Siga-nos nas redes

Guimarães

Sorriso de Neno fica “para sempre” no Estádio D. Afonso Henriques

Publicado

em

O mural de homenagem a Neno, que visa “perpetuar o sorriso” do antigo guarda-redes internacional pela seleção portuguesa de futebol, que morreu em 10 de junho de 2021, foi hoje inaugurado no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

O pano que cobria a obra elaborada por Miguel Mazeda ‘caiu’ por volta das 19:00, ouvindo-se uma salva de palmas das mais de 200 pessoas que assistiram à cerimónia, entre as quais o presidente do Vitória de Guimarães, Miguel Pinto Lisboa, o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e a viúva do ex-futebolista e dirigente dos vitorianos, Simone Barros.

Depois de exibido o mural em que se vê Neno, de sorriso no rosto, a envergar uma camisola amarela de guarda-redes com o símbolo do clube de Guimarães, a companheira do antigo guardião por mais de três décadas agradeceu, em seu nome e no da filha de ambos, Juliana Barros, a homenagem realizada pelo Vitória e pela comissão do centenário do clube minhoto, fundado em 1922.

“Deixo um agradecimento enorme ao Vitória, que foi a casa do Neno, minha e da nossa filha, por tantos anos. Obrigado a todos os envolvidos que vivem o desporto como o Neno vivia. Esse sorriso abraça a cidade de Guimarães e o Vitória”, realçou, numa declaração com lágrimas pelo meio.

Antes de se revelar o ‘graffiti’ numa das fachadas exteriores do estádio, entre as bancadas Sul e Nascente, o presidente do Vitória frisou que o dia de hoje, em que Neno faria 60 anos, caso estivesse vivo, é de “saudade”, até pelo ambiente “festivo” com que se viviam os seus aniversários, mas também uma forma de “perpetuar” o antigo guarda-redes no quotidiano da cidade nortenha.

“Hoje, voltámos a sentir o peso da sua ausência, mas o sorriso do Neno perpetua-se, com o valor simbólico desta homenagem do Vitória e da comissão do centenário. Vivemos com ele tantos momentos inesquecíveis. Queremos que o Neno se mostre à cidade que o abraçou e acolheu como um dos seus. Torna-se assim uma presença diária para todos os vitorianos e vimaranenses”, salientou Miguel Pinto Lisboa.

Diante de uma plateia que incluía ainda o plantel vitoriano que compete na I Liga portuguesa de futebol, o presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, o presidente da Associação de Futebol de Braga, Manuel Machado, e o cônsul de Cabo Verde no Porto, Carlos Machado, o dirigente acrescentou que o antigo futebolista era um “fator de união” no mundo do futebol.

Já o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, realçou que Neno foi, ao mesmo tempo, um “grande guarda-redes”, quer ao serviço de Barreirense, Vitória de Guimarães, Benfica e Vitória de Setúbal, quer da seleção das ‘quinas’, e “homem bom”, que ensinava as pessoas a “amarem mais o futebol” e a “saberem viver”.

“Foi um guarda-redes de ar felino e ágil, com uma forma de estar em campo exemplar. Distinguia-se pelo cavalheirismo. Sempre nos habituamos a ver no Neno uma pessoa especial. Deixa um testemunho que se vai perpetuar na vida do Vitória e na da família. Ficará sempre connosco”, assinalou.

O responsável máximo pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, frisou que o antigo guarda-redes sobressaía “pelo carinho e pelo compromisso” como que se envolvia nos projetos.

“O que Neno era dentro do campo era aquilo que era fora do campo. Em 2015, quando abraço esta carreira como dirigente [na Liga], o primeiro telefonema que recebi foi do Neno. Incentivou-me. Quando pensámos no programa de embaixadores do futebol português, foi a primeira pessoa convidada”, confessou, antes de oferecer ao presidente do Vitória a camisola de Neno alusiva a essa iniciativa da Liga.

Em representação dos jogadores vitorianos, o extremo Rochinha frisou que a “homenagem demonstra a grandeza de Neno”, pessoa que, no dia a dia do clube vimaranense, era “muito mais do que um funcionário”, carregando um “imenso sorriso” que será “eterno”.

Nascido em 27 de janeiro de 1962, na Cidade Velha, em Cabo Verde, Adelino Barros, conhecido como Neno no futebol, morreu a 10 de junho de 2021, em Guimarães, vítima de morte súbita.

