Siga-nos nas redes

Famalicão

Covid 19: As mortes por covid-19 estão a aumentar em Portugal, mas não se reflete no trabalho das funerárias

Publicado

em

Desde o início da pandemia já faleceram em Portugal 3.762, metade das quais nos últimos dois meses. Apesar deste aumento, não se regista uma sobrelotação de cadáveres nos hospitais e as agências funerárias estão ainda longe de atingir uma capacidade de saturação.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Associação Nacional de Empresas Lutuosas (ANEL), Carlos Almeida, precisou que “não há saturação do setor funerário em termos de execução dos funerais”.

Carlos Almeida afirmou que o funeral de uma pessoa que morre com covid-19 é uma cerimónia “simplificada” e “não tem grande complexidade”, sendo apenas necessário que os agentes funerários tenham os cuidados adicionais relativamente a equipamentos e manuseamento do corpo.

“Estamos a falar de funerais simplificados, porque saem diretamente do local do óbito” para o cemitério. Uma funerária treinada pode fazer dois, três ou quatro funerais covid por dia”, sublinhou o presidente da ANEL, frisando que tal não acontece com as cerimónias fúnebres de uma pessoa que morre por outro motivo, que são muito mais demoradas uma vez que têm velório.

O mesmo responsável salientou que um funeral covid “é direto” do hospital ou do lar de terceira idade, onde ocorre a maior dos falecimentos, para o campo-santo, além dos cadáveres covid não serem preparados.

Carlos Almeida realçou que um funeral covid “é direto” do hospital ou do lar de terceira idade, onde ocorre a maior dos óbitos, para o cemitério, além dos cadáveres covid não serem preparados.

“Não há qualquer ação humana para vestir, pentear ou fazer a barba. O cadáver tem de estar envolvido num saco que depois o funerário vai colocar num segundo saco para sair sem qualquer contaminação e em segurança”, disse.

Também Eduardo Castela, da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), disse à Lusa que “não há uma sobrelotação” de cadáveres covid-19 nos hospitais, porque “os serviços foram preparados para isso”.

No entanto, frisou que “há mais morosidade em alguns casos para levantar o cadáver” devido ao receio que as famílias têm do risco de transmissão.

Eduardo Castela disse também que os procedimentos a adotar em caso de um óbito por covid-19 está regulamentado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), sendo uma norma adotada nos planos de contingência e de reestruturação dos hospitais.

A norma da DGS sobre os procedimentos ‘post mortem’ a adotar perante um caso de SARS-CoV-2 refere que não se devem realizar velórios e, para o funeral, o caixão deve manter-se fechado, sendo recomendada a cremação.

Esta norma, que estabelece os procedimentos gerais a adotar quando existe um óbito de uma pessoa infetada, bem como a abordagem de acordo com o local onde ocorre o óbito (hospital, lar de idosos e domicílio), refere que o corpo deve ser acondicionado em duplo saco impermeável e encerrado adequadamente, devendo ser, sempre que possível, colocado logo em caixão para o transporte.

Segundo a DGS, os profissionais da agência funerária devem estar familiarizados com as práticas, que incluem treino em higiene das mãos e como colocar e remover equipamentos de proteção individual.

A DGS aconselha-se ainda as agências funerárias a uniformizarem a oferta de caixões, preferindo os modelos de mais fácil e rápida fabricação e obtenção no mercado, de preferência modelo único, que tanto possa ser enterrado como cremado, evitando a rotura de ‘stocks’, em eventual situação de aumento brusco do número de óbitos

O funeral de uma pessoa infetada com covid-19 deve realizar-se o mais breve espaço de tempo possível, mas nunca inferior a 12 horas depois da hora de verificação médica do óbito.

A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares disse ainda que permanecem em alguns hospitais os contentores frigoríficos instalados em março.

No entanto, o presidente da ANEL defendeu que deviam existir em cada concelho um contentor frigorífico.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Famalicãohá 10 horas

Freguesia de Gavião comemora 949 anos de existência com a presença de Paulo Cunha

A freguesia de Gavião comemorou este domingo 949 anos de existência. Neste Dia da Freguesia, as comemorações foram reduzidas ao...

Desportohá 11 horas

FC Famalicão: Sofia Rios será a nova diretora desportiva do futebol feminino

Sofia Rios foi oficializada, este domingo, como a nova diretora desportiva das equipas femininas do FC Famalicão. Formada em Gestão...

Mundohá 16 horas

Rússia tornou vacina obrigatória e anuncia consequências para quem recusar a inoculação

Várias regiões na Rússia decidiram tornar obrigatória a toma da vacina contra a Covid-19. É o caso de Moscovo e...

Economiahá 16 horas

Restrições de circulação são “machadada para o Algarve”, diz presidente da AHETA

Agora que o Algarve via uma luz ao fundo do túnel no que toca à recuperação económica, eis que as...

Famalicãohá 17 horas

Laurus Nobilis Hangover chega para tirar a “ressaca de bons e intensos concertos”

O festival de música Laurus Nobilis foi adiado, mas os fãs de metal vão ter a oportunidade de, ainda este...

Paíshá 18 horas

Covid-19: Mais 941 casos e 3 mortos

Os números da pandemia de Covid-19 mantém uma tendência de aumento em Portugal. Nas últimas 24 horas, foram registados mais...

Sociedadehá 18 horas

Pandemia levou à libertação de 2.850 reclusos das cadeias portuguesas

Um total de 2.850 reclusos foram libertados das cadeias portuguesas, apesar de não terem cumprido as penas na totalidade, desde...

Desportohá 18 horas

MotoGP: Miguel Oliveira conquista segundo lugar na Alemanha

Miguel Oliveira conquistou o segundo lugar no Grande Prémio da Alemanha de MotoGP. Depois de uma vitória na Catalunha e...

Paíshá 20 horas

Afinal, há quatro portugueses entre as vítimas mortais em Antuérpia

Ao contrário das informações adiantadas anteriormente pela polícia belga, confirma-se agora que existem quatro portugueses entre as vítimas mortais do...

Paíshá 21 horas

Dia Mundial do Refugiado. Portugal acolheu mais 30 esta semana

Assinala-se este domingo, dia 20 de junho, o Dia Mundial do Refugiado. Até ao momento, Portugal já acolheu um total...

Paíshá 22 horas

2.200 armas foram entregues voluntariamente à PSP em menos de quatro meses

A PSP tem vindo a levar a cabo várias ações de sensibilização para a entrega de armas de forma voluntária,...

Famalicãohá 22 horas

Famalicão: PS apresenta hoje equipa de candidatos a vereadores na Câmara Municipal

É precisamente este domingo, pelas 21 horas, no auditório da Junta de Freguesia de Avidos, que o PS Famalicão vai...

Famalicãohá 23 horas

Famalicão chega aos 29 graus na próxima semana

Os aguaceiros e trovoada vão dar lugar a sol e calor já na próxima semana. As previsões do IPMA apontam...

Desportohá 23 horas

Rali de Famalicão decorre entre 24 e 25 de julho

Dentro de pouco mais de um mês, o desporto motorizado está de volta à cidade de Famalicão. O Rali de...

Paíshá 24 horas

Covid-19: Maiores de 35 anos já podem agendar a vacina amanhã

Os maiores de 35 anos já vão conseguir agendar a toma da vacina contra a Covid-19 esta segunda-feira. A informação...

Desportohá 1 dia

Francisco Silva da Escola de Atletismo Rosa Oliveira sagra-se vice-campeão de juniores nos 1500 metros

O atleta Francisco Silva da Escola de Atletismo Rosa Oliveira (EARO), sagrou-se, este sábado vice-campeão nacional de juniores, na prova...

Desportohá 1 dia

Desportivo de S. Cosme garante subida à divisão de Honra da AF de Braga

O Desportivo de S. Cosme garantiu esta tarde a subida à divisão de Honra da AF de Braga depois de...

Desportohá 1 dia

Cabeçudense garante subida à Liga 3 Futsal e 1.º lugar da série

O Cabeçudense garantiu, este sábado, a sua subida à Liga 3 Futsal, depois de vencer o Vale Madeira por 6-0,...

Famalicãohá 1 dia

Ator Carlos Miguel faleceu hoje aos 77 anos

O ator Carlos Miguel, nome da comédia e do teatro de revista, conhecido como O Fininho, do antigo concurso “1,...

Paíshá 2 dias

A Proteção Civil vai passar a ser responsável pela limpeza das matas à volta das aldeias

A Proteção Civil vai passar a ser responsável pela limpeza das matas à volta das aldeias e o Instituto da...

Arquivo

FAMA NAS REDES

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191