Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Mais de metade dos cinemas portugueses estão em risco de encerramento

Publicado

em

A Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais (FEVIP) alertou hoje que mais de metade das salas de cinema pode encerrar até ao final do ano se não houver mecanismos de apoio face à pandemia da covid-19.

“Estamos a atravessar um período negro, de que ninguém tem culpa e temos de encontrar soluções, todos, que nos permitam ultrapassar isto, sob pena de fechar”, afirmou hoje à agência Lusa o diretor-geral da FEVIP, António Paulo Santos.

Segundo resolução do Conselho de Ministros, que entrou em vigor na quarta-feira, os equipamentos culturais – incluindo as salas de cinema – situados nos 121 concelhos de Portugal continental sujeitos ao confinamento parcial passam a encerrar às 22:30.

A decisão abrange grande parte das 544 salas de cinema do circuito de exibição, já que estão concentradas sobretudo nos distritos de Lisboa (144), Porto (90), Setúbal (48) e Braga (40), segundo dados do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

“Se estas empresas encerrarem, e estamos a falar de mais de 50% das salas de cinema que podem encerrar até ao final do ano, deixamos de ter uma oferta eclética e cultural a nível do território nacional e que os portugueses gostam de ver”, alertou o diretor-geral da FEVIP.

Para responder a este encerramento, as exibidoras suprimiram as últimas sessões diárias ou anteciparam horários para cerca das 20:00, o que, no entender da FEVIP, afeta “a única sessão que era lucrativa”.

António Paulo Santos não põe em causa a decisão do Governo, embora a considere incongruente, porque tanto apela aos portugueses para ficarem em casa como garante que a atividade cultural continua a realizar-se, mas apenas até às 22:30.

“Esta incongruência tem reflexos e é perversa – não estou contra o Governo -, mas tem que se pensar no ecossistema todo. […] Encerra-se e agora vamos encontrar medidas de apoio ao setor, para que quando reabrir continue a funcionar e para que permita subsistir no período de encerramento”, disse.

António Paulo Santos recorda os “custos elevadíssimos” da exibição em Portugal e pede medidas como financiamentos com taxas de juro baixa para as empresas exibidoras e uma aplicação efetiva da flexibilização de rendas de aluguer de espaços, a maioria em centros comerciais.

“Não há apoios para o cinema, podem recorrer ao ‘lay-off’, há legislação para rendas flexíveis, mas não se consegue aplicar na prática, e estamos a falar de rendas de mais de cem mil euros por mês. Para ter uma ideia, se eu passar um filme numa sala, só em luz gasto à volta de três mil euros. Normalmente numa sala de cinema atualmente se fizer 500 ou 600 euros de bilheteira é muito”, exemplificou.

De acordo com os dados mais recentes do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), até setembro registaram-se quebras de 71%, face a 2019, tanto em número de espectadores como em receita de bilheteira nas salas de cinema, sobretudo desde março.

A recuperação de receitas e espectadores tem sido gradual, mas muito aquém das estatísticas do ano passado.

Segundo o ICA, até setembro as salas de cinema registaram 3,2 milhões de espectadores, quando no mesmo período de 2019 tinham sido 11,5 milhões.

Da associação FEVIP – que não representa a totalidade das exibidoras e distribuidoras portuguesas – são membros a Big Pictures 2 Films, a Cinemundo, a NOS Lusomundo Audiovisuais, a NOS Comunicações, a Pris Audiovisuais, a SportTV, a Lanterna de Pedra Filmes, a Associação de Empresas Produtoras e Distribuidoras de Videojogos e a Associação para a Gestão de Direitos de Autor, Produtores e Editores.

A agência Lusa também tentou, sem sucesso em tempo útil, obter esclarecimentos por parte da Associação Portuguesa de Empresas Portuguesa de Empresas Cinematográficas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 3 minutos

Estado do guarda-redes do FC Porto é “muito grave” com “prognóstico muito reservado”

A situação clínica de Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto e da seleção portuguesa, que na segunda-feira sofreu...

Paíshá 47 minutos

Governo: Plano de desconfinamento que circula na internet é falso

O Governo chamou hoje a atenção da população para um falso plano de desconfinamento, que se apresenta como oficial. “Este...

Desportohá 1 hora

Guarda-redes Luiz Júnior renova contrato com o FC Famalicão até 2026

O guarda-redes Luiz Júnior e o FC Famalicão prolongaram o seu vinculo até à época 2025/2026. O guardião de 20...

Bragahá 1 hora

GNR apreende material contrafeito avaliado em 346 mil euros em Fafe

A GNR anunciou hoje a apreensão de 125.560 artigos contrafeitos, avaliados em 346.680 euros, que se encontravam num veículo pesado...

Paíshá 2 horas

Gripe: Maior aposta na vacinação irá reduzir risco de outras doenças

Os autores de um estudo que analisou as últimas 10 épocas gripais em Portugal defendem uma maior aposta na vacinação...

Paíshá 2 horas

Marcelo Rebelo de Sousa fala aos portugueses hoje às 20:00

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai falar ao país hoje às 20:00, na sequência da aprovação pelo...

Paíshá 2 horas

DGS prepara regresso dos festivais de verão com dois ‘eventos-teste’ no Porto e Lisboa

A Direção-Geral da Saúde irá levar a cabo dois testes piloto de modo a analisar os riscos do regresso dos...

Bragahá 3 horas

Sindicato pede aumento de 90 euros para motoristas de transporte de passageiros

Os motoristas de transporte de passageiros exigiram hoje, numa concentração em Braga, um aumento salarial de pelo menos 90 euros...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Atropelamento causado por veículo ligeiro provoca um ferido em Joane

Uma pessoa ficou ferida depois de ter sido atropelada por um veículo ligeiro na manhã desta quinta-feira, em Joane, na...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Jornal Opinião Pública celebra 1.500 edições

O Jornal Opinião Pública chega esta semana à sua edição n.º 1.500. Com o mote “Uma equipa atenta a cada...

Sociedadehá 3 horas

IRS: Acaba hoje o prazo para validar faturas

Os contribuintes têm até hoje para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir...

Economiahá 3 horas

Prazo para validar faturas no Portal das Finanças termina hoje

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão...

Famalicãohá 4 horas

Paula Cristina Santos é candidata à Junta de Freguesia de Ribeirão

Paula Cristina Santos confirmou, esta quarta feira, a decisão de avançar com uma candidatura independente à Junta de Ribeirão, nas...

Paíshá 4 horas

Parlamento debate hoje renovação do estado de emergência até 16 de março

O parlamento vai debater e votar hoje a renovação do estado de emergência até 16 de março para permitir medidas...

Paíshá 4 horas

Hospitalizações por causa da gripe custam 3,9 milhões por ano

Um estudo divulgado hoje pela BARI – Burden of Acute Respiratory Infections, que analisa as últimas 10 épocas gripais (2008/09-2017/18),...

Paíshá 4 horas

EDP pretende ser totalmente verde até 2030

A EDP quer ter mais 50 gigawatt (GW) em energia limpa até 2030, passando de uma produção renovável atual de...

Paíshá 16 horas

Ministra defende “alterações de comportamento” geral para reduzir desperdício alimentar

A ministra da Agricultura Maria do Céu Antunes defendeu hoje a necessidade de “alterações de comportamento” gerais para combater o...

Paíshá 17 horas

PS defente continuação do confinamento devido ao volume de doentes ainda nos hospitais

O secretário-geral adjunto do PS considerou hoje que a atual situação sanitária do país exige a continuação do confinamento geral...

Regiãohá 18 horas

Incêndio destroi completamente antigo Centro de Saúde de Vila do Conde

Um incêndio destruiu totalmente o antigo Centro de Saúde de Vila do Conde, junto à Estação do Metro de Santa...

Bragahá 18 horas

Presidente de Câmara de Vila Verde condenado a 3 anos e meio de prisão e perda de mandato

O Tribunal de Braga condenou hoje a três anos e meio de prisão, com pena suspensa, e a perda de...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191