéria José Poças defendeu: “Se não surgirem novas moléculas, se a gente não arrepiar caminho no mau uso dos antibióticos, em 2050 morrerão mais pessoas das tais infeções muito velhinhas, e por nós conhecidas há muitos anos. (…), E morrerão mais pessoas de infeções adquiridas em meio hospitalar do que por cancro”.

“Como isto é para 2050, as pessoas não vão genericamente querer muito saber disso. Mas deviam querer saber. Desde os doentes aos próprios médicos”, afirmou.

O especialista considerou ainda que a sociedade “não pode ficar fechada eternamente” e que o ideal seria, uma vez que já se conseguiu reduzir o número de novos casos, “manter o número de casos suficientemente baixos para que a economia se abra e para que se dê tempo para que as vacinas funcionem”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Famalicãohá 2 horas

FC Famalicão: Ivo Vieira focado em “subir ainda mais na tabela”

 O treinador do Famalicão admitiu hoje que quer “somar os três pontos” frente ao Nacional, na partida da 33.ª jornada...

Paíshá 3 horas

Portugal não dispensa uso de máscara por parte de pessoas já vacinadas

Portugal não está a equacionar a dispensa do uso de máscara por parte de pessoas vacinadas, garantiu hoje o secretário de...

Desportohá 6 horas

Veja os 7 golos da partida entre SL Benfica e Sporting CP

Acompanhe aqui na Fama Rádio e Televisão o relato da partida: Os 7 golos da partida: 4-3 4-2 4-1 3-1...

Regiãohá 8 horas

Centros comerciais com lojas vazias e corredores com filas enormes

O mau tempo que se faz sentir no fim de semana tem levado a uma afluência elevada de pessoas aos...

Paíshá 10 horas

Multas nas praias ainda não podem ser aplicadas, diz Autoridade Marítima

A Autoridade Marítima Nacional explicou hoje que a fiscalização das praias se vai pautar pela sensibilização para o cumprimento das...

Paíshá 10 horas

Covid 19: sete mortes e 469 casos este sábado em Portugal

Portugal contabiliza hoje 469 novos casos de Covid 19 sete mortes associadas á infeção, de acordo com o boletim epidemiológico...

Regiãohá 12 horas

UMinho descobre método para armazenar energia com grande rapidez e densidade

Uma equipa internacional liderada pelo Centro de Física da Universidade do Minho (UMinho) conseguiu armazenar com eficiência pequenas quantidades de energia...

Desportohá 13 horas

Canoagem: Fernando Pimenta conquista bronze na Taça do Mundo da Hungria

Fernando Pimenta conquistou, este sábado, a medalha de bronze em K1 1000 na Taça do Mundo de Canoagem, que decorre...

Famalicãohá 13 horas

Noite Europeia dos Museu celebrada em Famalicão com concerto de Gil Cadeias e Pedro Vilaça

Na noite deste sábado assinala-se a Noite Europeia dos Museus e a data não via passar despercebida em Famalicão. A...

Paíshá 14 horas

Garrafas de água, sumo e latas de cerveja vão ter uma taxa até 15 cêntimos

O preço de embalagens de água, sumos ou cerveja vai passar, em 2023, a vir acompanhado de uma taxa de...

Famalicãohá 14 horas

Famalicão: Base de Bairro já vai integrar dispositivo de combate aos fogos deste ano

A Base de Apoio Logístico da Proteção Civil anunciada para a freguesia de Bairro, Famalicão, já vai integrar o plano...

Economiahá 15 horas

Portugal exportou mais de 167 milhões de euros em máscaras

O valor das exportações de máscaras pelas empresas portuguesas já ultrapassou os 167 milhões de euros. Destes, 160 milhões reportam...

Paíshá 1 dia

Apostador português “saca” 172 mil euros no sorteio desta sexta-feira

Um apostador português venceu esta sexta-feira, o 2.º prémio do Euromilhões, totalizando 172 mil euros, ao lado de outros 3...

Paíshá 1 dia

Covid-19: Portugal tem ainda 22 concelhos com mais de 120 infeções por cada 100 mil habitantes

Portugal tem hoje 22 concelhos com incidência do novo coronavírus superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos...

Famalicãohá 1 dia

Trabalhadores cortam estrada entre Famalicão e Guimarães em manifesto por melhores salários e condições de trabalho

Um grupo de trabalhadores, totalizando mais de uma centena, ocuparam, na tarde desta sexta-feira, a Estrada Nacional 206, que liga...

Paíshá 1 dia

Viagens de e para o Reino Unido permitidas a partir de segunda-feira com apresentação de teste negativo

As viagens não essenciais de e para o Reino Unido vão ser permitidas a partir das 00:00 de segunda-feira, bastando...

Desportohá 1 dia

Famalicão: 11.ª Edição do Duatlo de Famalicão realiza-se no Louro a 04 de julho

A Associação Amigos do Pedal (AdP) e da Federação de Triatlo de Portugal(FTP) organizam, no próximo dia 04 de julho,...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Infeções por covid-19 continuam a descer. Concelho está quase no nível mais baixo

Os dados da Direção-Geral da Saúde referentes à incidência de novos casos da covid-19, das duas últimas semanas, no concelho...

Paíshá 1 dia

Covid-19: Zero mortos e 450 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal não contabiliza hoje óbitos provocados pela pandemia mas regista 450 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 1 dia

Homem vai para o café com bala alojada na testa após rixa em Trancoso

Um homem de 49 anos teve uma atitude insólita quando, na última segunda-feira, foi para o café beber um copo...

Arquivo

FAMA NAS REDES

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191