Formado no Barreirense, o antigo guarda-redes representou ainda o Vitória de Guimarães, como futebolista e dirigente, o Benfica e o Vitória de Setúbal, tendo contabilizado nove internacionalizações com a camisola de Portugal.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

Famalicão

Obras na EN 206 entre Famalicão e Guimarães provocam longas filas de trânsito esta manhã

Publicado

em

As obras que estão a ser realizadas na Estrada Nacional 206, que liga Guimarães e Famalicão, estão a provocar longas filas de trânsito em ambos os sentidos, na manhã desta segunda-feira.

Tal como a Fama TV conseguiu apurar, e visível na imagem, este era o cenário cerca das 09:20, junto à passagem superior da autoestrada.

Foto: FamaTV/DR

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Colisão entre camião autocarro e ligeiro faz dois feridos em Ronfe, Guimarães

Publicado

em

Duas pessoas ficaram feridas durante a manhã desta quinta-feira, na sequência de uma colisão entre um autocarro e um camião e um veículo ligeiro, na EN 206, na freguesia de Ronfe, em Guimarães, avança o jornal O Minho.

As duas vítimas foram transportados para o Hospital de Guimarães com ferimentos ligeiros.

O aparato causado pelo acidente obrigou ao corte da via.

O alerta foi registado às 07:59.

Fotos: Ivo Borges / O MINHO

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Guimarães: Jovem morre afogado na Suíça

Publicado

em

José Teibão Oliveira, de 23 anos, morreu afogado no domingo, dia 14 de agosto, numa piscina natural em Zurique, na Suiça.

A vítima era vimaranense e estava há vários anos emigrado na Suíça, com a família. De momento, a polícia local está a investigar a ocorrência.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Adepto croata que agrediu jornalista em Guimarães condenado a um ano e três meses de prisão com pena suspensa

Publicado

em

O adepto croata que na quarta-feira agrediu um jornalista em Guimarães foi condenado a um ano e três meses de prisão, com pena suspensa, disse hoje fonte policial.

Segundo a fonte, o arguido também não poderá entrar em recintos desportivos durante um ano.

Terá ainda de pagar uma indemnização de 600 euros ao jornalista agredido.

A PSP deteve na quarta-feira, em Guimarães, um croata de 22 anos por agressão a um jornalista, no final do jogo de futebol que opôs o Vitória local ao Hadjuk Split.

A agressão aconteceu quando os adeptos croatas saíam do Estádio D. Afonso Henriques, no final de um jogo a contar para a 3.ª pré-eliminatória da UEFA Conference League.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Presidente da Câmara de Guimarães não quer “arruaceiros” do Hajduk Split no estádio D. Afonso Henriques

Publicado

em

O presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, exigiu hoje que os “arruaceiros” adeptos do Hajduk Split identificados pela PSP sejam impedidos de assistir ao jogo que esta tarde vai ser disputado no D. Afonso Henriques.

Em declarações aos jornalistas, Domingos Bragança disse ainda que a PSP “falhou” ao ter deixado aqueles adeptos à solta na cidade de Guimarães, sublinhando que o Hajduk Split tem uma claque com “fama e má reputação de serem muito conflituosos e arruaceiros”.

“Há cadastro e não houve planeamento, algo falhou. Houve essa falha [de segurança], porque nos planos da PSP devia estar prevista esta possibilidade. Não é só no dia de hoje, porque os adeptos deste clube que nos visita da Croácia tem fama e esta má reputação de serem muito conflituosos e arruaceiros”, referiu o autarca socialista.

Em causa os incidentes registados na noite de terça-feira no centro histórico de Guimarães.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública (PSP) refere que identificou 154 adeptos do Hadjuk Split – 122 cidadãos croatas, 23 portugueses e nove adeptos de outras nacionalidades – por alegadamente terem arremessado cadeiras de esplanadas e deflagrado artefactos pirotécnicos.

A PSP apreendeu ainda “um pote de fumo, uma soqueira e um passa-montanhas”.

Para Domingos Bragança, os adeptos em causa configuram “uma horda de criminosos” que “instalaram o pânico” em Guimarães, numa altura em que “as pessoas estavam a jantar e a conversar” no centro histórico.

“Houve prejuízos materiais, mas o prejuízo mais significativo é este da segurança. Uma cidade tranquila e segura não pode ter esta reputação, caso a caso, longe a longe, por causa de visitantes que vêm a Guimarães”, disse ainda o autarca.

Para Domingos Bragança, a polícia “tem de ser mais forte” e, “quando não tem força, como mostra não ter nestes casos, tem de pedir reforços”.

Além disso, considerou que também a Polícia Judiciária “tem de estar atenta para cortar este mal pela raiz” e que o Ministério Público “também tem de atuar”.

“Estes energúmenos identificados deveriam ser detidos durante todo o dia de hoje para prestarem declarações ao tribunal, de modo a que não consigam sequer vir à cidade nem tão pouco assistirem ao encontro de futebol”, exigiu.

O presidente da câmara disse esperar que hoje “esteja tudo em alerta e tudo reforçado”, adiantando que pediu ao Ministério da Administração Interna o reforço da polícia e a “articulação” com a Polícia Judiciária e com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, para detenção dos adeptos em questão.

Após a derrota da primeira mão, por 3-1, na Croácia, o Vitória de Guimarães recebe hoje o Hajduk Split, para a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, agendado para as 17:00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Adeptos do Hajduk Split causam “momentos de terror” nas ruas de Guimarães (VÍDEOS)

Publicado

em

 A Associação Vimaranense de Hotelaria (AVH) criticou hoje a alegada falta de vigilância policial que conduziu a “momentos de terror” no centro histórico de Guimarães, provocados por adeptos do clube de futebol croata Hadjuk Split.

Em comunicado, a AVH deixa ainda “palavras de conforto” aos seus associados, “que, para além dos prejuízos da noite, terão de encerrar durante esta quarta-feira”.

“Registamos, com grande preocupação, que Guimarães, uma cidade pacata e acolhedora, seja invadida por um grupo organizado, sem qualquer tipo de vigilância, tendo o mesmo espalhado e semeado o caos e o medo”, lê-se no comunicado.

Em causa os incidentes registados na noite de terça-feira no centro histórico de Guimarães.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública (PSP) refere que identificou 154 adeptos do Hadjuk Split por alegadamente terem arremessado cadeiras de esplanadas e deflagrado artefactos pirotécnicos.

Hoje, também em comunicado, a AVH manifesta “solidariedade e apoio a todas as pessoas que vivenciaram momentos de terror”.

“É de lamentar, profundamente, que Portugal, um país civilizado, seja assolado por estes momentos, mais do que seria suposto, por causa de jogos de futebol. O futebol e o desporto não podem servir como desculpas para este tipo de comportamento”, remata a associação.

Segundo a PSP, os adeptos, depois dos incidentes, abandonaram Guimarães em cinco autocarros com destino ao Porto.

“Após estarem reunidas todas as condições de segurança”, a PSP abordou os autocarros e identificou 122 cidadãos croatas, 23 portugueses e nove adeptos de outras nacionalidades, tendo ainda apreendido “um pote de fumo, uma soqueira e um passa-montanhas”.

Após a derrota da primeira mão, por 3-1, na Croácia, o Vitória de Guimarães recebe hoje o Hajduk Split, para a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, agendado para as 17:00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Homem de 70 anos em scooter perde a vida após colisão com carro em Guimarães

Publicado

em

Um motociclista, com cerca de 70 anos, perdeu a vida, esta segunda-feira, na sequência de uma colisão contra um carro, em Guimarães.

A vítima mortal foi ainda atropelada por outro veículo ligeiro depois do embate inicial, com a sua scooter.

As equipas de socorro destacadas para o local acabaram por declarar o óbito no local do acidente.

A GNR investiga agora a ocorrência.

O alerta foi registado cerca das 17:44.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

PJ deteve homem suspeito de atear fogo em Guimarães

Publicado

em

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito da autoria de um incêndio florestal em Guimarães, registado em finais de julho, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a PJ refere que o incêndio ocorreu em 27 de julho, na freguesia de Prazins (Santa Eufémia) e consumiu cerca de 1.000 metros quadrados de área florestal, constituída principalmente por espécies arbustivas e arbóreas.

“O presumível autor é um homem com 42 anos, que recorreu a chama direta para a ignição do incêndio”, acrescenta.

Diz ainda que, face às condições atmosféricas registadas naquele momento, em que se conjugavam altas temperaturas com um grau de humidade baixo, aliadas à disponibilidade de combustível, “o incêndio evoluiu e colocou em perigo várias habitações e a mancha florestal situada nas proximidades”.

“Só não atingiu outras proporções devido à pronta e eficaz intervenção dos bombeiros das Caldas das Taipas, que assim evitaram a sua descontrolada propagação”, sublinha.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

Adepto agride polícias durante jogo entre o Vitória SC e o Puskás e acaba detido

Publicado

em

A PSP deteve um adepto de futebol no jogo de quinta-feira entre o Vitória Sport Clube e o Puskás Akadémia FC, que decorreu Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, por agressão e resistência à autoridades.

Em comunicado, a PSP informa que este adepto, que foi detido na sequência do arremesso para o interior do recinto desportivo de um tubo de uma bandeira, estava proibido de frequentar recintos desportivos pela Autoridade para a Prevenção Contra a Violência no Desporto.

Segundo explica o Comando Distrital de Braga da PSP, na segunda parte do jogo da 1.ª mão da 2.ª ronda de qualificação de acesso à Europa Conference League, os agentes de serviço dirigiram-se ao local onde o adepto, responsável pelo arremesso do tubo de um a bandeira, se encontrava para o identificar.

O adepto, assim como outros adeptos, ofereceu resistência à PSP, “reagindo violentamente agredindo e coagindo os polícias. Tal viria a culminar numa intervenção policial com vista à reposição da ordem”, acrescenta a nota.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

Várias pessoas atacadas por cães junto ao estádio em Guimarães incluindo homem de 81 anos

Publicado

em

Três pessoas, incluindo um homem de 81 anos, foram atacadas, por dois cães, junto ao Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, avança o JN.

Tudo aconteceu no final da manhã do último sábado e a filha do homem de 81 anos garantiu que pelo menos seis pessoas foram atacadas, depois de ter sido chamada pelo progenitor para lhe prestar assistência no local.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

pub

Artigos Recentes

Famalicãohá 2 minutos

Famalicão: Freguesia de Fradelos vai ter um novo espaço multiusos

A construção de um multiusos, a melhoria das acessibilidades para atrair mais investimento empresarial e um novo parque de lazer...

Póvoa de Varzimhá 42 minutos

Presidente da Câmara da Póvoa recebe balas em envelope 24 horas após demolição da Praça de Touros

Aires Pereira e Luís Diamantino, presidente e vice-presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, respetivamente, receberam um envelope com...

Famalicãohá 58 minutos

Famalicão: CITEVE e CeNTi preparam uso de carne como matéria prima na produção têxtil

Grandes inovações estão a ser preparadas no setor têxtil, onde o conceito de sustentabilidade ganha um peso cada vez maior...

Desportohá 1 hora

Famalicão: Conheça os resultados do fim de semana das equipas da Divisão de Honra da AF Braga

Disputou-se no passado fim de semana a segunda jornada da Divisão de Honra da AF de Braga. Os resultados das...

Póvoa de Varzimhá 1 hora

Colisão entre 4 veículos faz 2 feridos na estrada entre Famalicão e Póvoa

Duas pessoas ficaram feridas, esta terça-feira, na freguesia de Balasar, depois de uma colisão rodoviária entre quatro veículos, na estrada...

Bragahá 16 horas

Trator cortou cabo elétrico e deixou parte da cidade de Braga sem luz

 Uma parte da cidade de Braga ficou sem luz na tarde de hoje, depois de um trator ter, acidentalmente, cortado...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Mário Passos critica apoios estatais ao ensino articulado de teatro e dança

Ao ensino articulado de música e de dança, já existentes no concelho, junta-se agora o teatro, num total de 21...

Regiãohá 17 horas

Vila do Conde: Pescadores das Caxinas resgatados em alto mar após incêndio

Pescadores das Caxinas, em Vila do Conde, foram regatados, na madrugada desta quinta-feira, na sequência de um incêndio no barco...

Paíshá 18 horas

INEM admite dificuldades na contratação de operacionais

O presidente do INEM admitiu esta terça-feira dificuldades para contratar operacionais, devido à exigência das funções e a questões de...

Famalicãohá 19 horas

Incêndio em cozinha mobiliza bombeiros em Famalicão

Um incêndio deflagrou, ao início da tarde desta terça-feira, na cozinha de uma habitação, na Rua Príncipe Real, em Vila...

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES