Siga-nos nas redes

País

Ministra da Saúde anuncia possibilidade de este Natal não ser “igual” ao dos outros anos

Publicado

em

De acordo com a ministra da Saúde, Marta Temido, por muito que a situação epidemiológica melhore, a pandemia da covid-19 não permitirá ter um Natal “igual ao dos anos anteriores”.

“Neste momento estamos ainda a lutar para chegar o melhor possível aos primeiros dias de dezembro (…) mas há uma coisa que é já muito clara: não vamos poder ter um Natal igual ao dos anos anteriores. Por muito que a situação epidemiológica melhore”, disse a governante.

Marta Temido falava em conferência de imprensa nas instalações da Administração Regional de Saúde do Norte depois de ter visitado de manhã os concelhos de Guimarães e Vila Nova de Famalicão, ambos do distrito de Braga.

Depois de ter feito uma análise das reuniões que manteve de manhã, concluindo que o país tem mostrado “capacidade de utilizar o melhor que tem do sistema de saúde e do Serviço Nacional de Saúde”, Marta Temido respondeu a questões relacionadas com a adoção de medidas em locais do país com maior risco de contágio.

“Precisamos de nos concentrar em quebrar cadeias de transmissão e conter a doença. Alguns países que iniciaram o crescimento desta segunda vaga mais cedo e que adotaram medidas de contenção mais cedo, estão já a conseguir antecipar um pouco melhor o que vai ser o mês de dezembro. Nós também estamos a fazer essa análise e essa avaliação”, disse.

Sobre o Natal, a ministra, além do alerta sobre a necessária mudança de rotina face a anos anteriores, disse que “só daqui a algum tempo conseguiremos perceber qual o nível de restrição que teremos nessa altura do ano”.

Na terça-feira, foi noticiado um documento do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) que estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na primeira semana de janeiro.

O ECDC faz estimativas de evolução da pandemia até 25 de dezembro tendo em conta as medidas entretanto tomadas pelos países europeus, apontando que se as medidas fossem suspensas, por exemplo, em 07 de dezembro, “o aumento de internamentos poderia começar a ocorrer antes de 24 de dezembro”.

As projeções do ECDC indicam que Portugal deve atingir até ao final de novembro o pico de novos casos de covid-19, mas que o pico de óbitos deve acontecer já em dezembro, com um número diário que se poderá manter elevado até ao Natal.

Ao contrário de outros países, cuja realidade ultrapassou as projeções do ECDC em número de casos e óbitos, como por exemplo em Espanha e em Itália (casos) ou os Países baixos (óbitos), Portugal ficou, segundo este documento, sempre abaixo dos valores estimados pelo centro europeu.

Também de acordo com dados do ECDC, relativos aos últimos 14 dias, Portugal é um dos países da Europa com maior número de casos por cada 100 mil habitantes, tendo registado em média, 792.4 casos por cada 100 mil habitantes, um valor que fica à frente do que foi registado por países mais fustigados ou onde a pandemia tem sido evoluído de forma preocupante, como Itália, Suécia, França, Espanha, Reino Unido ou Bélgica.

Confrontada com estes dados, Marta Temido disse: “Neste momento o que sabemos é que temos de persistir, mais do que estar a considerar alívios ou agravamentos”.

“Este vai ser um trabalho que vai durar muitos meses. A mensagem aos portugueses é de esperança na vacina, de que vamos dispor, mas também na necessidade de continuarmos a adotar um conjunto de comportamentos que não podemos prescindir para controlar a doença nos próximos tempos”, referiu.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,4 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 4.127 em Portugal.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Jornal

Rádio

Artigos Recentes

Desportohá 10 horas

Sporting campeão: a festa leonina em Famalicão

Famalicãohá 12 horas

Redes sociais “inundam-se” de elogios a Paulo Cunha após anúncio da sua saída

Após a confirmação de Paulo Cunha, feita esta tarde, via Facebook, de que não se recandidatará à Câmara Municipal de...

Regiãohá 13 horas

Peregrinos da Trofa e Santo Tirso já chegaram a Fátima

Estão entre os 7.500 que participarão nas celebrações do 13 de Maio Um grupo de peregrinos constituído por 10 pessoas da...

Vídeoshá 14 horas

Paulo Cunha despede-se da Câmara de Famalicão com “sentido de dever cumprido” e um “enorme obrigado”

Paulo Cunha oficializou a sua decisão de não se recandidatar nas eleições autárquicas deste ano, e explicou em direto, via...

Famalicãohá 14 horas

EM DIRETO: Paulo Cunha clarifica dúvidas quanto ao seu futuro

O presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, dirige-se neste momento aos famalicenses depois de muita especulação sobre o seu...

Paíshá 16 horas

Época balnear inicia-se a 12 de junho na maioria dos municípios

A maior parte dos municípios decidiu iniciar a época balnear em 12 de junho, disse hoje o ministro do Ambiente...

Desportohá 17 horas

Ivo Vieira só tem um objetivo: Ser “mais forte do que o Vitória de Guimarães”

O treinador do Famalicão, Ivo Vieira, desvalorizou hoje o seu regresso a Guimãraes e afirmou que o importante é “ganhar...

Famalicãohá 17 horas

Famalicão: Presidente da CESPU eleito presidente da Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado

O presidente do Conselho de Administração da CESPU – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, Almeida Dias, foi eleito...

Póvoa de Varzimhá 19 horas

Covid-19: Portugal chega aos 4 milhões de vacinas após inoculação de uma utente na Póvoa de Varzim

Portugal atingiu hoje a marca de quatro milhões de vacinas contra a covid-19 administradas à população, com a inoculação de...

Paíshá 19 horas

Covid-19: Mais 1 morto e 268 novos infetados nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 1 óbito provocados pela pandemia e 268 novos casos de infeção, segundo o relatório diário emitido...

Paíshá 19 horas

Criança de 2 anos em estado grave após ser atropelada enquanto seguia com os pais, em Valongo

Uma criança de 2 anos do sexo masculino ficou gravemente ferido ao final da manhã desta terça-feira, em Valongo, depois...

Famalicãohá 20 horas

Freguesia de Calendário promove recolha de sangue no próximo domingo

A Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove, este domingo dia 16 de maio, uma sessão de recolha de...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: Lions Clube entrega à Refood mais de 3.700 embalagens para alimentos

O Lions Clube de Famalicão entregou à associação Refood 3.600 embalagens descartáveis, 120 embalagens reutilizáveis e 34 embalagens para recolha...

Famalicãohá 21 horas

Famalicão: AC dá ‘luz verde’ a concessões rodoviárias para as Comunidades Intermunicipais do Ave e Cávado

A Autoridade da Concorrência deu ‘luz verde’ às operações de concentração de transportes nas Comunidades Intermunicipais (CIM) do Ave e...

Guimarãeshá 22 horas

Jovens que faleceram após despiste em Guimarães no último sábado serão sepultados esta quarta-feira

Os dois jovens de 16 e 30 anos que morreram na noite do passado sábado após um despiste rodoviário, em...

Famalicãohá 22 horas

Famalicão: ACIF agenda eleições internas para o próximo dia 09 de junho

A ACIF – Associação Comercial e Industrial de VN Famalicão tem as suas eleições agendadas pata o próximo dia 09...

Famalicãohá 22 horas

Biblioteca Municipal junta pais, educadores e psicólogos em novo projeto de leitura

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, de Famalicão, estabeleceu uma parceria com a Associação para o Desenvolvimento Pessoal (EDUPA), para...

Regiãohá 23 horas

Duas pessoas feridas após choque em cadeia de 10 veículos junto à A3 na Maia

Um choque em cadeia envolvendo 10 veículos está a condicionar fortemente o trânsito na Autoestrada 41, junto ao nó de...

Paíshá 23 horas

Marcelo: Pandemia veio reacender discussão sobre regionalização de Portugal

O presidente da República disse hoje que uma das lições que tirou da pandemia é que a descentralização vai implicar...

Famalicãohá 1 dia

Covid-19: 60% dos doentes hospitalizados continuam com pelo menos um sintoma após seis meses

Um estudo hoje divulgado conclui que 60% dos doentes hospitalizados com covid-19 continuam com pelo menos um sintoma seis meses...

Arquivo

FAMA NAS REDES

Mais Vistos

ANUNCIE NESTE ESPAÇO > ligue +351252308147 ou WhatsApp para +351963964191