Siga-nos nas redes

Sociedade

Pandemia está a deixar muitos animais “órfãos”

Publicado

em

A pandemia está a deixar muitos animais “órfãos”, que são acolhidos pelos familiares das vítimas ou por instituições, mas a ajuda é cada vez mais difícil pelas dificuldades económicas que enfrentam.

O relato foi feito à agência Lusa pela presidente da Liga Portuguesa dos Direitos do Animal (LPDA), Maria do Céu Sampaio, e pelo presidente da associação Animalife a propósito do Dia do Animal de Estimação, assinalado este sábado.

Maria do Céu Sampaio diz que a Liga tem recolhido temporariamente alguns animais de pessoas que estão internadas ou em isolamento profilático devido à covid 19 e outros de pessoas que morreram por causa da epidemia.

Isto é uma altura muito má também para as associações que têm abrigos porque têm muita dificuldade em conseguir alimentação para os seus animais. Nós, por exemplo, temos 200 animais que temos de alimentar todos os dias”, conta, apelando aos portugueses para que ajudem as associações que têm abrigos nas suas localidades.

As pessoas podem ajudar com “um simples saquinho de comida ou um saquinho de areão, que custa 1,90 euros, uma garrafa de lixívia, que custa 60 cêntimos ou um saquinho de trinca de arroz que custa 50 cêntimos”, diz Maria do Céu Sampaio, afirmando que “tudo isto é muito bem-vindo para estas associações”.

“Uma das situações que mais nos acontece são famílias que passaram a ter a seu cargo mais animais do que aqueles que já tinham porque houve um elemento da família que morreu que tinha três cães ou três gatos e agora esses animais transitam para outros membros da família”, relata Rodrigo Livreiro.

Esta situação tem motivado muitos pedidos de ajuda na Animalife porque as famílias não têm orçamento para poder acompanhar mais três ou quatro animais que passaram a ter à sua responsabilidade e que significam “dificuldades financeiras acrescidas pelo excesso de animais que passaram a ter pela morte de um familiar”.

Também há o caso dos animais que ficam “órfãos” devido à morte do dono, uma realidade que já existia antes da covid-19, e em que as associações de proteção dos animais “sempre foram o ombro de apoio para esse tipo de situação”.

Segundo Rodrigo Livreiro, muitas das associações encontram-se encerradas ou com serviços mínimos porque dependem de voluntários e muitos deles estão em teletrabalho e com limitações a nível de deslocação.

O presidente da Animalife realçou o facto de existir pela primeira uma rubrica no Orçamento do Estado para 2021 que permite às autarquias apresentar despesas relativas à alimentação, abrigo, à vacinação, identificação eletrónica e esterilização de animais cujos tutores estão numa situação de carência.

Contudo, ainda não saíram as normas que explicam como é que as autarquias vão poder se candidatar”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

País

Duas famílias, incluindo uma grávida e duas crianças despejadas após ocupação ilegal em Gaia

Publicado

em

Por

Duas famílias, incluindo uma grávida e duas crianças menores, foram esta terça-feira despejadas das casas que ocuparam ilegalmente no bairro de Cabo-Mor, em Vila Nova de Gaia, e aguardam uma “solução definitiva”, descreveu o movimento Habitação Hoje.

“São duas famílias que precisam urgentemente de ajuda porque não sabem o que o futuro lhes reserva. Estamos a falar de mães solteiras com filhos, de um casal em que a mulher está grávida e também de animais de estimação. As soluções temporárias não resolvem nada”, disse Bernardo Alves do movimento Habitação Hoje.

Em causa estão casas que pertencem ao Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) e estão localizadas no bairro de Cabo-Mor, na freguesia de Mafamude, no centro de Vila Nova de Gaia.

Admitindo que as casas foram ocupadas ilegalmente, em junho do ano passado, o mesmo movimento descreveu que estavam 11 famílias “em risco” de despejo neste bairro.

Bernardo Alves descreveu que “por coação ou porque encontraram soluções”, sete famílias “foram saindo do bairro, mas permaneceram quatro e, dessas quatro, duas estão a ser despejadas hoje [24 de maio]”.

“Uma é um casal com um filho de três anos e um bebé a caminho. Outra é uma mãe que vive sozinha com um filho menor e outro maior de idade e um cão”, descreveu.

A agência Lusa contactou o Comando Metropolitano da PSP do Porto que confirmou ter “uma ocorrência relacionada com despejos por ocupação ilegal” em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, e remeteu outros pormenores para mais tarde.

De acordo com Bruno Alves, os despejos foram levados a cabo por funcionários do tribunal na presença de agentes da PSP e de funcionários da Segurança Social.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Covid-19: Agência Europeia de Medicamentos pede 4.ª dose da vacina para toda a população

Publicado

em

Por

A Agência Europeia de Medicamentos disse, esta segunda-feira, que, “se a situação epidemiológica atual mudar e surgirem novos sinais” no outono, poderá ser necessário recomendar para toda a população uma quarta dose de vacina contra a covid-19 adaptada.

“Se a situação epidemiológica atual mudar e surgirem novos sinais, pode tornar-se necessário considerar uma quarta dose”, disse fonte oficial da EMA, em resposta escrita enviada à agência Lusa.

Numa altura em que a União Europeia (UE) regista um elevado número de novos casos de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 e em que teme o surgimento de novas variantes com o levantamento das restrições, a EMA aponta que, “como as campanhas de reforço da vacinação poderão começar no outono de 2022, as autoridades considerarão a melhor altura para doses adicionais, possivelmente tirando partido de vacinas adaptadas”.

Para já “é demasiado cedo para considerar a utilização de uma quarta dose de vacinas mRNA contra a covid-19 – as vacinas Comirnaty da Pfizer e Spikevax da Moderna – na população em geral”, embora as autoridades europeias recomendem esta segunda dose de reforço para idosos ou pessoas com mais risco para doença grave como imunodeprimidos.

Falando sobre a adaptação das atuais vacinas, o regulador da UE disse à Lusa estar em “estreita ligação com os fabricantes de vacinas para orientar e dirigir os seus esforços no sentido de desenvolver vacinas adaptadas que abordem as variantes atuais e emergentes do vírus e ofereçam uma proteção acrescida e a longo prazo”.

De acordo com a EMA, “estão em curso discussões com os fabricantes sobre o progresso dos ensaios clínicos com vacinas de investigação com composição atualizada”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Região

PSP: 16 comerciantes detidos na Feira de Santo Tirso. Familiares destes respondiam em tribunal à mesma hora

Publicado

em

Por

Dezasseis comerciantes foram detidos, esta segunda-feira, em Santo Tirso, após buscas, levadas a cabo pela PSP, por suspeitas de contrafação.

Setenta agentes apreenderam 2915 artigos “com símbolos de marcas, artigos falsos”, avança o Diário de Santo Tirso.

De acordo com a mesma fonte, estes detidos são familiares de outros comerciantes que, à mesma hora, estavam no Tribunal de Vila do Conde, depois de terem sido detidos na passada sexta-feira pelas mesmas razões.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Águias nos céus do Porto e Gaia: Aves de rapina previnem ataques de gaivotas em esplanadas

Publicado

em

Por

A presença das águias-de-Harris em esplanadas de Vila Nova de Gaia, para impedir o ataque das gaivotas, aumentou desde 2019 de uma para quatro e já chegou ao Porto, estando ativas sete dias por semana.

Em setembro de 2019, Lúcifer, então com 5 anos, foi a pioneira, no hotel The Yeatman, no combate à presença das gaivotas, tornando-se evidente que bastava a sua presença para afastar as audazes aves marítimas. Com o avançar do tempo e do espaço a patrulhar – entretanto foi criado mais abaixo o World of Wine (WOW) também dotado de uma enorme esplanada -, foi preciso aumentar a capacidade de resposta, relatou à Lusa, a representante no Porto da empresa falcoeira T Falcon.

Segundo Joana Silva, são hoje três as águias-de-Harris (espécie ‘Parabuteo unicinctus’), que fazem diariamente a patrulha em ambos os locais, juntando-se à Lúcifer, a Dilius e a Leia. É assim das 11:00 às 19:00.

“A relação que mantemos com o hotel deu-nos uma abertura e disponibilidade muito grandes para treinarmos as aves e terem muita liberdade de voo, pelo que começaram a receber um treino específico, mais eficaz na manutenção das gaivotas longe”, explicou a responsável, garantindo que as águias “não atacam nem ferem as gaivotas, limitando-se a garantir que se afastam”.

E prosseguiu: “Não é natural para estas águias voarem atrás de algo, pois estão habituadas a caçar mamíferos no solo, pelo que foi necessário fazer um treino específico para afastarem as gaivotas. Mas, na maioria das vezes, basta estar no local para que as gaivotas voem para longe”.

“A altura do ano é muito importante para a eficácia do nosso trabalho, pois em fevereiro, com a chegada do tempo quente, inicia-se a época reprodutiva e as gaivotas ficam muito mais agressivas e protetoras do território, têm mais fome porque têm muito mais atividade na construção de ninhos e na proteção das crias. Isto faz com que haja muito mais gaivotas e maior agressividade para com os humanos, roubando-lhes a comida das mesas”, detalhou a especialista em aves.

Foto: TF Falcon Madeira / DR

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Leica e Xiaomi desenvolvem novo ‘smartphone’ que promete elevar a fasquia da tecnologia fotográfica

Publicado

em

Por

Xiaomi e Leica partilham as mesmas ambições para futuros telefones com câmara. Ambas as empresas estão ansiosas por explorar o desempenho óptico e a experiência fotográfica para elevar o padrão dos smartphones. Ambas as partes acreditam que o telefone com câmara do futuro será definido por avanços tecnológicos e objetivos estéticos.

Esta segunda-feira, 23 de Maio, o fabricante líder mundial de electrónica Xiaomi e Leica Camera, que tem uma reputação lendária na tecnologia de câmaras, anunciará uma colaboração estratégica para elevar a fasquia na qualidade das câmaras de telemóveis. O primeiro smartphone desenvolvido conjuntamente pelas duas empresas será oficialmente lançado em Julho deste ano.

Durante mais de 100 anos, a Leica Camera tem desenvolvido câmaras e lentes ópticas leves de classe mundial. Com uma engenharia óptica brilhante, as câmaras Leica, reconhecíveis pelo seu “ponto vermelho”, e representam a engenharia alemã no seu melhor. A Leica continua a atrair novas gerações de consumidores que aspiram a alcançar o “visual de Leica”.

A Leica Camera AG é um fabricante internacional de câmaras e ópticas de primeira qualidade. A reputação lendária da marca Leica baseia-se numa longa tradição de excepcional qualidade e design industrial alemão, combinada com tecnologias inovadoras. Uma parte integrante da cultura da marca é a diversidade de atividades que a empresa empreende para promover a fotografia.

Para além das Galerias Leica e das Academias Leica, que estão espalhadas pelo mundo, a Leica também lançou o prémio Leica Hall of Fame, e o Leica Oskar Barnack Award (LOBA), que é visto como um dos mais inovadores prémios de patrocínio. A Leica Camera AG está sediada em Wetzlar, Hesse, Alemanha, mas também tem uma unidade de produção em Vila Nova de Famalicão. Além disso, a Leica tem uma rede mundial das suas próprias organizações nacionais e lojas Leica.

Xiaomi e Leica partilham as mesmas ambições para futuros telefones com câmara. Ambas as empresas estão ansiosas por explorar constantemente o desempenho óptico e a experiência fotográfica para elevar o padrão dos telefones com câmara. Ambas as partes acreditam que o telefone com câmara do futuro será definido por avanços tecnológicos e objectivos estéticos.

Esta segunda-feira, 23 de Maio, o fabricante líder mundial de electrónica Xiaomi e Leica Camera, que tem uma reputação lendária na tecnologia de câmaras, anunciará uma colaboração estratégica para elevar a fasquia na qualidade das câmaras de telemóveis. O primeiro smartphone desenvolvido conjuntamente pelas duas empresas será oficialmente lançado em Julho deste ano.

Durante mais de 100 anos, a Leica Camera tem desenvolvido câmaras e lentes ópticas leves de classe mundial. Com uma engenharia óptica brilhante as câmaras Leica, reconhecíveis pelo seu “ponto vermelho”, e representam a engenharia alemã no seu melhor. A Leica continua a atrair novas gerações de consumidores que aspiram a alcançar o “visual de Leica”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Guimarães

“É muito provável” que autocarro onde morreram peregrinos de Guimarães não tenha seguro -diz a APS

Publicado

em

Por

“É muito provável” que o autocarro, envolvido no acidente no qual morreram três pessoas este sábado, não tenha seguro, diz a Associação Portuguesa de Seguradores (APS), numa notícia avançada pelo JN.

De acordo com a mesma associação, no site da Autoridade de Supervisão de Seguros não consta qualquer “indicação da existência de seguro” deste veículo.

Para já, a Autoridade de Supervisão de Seguros ainda não se mencionou sobre o assunto, já que quer certificar-se primeiro se “empresa do autocarro não fez pouco antes do dia do acidente um seguro que, por qualquer motivo, não tenha sido ainda “descarregado” no sistema informático”, pode ler-se na mesma peça.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Maçãs e peras produzidas em Portugal estão entre as frutas com maior quantidade de pesticidas perigosos

Publicado

em

Por

Maçãs e peras produzidas em Portugal estão entre as frutas com maior quantidade de pesticidas perigosos, indica uma análise a fruta fresca europeia relativamente a 2019, da responsabilidade da rede de organizações não governamentais “PAN Europa”.

Segundo o estudo da “Pesticide Action Network” (PAN), as maçãs e peras portuguesas estão no segundo lugar do “ranking” da maior proporção de frutas contaminadas em 2019. Em 85% das peras portuguesas testadas e em 58% de todas as maçãs testadas foi encontrada contaminação por pesticidas perigosos.

A nível da União Europeia (UE), segundo esta análise, as taxas de contaminação tanto para maçãs como para peras mais do que duplicaram entre 2011 e 2019.

Os autores salientam que “tem havido um aumento dramático de fruta vendida ao público com resíduos dos pesticidas mais tóxicos que deveriam ter sido banidos na Europa por razões de saúde”.

Foram analisadas 97.170 amostras de variedades populares de fruta fresca cultivada na Europa, demonstrando um aumento de 53%, em nove anos, da frequência de amostras contaminadas com os piores tipos de pesticidas.

O estudo, segundo um comunicado da organização, contradiz alegações da Comissão Europeia de que os agricultores estão a utilizar menos pesticidas que estão relacionados com cancro e outras doenças graves.

Quase uma em cada três (29%) amostras de fruta foi contaminada em 2019, o último ano relativamente ao qual havia dados disponíveis para os investigadores na altura do estudo.

PUB
Em relação a 2019, indicam as análises que foram feitas na Europa, metade de todas as amostras de cerejas tinham sido contaminadas com pesticidas, um terço (34%) de todas as maçãs estavam também contaminadas, o mesmo acontecendo com cerca e metade das peras e metade dos pêssegos.

Observando os dados dos nove anos, de 2011 a 2019, o estudo indica que os frutos mais contaminados foram as amoras (51% das amostras), seguidas dos pêssegos (45%), dos morangos (38%), das cerejas e dos alperces (35%). No mesmo período de anos, os países que produziram frutas mais contaminadas foram, por ordem decrescente, a Bélgica, a Irlanda, a França, a Itália e a Alemanha.

A organização analisou também vegetais mas nota que, por serem menos propensos a pragas e doenças a contaminação por pesticidas é menor, ainda que também tenha havido um aumento de contaminação entre 2011 e 2019. O aipo e raiz de aipo e a couve foram os legumes mais contaminados.

“Cocktails” químicos

A PAN Europa nota que tem vindo a aumentar a possibilidade de os consumidores comprarem não só frutas e vegetais contaminados, como essa contaminação conter combinações químicas que multiplicam os riscos para a saúde. E dão como exemplo desses “cocktails” químicos os encontrados nas peras cultivadas em Portugal.

A investigação da PAN Europa não inclui alimentos importados. Os investigadores concentraram-se nos 55 agentes químicos mais perigosos utilizados para fazer centenas de diferentes pesticidas, incluindo fungicidas, herbicidas e inseticidas.

Citando a indústria do setor que argumenta que não há alternativas aos pesticidas, a PAN Europa aponta técnicas de agricultura biológica para controlar pragas. E acusa os governos de protelar a proibição de determinadas substâncias para proteger os interesses da agricultura intensiva usando produtos químicos.

[Os governos] têm demasiado medo do lobby agrícola, que depende de produtos químicos poderosos

Salomé Roynel, da PAN Europa, disse, citada no comunicado, que os consumidores estão numa “posição horrível”, porque são aconselhados a comer fruta fresca, “grande parte da qual está contaminada com os resíduos de pesticidas mais tóxicos ligados a graves impactos na saúde”.

“É claro para nós que os governos não têm qualquer intenção de proibir estes pesticidas, independentemente do que diz a lei. Têm demasiado medo do lobby agrícola, que depende de produtos químicos poderosos e de um modelo agrícola obsoleto”, acrescentou.

A “Pesticide Action Network” (PAN), fundada em 1982, é uma rede de mais de 600 organizações não governamentais, instituições e pessoas de mais de 60 países que procura minimizar os efeitos negativos dos pesticidas perigosos, e substituí-los por alternativas ecologicamente corretas e socialmente justas. A PAN Europa foi criado em 1987 e reúne 38 organizações de consumidores, de saúde pública e ambientais, entre outras.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Braga

Menino de 2 anos estava perdido na rua em Braga “sujo e com fome”

Publicado

em

Por

Uma criança com cerca de dois anos, “suja e com fome” foi encontrada sozinha, na Rua das Verdosas, em S. Victor, esta segunda-feira, e transportada para o hospital pelos Bombeiros Sapadores de Braga, avança o JN.

O alerta terá sido dado por uma moradora que chamou as autoridades, cerca das 8:53, após ter visto a criança “perdida” na rua, trazendo-a para dentro da sua casa.

A criança, “um pouco debilitada” foi transportada para o hospital e mais tarde, uma pessoa que alegava ser o seu cuidador e avô apresentou-se à PSP.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Portugal é o 2.º país no mundo com mais novos casos de covid-19

Publicado

em

Por

Portugal é o país da União Europeia com mais novos casos de infeção por SARS-CoV-2 por milhão de habitantes nos últimos sete dias e o segundo no mundo neste indicador, segundo o site estatístico Our World in Data.

A média diária de novos casos está em 2.290 por milhão de habitantes, seguindo-se a Irlanda, com 636, Alemanha, com 533, Itália (448) e França (435).

Considerando os países e territórios com mais de um milhão de habitantes, Taiwan tem a maior média de novos casos diários (3.300), seguida de Portugal, Austrália (1.920), Nova Zelândia (1.520) e Panamá (712).

No que toca às novas mortes diárias atribuídas à covid-19, Portugal tem também a maior da União Europeia (3,17), seguida da Finlândia, com 3,14, a Irlanda de 2,12, a Grécia 1,97 e a Itália 1,68.

Em termos mundiais, olhando para territórios e países com mais de um milhão de habitantes, a Islândia tem a maior média diária de novas mortes atribuídas à covid-19 (12,78), seguida de Portugal, Finlândia, Nova Zelândia (2,45) e Irlanda.

A média de novos casos diários por milhão de habitantes na União Europeia está em 337 e a de novas mortes diárias em 1,15.

A média mundial de novos casos está em 69 e a de novas mortes atribuídas à covid-19 está em 0,21.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Cantoneiro suspeito de conduzir carros da Polícia Municipal e de usar a farda oficial com a conivência da GNR

Publicado

em

Por

Um assistente operacional da área de higiene e limpeza da Câmara de Sintra foi alvo de um “processo de averiguações para apuramento dos factos”, por suspeitas de ter usado um uniforme da Polícia Municipal e de ter conduzido viaturas desta força indevidamente, avança a revista Sábado.

Caso se confirmem as suspeitas, este funcionário, com a ocupação de cantoneiro, terá exercido funções de polícia sem qualquer formação, tendo o seu nome surgido nas escalas de serviço diário da Polícia Municipal de Sintra, para “recepção de viaturas”.

De acordo com a mesma fonte, este funcionário terá usado o uniforme da Polícia Municipal e conduzido as suas viaturas com a aparente conivência do atual comandante da Polícia Municipal de Sintra, major da GNR.

Na última sessão extraordinária da Assembleia Municipal, os deputados Eunice Baeta da Iniciativa Liberal e António Rodrigues do PSD defenderam a suspensão temporária, até ao apuramento dos factos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Artigos Recentes

Paíshá 3 minutos

Duas famílias, incluindo uma grávida e duas crianças despejadas após ocupação ilegal em Gaia

Duas famílias, incluindo uma grávida e duas crianças menores, foram esta terça-feira despejadas das casas que ocuparam ilegalmente no bairro...

Paíshá 41 minutos

Covid-19: Agência Europeia de Medicamentos pede 4.ª dose da vacina para toda a população

A Agência Europeia de Medicamentos disse, esta segunda-feira, que, “se a situação epidemiológica atual mudar e surgirem novos sinais” no...

Regiãohá 1 hora

PSP: 16 comerciantes detidos na Feira de Santo Tirso. Familiares destes respondiam em tribunal à mesma hora

Dezasseis comerciantes foram detidos, esta segunda-feira, em Santo Tirso, após buscas, levadas a cabo pela PSP, por suspeitas de contrafação....

Paíshá 2 horas

Águias nos céus do Porto e Gaia: Aves de rapina previnem ataques de gaivotas em esplanadas

A presença das águias-de-Harris em esplanadas de Vila Nova de Gaia, para impedir o ataque das gaivotas, aumentou desde 2019...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Leica e Xiaomi desenvolvem novo ‘smartphone’ que promete elevar a fasquia da tecnologia fotográfica

Xiaomi e Leica partilham as mesmas ambições para futuros telefones com câmara. Ambas as empresas estão ansiosas por explorar o...

Guimarãeshá 3 horas

“É muito provável” que autocarro onde morreram peregrinos de Guimarães não tenha seguro -diz a APS

“É muito provável” que o autocarro, envolvido no acidente no qual morreram três pessoas este sábado, não tenha seguro, diz...

Paíshá 3 horas

Maçãs e peras produzidas em Portugal estão entre as frutas com maior quantidade de pesticidas perigosos

Maçãs e peras produzidas em Portugal estão entre as frutas com maior quantidade de pesticidas perigosos, indica uma análise a...

Bragahá 3 horas

Menino de 2 anos estava perdido na rua em Braga “sujo e com fome”

Uma criança com cerca de dois anos, “suja e com fome” foi encontrada sozinha, na Rua das Verdosas, em S....

Paíshá 4 horas

Portugal é o 2.º país no mundo com mais novos casos de covid-19

Portugal é o país da União Europeia com mais novos casos de infeção por SARS-CoV-2 por milhão de habitantes nos...

Paíshá 17 horas

Cantoneiro suspeito de conduzir carros da Polícia Municipal e de usar a farda oficial com a conivência da GNR

Um assistente operacional da área de higiene e limpeza da Câmara de Sintra foi alvo de um “processo de averiguações...

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES