Siga-nos nas redes

País

Covid-19: Indústria dos fogos de artifício diz-se “excluida” dos apoios do Governo

Publicado

em

Ao deixá-lo de fora dos novos apoios aos setores mais afetados pela pandemia, a Associação Nacional de Empresas de Produtos Explosivos (ANEPE) acusou hoje o Governo de “ignorar” o setor da pirotecnia, a admitindo partir para novas formas de luta.

“Inexplicavelmente, o setor da pirotecnia nacional foi mais uma vez esquecido, tal como o tem sido inúmeras vezes por este Governo”, refere a ANEPE em comunicado, numa referência à portaria n.º 271-A/2020, publicada na terça-feira para regulamentar o programa Apoiar.pt, e que não contempla o setor da fabricação de explosivos e artigos de pirotecnia na lista de CAE (Código de Atividade Económica) abrangidos pelos apoios.

Segundo sustenta, “o menosprezo, incompreensão e negligência ao setor da pirotecnia por parte do Governo, corroborado por esta incompreensível preterição, causou uma onda de indignação, descontentamento e desmoralização das empresas pirotécnicas, que se sentem completamente esquecidas, equacionando agora partir para outro tipo de atos reivindicativos”.

Conforme explica a ANEPE, a grande maioria das empresas do setor tem como CAE o código 20510 – Fabricação de explosivos e artigos de pirotecnia, sendo que “esta inclusão na secção C, referente às indústrias transformadoras, leva a que muitas vezes fique esquecida a inegável classificação artística e cultural do setor”.

“Ciente deste facto, a ANEPE atempadamente alertou o Ministério da Economia quando o programa de apoio foi anunciado, no sentido de precaver um eventual ‘esquecimento’”, refere, lamentando a “incompreensível preterição” a que foi, mesmo assim, sujeito.

De acordo com a associação, “as empresas do setor, muitas delas centenárias, atravessam o período mais difícil da sua história”: “Já fragilizadas pela constante e injusta correlação com os incêndios florestais, soma-se agora um ano de 2020 de estagnação completa de atividade”, refere.

“O setor da pirotecnia quer recuperar e continuar a iluminar as celebrações nacionais, mas para tal não pode ficar de fora de apoios destinados aos setores culturais, quando é um inegável e indiscutível elemento do património cultural português”, sustenta.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) citados pela ANEPE, o CAE 20510- Fabricação de explosivos e artigos de pirotecnia representa um volume de negócios superior a 40 milhões de euros, sendo “uma parte muito significativa do mesmo relacionada com o fornecimento de serviços para eventos”.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.397.322 mortos resultantes de mais de 59,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 4.056 pessoas dos 268.721 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

Economia

Governo volta a fixar preços máximos da botija de gás

Publicado

em

A medida entra em vigor esta terça-feira

O Governo voltou sexta-feira a fixar preços máximos para o gás engarrafado, tal como já tinha acontecido durante a pandemia de covid-19, determinando que uma garrafa de 13 quilos (kg) terá como valor máximo 29,47 euros.

Segundo um diploma publicado esta sexta-feira em Diário da República (DR), o Governo teve em conta a proposta da Entidade reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e o parecer emitido pela Autoridade da Concorrência.

Neste sentido, o executivo determinou que uma garrafa de gás butano de tipologia T3 vai custar no máximo 2,267 euros por kg com impostos. Assim, uma garrafa de 13 kg terá um preço máximo de 29,47 euros.

Por sua vez, o GPL propano, tipologia T3, vai custar até 2,646 euros por kg, enquanto o máximo na tipologia T5 é fixado em 2,424 euros por kg.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Seis universidades portuguesas entre as mil melhores do mundo

Publicado

em

Seis universidades portuguesas foram incluídas entre as mil melhores do mundo no Ranking de Xangai, hoje publicado, com Harvard a aparecer no topo da lista, dominada pelos Estados Unidos.

A Universidade de Lisboa e Universidade do Porto surgem entre as 201.ª e 300.ª melhores do mundo. Seguem-se a Universidade de Aveiro e Universidade do Minho, entre as 400 e 500 melhores, e a Universidade Nova de Lisboa e a Universidade de Coimbra entre os 500.º e 600.º lugares.

Com Harvard em primeiro lugar pelo 20.º ano consecutivo, as universidades norte-americanas continuam no topo do ranking.

