Siga-nos nas redes
“E-REDES”

País

Portugal: Cerca de 1,4 milhões de pessoas são cuidadores informais

Publicado

em

O número de cuidadores informais em Portugal deverá rondar os 1,4 milhões de pessoas, impulsionado durante a pandemia por causa do fecho de respostas sociais, revela um inquérito nacional segundo o qual estas pessoas deveriam ter mais direitos.

O inquérito é da responsabilidade da Associação Nacional de Cuidadores Informais (ANCI) e os resultados são apresentados esta quinta-feira, em Lisboa, no decorrer do Encontro Nacional de Cuidadores Informais, quando se assinala o Dia do Cuidador Informal.

Em declarações à agência Lusa, uma responsável da ANCI destacou como um dos principais resultados do inquérito o facto de este ter demonstrado que o número de cuidadores informais em Portugal é mais elevado do que os 8% a 10% que se estimava, consequência da pandemia.

“Neste momento, e segundo os resultados do inquérito, este número duplicou e eu julgo que isto tem a ver realmente com o fecho das respostas sociais. Havendo este fecho e esta falta de respostas, o número de cuidadores realmente exacerbou”, apontou Nélida Aguiar.

No inquérito participaram 1.800 pessoas, cerca de metade (52%) das quais afirmou conhecer algum cuidador informal, sendo que 14% afirmou ser o próprio cuidador, enquanto 44,5% disse ser um familiar e outros 26,5% amigos ou conhecidos (23%).

Quase um terço dos inquiridos (28,5%) é ou já foi cuidador informal e 78,5% descreve a função como dar apoio ao doente a tempo inteiro.

“Parece que muitos dos cuidadores informais não têm qualquer tipo de laço familiar com a pessoa de quem cuidam e isso mostra uma realidade que não foi vista, por exemplo, no Estatuto do Cuidador Informal, que apenas reconhece cuidador alguém com laços familiares”, realçou a responsável, membro da direção da ANCI.

O inquérito procurou demonstrar o conhecimento que a população tem do cuidador informal, mas faz também um retrato destas pessoas, que são sobretudo mulheres (64%), com idade entre os 25 e os 54 anos (69,5%), que se tornam cuidadores informais a tempo inteiro.

“Aqueles que eram cuidadores ocasionais deixaram de o ser e passaram a ser cuidadores a tempo inteiro e, mais uma vez, devido ao fecho das respostas sociais que eventualmente existissem, após o confinamento”, apontou Nélida Aguiar.

A responsável diz mesmo que os direitos destas pessoas “não foram de forma nenhuma acautelados”, apontando que durante a pandemia, os cuidadores informais tiveram de enfrentar “ainda mais dificuldades” e sentiram-se “mais esquecidos”, tendo sido essa uma das razões que levou à criação do movimento “Cuidar dos Cuidadores”, que junta já “muitas dezenas de associações” de doentes.

“Todos sabemos que existem milhares de cuidadores em Portugal e têm muito poucos apoios, apesar de enfrentarem enormes desafios, não só económicos, sociais, emocionais, e a verdade é que o estatuto não veio dar resposta a estes problemas”, apontou.

A falta de apoio é, aliás, bastante clara para a quase totalidade dos inquiridos, já que 97,5% defende mais apoios para estas pessoas, sendo que 85,5% entende que deveriam ser apoios financeiros, 71% quer mais apoio ao nível da prestação de cuidados, 68,5% pede apoio laboral, 64% apoio psicológico e 49% apoio legal.

Nélida Aguiar defende que a pandemia não pode ser usada para continuar a atrasar todos os processos burocráticos e sublinha que mesmo antes do aparecimento da covid-19 o estatuto do cuidador informal já não respondia a todas as necessidades e que deveria, por isso, ser revisto.

“Com a pandemia, com a ausência das medidas de apoio, com a falta de acesso aos recursos existentes, com o encerramento das respostas sociais, isso vem demonstrar a imperativa necessidade de implementação de medidas de apoio reais e proteção dos cuidadores”, apontou, acrescentando que se trata de “um grande grupo de pobreza e exclusão social”.

Para a responsável, é, por isso, “imperioso” que sejam identificadas todas as dificuldades, desde o acesso à saúde, o acompanhamento de doentes que dependem de terceiros, a falta de resposta por parte da Rede Nacional de Cuidados Continuados ou a falta de cuidados ao domicílio.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Barceloshá 3 minutos

Camião intercetado pela GNR em Barcelos trazia máquinas industriais roubadas em França

A GNR recuperou, em Barcelos, duas máquinas industriais que tinham sido furtadas em França e avaliadas em 48 mil euros,...

Paíshá 1 hora

Empresa Eurest que serve cantinas e refeitórios inicia despedimento coletivo de 146 trabalhadores

 A Eurest, que explora cantinas, refeitórios e outros negócios semelhantes, vai avançar com o despedimento coletivo de 146 trabalhadores, adiantou...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Condenado a 3 anos e 10 meses de prisão por décadas de violência contra companheira

O Tribunal da Relação de Guimarães confirmou a condenação a 3 anos e 10 meses de prisão, com pena suspensa,...

Famalicãohá 4 horas

Reportagem: Vendedores pedem a Paulo Cunha que não se cancelem festas populares

Um grupo de cerca de 30 vendedores ambulantes e empresários de diversão concentraram-se esta sexta-feira, em frente à Câmara Municipal...

Paíshá 4 horas

Covid-19: Portugal já não tem nenhum concelho em “risco extremo”

Portugal tem oito concelhos em risco muito elevado de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 e nenhum em risco extremo, segundo...

Famalicãohá 4 horas

Possibilidade do corte do abastecimento de água no centro de Famalicão esta terça-feira

A Câmara de Famalicão anunciou, esta segunda-feira, que devido a trabalhos realizados no âmbito das obras de reabilitação do centro...

Desportohá 5 horas

Última Hora: Silas termina percurso no FC Famalicão

Segundo avança o jornal Record, terá sido o continuar dos resultados menos bons conseguidos desde a sua entrada que levaram...

Famalicãohá 6 horas

Famalicão: Colisão entre veículos ligeiros faz dois feridos ao início da tarde em Delães

Uma colisão entre dois veículos ligeiros fez dois feridos no início desta tarde, na Rua Nova, em Delães. Fonte dos...

Paíshá 6 horas

Covid-19: Ministra da Saúde alerta para sinais de risco apesar da descida das infeções

A pandemia de covid-19 em Portugal continua a apresentar “três ameaças” apesar das medidas de restrição em vigor, adiantou hoje...

Paíshá 7 horas

Epidemiologistas apontam 15 de março como data prevista para desconfinamento

Depois de uma reunião esta segunda-feira que envolveu o Presidente da República, o primeiro-ministro, o Governo e líderes partidários antes...

Famalicãohá 7 horas

Famalicão: Taxa de infeções no concelho baixa para de 146 para 137

Os dados da Direção-Geral da Saúde referentes à incidência de novos casos da covid-19, das duas últimas semanas, no concelho...

Paíshá 7 horas

Covid-19: Mais 25 mortos e 365 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 25 óbitos provocados pela pandemia e 365 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Barceloshá 8 horas

Incêndio em oficina de Barcelos destrói carros e motas

Um incêndio destruiu hoje uma oficina mecânica em Grimancelos, em Barcelos, e consumiu quatro automóveis e duas motos, disse fonte...

Paíshá 9 horas

Covid-19: Todos os professores, funcionários e alunos testados no regresso ao ensino presencial

A estratégia de rastreio à covid-19 nas escolas prevê um primeiro teste rápido de antigénio a todos os professores, restantes...

Famalicãohá 9 horas

Famalicão: PCP comemorou 100 anos de existência na Praça 9 de Abril

O Partido Comunista Português (PCP) comemorou, no passado sábado, o seu 100º aniversário e a data foi também assinalada em...

Paíshá 9 horas

PJ detém homem com 4 milhões de doses de cocaína diluída em sumo de uva

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem por suspeitas de tráfico de cocaína, que transportava em garrafas de sumo de...

Paíshá 9 horas

Número de mulheres ultrapassa homens nas áreas da medicina e justiça

As mulheres ultrapassaram os homens em profissões que eram sobretudo masculinas, como médico, magistrado ou advogado, em 30 anos, revelam...

Paíshá 10 horas

Covid-19: Portugal apresenta índice de transmissibilidade mais baixo da Europa

Portugal apresenta atualmente o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 “mais baixo da Europa”, com um valor estimado para...

Economiahá 10 horas

Preços de casas sobem em Janeiro

O ano de 2021 começa com algumas boas notícias para proprietários e para o sector imobiliário em particular. Após um...

Desportohá 10 horas

Sporting acusado de fraude na inscrição do treinador Rúben Amorim

O Sporting Clube de Portugal estará a ser alvo de uma acusação de fraude na incrição de Rúben Amorim com...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191