Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Serviço Nacional de Saúde tem 90% das camas ocupadas

Publicado

em

A Sociedade de Medicina Interna advertiu hoje que o Serviço Nacional de Saúde não tem folga para uma pandemia da dimensão da atual, defendendo que o Estado deve recorrer aos privados para evitar mais atrasos nos doentes não-covid-19.

“Não se consegue fazer cirurgia programada, fazer exames de rastreio, todas as situações desse género e, ao mesmo tempo, ter camas suficientes para tratar os doentes covid e não covid”, afirmou em entrevista à agência Lusa o presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), João Araújo Correia.

O médico internista adiantou que existe “um défice enorme de camas”, exemplificando: “se na altura de uma gripe normal, os serviços de medicina invadem os serviços de cirurgia e têm cerca de 30% de camas a mais, imagine-se numa pandemia”.

Agora, sustentou, “com uma taxa de ocupação das camas de cerca de 90% no global, não há folga que permita acomodar uma pandemia desta dimensão”.

Para João Araújo Correia, a “pandemia deve ser uma obrigação e uma necessidade” de se tratar no Serviço Nacional de Saúde, mas “claramente não tem espaço para tudo”.

“É evidente que não podemos deixar de fazer a via verde AVC, as trombectomias, o trauma, a cirurgia de urgência. É evidente que isso não pode fechar nos grandes hospitais”, mas, acrescentou: “não podemos ter camas para colonoscopias ou para fazer exames ou para fazer cirurgias programadas que se devem fazer no seu tempo certo, porque às vezes até podem comprometer as situações. Mas isso pode fazer-se no setor privado”.

No seu entender, “os doentes covid graves ou moderadamente graves têm que ser tratados nos hospitais do SNS”, mas lembrou que até antes da pandemia houve uma redução contínua de camas. O país tem metade das camas existentes por 100 mil habitantes na Alemanha, por exemplo, e “bastante menos do que a média da Europa”.

Portanto, tem de se assumir que não há camas suficientes para todos, reiterou, defendendo ser urgente recorrer ao setor privado para que “não haja mais atrasos nos doentes não-covid”.

O especialista sugeriu que equipas médicas dos hospitais públicos que perderem as suas camas para “o esforço covid” e que ficaram como menos trabalho poderiam ir operar ao privado e haver “uma espécie de aluguer do espaço”.

“Isso é que me parece que seria inovador, e seria realmente imaginativo e uma verdadeira cooperação entre os dois setores, porque eu acho que realmente é preciso chegar à conclusão de que todas as camas são precisas do setor público e do setor privado”, defendeu.

“Vamos libertar as camas dos hospitais [do SNS] para que realmente a gente possa tratar o melhor possível de uma pandemia avassaladora que todos ansiamos que chegue o pico, mas não sabemos quando é que o pico chega e quando é que realmente a curva começa a achatar”, apelou.

Para o especialista, a comunicação tem de ser verdadeira: “as pessoas têm de entender que, de facto, nós não temos capacidade para tudo, não porque tenhamos um Sistema Nacional de Saúde fraco, pelo contrário, temos um Sistema Nacional de saúde fortíssimo, muito melhor que a maior parte dos países (…) mas não temos folga”, lamentou.

António Araújo Correia disse ainda que “a pandemia também levantou claramente a noção de que os privados em grande parte são edifícios”, às vezes com muitas camas, mas que não têm pessoal próprio, nomeadamente médicos e enfermeiros.

“O pessoal é o mesmo, médicos e enfermeiros que pululam e que saltitam entre o privado e o público e isto dá-se muito conta nas pandemias e não devia ser assim”, lamentou.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.694 em Portugal.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 57 minutos

Empresa Eurest que serve cantinas e refeitórios inicia despedimento coletivo de 146 trabalhadores

 A Eurest, que explora cantinas, refeitórios e outros negócios semelhantes, vai avançar com o despedimento coletivo de 146 trabalhadores, adiantou...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Condenado a 3 anos e 10 meses de prisão por décadas de violência contra companheira

O Tribunal da Relação de Guimarães confirmou a condenação a 3 anos e 10 meses de prisão, com pena suspensa,...

Famalicãohá 3 horas

Reportagem: Vendedores pedem a Paulo Cunha que não se cancelem festas populares

Um grupo de cerca de 30 vendedores ambulantes e empresários de diversão concentraram-se esta sexta-feira, em frente à Câmara Municipal...

Paíshá 4 horas

Covid-19: Portugal já não tem nenhum concelho em “risco extremo”

Portugal tem oito concelhos em risco muito elevado de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 e nenhum em risco extremo, segundo...

Famalicãohá 4 horas

Possibilidade do corte do abastecimento de água no centro de Famalicão esta terça-feira

A Câmara de Famalicão anunciou, esta segunda-feira, que devido a trabalhos realizados no âmbito das obras de reabilitação do centro...

Desportohá 5 horas

Última Hora: Silas termina percurso no FC Famalicão

Segundo avança o jornal Record, terá sido o continuar dos resultados menos bons conseguidos desde a sua entrada que levaram...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Colisão entre veículos ligeiros faz dois feridos ao início da tarde em Delães

Uma colisão entre dois veículos ligeiros fez dois feridos no início desta tarde, na Rua Nova, em Delães. Fonte dos...

Paíshá 6 horas

Covid-19: Ministra da Saúde alerta para sinais de risco apesar da descida das infeções

A pandemia de covid-19 em Portugal continua a apresentar “três ameaças” apesar das medidas de restrição em vigor, adiantou hoje...

Paíshá 6 horas

Epidemiologistas apontam 15 de março como data prevista para desconfinamento

Depois de uma reunião esta segunda-feira que envolveu o Presidente da República, o primeiro-ministro, o Governo e líderes partidários antes...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão: Taxa de infeções no concelho baixa para de 146 para 137

Os dados da Direção-Geral da Saúde referentes à incidência de novos casos da covid-19, das duas últimas semanas, no concelho...

Paíshá 7 horas

Covid-19: Mais 25 mortos e 365 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 25 óbitos provocados pela pandemia e 365 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Barceloshá 8 horas

Incêndio em oficina de Barcelos destrói carros e motas

Um incêndio destruiu hoje uma oficina mecânica em Grimancelos, em Barcelos, e consumiu quatro automóveis e duas motos, disse fonte...

Paíshá 8 horas

Covid-19: Todos os professores, funcionários e alunos testados no regresso ao ensino presencial

A estratégia de rastreio à covid-19 nas escolas prevê um primeiro teste rápido de antigénio a todos os professores, restantes...

Famalicãohá 9 horas

Famalicão: PCP comemorou 100 anos de existência na Praça 9 de Abril

O Partido Comunista Português (PCP) comemorou, no passado sábado, o seu 100º aniversário e a data foi também assinalada em...

Paíshá 9 horas

PJ detém homem com 4 milhões de doses de cocaína diluída em sumo de uva

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem por suspeitas de tráfico de cocaína, que transportava em garrafas de sumo de...

Paíshá 9 horas

Número de mulheres ultrapassa homens nas áreas da medicina e justiça

As mulheres ultrapassaram os homens em profissões que eram sobretudo masculinas, como médico, magistrado ou advogado, em 30 anos, revelam...

Paíshá 9 horas

Covid-19: Portugal apresenta índice de transmissibilidade mais baixo da Europa

Portugal apresenta atualmente o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 “mais baixo da Europa”, com um valor estimado para...

Economiahá 9 horas

Preços de casas sobem em Janeiro

O ano de 2021 começa com algumas boas notícias para proprietários e para o sector imobiliário em particular. Após um...

Desportohá 10 horas

Sporting acusado de fraude na inscrição do treinador Rúben Amorim

O Sporting Clube de Portugal estará a ser alvo de uma acusação de fraude na incrição de Rúben Amorim com...

Barceloshá 10 horas

GNR detém homem de 70 anos suspeito de provocar incêndio florestal em Barcelos

A GNR identificou um homem de 70 anos suspeito de provocar um incêndio florestal em Quintiães, em Barcelos, distrito de...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191