Siga-nos nas redes

País

Covid-19: SNS24 já atendeu mais de 3,670 milhões de chamadas em 2020

Publicado

em

Com um número de chamadas atendidas superior a 3,670 milhões, o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), Luís Goes Pinheiro, destacou a capacidade de resposta da linha SNS24 num 2020 marcado pela pandemia de covid-19.

“Foram já atendidas mais de 3,670 milhões de chamadas no SNS24. É, de facto, um número especialmente significativo, tendo em conta que no ano passado não chegaram sequer a ser atendidas 1,5 milhões de chamadas. Portanto, mais do que já duplicámos o número de chamadas atendidas no ano passado e, como sabemos, num contexto que não foi regular ao longo do ano”, afirmou Luís Goes Pinheiro em entrevista à Lusa.

Sublinhando o ano com a “maior procura de sempre” do SNS24 por parte dos cidadãos, o presidente dos SPMS não deixou de admitir os problemas registados no primeiro pico da pandemia, em março, mas enfatizou a adaptabilidade do serviço, que em novembro ultrapassou todos os recordes, com mais de 816 mil chamadas atendidas, entre as quais mais de 38 mil num só dia.

“Temos mais de 5.600 profissionais de saúde a prestar atendimento na linha SNS24. Uns residentes nos sete ‘call-centers’ que hoje existem espalhados pelo país e outros à distância, com equipamentos que permitem prestar esse apoio à linha a partir de suas casas ou de outros locais. Essa é a grande diferença: no início da pandemia, o número de profissionais de saúde não chegaria a 1.000 e hoje serão mais de 5.600”, observou.

O reforço dos meios humanos e tecnológicos, associados à reformulação da operacionalidade do sistema, foram essenciais, entende Luís Goes Pinheiro, para assegurar a capacidade de resposta às preocupações das pessoas. Porém, além do aumento da quantidade de chamadas atendidas, o presidente dos SPMS valorizou igualmente uma maior qualidade do serviço com este aumento do investimento.

“Diversificámos as profissões que hoje prestam serviço na linha; continuam a ser maioritariamente enfermeiros, mas temos também psicólogos – designadamente no âmbito da linha de aconselhamento psicológico e já foram cerca de 55 mil as pessoas atendidas que puderam beneficiar deste serviço -, médicos-dentistas, farmacêuticos e também estudantes de medicina do sexto ano”, referiu.

Entre o reconhecimento da covid-19 como “uma fatalidade que apanhou todos com muita violência” e o efeito de mudança para melhor que a pandemia teve no SNS24 e que proporcionou “um ano muito especial”, Luís Goes Pinheiro fez questão de notar a nova perceção dos portugueses sobre o serviço.

“Puderam ao longo deste ano – num contexto tão difícil para todos nós como foi o contexto da pandemia de covid-19 – contar com esta linha e o apoio dos mais de 5.600 profissionais de saúde que hoje prestam serviço e que foram ao longo destes vários meses duros de pandemia uma voz sempre presente e uma porta sempre aberta para todos aqueles que sentiram que, de alguma forma, precisavam da atenção do SNS”.

Sobre o futuro imediato, o líder dos SPMS assegurou que a entidade ainda está a estudar o plano de apoio ao processo de vacinação contra a covid-19, cujo arranque está previsto para dia 27. Contudo, mesmo sem estarem concretizados os moldes de colaboração, admitiu que o SNS24 “será evidentemente um dos elementos de apoio e suporte à administração de vacinas” na população.

Instado a perspetivar o SNS24 em 2021, Luís Goes Pinheiro manifestou-se confiante de que o serviço permaneça uma referência para os cidadãos.

“Espero que a experiência de contacto dos utentes com a linha SNS24 – que na maioria dos casos tem sido muito positiva – não termine com a pandemia e seguramente não terminará, agora fará parte da vida dos portugueses de forma continuada”, reiterou. E sentenciou: “Que se mantenha num contexto muito próximo da realidade que encontrou até aqui e que depois continue a encaminhar os cidadãos para a unidade de saúde mais adequada”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 2 horas

Empregados sem teletrabalho obrigados a apresentar declaração da empresa

Os trabalhadores não colocados em teletrabalho vão ter de circular com credencial da empresa e as grandes empresas de serviços...

Paíshá 2 horas

Confinamento: Supermercados podem funcionar até às 17:00 aos fins de semana

O Governo reajustou os horários dos estabelecimentos cuja atividade não está suspensa, determinando que podem funcionar até às 20:00 durante...

Bragahá 2 horas

Braga cria linha de apoio gratuita para idosos

Para os cidadãos com mais de 60 anos em isolamento ou em situação vulnerável, que necessitem de ajuda para compra...

Famalicãohá 2 horas

Sezures assinala festa de S. Vicente com arco gigante em ano de confinamento

A freguesia de Sezures não deixou de assinalar a festa de S. Vicente, apesar de esta não se poder realizar...

Paíshá 5 horas

Circulação entre concelhos está novamente proibida aos fins de semana

A proibição de circulação entre concelhos vai voltar a ser aplicada aos fins de semana no território continental, anunciou hoje...

Paíshá 6 horas

Ensino à distância: A internet é um local seguro para as crianças?

Um inquérito realizado à comunidade docente divulgado hoje, conclui que apesar de a maioria dos docentes não ter assinalado qualquer...

Paíshá 6 horas

Covid-19: Concelhos de risco extremo passam de 57 para 155 em janeiro

Segundo a análise hoje divulgada sobre a incidência cumulativa, o número de concelhos em risco extremo devido ao número de...

Famalicãohá 7 horas

Joane: Moradores sem internet e televisão MEO desde quinta-feira

Os moradores da aldeia da Tapada, em Joane, estão sem os serviços da operadora MEO desde as 18:00 da última...

Paíshá 8 horas

Deputado de Famalicão diz que voto antecipado foi uma “uma colossal incompetência organizativa”

O deputado famalicense Jorge Paulo Oliveira disse hoje que a estratégia do voto antecipado para evitar ajuntamentos saiu “completamente furada”....

Paíshá 8 horas

André Ventura sobre Rui Rio: “Travesti de direita, socialista encapotado”

O candidato presidencial do Chega lamentou domingo a referência da concorrente Ana Gomes a Hitler, criticou o Governo socialista por...

Paíshá 8 horas

Professores exigem testagem, prioridade nas vacinas e teletrabalho

Exigindo a realização de testes na comunidade escolar, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) lançou hoje um abaixo-assinado onde pede...

Paíshá 8 horas

PSD pede ao Governo menos exceções no confinamento geral

Para mitigar a propagação da pandemia, os sociais-democratas exortaram hoje o Governo a “restringir de forma drástica o número de...

Paíshá 8 horas

Marcelo afirma que Governo não conseguiu prever a terceira vaga da covid-19

Considerando hoje que o Governo não previu a terceira vaga da pandemia de covid-19, o Presidente da República e recandidato...

Guimarãeshá 8 horas

Três detidos por furtos a residências e ‘car-jacking’ na região Norte

Três homens foram detidos na zona Norte no âmbito de uma operação de combate aos crimes de roubo e de...

Paíshá 8 horas

Portugal é hoje o país com maior número de novas infeções do mundo

De acordo com vários ‘sites’ que fazem o acompanhamento estatístico da pandemia da covid-19, Portugal é hoje o país do...

Paíshá 9 horas

Covid-19: Mais 167 mortos e 6.702 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 167 óbitos provocados pela pandemia e 6.702 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Famalicãohá 9 horas

Junta de Freguesia de Castelões apoia habitantes com preenchimento e envio do IRS

A junta de freguesia de Castelões irá apoiar gratuitamente os habitantes no preenchimento e envio das declarações de IRS (MOD....

Bragahá 10 horas

André Ventura: Apoiantes do ‘Chega’ ameaçam jornalistas após comício em Braga

Esta notícia está também disponível em formato podcast: Após ser noticiado que estavam reunidas cerca de 160 pessoas durante o...

Famalicãohá 12 horas

Joane: Mãe de jovem de 22 anos atropelado na A3 faleceu este domingo vítima de cancro

A mãe do jovem Luís Meira, que faleceu há duas semanas depois de ter sido atropelado na A3 quando prestava...

Regiãohá 12 horas

Empresa têxtil de Santo Tirso sobe salário mínimo dos trabalhadores para 700 euros

O grupo têxtil Polopiqué, sediado em Vilarinho, Santo Tirso, fixou o salário mínimo dos seus trabalhadores em 700 euros para...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos