Siga-nos nas redes

Braga

Três concelhos de Braga registam dobro da média de infetados da região

Publicado

em

O valor da incidência em três concelhos da região Norte, nomeadamente, Paços de Ferreira, Lousada e Vizela, é mais do dobro da média da região, segundo os dados por concelho da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N).

O relatório da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), a que a Lusa teve hoje acesso, reporta a evolução epidemiológica nos concelhos da região Norte a partir de 26 de outubro, dia em que a Direção-Geral de Saúde (DGS) deixou de divulgar os mapas por concelho.

De acordo com o documento, entre a última semana de outubro [de 27 outubro a 02 novembro] e a primeira semana de novembro [03 novembro a 09 novembro] os concelhos de Paços de Ferreira, Lousada e Vizela registaram valores superiores à incidência média na região, que se fixa em 1.146 casos por 100 mil habitantes em 14 dias.

Os três concelhos pertencem à lista de 121 municípios abrangidos pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, com novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório devido à covid-19.

Em Paços de Ferreira, no distrito do Porto, a incidência registada entre as duas semanas fixa-se nos 3.948 casos por 100 mil habitantes em 14 dias.

Por sua vez, Lousada, no distrito do Porto, assinala uma incidência de 3.749 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e, Vizela, no distrito de Braga, de 2.782 casos.

Apesar destes serem os concelhos da região Norte que apresentam o valor mais elevado da incidência, há ainda 15 concelhos que ultrapassam a incidência média da região. 

No distrito de Aveiro, Oliveira de Azeméis é o concelho que supera esse valor, bem como os concelhos de Fafe, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, no distrito de Braga.

Em Bragança, o concelho que acompanha esta tendência é Freixo de Espada à Cinta e, no distrito de Vila Real, é o concelho de Murça.

No entanto, é no distrito do Porto que predominam os concelhos com uma maior incidência na região Norte, nomeadamente, Amarante, Felgueiras, Marco de Canaveses, Matosinhos, Paredes, Penafiel, Porto, Santo Tirso e Trofa.

Os 121 concelhos abrangidos pelas medidas mais restritivas têm mais de 240 casos de infeção com novo coronavírus por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, critério utilizado pelo Governo para atualizar a lista de municípios sujeitos a medidas restritivas a 15 dias.

Este critério foi definido pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, havendo uma exceção para surtos localizados em concelhos de baixa densidade.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.285.160 mortos em mais de 52,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.181 pessoas dos 198.011 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Braga

Edifício do Banco Alimentar Contra a Fome, em Braga, sofre derrocada esta manhã

Publicado

em

Por

O edifício onde funciona o Banco Alimentar Contra a Fome, em Semelhe, Braga, sofreu uma derrocada ao início desta manhã.

De acordo com o jornal O Minho parte de edifício terá desabado, não havendo risco de feridos até ao momento.

Para o local foram destacados os Bombeiros Sapadores de Braga com seis operacionais e uma viatura.

Já que a restante parte deste edifício apresenta também riscos de desabamento a Proteção Civil encontra-se no local a avaliar as condições da estrutura.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Barcelos

Hotel em Braga reativado como unidade de retaguarda distrital para doentes com covid-19

Publicado

em

Por

O presidente da Câmara de Barcelos anunciou hoje que o Hotel João Paulo II, junto ao Santuário do Sameiro, em Braga, foi reativado na segunda-feira como unidade de retaguarda distrital para doentes covid-19.

A unidade tem capacidade para 70 camas, segundo Miguel Costa Gomes, que é também presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil de Braga,

“Nesta primeira fase, vai funcionar como apoio aos hospitais”, referiu, em videoconferência de imprensa, sublinhando que o objetivo é libertar camas nos hospitais para os doentes que inspirem mais cuidados.

Na unidade de retaguarda ficarão os doentes que não precisam de internamento hospitalar, existindo uma ala para cidadãos acamados e outra para os que têm autonomia em termos de mobilidade.

Aquele hotel já funcionou, na primeira vaga da pandemia, como unidade de retaguarda distrital para a covid-19, tendo, entretanto, sido desativado.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.397.322 mortos resultantes de mais de 59,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.971 pessoas dos 264.802 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Braga

Covid-19: Hospital de Braga contabiliza 52 profissionais de saúde infetados

Publicado

em

Por

O Hospital de Braga totaliza, neste momento, 52 profissionais de saúde infetados com a covid-19, acolhendo atualmente nas suas instalações 140 doentes também infetados pela pandemia.

De acordo com a Rádio Universitária do Minho, 114 destes doentes estão a receber tratamento de enfermaria, enquanto que 26 se encontram nos cuidados intensivos.

Segundo a mesma fonte, cerca de 20% das atividades consideradas “não urgentes” foram desmarcadas, “devido ao aumento evidente de número de casos que, inequivocamente, coloca pressão no Hospital”, explicam.

Neste hospital foi ativado o nível 4 do Plano de Contingência, disponibilizando “126 camas em enfermaria e 32 em cuidados intensivos, com possibilidade de alargamento”, disse uma fonte do hospital à RUM.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

jornal opinião pública

fama rádio

Artigos recentes

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais vistos