Siga-nos nas redes

Braga

Covid-19: Lar para jovens com deficiência em Vizela conta nove infetados

Publicado

em

A Câmara de Vizela revelou hoje a existência de nove casos positivos do novo coronavírus na Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes de Vizela (AIREV).

Em comunicado, a autarquia do distrito de Braga acrescentou que a situação está “a ser monitorizada pela Delegada de Saúde” a que a autarquia “encontra-se também a acompanhar a situação”.

“Entretanto, foram já desenvolvidos todos os procedimentos para acautelar a saúde e segurança de todos os utentes daquele lar, tendo sido criados dois espaços distintos para a separação dos utentes, minimizando a propagação do vírus e assegurando as boas condições de funcionamento daquela instituição”, refere ainda a nota de imprensa.

O concelho de Vizela, “atendendo à escalada do número de infetados por aquela doença” é “um dos concelhos mais afetados do país”, relembra a comunicação do município.

“A Câmara Municipal, para além das determinações emanadas pelo Governo, tem vindo a adotar novas medidas e reforçado grande parte das medidas adotadas no âmbito do Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19”.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.263.890 mortos em mais de 50,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.021 pessoas dos 187.237 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Braga

Edifício do Banco Alimentar Contra a Fome, em Braga, sofre derrocada esta manhã

Publicado

em

Por

O edifício onde funciona o Banco Alimentar Contra a Fome, em Semelhe, Braga, sofreu uma derrocada ao início desta manhã.

De acordo com o jornal O Minho parte de edifício terá desabado, não havendo risco de feridos até ao momento.

Para o local foram destacados os Bombeiros Sapadores de Braga com seis operacionais e uma viatura.

Já que a restante parte deste edifício apresenta também riscos de desabamento a Proteção Civil encontra-se no local a avaliar as condições da estrutura.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Barcelos

Hotel em Braga reativado como unidade de retaguarda distrital para doentes com covid-19

Publicado

em

Por

O presidente da Câmara de Barcelos anunciou hoje que o Hotel João Paulo II, junto ao Santuário do Sameiro, em Braga, foi reativado na segunda-feira como unidade de retaguarda distrital para doentes covid-19.

A unidade tem capacidade para 70 camas, segundo Miguel Costa Gomes, que é também presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil de Braga,

“Nesta primeira fase, vai funcionar como apoio aos hospitais”, referiu, em videoconferência de imprensa, sublinhando que o objetivo é libertar camas nos hospitais para os doentes que inspirem mais cuidados.

Na unidade de retaguarda ficarão os doentes que não precisam de internamento hospitalar, existindo uma ala para cidadãos acamados e outra para os que têm autonomia em termos de mobilidade.

Aquele hotel já funcionou, na primeira vaga da pandemia, como unidade de retaguarda distrital para a covid-19, tendo, entretanto, sido desativado.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.397.322 mortos resultantes de mais de 59,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.971 pessoas dos 264.802 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Braga

Covid-19: Hospital de Braga contabiliza 52 profissionais de saúde infetados

Publicado

em

Por

O Hospital de Braga totaliza, neste momento, 52 profissionais de saúde infetados com a covid-19, acolhendo atualmente nas suas instalações 140 doentes também infetados pela pandemia.

De acordo com a Rádio Universitária do Minho, 114 destes doentes estão a receber tratamento de enfermaria, enquanto que 26 se encontram nos cuidados intensivos.

Segundo a mesma fonte, cerca de 20% das atividades consideradas “não urgentes” foram desmarcadas, “devido ao aumento evidente de número de casos que, inequivocamente, coloca pressão no Hospital”, explicam.

Neste hospital foi ativado o nível 4 do Plano de Contingência, disponibilizando “126 camas em enfermaria e 32 em cuidados intensivos, com possibilidade de alargamento”, disse uma fonte do hospital à RUM.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

jornal opinião pública

fama rádio

Artigos recentes

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais vistos