Siga-nos nas redes
Publicidade

País

André Ventura reeleito depois da demissão e deixa farpas ao PSD

Publicado

em

O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para as lutas dos próximos quatro anos e para dizer ao PSD que só governará Portugal com o seu partido.

André Ventura, demissionário pela segunda vez, voltou nas eleições deste sábado a ser o único candidato a presidente do partido, com os resultados da votação anunciados ao início da noite pelo presidente da mesa da convenção do partido, Luís Graça, que, contudo, não divulgou o número total de votantes.

O presidente reeleito fez depois o discurso da vitória, deixando o que chamou de “um último alerta ao PSD”, para que o partido liderado por Rui Rio entenda que só pode ganhar as eleições com o Chega e não “a dar a mão ao PS”.

Essa é a única forma, se o PSD “ainda tem esperança de ter um governo de direita em Portugal”, disse Ventura, acrescentando que o PSD não percebeu ainda “o buraco em que se meteu ao dar a mão ao PS”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

País

Crime e violência: mais de 30% das vítimas menores são filhos de agressores

Publicado

em

Estudo conclui que 9% dos casos foram vítimas de outros familiares, como tios, primos, cunhados, entre outros, e que 5,9% das crianças e jovens vítimas em 2022 são enteados agredidos pelos padrastos ou madrastas.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) revelou quinta-feira que quase um terço (31,6%) das crianças e jovens vítimas de crime e de violência que apoiou em 2022 são filhos dos autores dos crimes.

A APAV destaca também no estudo que 9% dos casos (231), foram vítimas de outros familiares, como tios, primos, cunhados, entre outros.

O estudo revela que 5,9% (153) das crianças e jovens vítimas em 2022 são enteados agredidos pelos padrastos ou madrastas.

Houve 105 crianças e jovens vítimas de colegas da escola, 54 sem relação alguma, 45 vítimas dos avós, 39 de vizinhos, 34 de ex-namorados, 22 de irmãos, entre outras relações. Há 831 casos em que se desconhece a relação entre a vítima e o autor do crime.

Em 2022 chegou ao conhecimento da APAV um total de “2.595 autores de crime e violência” e desse total 55,5% (1.440) era do sexo masculino.

O estudo revela ainda que 72 autores dos crimes contra crianças e jovens em 2022 (2,8%) são estudantes.

Quase 2.600 crianças e jovens vítimas de crime e violência foram apoiados em 2022 pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), mais 32% do que no ano anterior.

Dados do estudo “Crianças e Jovens Vítimas de Crime e de Violência — Estatísticas 2022”, a que a agência Lusa teve esta quinta-feira acesso, revelam que, das 2.595 crianças e jovens vítimas de crime e de violência apoiadas em 2022 pela APAV, cerca de 60% (1.560) eram raparigas e 38,9% (1.007) rapazes.

Entre os fatores que contribuíram para aumentar o número de pedidos de ajuda esteve o maior número de pedidos de ajuda à APAV para situações reportadas na linha Internet Segura, assim como o desconfinamento, que permitiu às crianças e jovens regressarem ao seu contexto habitual, de frequência escolar, com uma maior supervisão de outras pessoas adultas, o que ajudou a “uma maior desocultação das situações”, acrescentou Carla Ferreira.

As crianças e jovens vítimas de violência doméstica acompanhados pelas Respostas de Acompanhamento Psicológico (RAP) poderão ficar este mês sem apoio psicoterapêutico por falta de financiamento, alertou esta quinta-feira a coordenadora da RAP do Porto.

Criadas pelo Governo em 2021, as cerca de três dezenas de RAP existentes no país visam promover o atendimento, acompanhamento e apoio psicológico especializado a crianças e jovens vítimas de violência doméstica e violência de género.

Faro é o distrito de Portugal com maior prevalência de crianças e jovens vítimas de crime e violência em 2022, seguindo-se Lisboa, Braga e Porto. O estudo “Crianças e Jovens Vítimas de Crime e de Violência — Estatísticas 2022” realizado pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), mostra que Faro registou 674 casos de crianças e jovens vítimas de crime e ou violência (26% do total registado pela APAV), Lisboa r

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Combustíveis vão descer para a semana.

Publicado

em

Para semana há boas notícias quando for à bomba: os combustíveis vão ficar mais baratos. Fonte do mercado avançou que o litro de gasolina vai descer 2,5 cêntimos e o de gasóleo, o combustível mais usado em Portugal, 0,5 cêntimos na próxima semana.

A partir desta segunda-feira, quando for abastecer, deverá passar a pagar 1,439 euros por litro no gasóleo simples e 1,653 euros por litro na gasolina simples 95, tendo em conta os valores médios praticados nas bombas à segunda-feira, divulgados pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Estes preços já têm em conta os descontos aplicados pelas gasolineiras e a revisão das medidas fiscais temporárias para ajudar a mitigar o aumento do preço dos combustíveis. Mas os valores ainda deverão sofrer alterações, porque a redução da carga fiscal de 30 cêntimos por litro de gasóleo e de 31,6 cêntimos por litro de gasolina só estava em vigor até ao final desta semana. É expectável que o Ministério das Finanças emita um novo comunicado no qual faça uma nova revisão dos apoios.

É de recordar que os preços cobrados ao consumidor final podem variar consoante o posto de abastecimento.

Este desagravamento dos preços dos combustíveis surge depois de duas semanas consecutivas de aumentos. Esta semana a subida foi de 0,5 cêntimos no gasóleo e de 2,4 cêntimos na gasolina, ou seja, quase os valores da descida que são esperados para a semana. O agravamento do preço do diesel acabou por ficar muito aquém da expectativa do mercado que apontava para uma subida de 2,5 cêntimos para ambos os combustíveis.

Os preços do brent subiram (1,51%) na sexta-feira para os 74,50 dólares por barril, e caminham para uma queda semanal de 3%, interrompendo duas semanas consecutivas de subidas. O desempenho de sexta-feira foi influenciado pela aprovação no Senado da lei que evita o default nos EUA, mas também pela possibilidade de a Fed fazer uma pausa na subida dos juros. Os investidores estão ainda de olhos postos na reunião de domingo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (OPEP+), que inclui a Rússia e mais 22 países produtores de petróleo.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Governo anuncia nova série de Certificados de Aforro.

Publicado

em

O Ministério das Finanças anunciou, esta sexta-feira, que aprovou a “criação da ‘Série F’ de Certificados de Aforro”, que irá substituir a ‘Série E’. O anúncio surge após ter sido revelado pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) que “a subscrição de Certificados de Aforro (CA) da série E foi suspensa”.

Segundo o ministério tutelado por Fernando Medina, a subscrição para a nova série estará disponível a partir da próxima segunda-feira, 5 de junho.

“A nova Série permitirá a aplicação da poupança por um prazo mais longo, 15 anos, e prevê uma remuneração crescente ao longo do tempo, através de um prémio de permanência”, acrescentou o Ministério das Finanças, num comunicado enviado às redações.

A tutela acrescenta ainda que, “nos termos da portaria a publicar em Diário da República, a taxa base aplicável à ‘Série F’ é determinada mensalmente, no antepenúltimo dia útil do mês, para vigorar durante o mês seguinte”.

A taxa base corresponde “à média dos valores da Euribor a três meses observados nos 10 dias úteis anteriores, sendo o resultado arredondado à terceira casa decimal”, mas “não poderá ser superior a 2,50% nem inferior a 0%”.

No seu lançamento, a taxa base da nova série F será de 2,5% e a “estrutura de prémios de permanência crescentes começa em 0,25% entre o 2.º e o 5.º anos”, permitindo “atingir 1,75% adicionais à taxa base nos últimos 2 anos do prazo máximo de subscrição”.

Em relação à Taxa Interna de Rentabilidade (TIR) da nova série, “considerando os prémios de permanência, é muito semelhante à rentabilidade obtida atualmente com Obrigações do Tesouro para o mesmo prazo de 15 anos.”

O ministério assegura ainda que a “criação da nova série F realinha a remuneração dos certificados de aforro com a remuneração das restantes fontes de financiamento da República Portuguesa” e “além de promover a coerência da remuneração entre os vários instrumentos de financiamento,” permitirá ainda “distribuir de forma mais equilibrada as amortizações de dívida por diferentes anos, assim contribuindo para a gestão prudente da dívida pública”.

“A portaria estabelece ainda que o mínimo de certificados por conta de aforro é de 100 unidades e o máximo será de 50.000 unidades. Adicionalmente, a portaria define um máximo de certificados da ‘série F’ acumulado com certificados da ‘série E’ por conta aforro – 250.000 unidades”, anunciou o Governo.

Na mesma nota, o Ministério das Finanças explicou também que “os limites de subscrição da nova Série têm por fim contribuir para a eficiência e sustentabilidade da dívida pública portuguesa, podendo ser ajustados, caso tal venha a revelar-se compatível com o objetivo de gestão prudente da dívida pública”.

Em janeiro, o valor aplicado em Certificados de Aforro atingiu o máximo desde 1998, ascendendo a 22.534 milhões de euros, segundo dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal (BdP).

A série E tem tido muita procura, segundo os dados, com um juro calculado com base numa fórmula que não pode resultar numa taxa base superior a 3,5%.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

OUVIR RÁDIO

VER TV EM DIRETO

LER JORNAL

pub

Artigos Recentes

Desportohá 5 horas

BTT: José Simões e Raquel Cunha repetem triunfo no Concelhio de Resistência BTT

Os betetistas José Simões, do Grupo CCR – Ap Motors e Raquel Cunha, da União Ciclista de Vila Nova de...

Famalicãohá 6 horas

Mostra Comunitária de Arnoso Santa Maria

Este fim-de semana , a Mostra Comunitária de Arnoso conta com muitos expositores e comemora o Dia Mundial da Criança....

Famalicãohá 9 horas

Está a decorrer durante este fim de semana a Mostra Comunitária na freguesia de Delães

São muitas as associações que marcam presença nesta mostra, a FAMA TV falou com algumas, e fazem um balanço bastante...

Paíshá 12 horas

Crime e violência: mais de 30% das vítimas menores são filhos de agressores

Estudo conclui que 9% dos casos foram vítimas de outros familiares, como tios, primos, cunhados, entre outros, e que 5,9%...

Paíshá 13 horas

Combustíveis vão descer para a semana.

Para semana há boas notícias quando for à bomba: os combustíveis vão ficar mais baratos. Fonte do mercado avançou que...

Mundohá 15 horas

Países Baixos quer desconto nas rendas para jovens que ajudem idosos

O Governo dos Países Baixos propõe um novo subsídio para jovens entre os 18 e 30 anos que atribui um...

Paíshá 15 horas

Governo anuncia nova série de Certificados de Aforro.

O Ministério das Finanças anunciou, esta sexta-feira, que aprovou a “criação da ‘Série F’ de Certificados de Aforro”, que irá...

Paíshá 16 horas

Um 2.º prémio do Euromilhões em Portugal. Saiba para onde voou o jackpot

Em jogo estava um ‘jackpot’ previsto de 130 milhões de euros.~ Esta sexta-feira, houve um apostador estrangeiro que se tornou...

Paíshá 16 horas

Este sábado não se esqueça do guarda-chuva.

Os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Braga estão sob...

Paíshá 17 horas

PS e PSD votaram contra a criação do crime de assédio sexual

O Parlamento aprovou apenas a criação de códigos de conduta nas instituições de Ensino Superior para combater o assédio sexual...

Arquivo

Mais Vistos