Tal como no ano passado, as instituições anglo-saxónicas continuam entre as dez melhores: oito universidades norte-americanas e duas britânicas estão no topo da edição de 2022 deste ranking global das melhores instituições de ensino superior, que tem sido levado a cabo desde 2003 pela empresa independente Shanghai Ranking Consultancy.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Foram detidos 119 suspeitos de crime de incêndio florestal

Publicado

em

Segundo disse hoje, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, este ano foram detidos 119 suspeitos do crime de incêndio florestal.

O governante, que falava à margem da sessão comemorativa do Dia do Município da Batalha, referiu que até sexta-feira “tínhamos 119 detidos, quer pela Guarda Nacional Republicana, quer pela Polícia Judiciária” acrescentando que outras “investigações estão em curso, para detetar as causas de outros incêndios, e poderão vir a culminar noutras detenções”.

O ministro garantiu que este ano o Governo reforçou muito “os mecanismos de fiscalização e de vigilância” e que “esse trabalho de fiscalização e de inspeção” foi intensificado “numa articulação da Guarda Nacional Republicana com a própria Força Aérea, com vigilância aérea articulada com os 230 postos de vigia fixos e, depois, também a própria videovigilância que está colocada para serviço à floresta”.

“E todos esses meios se articularam para termos, este ano, uma taxa de detenção que está já muito mais acima do dobro daquilo que foi a taxa de detenção nos anos anteriores”, adiantou, considerando que tal “mostra também a eficácia do sistema no combate aos incendiários”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

Volta a Portugal: Caravana agradece a Marque, Machado e Isidoro

Publicado

em

A Volta a Portugal despediu-se hoje de Alejandro Marque (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), Tiago Machado (Rádio Popular-Paredes-Boavista) e Micael Isidoro (ABTF-Feirense), os ciclistas que terminam a carreira no final desta temporada, com um singelo “obrigada”.

Ainda antes da partida real para a nona e penúltima etapa da 83.ª edição, que liga Paredes ao alto da Senhora da Graça, as “ardósias” Rita Teixeira e Xana Esteves exibiram nos seus quadros, escritos a giz, os nomes dos três corredores, que se despedem definitivamente da Volta na segunda-feira, com a palavra “obrigada” inscrita no verso.

O Ciclista galego Alejandro Marque, de 41 anos, foi vencedor em 2013 e terceiro em 2015 e no ano passado.

Também Tiago Machado, de 36 anos, fica na história da Volta, permanecendo como recordista de vitórias na classificação da juventude, que conquistou entre 2007 e 2009, o ano em que também foi quinto na geral, antes de dar o salto para o WorldTour.

Já Micael Isidoro, de 40 anos, despede-se sem nunca ter vencido uma etapa na Volta, na qual participou 11 vezes.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

SIRESP: Governo investe quatro milhões para assegurar comunicações via satélite

Publicado

em

O SIRESP vai ter um novo investimento de 4,2 milhões de euros em equipamentos de redundância para assegurar as comunicações via satélite em caso de falha dos circuitos terrestres, anunciou o Ministério da Administração Interna.

O gabinete acrescenta que o concurso prevê a garantia de 24 meses e respetivo serviço de suporte técnico.

Segundo o Ministério, desde 2017, a rede SIRESP recebeu vários investimentos, “nomeadamente para dotar a rede da capacidade de redundância ao nível dos circuitos de transmissão, tendo sido as 451 Estações Base dotadas dos equipamentos necessários para a transmissão via satélite”, sendo atualmente os ‘routers’ propriedade do fornecedor do circuito satélite.

Agora vai ser lançado um concurso público com o valor base de 4,2 milhões de euros e destina-se à aquisição, instalação, configuração e colocação de 612 routers de agregação de serviços (RAS) para a rede SIRESP [Sistema Integrado de Redes de Emergência e de Segurança de Portugal].

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Vários bombeiros feridos após capotamento na Serra da Estrela. Um continua em estado grave

Publicado

em

Dois dos cinco bombeiros feridos no capotamento de um veículo que combatia o incêndio que começou sábado no município da Covilhã, permanecem hospitalizados, um deles em estado grave, revelou uma fonte hospitalar.

Segundo uma fonte oficial do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, um bombeiro de 26 anos de idade está hospitalizado no Serviço de Cuidados Intensivos, “em estado considerado grave”.

“Outro bombeiro de 36 anos de idade está a ser avaliado no Serviço de Urgência, sendo considerado ligeiramente ferido”, disse ele.

Para além dos dois bombeiros que foram enviados para o Centro Hospitalar de Tondela-Viseu, três bombeiros foram também admitidos no Hospital da Guarda.

Segundo o director do serviço de urgência do Hospital da Guarda, Adelaide Campos, os três bombeiros que foram admitidos no Hospital da Guarda na quinta-feira “tiveram todos alta do hospital”.

“O bombeiro, com 20 anos de idade, teve ferimentos ligeiros e foi libertado, esta quinta-feira. Os outros dois bombeiros, com 40 anos de idade, tiveram alta esta manhã às 10:00 da manhã”, disse ela.

A partir da madrugada de sábado, nos concelhos da Covilhã (distrito de Castelo Branco) e Manteigas (distrito da Guarda), o incêndio atingiu Gouveia e Guarda na quarta-feira à tarde e passou na quinta-feira para o concelho de Celorico da Beira.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Paróquia acusa José Malhoa de usar indevidamente igreja para filmar videoclipe da música “Ela queria 3” (VÍDEO)

Publicado

em

O cantor português José Malhoa está a ser acusado da profanação de um espaço religioso, nomeadamente pela Paróquia de Cortegaça, em Ovar, que não gostou de ver a sua Igreja Matriz como “pano de fundo” no novo videoclipe “Ela queria 3”.

De acordo com um comunicado emitido por esta paróquia, estes estão indignados pela forma “espalhafatosa como o artista José Malhoa e a sua equipa de produção usaram a Igreja Matriz de Cortegaça, atingindo maior gravidade, aquilo que consideramos mesmo uma profanação do espaço interior da nossa Igreja, ao utilizar um lugar Sagrado, para um uso satírico e imoral, ao serviço de um objetivo e propósito de âmbito pessoal, desrespeitando toda uma comunidade que tem na Igreja de Cortegaça a sua referência e identidade”, explicam.

Os responsáveis da paróquia afirmam que nenhuma autorização foi pedida, e que o vídeo foi gravado à sua revelia.

A paróquia promete agora analisar devidamente o sucedido e inteirar-se do enquadramento legal que encerra tal ação, prometendo agir em conformidade.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Empresa que transportou adeptos do Hajduk Split diz que nunca teve conhecimento das intenções destes

Publicado

em

A empresa responsável pelo transporte dos adeptos que na noite de terça-feira provocaram desacatos em Guimarães garantiu hoje, em comunicado, que nunca teve conhecimento das intenções subjacentes àquela viagem.

Em comunicado enviado à Lusa, a Auto Viação Feirense revela ainda que os autocarros fretados sofreram danos calculados “em milhares de euros”.

“Nunca à AVF foi comunicado que o serviço fretado dizia respeito ao transporte de pessoas que tinham como objetivo causar danos e cometer crimes contra pessoas e bens, caso contrário não teria alugado os seus autocarros”, sublinha.

A empresa exorta as autoridades e os dirigentes desportivos “para que tomem as medidas legislativas e administrativas necessárias, que visem a punição efctiva da violência no desporto, por forma a que se atinja a paz social e que o desporto, em especial o futebol, se torne num acontecimento de união de famílias, desportistas e adeptos”.

“A Auto Viação Feirense, com mais de 85 anos de história, repudia qualquer tipo ou forma de violência, seja no desporto seja em qualquer outra circunstância”, acrescenta.

Diz ainda que se orgulha de ser parceira oficial de equipas de futebol como o Sporting Clube de S, João de Ver e do Lusitânia de Lourosa.

Na noite de terça-feira, a PSP identificou 154 pessoas, por alegadamente terem arremessado cadeiras de esplanadas e deflagrado artefactos pirotécnicos no centro histórico de Guimarães.

Em causa 122 cidadãos croatas, 23 portugueses e nove adeptos de outras nacionalidades.

Na quarta-feira, o clube croata Hadjuk Split jogou em Guimarães contra o Vitória local, para a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa.

Segundo o Ministério da Administração Interna, “apenas um pequeno grupo de adeptos [croatas] organizou a sua deslocação com conhecimento das autoridades, entrando em Portugal por via aérea, tendo os demais contado com o apoio de membros de claques associadas a clubes portugueses para a organização das suas deslocações e estadia”.

Na noite de terça-feira, adeptos croatas e alguns portugueses rumaram, em cinco autocarros, do Porto até Guimarães.

Nesta cidade minhota, provocaram desacatos, após o que regressaram ao Porto, sendo aí intercetados pela polícia.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Precisa mesmo de esperar 3 horas antes de entrar no mar após uma refeição? Conheça os concelhos da DGS

Publicado

em

No Twitter, a conta oficial do Serviço Nacional de Saúde divulgou uma recomendação da Direcção-Geral da Saúde para prevenir o afogamento durante a época balnear. “Após uma refeição, aguarde duas a três horas antes de entrar na água”, lê-se na publicação.

Segundo a correspondente médica da CNN Portugal e a Doutora Sofia Baptista, esta recomendação não se baseia em provas científicas.

“Este é um dos casos muito raros em que as mães estão erradas”, diz o médico ironicamente. “A crença enraizada em gerações de que não se deve nadar depois de comer, e deve esperar cerca de três horas, é um mito, ou seja, não é apoiada por provas científicas”.

Sofia Baptista menciona, contudo, que, “como todos os mitos”, este “se baseia numa certa lógica”, com algumas “reservas a ter em conta”.

Em conclusão, a correspondente médica diz que “se estamos a falar de natação para recreação, não há problema”. Contudo, “se vamos nadar ou fazer exercício vigoroso, se vamos entrar em água fria ou se fizemos uma refeição muito pesada, então seria melhor esperar um pouco, digamos uma hora, porque há um maior risco de desconforto, incluindo cãibras musculares”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Portugal entre os países que menos gastaram na proteção contra incêndios

Publicado

em

Os dados do Eurostat revelam que em 2020, Portugal gastou cerca de 0,3% da despesa pública na protecção contra incêndios. Uma percentagem que está abaixo da média europeia de 0,5%.

A despesa pública com serviços de protecção contra incêndios florestais na União Europeia, em 2020, representou 0,5% da despesa total, ou seja, 32,9 mil milhões de euros. Isto representa um aumento de 6,4% em relação a 2019, quando as despesas rondavam os 30,9 mil milhões de euros. Olhando para os estados membros, Portugal está entre os países do bloco que menos gastaram em protecção contra incêndios nesse ano.

De acordo com os dados divulgados pelo Eurostat, a percentagem portuguesa está em linha com a da Bélgica, Malta, Áustria, Suíça e Eslovénia. A Dinamarca e a Islândia foram os Estados-Membros que menos gastaram, cerca de 0,1% e 0,2%, respectivamente. A Roménia foi o país do bloco que mais investiu na protecção contra incêndios em 2020, com cerca de 0,8%.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

pub

Artigos Recentes

Economiahá 2 horas

Governo volta a fixar preços máximos da botija de gás

A medida entra em vigor esta terça-feira O Governo voltou sexta-feira a fixar preços máximos para o gás engarrafado, tal...

Paíshá 3 horas

Seis universidades portuguesas entre as mil melhores do mundo

Seis universidades portuguesas foram incluídas entre as mil melhores do mundo no Ranking de Xangai, hoje publicado, com Harvard a...

Paíshá 21 horas

Foram detidos 119 suspeitos de crime de incêndio florestal

Segundo disse hoje, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, este ano foram detidos 119 suspeitos do crime de...

Desportohá 23 horas

Volta a Portugal: Caravana agradece a Marque, Machado e Isidoro

A Volta a Portugal despediu-se hoje de Alejandro Marque (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), Tiago Machado (Rádio Popular-Paredes-Boavista) e Micael Isidoro...

Paíshá 1 dia

SIRESP: Governo investe quatro milhões para assegurar comunicações via satélite

O SIRESP vai ter um novo investimento de 4,2 milhões de euros em equipamentos de redundância para assegurar as comunicações...

Famalicãohá 2 dias

Requião recebe Festa da Compra e Venda

A freguesia de Requião realiza nestes dias 13 e 14 de agosto, na Alameda do Mosteiro, a nona edição da...

Famalicãohá 3 dias

Famalicão: Encontro de Concertinas realiza-se este domingo em Sezures

Realiza-se este domingo, 14 de agosto, pelas 15 horas, no Recinto de S. Vicente em Sezures, o I Encontro de...

Póvoa de Varzimhá 3 dias

Festa da Sardinha começa esta sexta-feira junto ao Casino da Póvoa de Varzim

Regressa, esta sexta-feira, após dois anos de pandemia, a Festa da Sardinha da Póvoa de Varzim, um evento onde são...

Paíshá 3 dias

Vários bombeiros feridos após capotamento na Serra da Estrela. Um continua em estado grave

Dois dos cinco bombeiros feridos no capotamento de um veículo que combatia o incêndio que começou sábado no município da...

Paíshá 3 dias

Paróquia acusa José Malhoa de usar indevidamente igreja para filmar videoclipe da música “Ela queria 3” (VÍDEO)

O cantor português José Malhoa está a ser acusado da profanação de um espaço religioso, nomeadamente pela Paróquia de Cortegaça,...

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES