Siga-nos nas redes

Sociedade

Continental, Mabor e Têxtil do Ave entregam bens de primeira necessidade a quem mais precisa

Publicado

em

A Continental Mabor, a Continental Indústria Têxtil do Ave e a Continental Pneus fizeram um donativo de bens alimentares de primeira necessidade.

Visadas nesta ação, foram as 32 Conferências de S. Vicente de Paulo de Famalicão e as Delegações de Braga e Porto do Banco Alimentar.

Esta entrega, que é já uma tradição para estas empresas, ganha especial relevo “num ano ainda marcado pela pandemia, a Continental decidiu continuar a ajudar instituições de cariz social, de um modo especial aquelas localizadas na comunidade local, mas também outras de âmbito regional e nacional”, explica Pedro Carreira, presidente da Continental Mabor.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

Região

STOP diz vai avançar com “formas criativas” de lidar com serviços mínimos da greve

Publicado

em

O Sindicato de Todos os Profissionais da Educação (STOP) diz vai avançar com “formas diferentes e criativas” para lidar com os serviços mínimos decretados para a greve dos professores. A afirmação é do coordenador daquela estrutura sindical.

“Nós decidimos [avançar com] formas diferentes e criativas de continuar esta greve, mesmo com os serviços mínimos”, disse André Pestana, que falava na entrada do auditório do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), onde se reuniu mais de uma centena de representantes de comissões sindicais e de greve este sábado.

Questionado pelos jornalistas sobre que formas criativas serão essas, o coordenador do STOP referiu que as mesmas serão feitas “dentro da legalidade” e serão conhecidas “a seu devido tempo”.

Na reunião, saiu igualmente a vontade de a manifestação convocada para 11 de fevereiro juntar também os profissionais não docentes das escolas e as suas reivindicações.

Questionado sobre até quando poderá ir a greve por tempo indeterminado, iniciada em 09 de dezembro e para a qual já foram entregues pré-aviso até 24 de fevereiro, André Pestana sublinhou que essa decisão cabe aos profissionais docentes e não docentes.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Símbolos da Jornada Mundial da Juventude passaram pelo Mercado, Bombeiros Famalicenses e Hospital

Publicado

em

FOTOS: Câmara Municipal de Famalicão

O Arciprestado de Famalicão recebe até este domingo, os símbolos originais relativos à Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

A JMJ, que se realiza em Lisboa no próximo mês de agosto, faz-se acompanhar pela peregrinação de dois símbolos, que no passado, em Roma, foram entregues aos jovens pelo Papa João Paulo II: a Cruz peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, que retrata a Virgem Maria com o Menino nos braços.

Estes símbolos encontram-se em peregrinação por todas as dioceses do país e chegaram ao Arciprestado famalicense na quinta-feira, onde permanecem até este domingo, contando com várias atividades e celebrações nas diversas paróquias.

Este sábado, aconteceu um dos pontos altos das celebrações. Ao final da tarde a Praça – Mercado Municipal, recebeu os símbolos, que saíram dali, pelas mãos de vários jovens e párocos famalicenses, rumo ao quartel dos Bombeiros Famalicenses, com paragem no hospital, e até à Igreja Matriz Nova, onde ainda permanecem.

Este domingo, dia 5, a Eucaristia tem início às 11h15, seguida da celebração do envio, onde termina a passagem dos símbolos pelo Arciprestado de Famalicão, que seguirão depois para o Arciprestado de Barcelos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

Futebol feminino: Famalicão regressa às vitórias

Publicado

em

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, este sábado, a formação do Marítimo, por 1-0, no jogo da jornada 13 da Liga BPI. Depois de dois desaires consecutivos, a equipa treinada por Marcos Ramos voltou, desta forma, às vitórias.

Maria Miller marcou o único golo da partida, aos 21 minutos da primeira parte.

O Famalicão soma 27 pontos e está na quinta posição. O campeonato nacional feminino vai ter, agora, uma paragem de um mês.

