Siga-nos nas redes

Economia

Empregados da Super Bock entram em greve e acusam setor de “assédio laboral”

Publicado

em

O sindicato dos trabalhadores das indústrias de alimentação, bebidas e tabaco disse que os trabalhadores da Super Bock, reunidos em plenário, aprovaram esta quarta-feira a realização de uma greve de 24 horas no dia 10 de dezembro.

“Foi votada e aprovada uma moção, cuja principal decisão é uma greve, à porta da empresa, no dia 10 de dezembro”, avançou o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (Sintab), José Eduardo, em declarações à Lusa.

Conforme precisou o sindicalista, a greve terá início pelas 08:00 do dia 10 e prolongar-se-á por 24 horas, em linha com a paralisação já agendada dos 16 trabalhadores precários “que foram empurrados para o desemprego”.

Segundo a moção aprovada, a que a Lusa teve acesso, os trabalhadores acusam a direção de produção de uma abordagem “abusiva e prepotente”, num setor marcado pelo “assédio laboral” e perseguição, alertas que os órgãos representativos fizeram chegar à administração da Super Bock.

No entanto, “perante a insistência da administração em desvalorizar” as queixas dos trabalhadores decidiram demonstrar uma “firme posição” na defesa dos seus direitos e postos de trabalho e condenar o não cumprimento dos acordos de integração e exigir o “fim das ações prepotentes e persecutórias”.

Na sexta-feira, o Sintab acusou o grupo Super Bock de não cumprir um compromisso que data de janeiro para a integração de trabalhadores precários.

Num comunicado, divulgado na altura, a estrutura sindical diz que “a Super Bock informou, no passado dia 20 de novembro, ao Sintab e à DGERT [Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho], a decisão de não cumprir com o compromisso que havia assumido em janeiro, de integrar, nos seus quadros, 16 dos trabalhadores com vínculos precários e que desempenham tarefas contínuas e essenciais há mais de 15 anos”.

Contactada pela Lusa, fonte oficial do grupo Super Bock confirmou, à data, “a realização da reunião na DGERT no dia 20 de novembro, na qual informou que a alteração de circunstâncias motivada pelo impacto da crise covid-19 no negócio do grupo tem tido uma profundidade tal que torna inexigível o cumprimento integral do acordo celebrado em janeiro passado, num contexto prévio à pandemia”, sem se referir especificamente à questão dos precários.

Para o sindicato, na base desta decisão está a descapitalização dos quadros para, mais tarde, o grupo recorrer a trabalhadores com vínculos precários.

Em 16 de junho, o grupo anunciou que decidiu reduzir a sua força de trabalho em 10%, devido ao impacto da pandemia de covid-19.

A “significativa redução da atividade do Super Bock Group provocada pelo efeito da pandemia covid-19, bem como o cenário de recessão previsto para o futuro próximo, forçam a empresa a reajustar a sua estrutura para defender e proteger a sustentabilidade do grupo”, lê-se nessa nota.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 6 horas

Conheça a chave da sorte do Euromilhões desta sexta-feira

Num sorteio sem sorte para Portugal apenas três portugueses acertaram no 4º prémio desta semana, equivalente a 1.200 euros. Sem...

Mundohá 7 horas

Covid-19: “As restrições são absolutamente fundamentais”

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, defendeu hoje que “as restrições são absolutamente fundamentais” para fazer face...

Paíshá 7 horas

Estudo: Idosos têm múltiplas doenças e dependem das instituições

Os idosos que vivem em lares ou frequentam os centros de dia têm múltiplas doenças e dependência e as instituições...

Paíshá 7 horas

Região Norte: “Tem havido uma certa estabilização, mas não é de todo uma situação confortável”

 A aparente “estabilização” da região Norte em cerca de 3.000 casos diários do novo coronavírus na última semana “não diminui...

Economiahá 7 horas

CIP é contra a proibição de venda de artigos como livros, roupa nos supermercados

 A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) mostrou-se hoje contra a proibição de venda de artigos como livros, roupa e objetos...

Economiahá 7 horas

Restaurantes com serviço de ‘take-away’ sem limites no horário de funcionamento

Os restaurantes a funcionar em regime de ‘take away’ durante o atual confinamento geral não terão limites nos horários de...

Paíshá 8 horas

CGTP alerta Governo sobre trabalhadores sem ATL para os filhos

A CGTP interpelou hoje o Governo sobre o encerramento de atividades de ocupação dos tempos livres (ATLs) e centros de...

Desportohá 10 horas

FC Famalicão: “Não me passava pela cabeça estar em último”

O treinador do Famalicão admitiu hoje, a dois dias do jogo com o Santa Clara, da 14.ª jornada da I...

Desportohá 12 horas

FC Famalicão: Ivo Rodrigues reforça plantel até 2024

O mais recente reforço do Futebol Clube de Famalicão é Ivo Rodrigues, o extremo, de 25 anos, vindo do Antuérpia,...

Paíshá 13 horas

Covid-19: Mais 159 mortos e 10.663 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 159 óbitos provocados pela pandemia e 10.663 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 13 horas

Auchan Retail Portugal distinguida como “Marca n.º1 na Escolha do Consumidor de 2021”

A distinção de “Marca n.º1 na Escolha do Consumidor 2021” foi atribuída à Auchan Retail Portugal, na categoria ‘Hiper e...

Paíshá 13 horas

Covid-19: Profissionais de saúde dos hospitais privados iniciaram hoje a vacinação

Os profissionais de saúde dos serviços prioritários de hospitais do setor privado e social começaram hoje a ser vacinados contra...

Paíshá 15 horas

Confinamento Geral: Proteção Civil informa população via SMS

Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil enviou, esta sexta-feira, um comunicado à população, em forma de SMS, onde relembra...

Paíshá 15 horas

Covid-19: Norte e Centro responsáveis por 61% dos novos casos

Segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a mortalidade em 60 concelhos portugueses foi durante o mês...

Economiahá 15 horas

Confinamento: Governo fixa preço do gás até ao final de janeiro

No âmbito do confinamento decorrente da pandemia de covid-19,  os preços máximos para o gás engarrafado, variam entre os 19,54...

Famalicãohá 16 horas

Padre Carlos Gomes de Santiago de Antas faleceu esta quinta-feira devido à covid-19

O padre famalicense Carlos Gomes faleceu esta quinta-feira devido a problemas causados pela covid-19. Natural de Santiago de Antas, o...

Paíshá 16 horas

Petição pela abertura das salas de estudo já leva mais de 3.000 assinaturas

Defende que as salas de estudo se mantenham abertas durante o confinamento decretado pelo Governo que hoje começou, mais de...

Famalicãohá 17 horas

Paulo Cunha dirige mensagem aos famalicenses no início do novo confinamento generalizado

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, emitiu esta quinta-feira, um comunicado aos famalicenses num dia em que Portugal entrou...

Paíshá 17 horas

Voos de fora da UE para Portugal estarão limitados até ao final de janeiro

Portugal prorrogou até final do mês de janeiro as medidas restritivas relativas ao tráfego aéreo de fora da União Europeia...

Paíshá 17 horas

Alerta Famalicão: Distrito de Braga sob “Aviso Amarelo” até sábado devido ao frio intenso

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), oito distritos de Portugal continental estão hoje e sábado sob...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos