Siga-nos nas redes

País

Estado de emergência: Uma ameaça ao repouso, lazer e descanso semanal dos trabalhadores

As medidas anunciadas pelo Governo, no âmbito do Estado de Emergência, são segundo a Ordem dos Advogados (OA), “uma fortíssima restrição do direito ao repouso”, ao lazer e “ao descanso semanal dos trabalhadores”.

Publicado

em

As medidas anunciadas pelo Governo, no âmbito do Estado de Emergência, são segundo a Ordem dos Advogados (OA), “uma fortíssima restrição do direito ao repouso”, ao lazer e “ao descanso semanal dos trabalhadores”.

A Ordem apreciou o decreto do Presidente da República sobre o estado de emergência e as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro e lembra que o diploma refere que “é de âmbito muito limitado e de efeitos largamente preventivos”.

Contudo, entende a OA numa nota enviada à agência Lusa, não é isso que acontece, “uma vez que o seu art. 4º, embora de uma forma vaga, estabelece fortes limitações ao direitos à liberdade e de deslocação, à iniciativa privada, social e cooperativa, aos direitos dos trabalhadores, e ao direito ao livre desenvolvimento da personalidade e vertente negativa do direito à saúde”.

E por isso, o Governo já anunciou “o recolher obrigatório em 121 concelhos do país, que abrange sete milhões de pessoas, ou seja cerca de 70% da população”.

Esta medida constitui uma “uma fortíssima restrição do direito ao repouso e aos lazeres e ao descanso semanal dos trabalhadores, garantido pelo art. 59º, nº1, d) da Constituição da República Portuguesa (CRP)”.

Na prática “uma enorme fatia da população portuguesa ficou apenas com o direito de sair de casa para ir trabalhar”, refere.

Para a Ordem, o recolher obrigatório parcial é “claramente contrário ao princípio da proporcionalidade, que rege a declaração do estado de emergência (…), sendo em qualquer caso manifesto que se está perante medidas muito duras e que nada têm de limitado ou preventivo, ao contrário do que se afirma”.

Segundo a CRP, o estado de emergência “apenas pode determinar a suspensão de alguns dos direitos, liberdades e garantias suscetíveis de serem suspensos” e que deve “respeitar o princípio da proporcionalidade e limitar-se, nomeadamente quanto às suas extensão e duração e aos meios utilizados, ao estritamente necessário ao pronto restabelecimento da normalidade constitucional”, lembra a Ordem.

Refere também a Constituição que “em nenhum caso pode afetar os direitos à vida, à integridade pessoal, à identidade pessoal, à capacidade civil e à cidadania, a não retroatividade da lei criminal, o direito de defesa dos arguidos e a liberdade de consciência e de religião”.

A Ordem dos Advogados chama a atenção que o Decreto (51-U/2020) não refere expressamente que os efeitos da declaração do estado de emergência não afetam, em caso algum, os direitos à vida, à integridade pessoal, à identidade pessoal, à capacidade civil e à cidadania, à não retroatividade da lei criminal, à defesa dos arguidos e à liberdade de consciência e religião e as liberdades de expressão e de informação.

O diploma também não menciona que em caso algum “pode ser posto em causa o princípio do Estado unitário ou a continuidade territorial do Estado e que a Procuradoria-Geral da República e a Provedoria de Justiça se devem manter em sessão permanente durante a vigência do estado de emergência”, ressalvas que constavam das declarações anteriores.

“A sua omissão (…) constitui um indício preocupante de menor proteção dos direitos fundamentais dos cidadãos perante uma declaração de estado de emergência extremamente vaga e que pode ser considerada como uma carta branca para restringir de forma desmesurada os direitos constitucionais”, observa a Ordem.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Sociedadehá 17 minutos

Covid-19: Mais 789 novos casos e 1 morte

O Boletim Epidemiológico da Direção Geral de Saúde divulgado, este sábado, mostra que Portugal regista 189 novos casos de Covid-19...

Famalicãohá 51 minutos

Governo continua sem esclarecer situação relativa à requalificação da N206

O deputado famalicense Jorge Paulo Oliveira considera que “não é aceitável” a falta de respostas do Governo à situação relativa...

Paíshá 3 horas

ASAE apreendeu 306 mil artigos contrafeitos nas últimas semanas

No âmbito do Dia Mundial Anti-Contrafação, a ASAE procedeu a uma apertada fiscalização a nível nacional nas últimas semanas. No...

Bragahá 3 horas

Distrito de Braga em alerta laranja durante o fim de semana

As altas temperaturas não vão dar tréguas este fim de semana, mas a chuva e a trovoada também não. De...

Economiahá 5 horas

Em apenas um ano, os combustíveis subiram 20%

Desde junho de 2020 até ao momento, os combustíveis atingiram um aumento de 20%. O balanço é feito pela Rádio...

Paíshá 6 horas

Saúde mental dos estudantes do ensino superior piorou com a pandemia

Várias associações e federações académicas do ensino superior de norte a sul do país levaram a cabo um estudo com...

Paíshá 6 horas

Época balnear começa hoje. Recorde as regras

Apesar da possibilidade de começar a época balnear a 15 de maio, a grande maioria dos municípios portugueses optaram por...

Paíshá 17 horas

Dois apostadores em Portugal ganham 9.600 euros no Euromilhões desta sexta-feira

Dois apostadores em Portugal venceram, esta sexta-feira, o 3.º prémio do Euromilhões, arrecadando cada um 9.600 euros. Um apostador no...

Regiãohá 19 horas

Afogamento no rio Ave faz um morto, esta tarde, na Trofa

Um homem faleceu, na tarde desta sexta-feira, após se ter afogado no rio Ave, junto ao passadiço do Parque das...

Desportohá 21 horas

Português Jorge Fonseca sagra-se bicampeão mundial de judo

O português Jorge Fonseca sagrou-se hoje bicampeão mundial de judo em -100 kg, ao vencer na final dos Mundiais, a...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: Incêndio deflagra em habitação em Calendário esta tarde

Um incêndio deflagrou, na tarde desta sexta-feira, numa habitação, na Rua Padre António Vieira, em Calendário. Fonte dos bombeiros disse...

Desportohá 22 horas

Internacional angolano Anderson Neri irá reforçar Riba d’Ave Hóquei Clube por uma temporada

O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) informou esta sexta-feira que firmou acordo com o internacional angolano Anderson Neri (28 anos)...

Famalicãohá 23 horas

Famalicão: Infeções por covid-19 voltam a subir no concelho

Os dados da Direção-Geral da Saúde referentes à incidência de novos casos da covid-19, das duas últimas semanas, no concelho...

Paíshá 23 horas

Covid-19: Mais 1 morto e 519 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 1 óbito provocados pela pandemia e 519 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 24 horas

Médicos de família vão enviar cartas aos utentes pedindo compreensão sobre atrasos

Os médicos de família vão entregar, a partir de segunda-feira, uma nota aos utentes a pedir compreensão pelos atrasos nas...

Famalicãohá 1 dia

Alerta! Famalicão sob aviso amarelo esta sexta-feira com a previsão de chuva, trovoada e granizo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou, esta sexta-feira, todo o distrito de Braga em aviso amarelo...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Incêndio deflagra em habitação, ao final desta manhã, em Joane

Um incêndio deflagrou, ao final da manhã desta sexta-feira, numa habitação, em Joane, na Avenida Dr. Mário Soares. Fonte dos...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão celebra hoje 60 anos da inauguração dos Paços do Concelho

Famalicão celebra hoje os 60 anos da inauguração dos Paços do Concelho e Tribunal, inaugurados durante as Festas Antoninas a...

Famalicãohá 1 dia

Famalicão: Bloco de Esquerda questiona Governo sobre ‘lay-off’ aplicado na empresa Coindu

O Bloco de Esquerda questionou recentemente o Governo sobre alegadas irregularidades na aplicação do lay-off e não pagamento das horas...

Famalicãohá 1 dia

Alunos da EB de Ruivães assinalam Dia Mundial dos Oceanos com arte alusiva aos mares

A Escola Básica de Ruivães assinalou, esta terça-feira, o Dia Mundial dos Oceanos, numa ação que visou sensibilizar toda a...

Arquivo

FAMA NAS REDES

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191