Siga-nos nas redes

País

Milhares de peças de vestuário contrafeito apreendidas na região Norte

Publicado

em

A GNR apreendeu mais de 15 mil artigos de vestuário contrafeito nos concelhos de Fafe, Paços de Ferreira e Lousada, com um valor estimado superior a 169 mil euros, e identificou sete homens e uma mulher, anunciou a corporação.

Em comunicado, a GNR revela que a apreensão, feita pela Unidade de Ação Fiscal (UAF), através do Destacamento de Ação Fiscal (DAF) do Porto, decorreu na sequência de uma investigação que decorre há 18 meses.

“Os militares da Guarda identificaram diversos produtores e intermediários que se dedicavam à confeção e comercialização de vestuário contrafeito, tendo sido identificados sete homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 19 e os 67 anos”, refere a nota.

Para desmantelar os locais de confeção e armazenamento, foi realizada uma operação policial, denominada “Fio Dourado”, que incluiu nove buscas e resultou na apreensão de 15.138 peças de vestuário contrafeito de marcas diversas, uma máquina de confeção, uma máquina de bordar, diversos acessórios com identificação de logótipos de várias marcas e 6.335 euros em numerário.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Paredes.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

País

Avião de combate aos incêndios ficou inoperacional devido à falta de combustível

Publicado

em

Um avião de combate a incêndios Canadair tornou-se inoperacional em Portugal devido à falta de combustível. Segundo o Correio da Manhã, o avião que opera a partir do Centro de Meios Aéreos de Castelo Branco, entrou, esta terça-feira, em modo não operacional às 13:55 horas.

O Correio da Manhã/CMTV tentou contactar o operador para pedir esclarecimentos, mas sem sucesso.

A Proteção Civil salienta a falta de combustível para a empresa que opera os recursos aéreos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Calor: Produtores de gelo com dificuldades em satisfazer encomendas. Espanha já começou racionamento

Publicado

em

Os supermercados em Espanha estão a limitar o número de embalagens de gelo que vendem por cliente, enquanto em Portugal, o supermercado Lidl registou um “aumento muito elevado do consumo de gelo” devido ao tempo quente persistente.

“Dado o calor que tem sido sentido de norte a sul do país nas últimas semanas e meses, confirmamos que levou a um aumento muito elevado no consumo de gelo”, disse uma fonte oficial da Lidl Portugal.

Na Lidl, “procuramos trabalhar antecipadamente e em parceria efectiva com os nossos fornecedores – e este caso não é excepção”, pelo que “temos estado constantemente a acompanhar a situação”, especialmente nas lojas que registam maior volume de vendas.

“Neste sentido, por enquanto, não consideramos necessário limitar a venda de gelo por cliente”, concluiu a mesma fonte.

Auchan Retail Portugal também confirmou que houve um aumento nas vendas de gelo, mas excluiu por agora um racionamento.

Uma fonte oficial da Auchan Retail Portugal declarou que “há, de facto, um aumento significativo nas vendas de gelo” este ano.

“Podemos dizer que o nosso fornecedor já tem algumas dificuldades de produção/entrega, mas, por enquanto, não sentimos necessidade de racionamento”, acrescentou a mesma fonte.

Pingo Doce disse não ter previsto “qualquer restrição” à venda de gelo nas suas lojas e a Intermarché desconhece qualquer “racionamento de produtos” no mercado português.

Em Espanha, o racionamento da venda de gelo – e o desaparecimento do produto dos supermercados e estações de serviço – ocorreu quando as reservas do produto se esgotaram, resultado do aumento dos preços da electricidade e as ondas de calor afectaram o país desde Junho.

A produção de gelo, a fim de satisfazer a procura habitual do Verão, começa nos primeiros meses do ano, mas em 2021, o aumento dos preços da electricidade gerou custos de fabrico e armazenamento que levaram ao encerramento das fábricas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Porto: Crimes violentos e graves estão a aumentar

Publicado

em

O Comando Metropolitano do Porto da PSP registou um decréscimo de 4,5% de criminalidade geral em 2021, destacando-se uma diminuição de 13,6% de furtos, mas assinalou um aumento de 2,1% de crimes violentos e graves, foi hoje revelado.

Na cerimónia evocativa do 155º aniversário do Comando Metropolitano do Porto da PSP, a comandante daquela estrutura, Paula Peneda, depois de apresentar um “sucinto balanço” da atividade delituosa da área daquele comando, alertou os recursos humanos “são o fator mais crítico” na sua atividade.

“Neste momento, os recursos humanos são o nosso fator mais critico, já que a realidade é muito preocupante no que respeita aos efetivos policiais (…) E se por um lado temos défice de recursos humanos, por outro, queremos manter a tendência crescente de resultados, o que exigirá um esforço acrescido de todos os elementos que cá trabalham”, alertou a responsável.

À margem da cerimónia, a secretaria de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, confrontada com o alerta de Paula Peneda, lembrou que serão integrados, em setembro, na PSP, 900 operacionais e que está prevista a entrada de mais mil no próximo ano.

“A direção da PSP distribuirá o efetivo de acordo com as necessidades de cada território (…) não estou a dizer nada de novo, estamos a definir uma estratégia integrada em segurança urbana para reforçar o efetivo e também estas admissões visam reforçar o policiamento de proximidade”, apontou.

Quanto o balanço da atividade delituosa, Paula Peneda destacou o decréscimo de 4,5%, face a 2020, da criminalidade geral, mas com um “aumento residual” de 2,1% da criminalidade violenta e grave, que representa 4,8% da criminalidade geral registado por aquele Comando Metropolitano.

Segundo os números apresentados, em 2021 houve um aumento de 11% no número de detenções, que corresponde a 3484 detenções, sendo que até 30 de junho de 2022 foram feitas 2063 detenções (mais 14,8%).

Já sobre o ano de 2022, Paula Peneda destacou os números relativos à violência doméstica, referindo que no primeiro semestre de 2022 foram realizados 1.210 atendimentos, registadas 636 vítimas, feitos 251 Autos de Denúncia, 92 Autos de Notícia e 851 Aditamentos a processos já iniciados.

Foram feitos também 1.019 avaliações de risco, 596 Planos de Segurança personalizados para aquelas vítimas e atribuído o estatuto ode vítima a 1.092 pessoas.

O balanço apontou ainda que em 2021 o Comando Metropolitano do Porto da PSP fez 1279 exames a armas apreendidas e explosivos e em 2022 já registou 594.´

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Edifício mais alto de Portugal será construído em Gaia por 150 milhões e terá 100 metros de altura

Publicado

em

O edifício Skyline de 28 andares será construído em Vila Nova de Gaia e deverá custar aos seus investidores israelitas 150 milhões de euros.

O projecto Skyline será construído pela empresa israelita Fortera Properties e representa um investimento de 150 milhões de euros, mais 30 milhões de euros do que inicialmente previsto. As “alterações ao projecto” e os “aumentos expressivos no sector da construção” estão por detrás deste aumento no valor do investimento, admite o promotor imobiliário.

De acordo com um relatório do Idelista, o promotor imobiliário já tinha anunciado a construção do empreendimento Skyline em Novembro de 2020, com um investimento previsto de mais de 100 milhões de euros. Na altura, Elad Dror, CEO do grupo Fortera, pretendia iniciar os trabalhos em 2021 e terminá-los dentro de 2 ou 3 anos.

Agora, o edifício de 28 andares, que promete ser “o mais alto de Portugal”, está de novo no bom caminho, mas o custo previsto pela Fortera subiu de 120 milhões de euros para 150 milhões de euros, devido a “alterações necessárias ao projecto e aumentos significativos no sector da construção”.

A torre Skyline será construída na área do General Torres, em Gaia, e terá uma altura de 100 metros. Terá um total de 111 apartamentos com serviços de luxo, uma piscina infinita, um health club, bar, dois restaurantes e vistas panorâmicas. Para além disso, terá também um hotel com 160 quartos.

As casas de luxo que serão desenvolvidas neste edifício terão entre 40 e 100 metros quadrados e estarão entre os “apartamentos mais caros de Portugal”, uma vez que o preço será de cerca de sete mil euros por m2.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Incêndio destrói fábrica de tintas em Matosinhos. Bombeiro assistido devido a exaustão

Publicado

em

Ficou destruída a fábrica de tintas Diera, em Matosinhos, depois de um incêndio, ao final da tarde desta segunda-feira.

Apesar de não ter causado feridos, um bombeiro acabou por necessitar de assistência por exaustão.

De acordo com o JN, uma das paredes do edifício ficou em risco de derrocada, estando agendada agora uma avaliação dos danos provocados na estrutura.

80 bombeiros e 20 veículos combateram as chamas no local, levando à extinção do incêndio, cerca das 22:00.

O alerta foi registado às 19:45.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Quase 90 mortes por afogamento em Portugal desde o início do ano

Publicado

em

Portugal registou este ano, até 31 de julho, 88 mortes em meio aquático, um recorde dos últimos cinco anos, informou a Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores (FEPONS).

Este é o valor mais elevado para os primeiros sete meses do ano desde que o Observatório do Afogamento, da FEPONS, começou a reunir estatísticas, em 2017, destacou a federação.

Segundo um comunicado, 35 mortes ocorreram em mar e 31 em rio, havendo ainda oito óbitos em poços, seis em barragens e três em piscinas domésticas.

Em 2021, também entre janeiro e julho, tinham sido registadas 62 mortes; 57 em 2020 e 2019; 66 em 2018 e 71 em 2017, de acordo com os dados do comunicado divulgado hoje.

Em 03 de agosto, um homem de 77 anos morreu depois de ter entrado em paragem cardiorrespiratória, na água, na praia da Quarteira, no concelho de Loulé, revelou a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Em 12 de julho, o Observatório do Afogamento tinha divulgado o relatório relativo ao primeiro semestre, revelando que as vítimas são sobretudo homens (72,1%) e as fatalidades verificam-se em locais não vigiados (97,15%).

A federação verificou um aumento dos óbitos nas idades mais jovens, até aos 24 anos, e que a maioria das vítimas mortais estava a tomar banho (26,5%), mas que 5,9% encontrava-se a passear junto à água ou a pescar.

“Num momento em que se está a registar uma enorme dificuldade na contratação de nadadores-salvadores, e num momento em que as temperaturas vão subir, estas conclusões preocupam a FEPONS, que apela à classe política uma urgente revisão da legislação deste setor”, pode ler-se no relatório.

Em 19 de julho, a AMN e a Direção-Geral da Saúde (DGS) associaram-se para sensibilizar a população portuguesa para os cuidados a ter nas praias com a campanha “Juntos Por Um Verão Mais Seguro”.

Para minimizar o número de acidentes durante a época balnear 2022, a AMN e a DGS recomendam que se vigie permanentemente as crianças, a frequentar praias vigiadas, utilizar calçado adequado nos acessos à praia e na utilização de apoios balneares e respeitar a sinalização das praias.

Recomendam igualmente às pessoas que se mantenham hidratadas, a tomar refeições ligeiras, a respeitar os períodos de digestão, a evitar as horas de maior exposição solar (11 – 17 horas), usar protetor solar, a não se aproximarem de arribas instáveis e respeitar as indicações dos nadadores-salvadores, dos agentes da autoridade e dos elementos que reforçam a vigilância nas praias.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Covid-19: Novo ano escolar começa sem quaisquer restrições

Publicado

em

O governo anunciou que as escolas começarão o ano letivo sem quaisquer restrições Covid-19, colocando antes o enfoque na responsabilidade individual para assegurar a saúde pública.

Horários irregulares, o uso de uma máscara e outras restrições Covid-19 serão todos abandonados nas escolas quando o novo ano letivo recomeçar em Setembro.

De acordo com o Ministério da Educação (ME), citado pelo Público, o próximo ano letivo terá lugar também sem quaisquer medidas para combater o Covid-19.

Tendo em conta a fase atual da pandemia e a norma da Direcção-Geral da Saúde (DGS) em vigor, “cabe a cada pessoa cumprir as medidas não farmacológicas para prevenir a infecção”, disse o ministério supervisionado por João Costa, acrescentando que está em “coordenação permanente” com a DGS “a fim de aplicar quaisquer outras medidas que possam ser determinadas, como resultado da evolução da pandemia”.

Os diretores das escolas, contudo, ainda não receberam uma comunicação oficial do Governo de que não haverá limitações no ano académico que começa em Setembro. O presidente da Associação Nacional de Diretores de Grupos Públicos e Escolas (Andaep), Filinto Lima, argumenta que “é necessária uma comunicação do ME ou do DGS, a entidade competente, para se atualizarem as medidas para as escolas”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Incêndio na Serra da Estrela já queimou mais de mil hectares

Publicado

em

O presidente da Câmara de Manteigas, disse hoje que o incêndio que deflagrou no sábado em Garrocho, na Covilhã, consumiu mais de mil hectares do seu concelho, que fica em pleno Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE).

“Manteigas [concelho] está totalmente dentro do PNSE. Em termos de área ardida, apesar de ainda não estar totalmente feito o cálculo, estima-se que já arderam mais de mil hectares”, afirmou à agência Lusa Flávio Massano.

O incêndio deflagrou às 03.18 horas de sábado, na localidade de Garrocho, freguesia de Cantar-Galo e Vila do Carvalho, no concelho da Covilhã (Castelo Branco), e alastrou para Manteigas, no distrito da Guarda.

O autarca sublinhou que o incêndio, em Manteigas “está em fase de rescaldo”.

“Estamos em vigilância. Temos aqui alguns focos de fogo, controlado. São pontos quentes que não podemos deixar reativar. Neste momento está controlado deste lado [Manteigas]”, indicou.

Flávio Massano adiantou ainda que o incêndio tem uma outra frente, que lavra na zona limite entre Manteigas e o concelho da Covilhã, no distrito de Castelo Branco.

“O incêndio tem outra frente na zona de Verdelhos (limite entre Manteigas e Covilhã) e as indicações que tenho é que, neste momento, a situação é preocupante. A grande concentração de meios está neste momento do lado de lá [Verdelhos]”, referiu.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco disse à Lusa que o incêndio se mantém ativo e que continua fechada ao trânsito a Estrada Nacional 338, que faz a ligação entre Piornos e Manteigas.

Às 12:25, o incêndio estava a ser combatido por 603 operacionais, apoiados por 179 viaturas e nove meios aéreos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Mês de julho foi o mais quente dos últimos 92 anos

Publicado

em

O mês de Julho foi o mais quente dos últimos 92 anos, com temperaturas quase sempre acima do normal e com um recorde de 47ºC registado.

O relatório climático de Julho divulgado pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), classifica o mês de Julho de 2022, em Portugal Continental, como extremamente quente em relação à temperatura do ar e muito seco em relação à precipitação.

“Entre 7 e 14 de Julho, foram registados 98 novos registos de temperatura máxima, com o maior número de registos absolutos no dia 14 e mensais no dia 13”, diz o IPMA.

No mês passado, o valor médio da temperatura média do ar foi de 25,14ºC (graus Celsius), o que é quase três graus (2,97ºC) acima do valor normal.

A temperatura média máxima do ar, com mais de 33ºC (33,16ºC), foi a segunda maior desde 1931 (desde que haja registos), só ultrapassada pelo mês de Julho de 2020). Foi mais 4,44ºC do que o normal.

No documento, o IPMA assinala que os quatro valores mais altos da temperatura máxima média em Julho ocorreram depois de 2000.

A temperatura média mínima (17,13°C) foi também quase dois graus acima do normal, e foi a quarta mais alta desde 1931.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Quais as profissões mais bem pagas em Portugal? Saiba aqui

Publicado

em

Um inquérito sobre as profissões mais bem pagas, realizado pelo ManpowerGroup, no final de Julho, mostra quais as profissões com os salários mais elevados.

Desde os marketeers digitais a cargos de gestão de saúde, a CNN Portugal compilou uma lista das profissões mais bem remuneradas em Portugal.

  1. Diretor Geral no sector da Saúde (privado) entre 120.000 e 150.000 euros por ano
  2. Diretor Comercial entre 100.000 e 150.000 euros por ano
  3. CIO (Chief Information Officer) entre 110.000 e 140.000 euros por ano
  4. Diretor do Centro de Serviços Partilhados entre 95.000 e 120.000 euros por ano
  5. Especialista em dados entre 35.000 e 50.000 euros por ano
  6. Gestor de Comércio Electrónico entre 50.000 e 75.000 euros por ano
  7. Especialista em cibersegurança entre 45.000 e 60.000 euros por ano
  8. Engenheiro de software mais de 45.000 euros por ano
  9. Especialista em aprendizagem de máquinas mais de 40.000 euros por ano
  10. Marketeer digital entre 35.000 e 45.000 euros por ano
PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Artigos Recentes

Famalicãohá 9 horas

Famalicão: 20 trabalhadores subcontratados pela Continental despedidos. GNR chamada à empresa

Cerca de 20 trabalhadores da Continental Mabor, subcontratados pela multinacional Schnellecke, foram informados, esta terça-feira, que iriam ser despedidos, uma...

Famalicãohá 10 horas

Famalicão: Feira das Cebolas recebe mostra comunitária de Gondifelos

A Feira das Cebolas está agendada para o fim de semana de 27 e 28 de agosto e irá decorrer...

Desportohá 11 horas

Famalicão: Rui Sabino sagra-se campeão nacional nos juvenis de ciclismo de estrada

O famalicense Rui Sabino, da União Ciclismo da Trofa, sagrou-se campeão nacional de juvenis de ciclismo de estrada, na prova...

Desportohá 11 horas

Já estão abertas as inscrições para a Liga de Futsal de Famalicão

A Liga Futsal Famalicão (LFF) informou, esta terça-feira, através de comunicado à imprensa, que se encontram abertas as inscrições para...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: Companhia de seguros Macedo’s de Ruivães comprada pela multinacional francesa Vermus

A histórica companhia de seguros Macedo’s, de Famalicão, foi comprada pela multinacional francesa Vermus, numa transacção cujo valor não foi...

Famalicãohá 11 horas

Famalicão: Requião organiza festa de “Compra e Venda”

A nona edição da Festa da Compra e Venda realiza-se no próximo fim de semana, dias 13 e 14 de...

Paíshá 14 horas

Avião de combate aos incêndios ficou inoperacional devido à falta de combustível

Um avião de combate a incêndios Canadair tornou-se inoperacional em Portugal devido à falta de combustível. Segundo o Correio da...

Paíshá 14 horas

Calor: Produtores de gelo com dificuldades em satisfazer encomendas. Espanha já começou racionamento

Os supermercados em Espanha estão a limitar o número de embalagens de gelo que vendem por cliente, enquanto em Portugal,...

Paíshá 14 horas

Porto: Crimes violentos e graves estão a aumentar

O Comando Metropolitano do Porto da PSP registou um decréscimo de 4,5% de criminalidade geral em 2021, destacando-se uma diminuição...

Paíshá 14 horas

Edifício mais alto de Portugal será construído em Gaia por 150 milhões e terá 100 metros de altura

O edifício Skyline de 28 andares será construído em Vila Nova de Gaia e deverá custar aos seus investidores israelitas...

pub

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES