Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Mais 62 mortos e 3817 novos infetados nas últimas 24 horas

Publicado

em

Portugal contabiliza hoje mais 62 óbitos provocados pela pandemia e 3817 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido pela Direção-Geral da Saúde.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

Economia

Seguradoras vão pagar cerca de 8 milhões em indemnizações pelos incêndios deste verão

Publicado

em

As seguradoras estimam o pagamento de indemnizações de 8 milhões de euros por incêndios ocorridos durante a situação de contingência e alerta decretada em Julho, de acordo com um inquérito da APS, a Associação Portuguesa de Seguradoras.

Conclusões de um inquérito aos membros, divulgado hoje, indicam também que Leiria foi o distrito com mais sinistros reportados, mas que os sinistros envolvendo o maior número de prejuízos foram reportados nos distritos de Faro (do incêndio em Almancil/ Quinta do Lago) e Aveiro.

Quase todas as perdas reportadas dizem respeito a seguros multi-risco, tanto comerciais como industriais (49%) e residenciais (37%).

“A situação que o país atravessou recentemente, e a crescente frequência dos eventos climáticos que estão na sua origem, reforçam a importância do seguro como elemento de mitigação das perdas sofridas e como factor de estabilidade na vida das pessoas e empresas”, disse o presidente da APS, José Galamba de Oliveira, num comunicado.

Segundo dados do Instituto para a Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), o período até 31 de Julho de 2022 registou o quinto maior número de incêndios e a terceira maior quantidade de áreas ardidas desde 2012.

Julho é o mês (até agora) com o maior número de fogos rurais – 40% do total este ano. É também o mês com as áreas mais ardidas – 46.996 hectares, o que representa 81% de todas as áreas ardidas registadas este ano.

Os cinco maiores incêndios (até agora) ocorreram todos em Julho; o que consumiu a maior área foi no município de Murça, Vila Real, a 17 de Julho (7.058 hectares), seguido do incêndio de Pombal, Leiria, onde arderam 5.126 hectares (8 de Julho).

O incêndio de Chaves, Vila Real, no dia 15 de Julho, surge em 3º lugar, com 3.368 hectares ardidos, seguido de Carrazeda de Ansiães, Bragança (7 de Julho), com 3.330 hectares ardidos, e Ourém, Santarém, também a 7 de Julho, que consumiu 2.936 hectares.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Chuva de meteoros e “super-lua” serão visíveis no céu esta sexta-feira

Publicado

em

Uma nova super-lua iluminará novamente o céu na sexta-feira, ao mesmo tempo que se espera que a chuva de meteoros Perseid atinja o seu pico.

As super-luas ocorrem quando a lua cheia coincide com o período de aproximação da lua à Terra e este ano já houve três, em Maio, Junho e Julho. Em 2023 e 2024, prevê-se que o fenómeno se repita quatro vezes por ano.

Os Perseids são uma das chuvas de meteoros mais famosas do Hemisfério Norte e atingem o seu auge nos dias 11, 12 e 13 deste mês. O nome foi dado pelos astrónomos Lewis Swift e Horace Tuttle, que descobriram o fenómeno em 1863.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Banhos em 5 praias de Matosinhos desaconselhados após incêndio em fábrica de tintas

Publicado

em

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) desaconselhou hoje a prática balnear em cinco praias de Matosinhos, no distrito do Porto, devido a um foco de poluição causado por um incêndio numa fábrica de tintas, em Leça da Palmeira.

A prática balnear foi desaconselhada nas praias do Aterro, Azul-Conchinha, Boa Nova-Senhora, Fuzelhas e Leça da Palmeira, até “as análises à água indicarem que os valores se encontram dentro dos parâmetros de referência”, divulgou hoje a Autoridade Marítima Nacional (AMN) em comunicado.

A APA e a Unidade de Saúde Pública de Matosinhos foram contactadas pelas 22:00 de segunda-feira, na sequência de um incêndio que deflagrou ao início da noite numa fábrica de tintas em Leça da Palmeira.

A Proteção Civil de Matosinhos alertou as autoridades para a possibilidade de surgir um foco de poluição no mar, devido ao rápido deslocamento das águas residuais, através do sistema de águas pluviais, até uma ribeira que desagua na praia Azul.

“Na sequência do alerta foram de imediato ativados para o local elementos do comando-local da Polícia Marítima e da Capitania do Porto de Leixões, bem como do Departamento Marítimo do Norte, que constataram a presença de um foco de poluição numa zona de difícil acesso, tendo sido contactada posteriormente uma empresa especializada para proceder à recolha do material poluente”, explicou a AMN na nota de imprensa.

O incêndio, que começou por volta das 19:45, foi controlado e extinto durante a tarde de hoje por diversas corporações de bombeiros de Matosinhos, Gondomar e Maia, acrescentou ainda.

A Câmara de Matosinhos também divulgou, em comunicado, o desaconselhamento de banhos nas cinco praias “até indicação em contrário”, apelando ainda “à compreensão” dos cidadãos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

Faleceu lenda do Benfica Fernando Chalana

Publicado

em

O antigo futebolista Fernando Chalana morreu hoje aos 63 anos, informou nas redes sociais o Benfica, clube no qual o avançado fez grande parte da carreira.

“Fernando Chalana, o nosso Pequeno Genial, faleceu, aos 63 anos, na madrugada desta quarta-feira, 10 de agosto”, lê-se numa mensagem dos ‘encarnados’ no Twitter.

Com início da formação no Barreirense, Chalana, 37 vezes internacional por Portugal, chegou ao Benfica em 1974/75, ainda com idade de júnior e mudou-se em 1984/85 para o Bordéus, clube no qual esteve três anos antes de regressar às ‘águias’, terminando a carreira com uma época no Belenenses (1990/91) e outra no Estrela da Amadora (1991/92).

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Avião de combate aos incêndios ficou inoperacional devido à falta de combustível

Publicado

em

Um avião de combate a incêndios Canadair tornou-se inoperacional em Portugal devido à falta de combustível. Segundo o Correio da Manhã, o avião que opera a partir do Centro de Meios Aéreos de Castelo Branco, entrou, esta terça-feira, em modo não operacional às 13:55 horas.

O Correio da Manhã/CMTV tentou contactar o operador para pedir esclarecimentos, mas sem sucesso.

A Proteção Civil salienta a falta de combustível para a empresa que opera os recursos aéreos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Calor: Produtores de gelo com dificuldades em satisfazer encomendas. Espanha já começou racionamento

Publicado

em

Os supermercados em Espanha estão a limitar o número de embalagens de gelo que vendem por cliente, enquanto em Portugal, o supermercado Lidl registou um “aumento muito elevado do consumo de gelo” devido ao tempo quente persistente.

“Dado o calor que tem sido sentido de norte a sul do país nas últimas semanas e meses, confirmamos que levou a um aumento muito elevado no consumo de gelo”, disse uma fonte oficial da Lidl Portugal.

Na Lidl, “procuramos trabalhar antecipadamente e em parceria efectiva com os nossos fornecedores – e este caso não é excepção”, pelo que “temos estado constantemente a acompanhar a situação”, especialmente nas lojas que registam maior volume de vendas.

“Neste sentido, por enquanto, não consideramos necessário limitar a venda de gelo por cliente”, concluiu a mesma fonte.

Auchan Retail Portugal também confirmou que houve um aumento nas vendas de gelo, mas excluiu por agora um racionamento.

Uma fonte oficial da Auchan Retail Portugal declarou que “há, de facto, um aumento significativo nas vendas de gelo” este ano.

“Podemos dizer que o nosso fornecedor já tem algumas dificuldades de produção/entrega, mas, por enquanto, não sentimos necessidade de racionamento”, acrescentou a mesma fonte.

Pingo Doce disse não ter previsto “qualquer restrição” à venda de gelo nas suas lojas e a Intermarché desconhece qualquer “racionamento de produtos” no mercado português.

Em Espanha, o racionamento da venda de gelo – e o desaparecimento do produto dos supermercados e estações de serviço – ocorreu quando as reservas do produto se esgotaram, resultado do aumento dos preços da electricidade e as ondas de calor afectaram o país desde Junho.

A produção de gelo, a fim de satisfazer a procura habitual do Verão, começa nos primeiros meses do ano, mas em 2021, o aumento dos preços da electricidade gerou custos de fabrico e armazenamento que levaram ao encerramento das fábricas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Porto: Crimes violentos e graves estão a aumentar

Publicado

em

O Comando Metropolitano do Porto da PSP registou um decréscimo de 4,5% de criminalidade geral em 2021, destacando-se uma diminuição de 13,6% de furtos, mas assinalou um aumento de 2,1% de crimes violentos e graves, foi hoje revelado.

Na cerimónia evocativa do 155º aniversário do Comando Metropolitano do Porto da PSP, a comandante daquela estrutura, Paula Peneda, depois de apresentar um “sucinto balanço” da atividade delituosa da área daquele comando, alertou os recursos humanos “são o fator mais crítico” na sua atividade.

“Neste momento, os recursos humanos são o nosso fator mais critico, já que a realidade é muito preocupante no que respeita aos efetivos policiais (…) E se por um lado temos défice de recursos humanos, por outro, queremos manter a tendência crescente de resultados, o que exigirá um esforço acrescido de todos os elementos que cá trabalham”, alertou a responsável.

À margem da cerimónia, a secretaria de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, confrontada com o alerta de Paula Peneda, lembrou que serão integrados, em setembro, na PSP, 900 operacionais e que está prevista a entrada de mais mil no próximo ano.

“A direção da PSP distribuirá o efetivo de acordo com as necessidades de cada território (…) não estou a dizer nada de novo, estamos a definir uma estratégia integrada em segurança urbana para reforçar o efetivo e também estas admissões visam reforçar o policiamento de proximidade”, apontou.

Quanto o balanço da atividade delituosa, Paula Peneda destacou o decréscimo de 4,5%, face a 2020, da criminalidade geral, mas com um “aumento residual” de 2,1% da criminalidade violenta e grave, que representa 4,8% da criminalidade geral registado por aquele Comando Metropolitano.

Segundo os números apresentados, em 2021 houve um aumento de 11% no número de detenções, que corresponde a 3484 detenções, sendo que até 30 de junho de 2022 foram feitas 2063 detenções (mais 14,8%).

Já sobre o ano de 2022, Paula Peneda destacou os números relativos à violência doméstica, referindo que no primeiro semestre de 2022 foram realizados 1.210 atendimentos, registadas 636 vítimas, feitos 251 Autos de Denúncia, 92 Autos de Notícia e 851 Aditamentos a processos já iniciados.

Foram feitos também 1.019 avaliações de risco, 596 Planos de Segurança personalizados para aquelas vítimas e atribuído o estatuto ode vítima a 1.092 pessoas.

O balanço apontou ainda que em 2021 o Comando Metropolitano do Porto da PSP fez 1279 exames a armas apreendidas e explosivos e em 2022 já registou 594.´

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Edifício mais alto de Portugal será construído em Gaia por 150 milhões e terá 100 metros de altura

Publicado

em

O edifício Skyline de 28 andares será construído em Vila Nova de Gaia e deverá custar aos seus investidores israelitas 150 milhões de euros.

O projecto Skyline será construído pela empresa israelita Fortera Properties e representa um investimento de 150 milhões de euros, mais 30 milhões de euros do que inicialmente previsto. As “alterações ao projecto” e os “aumentos expressivos no sector da construção” estão por detrás deste aumento no valor do investimento, admite o promotor imobiliário.

De acordo com um relatório do Idelista, o promotor imobiliário já tinha anunciado a construção do empreendimento Skyline em Novembro de 2020, com um investimento previsto de mais de 100 milhões de euros. Na altura, Elad Dror, CEO do grupo Fortera, pretendia iniciar os trabalhos em 2021 e terminá-los dentro de 2 ou 3 anos.

Agora, o edifício de 28 andares, que promete ser “o mais alto de Portugal”, está de novo no bom caminho, mas o custo previsto pela Fortera subiu de 120 milhões de euros para 150 milhões de euros, devido a “alterações necessárias ao projecto e aumentos significativos no sector da construção”.

A torre Skyline será construída na área do General Torres, em Gaia, e terá uma altura de 100 metros. Terá um total de 111 apartamentos com serviços de luxo, uma piscina infinita, um health club, bar, dois restaurantes e vistas panorâmicas. Para além disso, terá também um hotel com 160 quartos.

As casas de luxo que serão desenvolvidas neste edifício terão entre 40 e 100 metros quadrados e estarão entre os “apartamentos mais caros de Portugal”, uma vez que o preço será de cerca de sete mil euros por m2.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Incêndio destrói fábrica de tintas em Matosinhos. Bombeiro assistido devido a exaustão

Publicado

em

Ficou destruída a fábrica de tintas Diera, em Matosinhos, depois de um incêndio, ao final da tarde desta segunda-feira.

Apesar de não ter causado feridos, um bombeiro acabou por necessitar de assistência por exaustão.

De acordo com o JN, uma das paredes do edifício ficou em risco de derrocada, estando agendada agora uma avaliação dos danos provocados na estrutura.

80 bombeiros e 20 veículos combateram as chamas no local, levando à extinção do incêndio, cerca das 22:00.

O alerta foi registado às 19:45.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Quase 90 mortes por afogamento em Portugal desde o início do ano

Publicado

em

Portugal registou este ano, até 31 de julho, 88 mortes em meio aquático, um recorde dos últimos cinco anos, informou a Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores (FEPONS).

Este é o valor mais elevado para os primeiros sete meses do ano desde que o Observatório do Afogamento, da FEPONS, começou a reunir estatísticas, em 2017, destacou a federação.