Mas segue em frente a Taça da Liga. Na quarta-feira, o Famalicão recebe o Braga para o segundo jogo das meias finais. A formação famalicense vai procurar eliminar a vantagem bracarense de 3-0.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Desporto

Famalicão: EARO conquista vinte pódios em Vizela

Publicado

em

A Escola de Atletismo Rosa Oliveira conquistou, este sábado, vinte pódios no Campeonato Regional Corta Mato Curto da Aabraga, na cidade de Vizela.

A competição realizou-se na zona ribeirinha do Parque das Termas de Vizela, “numa tarde com muito sol e perfeita para a prática da modalidade”, sublinha a escola em nota enviada à redação.

Individualmente, a EARO conquistou oito títulos campeões Regionais, sete Vice- Campeões e um Sub Vice Campeões Regionais. Ainda quatro pódios coletivos, Vice Campeãs Regionais de Benjamins a Juvenis femininos, Campeões Regionais Benjamins a Juvenis masculinos, Vice Campeãs Regionais Absolutas femininas e Vice Campeões Regionais Absolutos masculinos.

Em destaque pela equipa da vila de Joane estiveram os seguintes atletas:

Benjamins A masc: 2º Luís Neto e 3º Lourenço Pereira

Infantis fem: 1ª Rafaela Araújo e 2º Mariana Martins

Infantis masc: 1º Tomás Ramos

Iniciados fem: 1ª Maria Machado

Iniciados masc: 2º Tiago Silva

Juvenis fem: 1ª Inês Almeida

Juvenis masc: 2º Gonçalo Rodrigues

Juniores fem: 1ª Ana Faria e 2ª Joana Azevedo

Juniores masc: 1º Francisco Silva e 2º João Rodrigues

Veteranas F45: 1ª Anabela Silva

Veteranas F55: 1ª Rosa Oliveira

Participaram ainda e com bons resultados: Hugo Vaz, Leonor Gonçalves, Luísa Castro, Inês Castro, David Cortinhas, Gil Sousa, Ana Silva, Ana Soares, André Rodrigues, Leonor Pereira, Maria Baltar, Margarida Rodrigues, Dinis Neves, Leandro Gonçalves, João Azevedo, Pedro Castro, Bruno Pereira, Joaquim Coelho, António Gonçalves, Rui Martins e Filipe Coelho.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Comissões Diocesanas receberam 26 queixas de abusos até hoje

Publicado

em

Segundo o presidente da Equipa de Coordenação Nacional das Comissões Diocesanas e Castrense de Proteção de Menores e Adultos Vulneráveis, este número permite várias interpretações: “Ter havido 26 casos reais, ter havido mais, mas apenas só 26 [vítimas] terem participado, haver quem tenha comunicado [casos] à Comissão Independente e não tenha querido duplicar as queixas, alguma desconfiança em relação às comissões” da Igreja para lhes fazer chegar as denúncias.

Souto Moura, intervindo no I Encontro Nacional das Comissões Diocesanas e Castrense de Proteção de Menores e Adultos Vulneráveis, que hoje decorre em Fátima e que assinala o primeiro aniversário da criação da Equipa de Coordenação, assumiu que este é um tempo de “adotar uma postura de ausência de ambiguidades” e de grande responsabilidade por parte das estruturas da Igreja, tendo sempre presente as palavras do Papa Francisco sobre o abuso sexual no seio do clero: “Um só caso é uma monstruosidade” e deve haver “tolerância zero” em relação a estas situações.

A uma semana da Comissão Independente para o Estudo de Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa, liderada pelo pedopsiquiatra Pedro Strecht, apresentar o relatório sobre a situação em Portugal, Souto Moura disse que, a partir de agora, “quem fica [no terreno, a ouvir as potenciais vítimas] são as comissões diocesanas”, as quais devem “ser um motor de confiança da Igreja e motivo de credibilidade” para os queixosos.

Na ocasião, o ex-procurador-geral da República deixou um desafio para reflexão, sobre se a questão dos abusos “é ocasiona ou sistémica”, ao qual o padre Pereira de Almeida, vice-reitor da Universidade Católica respondeu minutos depois: “Quase parece uma epidemia, mas não é da natureza da Igreja”.

Por sua vez, o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), José Ornelas, sublinhou que a situação de abusos sexuais na Igreja “é a contradição absoluta em relação ao que é professado na Igreja” e agradeceu aos membros das comissões diocesanas, face à “realidade penosa” com que têm de lidar e para a qual são necessárias “coragem e decisão”.

Quanto ao relatório que a Comissão Independente vai revelar no dia 13 de fevereiro, a análise que a Igreja vai fazer é no sentido de que haja “consequências operativas”.

No dia 10 de janeiro, a CEP assegurou estar preparada para “tomar medidas adequadas” que se imponham pelo relatório da Comissão Independente que estuda os casos de abusos na Igreja.

O relatório será apresentado no dia 13 de fevereiro, em Lisboa, e nesse mesmo dia a Conferência Episcopal emitirá um comunicado com a sua primeira reação. O documento ser-lhe-á entregue por Pedro Strecht no dia anterior.

Entretanto, para 03 de março, está já convocada uma Assembleia Plenária do episcopado católico português, para uma análise mais profunda do documento preparado pela Comissão Independente.

A Comissão Independente — que além de Pedro Strecht, integra o psiquiatra Daniel Sampaio, o antigo ministro da Justiça Álvaro Laborinho Lúcio, a socióloga Ana Nunes de Almeida, a assistente social e terapeuta familiar Filipa Tavares e a realizadora Catarina Vasconcelos — começou a receber testemunhos no dia 11 de janeiro de 2022.

Em 11 de outubro, anunciou que já validara 424 testemunhos, assumindo que a maior parte dos crimes reportados já prescrevera. Dezassete dos casos, contudo, haviam sido já comunicados ao Ministério Público.

Durante a primeira parte do encontro de hoje, interveio, também, Rute Agulhas, psicóloga e membro da Comissão de Proteção de Menores do Patriarcado de Lisboa, que alertou para o facto de a justiça nem sempre ser “amiga” das crianças ou adolescentes vítimas de abuso, pois estas “são ouvidas vezes sem conta” durante o processo, o que pode contribuir para uma “revitimização”.

Durante a tarde, e à porta fechada, as comissões diocesanas vão fazer um balanço da sua atividade no último ano e apontar as dificuldades sentidas na sua missão.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Oito adeptos do Benfica ficam em prisão preventiva

Publicado

em

Foto Facebook No Name Boys

Oito dos 13 adeptos do Benfica que tinham sido detidos numa megaoperação da PSP, na última quarta-feira, ficam em prisão preventiva, por serem suspeitos de agressão sexual de um menor. Os restantes cinco estão obrigados a apresentações periódicas diárias às autoridades.

As medidas de coação, divulgadas este sábado, correspondem ao que tinha sido pedido pelo Ministério Público.

Os adeptos estão ligados à claque benfiquista “No Name Boys”. Os indivíduos que estão obrigados a apresentações periódicas estão também impedidos de se aproximarem de recintos desportivos e de contactarem arguidos, testemunhas ou outros elementos da claque.

Este grupo de adeptos faz parte dos 30 detidos numa operação da PSP junto de grupos de adeptos “casuals” de Sporting e Benfica.

Na quinta-feira, 16 adeptos do Sporting foram libertados, proibidos de contactarem entre si e com os ofendidos e ainda proibidos “de se aproximarem e frequentarem todos os estádios a nível nacional nos dias em que existam jogos e as suas imediações, numa distância de pelo menos 500 metros”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Já pode resgatar o PPR para crédito à habitação sem limites de valor

Publicado

em

Foto Fama JH

Ao longo de 2023, os resgates antecipados usufruem das mesmas condições que a lei prevê para quem se encontra em situação de desemprego de longa duração, incapacidade permanente para o trabalho ou doença grave.

O resgate antecipado de PPR para pagamento de empréstimo da casa pode ser feito, sem penalização, ao longo de 2023 independentemente do valor a levantar e da data da subscrição, segundo o Ministério das Finanças.

“Os contribuintes que solicitem o resgate parcial ou total do PPR em 2023 para pagamento de prestações de contratos de crédito à habitação própria e permanente podem fazê-lo, sem qualquer limite quanto ao montante ou quanto ao período temporal já decorrido desde a subscrição, não sendo também penalizados”, afirmou, em resposta à Lusa, fonte oficial do Ministério das Finanças.

No caso de o reembolso antecipado ser feito para outro fim que não o do pagamento das prestações do empréstimo da casa, terão de ser observados dois limites para que não haja penalização: por um lado, o valor do reembolso, que está limitado ao Indexante de Apoios Sociais (IAS) e, por outro, tem de incidir sobre as entregas (subscrições) realizadas até 30 de setembro de 2022.

“Os contribuintes detentores de planos poupança reforma (PPR) podem resgatar o PPR, sem penalizações, até ao limite mensal do IAS antes de decorridos 5 anos após a subscrição, desde que o reembolso seja relativo a valores subscritos até 30 de setembro de 2022”, precisou a mesma fonte oficial.

Aos valores subscritos e investidos após aquela data de 30 de setembro de 2022, aplicam-se as regras previstas na lei – quer no Decreto-Lei n.º 158/2002, quer no Estatuto dos Benefícios Fiscais (EBF).

O Ministério das Finanças refere ainda que as duas situações (resgate sem motivo específico ou resgate para pagamento de crédito) “são cumulativas”, ou seja, “um mesmo contribuinte pode simultaneamente recorrer aos dois tipos de resgate de PPR, dentro dos limites estabelecidos”. .

O valor limite mensal do IAS (que em 2023 está fixado em 480,43 euros) é apurado “por contribuinte e não por apólice ou instituição financeira”, afirmou ainda a mesma fonte oficial, sendo apenas possível solicitar mensalmente um reembolso até ao valor do IAS, ainda que esse limite possa resultar de mais do que uma apólice.

A possibilidade do resgate antecipado de planos poupança-reforma (PPR), de planos poupança-educação (PPE) e de planos poupança-reforma/educação (PPR/E) sem as penalizações que habitualmente lhe estão associadas (como a devolução do benefício fiscal em sede de IRS) está prevista na lei publicada em outubro do ano passado, que contempla várias medidas para mitigar o impacto da subida da inflação no rendimento das famílias.

No Orçamento do Estado para 2023, esta medida foi reforçada, com a lei orçamental a determinar que “durante o ano de 2023 é permitido o reembolso parcial ou total do valor dos planos-poupança [PPR, PPE e PPR/E] para pagamento de prestações de contratos de crédito garantidos por hipoteca sobre imóvel destinado a habitação própria e permanente do participante, bem como prestações do crédito à construção ou beneficiação de imóveis para habitação própria e permanente, e entregas a cooperativas de habitação em soluções de habitação própria permanente, sendo dispensadas da obrigação de permanência mínima de cinco anos para mobilização sem a penalização” prevista no EBF.

Desta forma, ao longo de 2023, os resgates antecipados usufruem das mesmas condições que a lei prevê para quem se encontra em situação de desemprego de longa duração, incapacidade permanente para o trabalho ou doença grave.

O Estatuto dos Benefícios Fiscais concede um benefício em sede de IRS equivalente a 20% dos valores aplicados no PPR até ao limite de 400 euros por contribuintes (se este tiver até 35 anos de idade), 350 euros (tendo entre 35 e 50 anos de idade) e 300 euros (tendo mais de 50 anos).

“A fruição do benefício (…) fica sem efeito, devendo as importâncias deduzidas, majoradas em 10%, por cada ano ou fração, decorrido desde aquele em que foi exercido o direito à dedução, ser acrescidas à coleta do IRS do ano da verificação dos factos, se aos participantes for atribuído qualquer rendimento ou for concedido o reembolso dos certificados, salvo em caso de morte do subscritor ou quando tenham decorrido, pelo menos, cinco anos a contar da respetiva entrega e ocorra qualquer uma das situações definidas na lei”, determina o EBF.

Em 2023, esta penalização está suspensa para resgates antecipados.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Leopard 2 de Portugal vão para a Ucrânia, mas António Costa não diz quantos

Publicado

em

Leopard 2 A7V / Foto: KMW

Portugal está a trabalhar diretamente com a Alemanha, fabricante dos tanques Leopard 2, para corrigir os problemas de operacionalidade dos seus carros de combate e ceder alguns à Ucrânia até ao final de março. A informação foi transmitida pelo primeiro-ministro António Costa à agência Lusa, durante a visita oficial à República Centro Africana, contrariando assim algumas notícias que davam conta da indisponibilidade de Portugal para participar no esforço coletivo do Ocidente para reforçar os meios de combate terrestres das Forças Armadas ucranianas, ao cabo de um ano de invasão russa.

“Estamos neste momento a trabalhar para podermos ter condições de dispensar alguns dos nossos tanques. Sei quantos tanques serão [enviados para a Ucrânia], mas isso será anunciado no momento próprio”, declarou o líder do executivo.

Portugal está a coordenar-se com a Alemanha para receber as peças de manutenção necessárias “tendo em vista recuperar tanques que temos neste momento inoperacionais e podermos dispensar tanques operacionais”, acrescentou António Costa, garantido assim o contributo nacional “para esse esforço coletivo de dotar a Ucrânia de melhores meios para a sua defesa”. O primeiro-ministro mostrou-se confiante na “operação logística em curso”, de modo a que Portugal possa disponibilizar os Leopard 2 “atempadamente”, ou seja, “até ao final de março”, a data apontada pelos aliados para entregar os carros de combate à Ucrânia.

Costa fez ainda questão de sublinhar que os carros de combate a enviar para a guerra no Leste da Europa não vão comprometer a capacidade militar nacional, até porque, sublinhou, “Portugal tem também obrigações no quadro da NATO, que não podemos deixar de cumprir em termos de disponibilidade de equipamento para intervenções em caso de necessidade”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Portugueses ainda poupam a comprar em Espanha mas diferença de preço é menor

Publicado

em

Foto Facebook Supermercado Espanha

Os preços mais atrativos continuam a levar portugueses a atravessar a fronteira para fazer compras em supermercados espanhóis, mas a diferença tem-se esbatido e é sentida apenas em alguns produtos, como os de higiene ou detergentes, disseram à Lusa vários consumidores

Se a ida a um supermercado ainda gera alguma poupança aos portugueses que a Lusa encontrou junto a uma grande superfície de Ayamonte, no sul de Espanha, separada do leste algarvio pelo rio Guadiana, o mesma já não acontece com os combustíveis, cujos preços são atualmente próximos dos praticados em Portugal, assinalaram.

Quanto às compras em supermercado há determinados produtos, “mais de limpeza, por exemplo, produtos para as máquinas de lavar, que são mais baratos do que em Portugal”, tendência que também pode ser verificada, no peixe.

Após o fim do subsídio por litro de combustível atribuído pelo Governo espanhol, a deslocação de portugueses ao outro lado da fronteira “já não é tanto” pelo combustível, “que está equivalente” ao preço praticado em Portugal, “mas na área alimentar, na área de produtos de higiene”, já que Espanha “tem muita qualidade e tem os preços mais baixos”, considerou.

Desde então, “a única coisa que compensa a sério é o gás”, cuja botija “custa 10 a 12 euros mais barato” do que em Portugal.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Sociedade

Desconto na carga fiscal sobre os combustíveis cresce em fevereiro

Publicado

em

A redução da carga fiscal sobre os combustíveis, em fevereiro, atinge os 35,9 cêntimos por litro no gasóleo e 34,8 cêntimos no caso da gasolina, indicou o Ministério das Finanças.

Em causa está um mecanismo aplicável no ISP, que equivale a uma descida da taxa do IVA de 23% para 13%.

Acresce o mecanismo de compensação através da redução do ISP da receita adicional do IVA, bem como a suspensão da atualização da taxa do carbono.

De acordo com o ministério tutelado por Fernando Medina, face a janeiro, é agora aumentado o desconto na carga fiscal, uma vez que a taxa de carbono continua suspensa, e os descontos no ISP aumentam 2,3 cêntimos por litro na gasolina e ficam inalterados no caso do gasóleo.

O Governo determinou a continuidade da suspensão da atualização da taxa de carbono em fevereiro, mantendo o desconto adicional de 13,4 cêntimos por litro de gasóleo e de 12,2 cêntimos por litro de gasolina.

A este desconto acresce o IVA, totalizando assim 15,8 cêntimos por litro no gasóleo e 15 cêntimos por litro na gasolina.

O desconto em causa fica inalterado face a janeiro.

Para o setor agrícola, mantém-se a redução de seis cêntimos na tributação do gasóleo agrícola.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

pub

Artigos Recentes

Regiãohá 46 minutos

STOP diz vai avançar com “formas criativas” de lidar com serviços mínimos da greve

O Sindicato de Todos os Profissionais da Educação (STOP) diz vai avançar com “formas diferentes e criativas” para lidar com...

Famalicãohá 1 hora

Famalicão: Símbolos da Jornada Mundial da Juventude passaram pelo Mercado, Bombeiros Famalicenses e Hospital

O Arciprestado de Famalicão recebe até este domingo, os símbolos originais relativos à Jornada Mundial da Juventude (JMJ). A JMJ,...

Desportohá 2 horas

Futebol feminino: Famalicão regressa às vitórias

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, este sábado, a formação do Marítimo, por 1-0, no jogo da jornada 13...

Desportohá 2 horas

Famalicão: EARO conquista vinte pódios em Vizela

A Escola de Atletismo Rosa Oliveira conquistou, este sábado, vinte pódios no Campeonato Regional Corta Mato Curto da Aabraga, na...

Desportohá 20 horas

FC Famalicão: João Pedro Sousa quer Famalicão a jogar para ganhar no reduto do Braga

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, mostrou hoje “confiança” e frisou a ambição de jogar para ganhar no terreno...

Paíshá 20 horas

Comissões Diocesanas receberam 26 queixas de abusos até hoje

Segundo o presidente da Equipa de Coordenação Nacional das Comissões Diocesanas e Castrense de Proteção de Menores e Adultos Vulneráveis,...

Paíshá 20 horas

Oito adeptos do Benfica ficam em prisão preventiva

Oito dos 13 adeptos do Benfica que tinham sido detidos numa megaoperação da PSP, na última quarta-feira, ficam em prisão...

Paíshá 20 horas

Já pode resgatar o PPR para crédito à habitação sem limites de valor

Ao longo de 2023, os resgates antecipados usufruem das mesmas condições que a lei prevê para quem se encontra em...

Paíshá 23 horas

Vendiam joias de 200 mil euros furtadas de ourivesaria na Póvoa de Varzim

Muitos artigos de joalharia e relojoaria e três mil euros em numerário foram apreendidos, na sexta-feira, vários meses depois de...

Paíshá 1 dia

Leopard 2 de Portugal vão para a Ucrânia, mas António Costa não diz quantos

Portugal está a trabalhar diretamente com a Alemanha, fabricante dos tanques Leopard 2, para corrigir os problemas de operacionalidade dos...

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES