Siga-nos nas redes

Famalicão

Famalicão: Empresa têxtil cria acabamento anti vírus e bactérias

Publicado

em

Luís Cristino é o responsável pela Hindu – Technical Textiles e respondeu à crise com inovação, criando um acabamento têxtil antiviral que impede a transmissão da covid-19, graças à mais avançada tecnologia química aplicada no acabamento de malhas e tecidos e TNT (tecido não tecido)”.

O acabamento, criado “em conjunto com vários parceiros internacionais líderes em inovação tecnológica na área têxtil”, tem como objetivo “minimizar os riscos de transmissão a partir de têxteis” e disponibilizou ao mercado um tecido que se auto higieniza eliminado bactérias e vírus através de um acabamento “capaz de inibir até 99,9% de vírus e bactérias, incluindo o novo coronavírus”.

“Este acabamento inovador poderá ser utilizado em máscaras, luvas de proteção, batas e todo o tipo de vestuário”, refere Luís Cristino que recebeu ontem na sua empresa a visita do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, no âmbito do roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão

O acabamento, com o nome Protect By Hindu, “apresenta ainda uma eficácia comprovada após várias lavagens” e, nesse sentido, é intuito da empresa introduzi-lo em “todos os mercados e setores de atividade, como saúde, mobiliário, transportes, turismo e lazer, moda e beleza, entre outros”.

“Um belíssimo exemplo da capacidade visionária dos nossos empresários que mostram através de exemplos como este da Hindu que baixar os braços não é solução.”, refere Paulo Cunha valorizando a juventude de Luís Cristino que, “como outros jovens empresários famalicenses mostram que o futuro empresarial de Famalicão está em boas mãos”.

A empresa de Famalicão garante que “os artigos têxteis passaram por extensos testes de laboratório, sendo a sua eficácia testada e certificada de acordo com as normas ISO 20743, ISO 18184 e AATCC100. O seu efeito antiviral rápido foi demonstrado entre dois a cinco minutos, proporcionando uma superfície auto-higienizada. Os testes foram realizados pela Microbe Investigations AG e pelo Bureau Veritas, e esperam-se novas parcerias com laboratórios nacionais no futuro. As malhas e tecidos tratados com estes novos acabamentos ajudam a reduzir o risco de persistência viral e bacteriano em superfícies secas inanimadas, diminuindo o potencial de transmissão. Os artigos foram ainda testados dermatologicamente tendo obtido a classificação de não irritante, provando o seu conforto e suavidade em contacto com a pele”.

“A pandemia de covid-19 afetou gravemente a vida das pessoas, bem como a economia mundial. Não vai desaparecer em breve, por isso tivemos que nos reinventar para fazer face a esta nova realidade”, explica Luís Cristino, CEO da Hindu. “O que em tempos foi um requisito predominantemente para a profissão médica, está agora a passar para o setor do vestuário, decoração, automóvel, entre outras”, acrescenta.

O projeto Protect By Hindu foi recentemente distinguido pelo Município de Famalicão com o selo “Famalicão Visão’25”, na categoria “Famalicão Made In”, pela forma como têm contribuído para a implementação de projetos empreendedores que potenciam a incorporação tecnológica e a aplicação de soluções de futuro.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Famalicão

Câmara mantém atendimento aberto esta segunda-feira

Publicado

em

Por

A Câmara Municipal Famalicão vai manter, amanhã, em funcionamento os serviços essenciais, como o atendimento ao público..

Apesar de ter decidido dar tolerância de ponto aos funcionários municipais, na sequência da resolução anunciada pelo Governo, o presidente da autarquia, Paulo Cunha, optou por manter abertos os serviços de atendimento do Balcão Único, Água e Saneamento e Ação Social, no horário entre as 9h00 e as 15h00.

Para além deste atendimento, estarão ativos ainda neste dia o piquete de águas e os serviços de recolha de lixo.

“Ao assegurarmos o acesso a estes serviços públicos essenciais, estamos a contribuir para que não haja uma elevada concentração de utentes nos dias a seguir aos feriados, nos respetivos espaços”, explica Paulo Cunha, salientando que existem serviços que têm tido uma grande procura diária como é o caso da Ação Social. Depois do encerramento da delegação da Segurança Social em Famalicão, os famalicenses estão a recorrer aos serviços da Ação Social, em busca de ajuda e esclarecimentos”, acrescentou o autarca referindo que o município “não pode deixar as pessoas desamparadas e sem respostas”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

“Portugal terá níveis muito baixos de novos casos de Covid se mantiver restrições”

Publicado

em

Por

A estimativa é do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) que diz que se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de Covid-19, seguidos de menos admissões hospitalares e mortes.

“Nas mais recentes projeções, estimámos que 22 dos 31 Estados-membros [da União Europeia e do Espaço Económico Europeu] terão uma redução do número de casos confirmados e, subsequentemente, das admissões hospitalares e mortes, para níveis muito baixos”, indica o ECDC em resposta escrita enviada à agência Lusa.

Portugal é um desses países, mas isso apenas se “mantiverem as medidas de resposta em vigor a 18 de novembro de 2020 e até ao final do período de previsão, que é 25 de dezembro de 2020”, acrescenta a agência europeia, aludindo ao relatório divulgado esta semana.

Se as atuais medidas continuarem a serem adotadas em Portugal, o ECDC prevê, no relatório divulgado esta semana com projeções a curto prazo sobre a evolução da situação epidemiológica na União Europeia (UE), que após um pico de infeções em meados de novembro, se registe um abrandamento acentuado em dezembro, que deverá culminar em menos de 2.000 casos diários em janeiro.

No caso dos números diários de mortes, de internamentos e de entradas nos cuidados intensivos, o pico deverá ser atingido em dezembro, de acordo com esta agência europeia, que prevê um abrandamento em janeiro.

A agência europeia de saúde pública admite, porém, que estas projeções “continuam a ser um grande desafio, uma vez que estão muito dependentes das políticas decretadas pelos Estados-membros”.

Sediado na Suécia, o ECDC tem como missão ajudar os países europeus a dar resposta a surtos de doenças.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Economia

Este fim de semana, 65 restaurantes chegam até si sem custos de transporte

Publicado

em

Por

Durante este fim de semana de 28 e 29 de novembro, todos os famalicenses vão poder usufruir das suas refeições favoritas no conforto das suas casas, sem ter de pagar mais por isso.

A Câmara Municipal de Famalicão vai novamente assegurar os custos de entrega ao domicílio de 65 restaurantes do concelho, entre as 19 e as 22:30 horas, para que estes possam minimizar os efeitos económicos causados pelo confinamento obrigatório.

Como tal, os restaurantes aderentes (cuja lista pode consultar abaixo) farão entregas gratuitas por todo o concelho, desde as ruas do centro da cidade até à freguesia mais distante. A campanha é válida em encomendas superiores a 10 euros  e para pagamentos através de MBWAY ou transferência bancária (diretamente ao restaurante). 

Consulte abaixo a lista de restaurantes aderentes:

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

jornal opinião pública

fama rádio

Artigos recentes

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais vistos