Segundo um comunicado, 35 mortes ocorreram em mar e 31 em rio, havendo ainda oito óbitos em poços, seis em barragens e três em piscinas domésticas.

Em 2021, também entre janeiro e julho, tinham sido registadas 62 mortes; 57 em 2020 e 2019; 66 em 2018 e 71 em 2017, de acordo com os dados do comunicado divulgado hoje.

Em 03 de agosto, um homem de 77 anos morreu depois de ter entrado em paragem cardiorrespiratória, na água, na praia da Quarteira, no concelho de Loulé, revelou a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Em 12 de julho, o Observatório do Afogamento tinha divulgado o relatório relativo ao primeiro semestre, revelando que as vítimas são sobretudo homens (72,1%) e as fatalidades verificam-se em locais não vigiados (97,15%).

A federação verificou um aumento dos óbitos nas idades mais jovens, até aos 24 anos, e que a maioria das vítimas mortais estava a tomar banho (26,5%), mas que 5,9% encontrava-se a passear junto à água ou a pescar.

“Num momento em que se está a registar uma enorme dificuldade na contratação de nadadores-salvadores, e num momento em que as temperaturas vão subir, estas conclusões preocupam a FEPONS, que apela à classe política uma urgente revisão da legislação deste setor”, pode ler-se no relatório.

Em 19 de julho, a AMN e a Direção-Geral da Saúde (DGS) associaram-se para sensibilizar a população portuguesa para os cuidados a ter nas praias com a campanha “Juntos Por Um Verão Mais Seguro”.

Para minimizar o número de acidentes durante a época balnear 2022, a AMN e a DGS recomendam que se vigie permanentemente as crianças, a frequentar praias vigiadas, utilizar calçado adequado nos acessos à praia e na utilização de apoios balneares e respeitar a sinalização das praias.

Recomendam igualmente às pessoas que se mantenham hidratadas, a tomar refeições ligeiras, a respeitar os períodos de digestão, a evitar as horas de maior exposição solar (11 – 17 horas), usar protetor solar, a não se aproximarem de arribas instáveis e respeitar as indicações dos nadadores-salvadores, dos agentes da autoridade e dos elementos que reforçam a vigilância nas praias.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Artigos Recentes

Regiãohá 2 horas

Adeptos do Hajduk Split fazem grupo de “centenas” na estação de comboios da Trofa

Estão a agrupar-se, na estação ferroviária da Trofa, centenas de adeptos do Hajduk Split, os mesmos acusados de causarem distúrbios...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Cooperativa Frutivinhos ganha nova sede

O Município de Vila Nova de Famalicão e a Frutivinhos – Cooperativa Agrícola de Vila Nova de Famalicão assinaram, esta segunda-feira, a escritura...

Famalicãohá 4 horas

Famalicão: Mel – Piquenique das Artes regressa ao Parque da Devesa com concertos cinema e circo

Realiza-se entre 19 e 20 de agosto, no Parque da Devesa de Famalicão, o festival MEL – Piquenique das Artes...

Barceloshá 4 horas

Três suspeitos de assalto em Barcelos detidos em Operação Stop da GNR

Foram interceptados, durante uma Operação Stop da GNR, três suspeitos de um assalto a um armazém, em Barcelos, de onde...

Famalicãohá 4 horas

Famalicão: Colisão entre 3 veículos faz um ferido em Vermoim

Uma pessoa ficou ferida, na sequência de uma colisão, que envolveu três veículos, na freguesia de Vermoim, em Famalicão. A...

Guimarãeshá 4 horas

Presidente da Câmara de Guimarães não quer “arruaceiros” do Hajduk Split no estádio D. Afonso Henriques

O presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, exigiu hoje que os “arruaceiros” adeptos do Hajduk Split identificados pela PSP...

Economiahá 4 horas

Seguradoras vão pagar cerca de 8 milhões em indemnizações pelos incêndios deste verão

As seguradoras estimam o pagamento de indemnizações de 8 milhões de euros por incêndios ocorridos durante a situação de contingência...

Famalicãohá 5 horas

Famalicão cria Equipa Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas

O concelho de Vila Nova de Famalicão vai ter que uma Equipa Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, anunciou o...

Paíshá 5 horas

Chuva de meteoros e “super-lua” serão visíveis no céu esta sexta-feira

Uma nova super-lua iluminará novamente o céu na sexta-feira, ao mesmo tempo que se espera que a chuva de meteoros...

Guimarãeshá 6 horas

Adeptos do Hajduk Split causam “momentos de terror” nas ruas de Guimarães (VÍDEOS)

 A Associação Vimaranense de Hotelaria (AVH) criticou hoje a alegada falta de vigilância policial que conduziu a “momentos de terror”...

pub

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES