Siga-nos nas redes
“E-REDES”

Famalicão

Suspeitos de assaltos a carrinhas de valores em Famalicão ficam em silêncio durante julgamento

Publicado

em

Remeteram-se esta quarta-feira ao silêncio, no início do julgamento, no Tribunal de Guimarães os cinco arguidos acusados de 10 assaltos a carrinhas de transporte de valores e a cidadãos chineses nos distritos de Braga e Porto.

Por estes arguidos representarem um perigo elevado, o julgamento decorre sob fortes medidas de segurança.

Segundo a acusação, os assaltos decorreram entre março de 2019 e janeiro de 2020 e terão “rendido” mais de 375 mil euros.

Em causa estão seis assaltos a carrinhas de transporte de valores registados em Vila Nova de Famalicão (três), Guimarães, Matosinhos e Valongo, e quatro assaltos a comerciantes da comunidade chinesa instalada na zona industrial de Varziela, em Vila do Conde.

Estes últimos assaltos registaram-se em Braga (três) e um em Matosinhos e ocorreram quando aqueles comerciantes iam fazer depósitos bancários.

A acusação refere que, em inícios de 2019, três dos arguidos decidiram associar-se com o objetivo de procederem a assaltos, contando nessa tarefa com a “colaboração pontual” dos outros dois.

Diz ainda que aquele grupo criminoso se “especializou” em assaltos a viaturas blindadas de transporte de valores, sempre da empresa Esegur, quando os seus funcionários procediam a carregamentos de caixas ATM, e em assaltos a cidadãos chineses quando transportavam quantias em numerário, que supunham ser elevadas, para depósito em instituições bancárias.

No caso dos assaltos a carrinhas de valores, o Ministério Público refere que os arguidos “tinham acesso a informação privilegiada da empresa” em questão, sublinhando que só desse modo lhes era possível saberem antecipadamente o dia e local da deslocação das viaturas e que na caixa ATM em questão ia ser efetuado um carregamento em numerário e sempre pelo valor máximo, ou seja, 75 mil euros.

Para levarem a cabo os assaltos, os arguidos “costumavam estudar previamente os locais, observando em alguns casos durante largas horas as movimentações nessa zona e treinando possíveis formas de abordagem”.

No caso dos chineses, a acusação diz que os arguidos perceberam que os comerciantes daquela comunidade instalada na zona industrial de Varziela se deslocavam, com regularidade, a instituições bancárias de cidades limítrofes (Braga ou Porto), levando com eles avultadas quantias em numerário que aí depositavam.

“Mais perceberam os arguidos que essa comunidade é extremamente fechada e algum desse dinheiro não teria proveniência declarada, razão pela qual esses cidadãos dificilmente denunciariam às autoridades os assaltos de que fossem vítimas ou depois não tinham interesse no prosseguimento dos processos criminais”, acrescenta o Ministério Público.

Os arguidos costumavam estudar as movimentações dos seus alvos de nacionalidade chinesa, tirando apontamentos sobre matrículas e outras anotações e seguindo-os por vezes até às instituições bancárias que frequentavam na cidade Braga ou no Grande Porto.

Um “modus operandi” que foi hoje confirmado, em tribunal, por um inspetor da Polícia Judiciária, que foi a primeira testemunha a ser ouvida.

Os arguidos atuavam armados e deslocavam-se em viaturas furtadas, que depois abandonavam e/ou incendiavam.

Normalmente, apunham matrículas falsas nas viaturas.

Além de roubo qualificado, os arguidos respondem ainda por crimes de furto, falsificação de documento, detenção de arma proibida e incêndios, explosões e outras condutas especialmente perigosas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Paíshá 10 minutos

Sindicato alerta para o possível despedimento de 1.800 enfermeiros

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) enviou uma carta ao primeiro-ministro e à ministra da Saúde sobre o possível despedimento...

Paíshá 24 minutos

Covid-19: Mais 28 mortos e 830 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 28 óbitos provocados pela pandemia e 830 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Economiahá 51 minutos

Presidente da Jerónimo Martins alerta para “gravíssima crise” que Portugal irá atravessar

O presidente da Jerónimo Martins afirmou estar “mais cético” relativamente à economia portuguesa, considerando que vai “atravessar uma gravíssima crise”,...

Paíshá 1 hora

Estudo: Mulheres trabalham em média mais uma hora e 13 minutos que os homens

As mulheres portuguesas trabalham em cada dia útil mais uma hora e 13 minutos do que os homens, entre trabalho...

Paíshá 2 horas

Feministas convocam manifestações de Norte a Sul do país na próxima segunda-feira

A plataforma Greve Feminista Internacional, que reúne coletivos e associações de feminismo interseccional, convocou várias manifestações para segunda-feira, Dia Internacional...

Famalicãohá 2 horas

Famalicão: Município investe 318 mil euros no apoio à solidariedade social

A Câmara Municipal de Famalicão aprovou esta quinta-feira, em reunião do executivo, um montante global de 318 mil euros para...

Famalicãohá 3 horas

Junta de Landim disponibiliza transporte para Centro de Vacinação contra a Covid-19

A Junta de Freguesia de Landim tem à disponibilidade dos seus habitantes transporte para as deslocações ao Centro de Vacinação...

Economiahá 3 horas

DECO defende apoios para assistência a filhos alargados a outros familiares diretos

A Deco defendeu hoje que o atual regime de apoios para a assistência aos filhos, em que as faltas são...

Paíshá 3 horas

Famalicão atribui 364 bolsas de estudo a alunos do concelho

A Câmara Municipal de Famalicão aprovou, esta quinta-feira, a atribuição de 364 bolsas de estudo a outros tantos alunos residentes...

Paíshá 4 horas

Covid-19: Pais defendem regresso às aulas presenciais mas pedem mais testes de rastreio

Os pais e diretores escolares acreditam que as escolas estão preparadas para reabrir, defendendo que sempre foram locais seguros, mas...

Famalicãohá 4 horas

Novo livro regista memórias do Externato Delfim Ferreira em Riba de Ave

A ideia foi lançada por Bruno Marques, ex-aluno do Externato Delfim Ferreira (EDF) que pretende, através de um livro registar...

Desportohá 4 horas

Agentes desportivos pedem mais tempo útil de jogo e outras mudanças no futebol

Os agentes desportivos consideraram hoje que é fundamental aumentar o tempo útil de jogo no futebol português para que este...

Paíshá 5 horas

Assinalam-se hoje 20 anos sobre queda da ponte em Entre-os-Rios

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, evocou hoje, passados 20 anos, a memória das 59 vítimas mortais da...

Paíshá 5 horas

Ensino à distância está a melhorar mas ainda não substitui aulas presenciais

Os diretores escolares e as famílias fazem um balanço positivo do ensino à distância, imposto pela pandemia de covid-19, reconhecendo...

Mundohá 5 horas

Vacina russa Sputnik V em está em fase de análise

Até ao momento, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) já deu ‘luz verde’ a três vacinas para a Covid-19: a...

Famalicãohá 5 horas

Estima-se que existam 1,5 milhões de armas legais em Portugal

A PSP revelou que existem cerca de 1,5 milhões de armas legais, em Portugal. A mesma força de autoridade calcula...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Desenvolvimento sustentável com nota de destaque da OCDE

O Município de Famalicão foi esta terça feira elogiado pelo diretor-geral de Desenvolvimento e Cooperação da OCDE (Organização para a...

Economiahá 18 horas

Covid-19: Taxistas registam quebra de serviços de cerca de 70%

A Federação Portuguesa do Táxi (FPT) afirmou hoje que os taxistas registaram uma quebra de serviços de cerca de 70%...

Famalicãohá 19 horas

PSD nacional dá luz verde a uma recandidatura de Paulo Cunha à Câmara de Famalicão

Foram esta quarta feira apresentados os 100 candidatos do PSD às eleições autárquicas de 2021. Entre eles está Paulo Cunha,...

Famalicãohá 21 horas

Requião: Homem arromba porta e rouba peças em ouro com os donos dentro de casa

Um homem de 49 anos foi detido esta quarta-feira, por furto a uma residência em Requião durante a madrugada. No...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191