Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Pessoas em confinamento também poderão votar nas eleições de janeiro

Publicado

em

Para permitir que quem está em confinamento obrigatório devido à covid-19 possa votar nas eleições presidenciais em janeiro de 2021, a ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou hoje que está em curso um trabalho que visa

Questionada se já existem orientações para a recolha de votos ao domicílio das pessoas que estão confinadas, Marta Temido adiantou que os procedimentos a adotar para as eleições do dia 24 de janeiro estão a ser elaborados por um grupo de trabalho.

O grupo de trabalho é constituído por representantes dos gabinetes dos secretários de Estado Adjunto e da Saúde, da Administração Interna e da secretária-geral do Ministério da Administração Interna, além do envolvimento de outros serviços do Ministério da Saúde, designadamente a Direção-Geral da Saúde e a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

O grupo tem estado a trabalhar na operacionalização do processo eleitoral e do voto de eleitores que na altura das eleições se encontrem em regime de confinamento obrigatório e pretendam exercer o seu direito.

“Continuamos a trabalhar no sentido de garantir que são asseguradas as condições para que o possam fazer”, disse, acrescentando que “é um trabalho técnico que ainda está em curso”.

A ministra falava na conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, e também foi instada a comentar uma notícia da TSF, segundo a qual há mais de 70 anos não se registavam tantos mortos como este ano.

Dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que, desde a data em que foram diagnosticados os primeiros casos de covid-19 (02 de março) e 29 de novembro, registaram-se 87.792 óbitos, mais 10.776 que o período homólogo dos últimos cinco anos, 41,8% dos quais por covid-19.

A ministra disse que são números que tem lido “com cuidado”, mas reiterou que só depois de codificadas todas as causas de óbito e encerrado o ano 2020 poderão fazer “uma análise mais fina e detalhada” sobre as causas de morte.

“Neste momento, o que fazemos é uma avaliação daquilo que era a mortalidade esperada e aquilo que é a mortalidade efetivamente verificada e sabemos que há quatro períodos em que o comportamento da mortalidade observada é superior àquilo que era a mortalidade esperada”, referiu.

Apontou que o primeiro momento se prende com “o pico da covid-19”, depois há dois momentos relacionados com fenómenos de temperaturas extremas, e agora está a viver-se “um quarto momento de excesso de mortalidade por todas as causas”.

A ministra assegurou que todas as instituições do Ministério da Saúde acompanham há muitos anos estes fenómenos e têm interesse em esclarecê-los, em analisá-los e em procurar os seus fundamentos para evitar que as circunstâncias que são controláveis voltem a repetir-se.

“É um trabalho que exige tempo, que exige análise e que neste momento nos dá apenas aquilo que é o comportamento da realidade face a determinadas linhas tendência, não nos dá mais informação”, frisou.

Disse ainda pretender saber se o excesso de mortalidade poderá decorrer de ausência de outros cuidados de saúde no sentido de esclarecer se o Serviço Nacional de Saúde e todas as instituições do sistema de saúde português têm implementado todos os procedimentos para que seja seguro utilizá-las nestas novas circunstâncias.

Deixou ainda um apelo para que as pessoas utilizem o SNS com confiança e desejou que a “breve prazo” se possa retomar a atividade normal e programada nos locais onde isso ainda não foi possível.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,5 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 5.373 em Portugal.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 8 minutos

André Ventura diz que “ficou muito mal” a Marcelo não comentar manifestação violenta

O candidato presidencial do Chega considerou hoje que “ficou muito mal” ao chefe de Estado e recandidato nada dizer sobre...

Paíshá 51 minutos

INEM registou em média 4.300 chamadas por dia em 2020

Com uma média de 4.300 por dia, o INEM registou desde o início do ano um aumento diário a rondar...

Paíshá 1 hora

Confira aqui a chave do Euromilhões desta sexta-feira

Sem vencedores portugueses dos três primeiros prémios do Euromilhões desta semana, registam-se três apostadores em Portugal a vencer o 4.º...

Paíshá 2 horas

Mais de 400 idosos já votaram antecipadamente no Norte

Mais de 400 idosos residentes em lares votaram antecipadamente na região Norte para as eleições Presidenciais de domingo, com os...

Famalicãohá 2 horas

Vídeo: Paulo Cunha dirige-se aos famalicenses antes das Eleições Presidenciais de domingo

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, dirigiu-se, esta sexta-feira, aos famalicenses, sob a forma de um vídeo,...

Paíshá 3 horas

Alerta Fraude: Falsos profissionais da saúde querem agendar vacinas para a covid-19

Direção-Geral da Saúde lançou recentemente um alerta onde relata que existem pessoas fazendo-se passar por profissionais da saúde, abordando a...

Paíshá 3 horas

Homem com arma de fogo “fiscaliza” uso de máscaras na rua e acaba detido em Ovar

Um homem de 33 anos foi detido na manhã desta sexta-feira, em Ovar, depois de uma denúncia, indicando que este...

Desportohá 4 horas

FC Famalicão: “Vamos atingir os objetivos a que nos propusemos no início da época”

Na antevéspera do encontro com o Vitória de Guimarães, da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, o treinador...

Paíshá 5 horas

Técnicos alertam para falta de equipamento dentro das ambulâncias

Alertando para o facto de haverem equipamentos de proteção individual inadequado e que podem potenciar o contágio, os técnicos de...

Famalicãohá 6 horas

Entrevista: Hospital de Famalicão com ocupação a 100% das camas destinadas à covid-19

Numa fase em que a sobrecarga nos hospitais afeta o serviço de saúde nacional de forma transversal, a Fama TV...

Paíshá 7 horas

Programa Erasmus+ alarga-se também ao ensino profissional

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior anunciou hoje que o programa Erasmus + terá duas novas dimensões, nomeadamente...

Paíshá 7 horas

Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar acusam falta de coordenação do INEM

Criticando a falta de coordenação que faz com que as ambulâncias se acumulem nas urgências dos hospitais, o sindicato dos...

Paíshá 8 horas

Covid-19: Mais 234 mortos e 13.987 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 234 óbitos provocados pela pandemia e 13.987 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 8 horas

Covid-19: Multa até mil euros para quem recusar ser testado

Com alteração de algumas normas por parte do governo devido à escalada do número de casos de infeção, os testes...

Famalicãohá 9 horas

Famalicão: Três feridos, um deles em estado grave, após colisão rodoviária

Três pessoas ficaram feridas na manhã desta sexta-feira, em Requião, depois de uma colisão rodoviária entre dois veículos ligeiros, na...

Paíshá 9 horas

Apoio às Famílias: O formulário que precisa se ficar em casa com filhos até aos 12 anos

A Segurança Social já disponibilizou o formulário referente ao Apoio Excecional à Família, para todos os pais de crianças menores...

Paíshá 10 horas

Escolas ficam duas semanas fechadas a partir de hoje

Todas as escolas de todos os níveis de ensino estão encerradas a partir de hoje e durante duas semanas, uma...

Famalicãohá 10 horas

Hospital de dia de Famalicão abre novo Centro de Testes Covid 19

Funcionando em sistema “drive-thru”, no parque de estacionamento o Hospital de Dia de Famalicão do Grupo Trofa Saúde abriu um...

Paíshá 11 horas

Covid-19: Portugal terá 70% da população adulta vacinada no final do verão

Portugal terá 70% da população adulta vacinada no final do verão, afirmou o primeiro-ministro informando que o plano de vacinação...

Famalicãohá 11 horas

Joane: Três irmãos pedem ajuda depois de perderem a sua casa num incêndio

Uma menor que ficou sem casa (juntamente com a mãe e dois irmãos também menores) durante um incêndio há cerca...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos