Siga-nos nas redes
“E-REDES”

Economia

Mais de 136 mil trabalhadores precários perderam o emprego em 2020

Publicado

em

Mais de 136 mil trabalhadores com vínculos precários perderam em 2020 o emprego, 67 mil dos quais mulheres, a maioria delas sem ter acesso a subsídio de desemprego, refere um estudo da CGTP.

De acordo com um estudo elaborado pelo Gabinete de Estudos Sociais da CGTP, com base em dados do INE, no ano passado foram destruídos cerca de 100 mil postos de trabalho, em termos líquidos, o que corresponde a um recuo anual de 2%, interrompendo o crescimento que se verificava há seis anos.

Para a central sindical esta é a prova de que “as medidas que o Governo implementou como resposta à covid-19 não foram suficientes nem adequadas para evitar a destruição do emprego e o aumento do desemprego”.

“Não só não proibiram os despedimentos, como reduziram os salários e rendimentos a mais de um milhão e quatrocentos mil trabalhadores em todo o país (…), com repercussões na economia e na sociedade, somando crise à crise”, considerou no documento.

Segundo a análise, os trabalhadores com vínculos precários foram os primeiros a ser despedidos, sendo esta a principal razão para a perda de emprego e para o aumento do desemprego, numa proporção mais elevada que em anos anteriores.

No entanto, o trabalho precário voltou a aumentar no segundo semestre do ano passado, embora não retomando o nível anterior à pandemia, “devido ao crescimento do falso trabalho independente e de outras formas ainda mais precárias que o contrato a termo”.

“No 4.º trimestre de 2020 a precariedade medida através dos dados do INE (que subavaliam o seu número real) atingia 710,4 mil trabalhadores, sendo mais de metade mulheres (384 mil)”, salientou o estudo.

A precariedade afeta 17,6% do total dos assalariados, sendo sempre superior entre as mulheres trabalhadoras (18,3% face a 16,7% entre os homens), em todas as idades.

Entre as jovens dos 15 aos 34 anos os vínculos não permanentes ultrapassam os 36%, sendo de 65% entre as menores de 25 anos e perto de 30% no grupo dos 25 aos 34 anos.

Segundo o estudo, além da instabilidade laboral, com repercussões também na vida pessoal e familiar, os vínculos precários têm como consequência salários 20% a 30% mais baixos que os dos trabalhadores com vínculos permanentes.

De acordo com a CGTP, em 2020 o desemprego real atingiu quase 600 mil trabalhadores, tendo aumentado em mais de 68 mil face a 2019.

O número de mulheres desempregadas no ano passado chegou quase aos 318 mil, correspondendo a mais de metade do total do desemprego real (53%).

No seu estudo, a CGTP explicou que o desemprego real inclui o desemprego oficial, acrescido dos inativos disponíveis, mas que não procuraram emprego, categoria onde são incluídos milhares de trabalhadores desempregados, devido aos critérios de classificação usados, e dos inativos indisponíveis.

“Juntando os trabalhadores a tempo parcial que estão subempregados porque trabalham menos horas do que desejam, eram cerca de 752 milhares os trabalhadores desempregados ou subocupados em 2020, correspondendo a uma taxa de subutilização do trabalho de 13,9%, o dobro da taxa de desemprego oficial e também mais alta que em 2019”, referiu o documento.

Assim, os jovens e as mulheres são os que têm as percentagens mais elevadas, com taxas de subutilização do trabalho de 39,2% e 15,4%, respetivamente.

A Intersindical salientou ainda que “a maioria das mulheres desempregadas não tem acesso a prestações de desemprego”, dado que pouco mais de um terço o consegue.

Além disso “os valores auferidos são, em média, muito baixos”, sendo de 503 euros em 2020, ou seja, abaixo do limiar da pobreza, que era de 540 euros em 2019.

No ano passado 20,2% das mulheres em Portugal estavam em situação de pobreza ou exclusão social, um valor superior ao dos homens (19,4%), mas em diminuição face a 2015 quando atingiu os 28,1%.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Bragahá 2 horas

GNR multa quatro turistas resgatados esta madrugada no Gerês

Três cidadãos espanhóis e um francês, resgatados na última madrugada, na Serra do Gerês, foram autuados pela GNR por terem...

Famalicãohá 3 horas

Assembleia Municipal de Famalicão pede fiscalização às pedreiras da Portela

A Assembleia Municipal de Famalicão aprovou um voto de recomendação para que se tomem medidas preventivas, e até coesivas, para...

Famalicãohá 4 horas

Câmara de Famalicão lança inquérito sobre habitação à população do concelho

A Câmara Municipal de Famalicão está a realizar um inquérito online à população de diagnóstico do parque habitacional do concelho....

Paíshá 4 horas

Covid 19: mais 41 mortes e 741 casos em Portugal

Portugal regista, este domingo, 41 mortes associadas à Covid-19, num dia em que foram registados mais 741 casos associados à...

Mundohá 6 horas

Presidente do Parlamento Europeu apela aos países para acelerarem vacinação

Os países da União Europeia devem alterar as campanhas de vacinação para alcançarem o objetivo comunitário de imunizar 70% dos...

Guimarãeshá 6 horas

13 homens multados por ajuntamento ilegal numa antiga escola de Guimarães

A PSP de Guimarães multou, este sábado, 13 homens, por violarem as regras do dever geral de recolhimento. De acordo...

Paíshá 7 horas

Covid-19: menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

A Covid19, chegou a Portugal no dia 2 de março de 2020 e a Agência Lusa faz um balanço do...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão: lançada petição online que pede alternativa à Ponte da Lagoncinha

Um grupo de cidadão lançou online, no site “petição Pública” uma petição que pede a construção de uma nova ponte...

Economiahá 8 horas

Governo vai reforçar programa de apoio às empresas afetadas pela Covid 19

O programa Apoiar, destinado a empresas afetadas pela pandemia de Covid-19, vai ser reforçado e alargado a novas situações, revelou...

Paíshá 9 horas

Gasóleo e gasolina voltam a aumentar na segunda-feira

Segundo avança o Jornal de Negócios, o preço da gasolina 95 e do gasóleo simples têm margem para registar um...

Economiahá 21 horas

Bloco de Esquerda pede a António Costa extensão das moratórias

A coordenadora do BE, Catarina Martins, fez hoje um apelo direto ao primeiro-ministro, António Costa, para não espere que “seja...

Paíshá 22 horas

Covid-19: PCP pede apoios a 100% para pais “imediatamante e com efeitos retroativos”

 O secretário-geral do PCP pediu hoje ao Governo apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os...

Desportohá 22 horas

Silas: “O facto de pontuarmos há três jogos. Nesta luta é importante de se conseguir.”

 Declarações dos treinadores do Famalicão, Jorge Silas, e do Farense, Jorge Costa, no final do encontro da 21.ª jornada da...

Paíshá 1 dia

Quase 838 mil vacinas já foram administradas em Portugal

O Ministério da Saúde avançou hoje que, em Portugal, já foram administradas 837.887 vacinas contra a covid-19. A vacinação começou...

Paíshá 1 dia

100 negacionistas protestam contra o uso obrigatório de máscara

São negacionistas da pandemia, afirmam que esta “não é real”, e protestam hoje contra o uso obrigatório de máscara, avança...

Paíshá 1 dia

Portugueses e espanhóis protestam pela abertura da fronteira de Bemposta

A fronteira de Bemposta, no concelho de Mogadouro, distrito de Bragança, az a ligação do Planalto Mirandês, através da localidade...

Paíshá 1 dia

Centros de saúde com decréscimo de 75% de consultas Covid-19

Dados avançados hoje pelo jornal Público revelam que as consultas a utentes infetados Covid-19 sofreram um decréscimo de 75%, o...

Paíshá 1 dia

Covid-19: 33 mortes e 1071 novos casos

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Direção Geral de Saúde, registam-se, nas últimas 24 horas, 1071 novos casos confirmados...

Paíshá 1 dia

AstraZeneca pode começar a ser administrada a maiores de 65 anos

O chefe da Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha anunciou que vai alterar a recomendação que limitava o uso...

Paíshá 1 dia

GNR deteve 420 pessoas na última semana

No âmbito de operações de combate à criminalidade e de fiscalização rodoviária, a GNR deteve 420 pessoas na última semana....

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191