Siga-nos nas redes

País

Marcelo relembra que violação das normas do estado de emergência é crime de desobediência

Publicado

em

O Presidente da República propôs hoje ao parlamento a renovação do estado de emergência até 07 de janeiro, abrangendo o Natal e a passagem de ano, decisão que já tinha apontado como provável no início deste mês. Marcelo realça nesta renovação que a violação de normas do estado de emergência é crime de desobediência

“Depois de ouvido o Governo, que se pronunciou esta noite em sentido favorável, o Presidente da República acabou de enviar à Assembleia da República, para autorização desta, o projeto de diploma renovando, pelo período de 15 dias, até 07 de janeiro de 2021, o estado de emergência para todo o território nacional, permitindo ao Governo efetivar as medidas para este novo período”, lê-se numa nota divulgada no portal da Presidência da República na Internet.

O Presidente da República realça no diploma do estado de emergência que a violação das normas desta declaração configura crime de desobediência. Este é o único artigo novo no projeto enviado hoje por Marcelo Rebelo de Sousa para a Assembleia da República em relação ao diploma que está atualmente em vigor, com efeitos até 23 de dezembro.

“A violação do disposto na declaração do estado de emergência, incluindo na sua execução, faz incorrer os respetivos autores em crime de desobediência, nos termos do artigo 7º da Lei n.º 44/86, de 30 de setembro, na sua redação atua”, lê-se nesta nova norma.

O chefe de Estado realça assim o disposto na Lei n.º 44/86, de 30 de setembro, o Regime do estado de sítio e do estado de emergência, que estabelece, no seu artigo 7.º: “A violação do disposto na declaração do estado de sítio ou do estado de emergência ou na presente lei, nomeadamente quanto à execução daquela, faz incorrer os respetivos autores em crime de desobediência”.

Na primeira fase em que vigorou em Portugal o estado de emergência durante a atual pandemia de covid-19, dois decretos do Presidente da República aprovados em abril tiveram também referências ao crime de desobediência.

Na altura, esses decretos do estado de emergência proibiam “todo e qualquer ato de resistência ativa ou passiva exclusivamente dirigido às ordens legítimas emanadas pelas autoridades públicas competentes em execução do presente estado de emergência”, e acrescentava-se que os seus autores podiam incorrer, “nos termos da lei, em crime de desobediência”.

A declaração do estado de emergência atualmente em vigor, com efeitos até 23 de dezembro, manteve todas as normas do anterior, que agora são repetidas, e que permitem medidas restritivas para conter a covid-19 por grupos de municípios, incluindo a proibição da circulação em determinados períodos ou dias da semana.

Continua também a ser permitido o confinamento compulsivo de infetados e de pessoas em vigilância ativa, o recurso aos meios e estabelecimentos do setor privado de saúde, preferencialmente por acordo, e o encerramento total ou parcial de estabelecimentos, serviços, empresas ou meios de produção e a imposição do uso de máscara, de controlos de temperatura e de testes de diagnóstico para acesso a determinados espaços, entre outras normas.

Este é o sétimo diploma do estado de emergência de Marcelo Rebelo de Sousa no atual contexto de pandemia de covid-19, abrangendo o Natal e a passagem de Ano, e será debatido e votado no parlamento na quinta-feira.

Para decretar este quadro legal, que permite a suspensão do exercício de alguns direitos, liberdades e garantias, o Presidente da República tem de ter ouvir o Governo e de autorização da Assembleia da República.

Durante a atual pandemia de covid-19, o estado de emergência foi decretado para permitir medidas para conter a propagação desta doença e vigorou por 45 dias, de 19 de março a 02 de maio, com duas renovações sucessivas.

Passados seis meses, voltou a ser decretado, com efeitos a partir de 09 de novembro, e esta será a sua terceira renovação consecutiva, se a Assembleia da República aprovar na quinta-feira o diploma hoje divulgado.

Governo deu parecer favorável
O Conselho de Ministros, reunido eletronicamente, deu hoje parecer favorável ao decreto presidencial de renovação do estado de emergência.


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve hoje todo o dia a fazer uma ronda de audiências com os partidos com representação parlamentar sobre a anunciada renovação do estado de emergência até 07 de janeiro.

Marcelo já informou que não falará ao país sobre a renovação do estado de emergência até janeiro, como fez anteriormente, por ser agora candidato presidencial.

Em 10 de dezembro, quando o Presidente da República O Presidente da República anunciou que iria receber os partidos, disse que a seguir consultaria o Governo sobre o “muito provável” decreto de renovação do estado de emergência de 24 de dezembro até 07 de janeiro.

“O Governo dará o seu parecer, no mesmo dia seguirá na Assembleia da República por forma a poder ser votado no dia 17. E isso permitirá, com tempo, depois entrar em vigor no fim do período que está agora a correr”, acrescentou então.

Esta reunião eletrónica do Governo deu já esse parecer favorável.

Em Portugal, já morreram 5.815 doentes com covid-19, num total de mais de 350 mil casos de infeção com o novo coronavírus confirmados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 20 minutos

Benfica e Porto empatam. Sporting cada vez mais perto do titulo

Benfica e FC Porto empataram hoje a um golo, no Estádio da Luz, em Lisboa, num resultado da 31.ª jornada...

Paíshá 58 minutos

Trabalhadores da CP em greve por aumentos salariais e melhores condições de trabalho

Os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) marcaram hoje uma greve de 24...

Famalicãohá 1 hora

Turma da Escola Camilo Castelo Branco vence no desafio nacional de “Seguros e Cidadania”

No âmbito do projeto “No Poupar Está o Ganho”, uma turma do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco participou no desafio “Seguros e...

Desportohá 4 horas

Claque do FC Famalicão organiza receção ao autocarro da equipa antes do jogo com o Santa Clara

A claque do FC Famalicão “Fama Boys” organiza, através das redes sociais uma receção de apoio ao clube, no dia...

Famalicãohá 4 horas

Famalicão: Descida abrupta das temperaturas a partir deste domingo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, para todo o distrito de Braga, um descida abrupta das...

Desportohá 5 horas

FC Famalicão: Ivo Vieira reforça que “é determinante ganharmos o jogo”

O treinador do Famalicão, Ivo Vieira, admitiu hoje que é “determinante ganhar” o jogo com o Santa Clara, da 31.ª...

Paíshá 5 horas

Cerca de 1.300 enfermeiros abandonaram Portugal durante a pandemia

O Sindicato Independente de Todos os Enfermeiros Unidos (SITEU) alertou hoje para a falta de valorização da classe por parte...

Paíshá 6 horas

Covid-19: Mais 5 mortos e 373 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 5 óbitos provocados pela pandemia e 373 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Famalicãohá 6 horas

Escola Básica de Bairro promove criatividade com construção de marionetas que contam histórias

A Escola Básica de Bairro leva a cabo um projeto de criação artística, com os alunos do 1.º e 2.º...

Paíshá 7 horas

Governo cria tarifa social para acesso à Internet de pessoas com baixos rendimentos ou necessidade sociais especiais

O Governo anunciou, esta quinta-feira, a aprovação de uma tarifa social de acesso à internet, dirigido aos consumidores com baixos...

Regiãohá 7 horas

GNR apreende 12 armas em processo de violência doméstica na Trofa

Elementos da GNR apreenderam 12 armas referentes a um processo de violência doméstica, no concelho da Trofa, distrito do Porto,...

Famalicãohá 8 horas

Famalicão: Festas Antoninas realizam-se apenas se o cenário pandémico não se agravar

Debatendo-se a realização das Festas Antoninas em Vila Nova de Famalicão no corrente ano, a autarquia foi questionada sobre os...

Barceloshá 9 horas

Um morto após colisão entre camião e motorizada, esta manhã, em Barcelos

Um homem morreu, na manhã desta quinta-feira, depois colidir de mota contra um veículo pesado de transporte de mercadorias, em...

Famalicãohá 9 horas

Famalicão recebe festa Medieval Ibérica e Viking, no Parque da Devesa em junho

Realiza-se no Parque da Devesa, entre 18 e 20 de junho a Mostra Medieval Ibérica e Viking, uma experiência que...

Famalicãohá 10 horas

Famalicão: CESPU em 1.º lugar no ranking de escolas do ensino privado

A Cespu – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, detentora da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, em Famalicão,...

Regiãohá 10 horas

Acusado de atear fogos no distrito do Porto ilibado no caso do canil de Santo Tirso

 O tribunal de São João Novo, no Porto, condenou hoje a seis anos de prisão um homem que ateou quatro...

Desportohá 10 horas

FPF antecipa final da Taça de Portugal para um sábado às 20:30

 A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou hoje que a final da edição 2020/21 da Taça de Portugal, marcada para...

Economiahá 23 horas

Conheça a lista das 20 melhores empresas para se trabalhar em Portugal

A lista Randstad Employer Brand Research (REBR) 2021, que efetua um estudo sobre vários parâmetros das marcas revelou quais são...

Paíshá 24 horas

Marcelo reforça “heroísmo” dos setores da Ciência e Ensino em tempos de crise pandémica

 O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,considerou hoje que os “anos heroicos” de combate à pandemia de covid-19 permitiram...

Bragahá 1 dia

Casal de Braga julgado por “inventar” 4 filhos para receber apoios da segurança social

 O Tribunal de Braga começa na segunda-feira a julgar um casal acusado de “inventar” quatro filhos, levando a Segurança Social...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191