Siga-nos nas redes

Sociedade

Mário Passos, candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Famalicão, em entrevista à FamaTV

Publicado

em

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Publicidade Publicidade

País

Urgências do Porto podem ficar em “sobrecarga” com fecho de Braga

Publicado

em

Por

Os responsáveis pela Urgência Metropolitana de Cirurgia Pediátrica do Porto, que engloba três centros hospitalares, não foram informados do encerramento do mesmo serviço no Hospital de Braga e, temendo “uma sobrecarga”, exigiram hoje “mais planeamento”.

Em declarações aos jornalistas no Hospital de São João, no Porto, e acompanhado de outros responsáveis, o diretor do Serviço da Urgência Pediátrica daquela unidade, Rúben Rocha, disse que a situação de Braga “deveria ter sido prevista” e alertou que pode acarretar “implicações de disponibilidade do bloco operatório”.

“Nós devíamos ter sido informados da quantidade e qualidade de doentes que vão passar a chegar cá e vão sobrecarregar o nosso sistema. São doentes que muitas vezes não têm diagnóstico imediato, o que leva a que sejam internados, que sejam submetidos a cirurgia. Uma urgência metropolitana de fim de linha que recebe todo o tipo de doentes da zona Norte vê-se agora sobrecarregada”, disse o médico.

A Urgência Metropolitana de Cirurgia Pediátrica do Porto reúne profissionais de saúde de três centros hospitalares: Centro Hospitalar e Universitário de São João (CHUSJ), Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUPorto) e Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E).

Na quarta-feira foi tornado público que o Hospital de Braga ficaria a partir de hoje, e por tempo indeterminado, sem urgências de cirurgia pediátrica no período noturno.

Em resposta enviada à Lusa, a administração do Hospital de Braga adiantou que, no período entre as 20:00 e as 08:00, fica apenas assegurada a observação de crianças já internadas e daquelas que foram submetidas a cirurgia nos últimos 30 dias e que recorram à urgência por motivo relacionado com essa mesma cirurgia.

“Esta situação tem implicações de disponibilidade do bloco operatório [da urgência metropolitana do Porto] e estamos no período em que se vão iniciar as férias dos profissionais de saúde”, recordou esta manhã Rúben Rocha, que falava ao lado de Miguel Campos, diretor de Serviço da Cirurgia Pediátrica (CHUSJ), Caldas Afonso, diretor do Centro Materno Infantil do Norte (CMIN), e de Fátima Carvalho, diretora de Serviço Cirurgia Pediátrica (CHPorto).

Sobre o que está previsto fazer a partir daqui, o diretor do CMIN revelou aos jornalistas que foram pedidos esclarecimentos à Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) e que esses serão dados, conforme lhes foi transmitido, “oportunamente”.

“Já foi encaminhado um doente de 12 anos [de Guimarães] esta noite”, contou Caldas Afonso, que à pergunta sobre se as urgências pediátricas do Porto estão sob pressão respondeu perentoriamente: “obviamente estamos”.

A agência Lusa contactou a ARS-Norte e aguarda resposta.

Na conferência de imprensa, o diretor do CMIN, estrutura que faz parte do CHUPorto e do qual também faz parte o Hospital de Santo António, mostrou-se também preocupado com o número de profissionais disponíveis para o futuro.

“O número de recursos humanos em Braga não mudou, enquanto aqui estamos em situação de fragilidade”, disse Caldas Afonso, acrescentando que no CHUPorto as escalas têm sido asseguradas graças “à motivação e ao sentido de serviço público” de “colegas que legalmente pela idade podiam deixar de fazer, mas aceitam entrar na escala”.

Esta “generosidade”, como lhe chamou Rúben Rocha, foi também descrita pelos responsáveis do CHUSJ.

“Temos já colegas – cirurgiões pediátricos – que, já fora do seu período de disponibilidade para o trabalho noturno, generosamente contribuem e continuam a assegurar a urgência metropolitana, e agora vemo-nos sobrecarregados e não houve um planeamento prévio”, disse o diretor.

Rúben Rocha contou que “nas últimas semanas” os serviços pediátricos do Porto “têm passado por picos de admissão históricos face às últimas décadas”, chegando “a ter dias a receber 300 crianças”.

“Há um risco de entupimento”, afirmou o médico do Hospital de São João, enquanto, ao lado, o responsável do CMIN reafirmava que “para poder planear é necessário conhecer o histórico do que está em causa”.

“Seguramente seremos sempre parte da solução e não do problema, mas preocupa-nos porque a zona que o Hospital de Braga tinha até agora na cirurgia pediátrica é uma zona imensa com muita população jovem”, concluiu.

A reunião que juntou responsáveis do CHUSJ e do CHUPorto foi realizada de “urgência” e, de acordo com o que foi transmitido aos jornalistas na conferência de imprensa que a sucedeu, os responsáveis do CHVNG/E estão a acompanhar as diligências e não marcaram presença na sessão dado o caráter urgente desta.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Penas entre 12 e 17 anos para padre e ‘freiras’ por escravizarem noviças

Publicado

em

Por

O Tribunal de Guimarães condenou hoje a penas entre 12 e 17 anos de prisão um padre e três responsáveis de uma “associação de fiéis” de Requião, em Vila Nova de Famalicão, distrito de Braga, por escravizarem noviças.

O padre Joaquim Milheiro, com cerca de 90 anos, e as arguidas Maria Arminda Costa, Maria Isabel Silva e Joaquina Carvalho, hoje com idades entre os 70 e os 75 anos, estavam acusados pelo Ministério Público (MP) de nove crimes (nove vítimas, à data dos factos com idades entre os 12 e os 20 anos) de escravidão, incluindo a escravidão laboral.

Maria Arminda Costa foi condenada, em cúmulo jurídico, à pena única de 17 anos de prisão, o padre Joaquim Milheiro foi condenado a 15 anos de cadeia, enquanto a Maria Isabel Silva e a Joaquina Carvalho o tribunal aplicou as penas de 14 e 12 anos de prisão, respetivamente.

“O tribunal deu como provado, no essencial, os factos que constam da acusação [do MP]”, disse a presidente do coletivo de juízes, Paula Sá, durante a leitura do acórdão, que durou mais de duas horas.

A juíza presidente falou em “clima de terror e medo”, em “agressões bárbaras” cometidas pelos arguidos, assim como de “escravidão e de crimes hediondos praticados por alguém que se diz representante de Deus na terra”, os quais levaram à total “exploração e desumanização” das vítimas, que não recebiam “qualquer tipo de contrapartida”, permitindo à Fraternidade Missionária de Cristo Jovem aumentar o seu património na modalidade de “poupança de custos”.

“As penas refletem a gravidade destes crimes. É uma espécie de homicídio moral. É a evocação do nome de Deus em vão e a exploração da fé. Uma das vítimas suicidou-se, outras pensaram no suicídio, houve adolescências estragadas e dificuldade em recomeçar vidas. É medonho [o que vocês fizeram], sob a capa e proteção da Igreja Católica, que garantia imunidade à instituição. Os danos [causados às vítimas] são irreversíveis. Espero que agora possam espiar a vossa culpa, perante quem usaram o nome [Deus] durante anos”, disse a juíza presidente, após a leitura do acórdão, dirigindo-se aos arguidos.

Os crimes foram cometidos – durante cerca de três décadas – na Fraternidade Missionária de Cristo Jovem, instalada num convento em Requião, concelho de Vila Nova de Famalicão, distrito de Braga, pertença do Centro Social de Apoio e Orientação da Juventude, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sob a forma de Instituto de Organização Religiosa.

O Centro Social de Apoio e Orientação da Juventude (CSAOJ) foi condenado ao pagamento de uma multa de 400 mil euros.

Os quatro arguidos e o CSAOJ foram ainda condenados a pagar às nove vítimas cerca de 1,2 milhões de euros de indemnizações, por danos patrimoniais e não patrimoniais.

A acusação do MP diz que, “pelo menos”, de 05 de dezembro de 1985 até ao início de 2015, os arguidos sujeitaram as jovens, diariamente, a várias agressões físicas, a diversas privações, a injúrias, a pressões psicológicas, a tratamentos humilhantes, a castigos e a trabalhos pesados.

Para o tribunal, a angariação e o doutrinamento das jovens “faziam parte integrante do plano engendrado” pelos arguidos, recorrendo à evocação do nome de Deus e à vocação religiosa das vitimas, com o propósito de convencer as noviças a aderirem à instituição e a se sujeitarem à “exploração laboral”, aos “métodos coercivos e ao domínio e controlo” dos arguidos.

Os arguidos pretendiam a “subjugação, a servidão doméstica e laboral” das noviças, fazendo-as acreditar que eram “freiras”, com o “embuste” de que a instituição seguia os rituais e os princípios da religião Católica.

“As longas jornadas de trabalho também faziam parte do plano dos arguidos, que podiam chegar às 20 horas [diárias], mas que nunca seriam inferiores a 14 horas”, indicou a juíza presidente, acrescentando que as ofendidas ficavam sujeitas “à tirania” dos arguidos, que utilizavam a crença religiosa das ofendidas “como embuste” para a prática de crimes.

À saída do Tribunal de Guimarães, o advogado de três dos arguidos disse aos jornalistas que vai recorrer da condenação.

O MP refere na acusação que os arguidos diziam às jovens que “tinham sido escolhidas por Deus, convencendo-as de que deviam escolher a vida religiosa”, e que, caso negassem as suas vocações, teriam castigos “divinos”, problemas familiares e mortes na família.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

PS/Famalicão: Eduardo Oliveira elogia SNS e defende ministra da Saúde na Assembleia da República

Publicado

em

Por

“Portugal tem um serviço público de saúde que continua a ser um exemplo para o mundo. E tem uma ministra da Saúde e um Governo com ideias e medidas concretas para defender um serviço público de saúde que seja cada vez mais eficaz e acessível a todos”, afirmou o deputado socialista famalicense Eduardo Oliveira, no debate sobre o Serviço nacional de Saúde (SNS) realizado esta quinta-feira, na Assembleia da República, com a presença da ministra Marta Temido.

Saiba mais em OPINIAOPUBLICA.PT

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Temperaturas vão chegar aos 36.º já na próxima semana

Publicado

em

Por

As temperaturas de verão, acompanhadas pelo sol, chegam a Famalicão na próxima semana.

De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, as máximas deverão atingir os 36.º graus na sexta-feira, enquanto que as temperaturas mínimas deverão oscilar entre os 16.º e os 20.º graus.

A partir da próxima segunda-feira, as probabilidades de chuva serão mínimas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

País

Faleceu hoje o padre António Vaz Pinto aos 80 anos

Publicado

em

Por

O padre António Vaz Pinto, jesuíta e Alto Comissário para as Migrações e Minorias Étnicas entre os anos 2002 e 2005 morreu esta sexta-feira, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, informou a Companhia de Jesus.

António Vaz Pinto, de 80 anos, estava internado desde 8 de junho, devido a um tumor pulmonar, acrescentou a Província Portuguesa da Companhia de Jesus, recordando que, “com uma vida cheia e intensa”, o jesuíta “foi responsável pela criação e implementação de várias obras da Companhia de grande impacto apostólico”.

“O padre António Vaz Pinto tinha celebrado há dias os seus 80 anos e, aparentemente, encontrava-se bem, tendo festejado o seu aniversário na companhia de muitos familiares e amigos e num ambiente festivo. Contudo, o seu estado de saúde já era grave e três dias depois acabou por ser encaminhado de Évora, onde residia, para um hospital em Lisboa, tendo o seu estado agravado muito rapidamente”, adianta a nota dos jesuítas publicada no Ponto SJ, portal da Companhia de Jesus.

Natural de Arouca, onde nasceu em 2 de junho de 1942, António Vaz Pinto foi responsável pela criação e implementação de várias obras da Companhia de Jesus, entre as quais se destacam os Leigos para o Desenvolvimento (1986), o Centro São Cirilo (2002), no Porto, e o Centro Universitário Padre Manuel da Nóbrega (1975-1984), em Coimbra, e mais tarde o Centro Universitário Padre António Vieira (1984-1997), em Lisboa.

Foi também reitor da Comunidade Pedro Arrupe, em Braga, onde os jesuítas fazem parte da sua formação, e ainda reitor da Basílica do Sagrado Coração, na Póvoa do Varzim. Dirigiu o Centro de Reflexão e Encontro Universitário Inácio de Loyola, no Porto, foi assistente nacional da Comunidade de Vida Cristã (CVX) e foi também o presidente da direção do Centro Social da Musgueira, em Lisboa.

Em 2008, foi nomeado diretor da Revista Brotéria e mais tarde, em 2014, reitor da Igreja de São Roque e capelão da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Trabalhou também, durante vários anos, na Rádio Renascença, onde foi assistente entre 1984 e 1997, e colaborou com vários órgãos de comunicação social, acrescenta a Companhia de Jesus.

António Vaz Pinto esteve também na fundação da produtora de conteúdos religiosos Futuro e esteve no projeto inicial da criação da TVI, tendo participou também na criação do Banco Alimentar contra a Fome, em 1992.

Em 30 de janeiro de 2006 foi distinguido pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, com a Grande Oficial Ordem Infante D. Henrique.

Publicou sete livros sobre teologia, filosofia e vida cristã, e dois de memórias, onde conta a história da sua vida.

Dias antes do seu octogésimo aniversário (02 de junho), numa entrevista ao Ponto SJ, o padre António Vaz Pinto confessou-se preparado para morrer, afirmando ter tido “uma vida que valeu a pena viver, com muita alegria e muitos amigos”.

O padre António Vaz Pinto estava, atualmente, e desde 2019, na comunidade dos jesuítas em Évora, onde era Capelão da Santa Casa da Misericórdia.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: 4 detidos com 500 doses de cocaína e heroína

Publicado

em

Por

Quatro pessoas foram detidas, esta quarta-feira, em Famalicão, por suspeitas de tráfico de droga, após apreensão de 500 doses de cocaína e heroína, de acordo com a PSP.

Os detidos são três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 42 e 51 anos.

Os detidos encontravam-se já referenciados devido à prática de diversos crimes semelhantes.

Após várias buscas domiciliárias foram encontradas 320 doses de heroína, 200 de cocaína e 10 de liamba, bem como 899 euros em numerário, uma réplica de pistola e duas viaturas.

Estes suspeitos serão apresentados no Tribunal Judicial de Famalicão para aplicação das medidas de coação.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Bairro, Carreira Bente, Ruivães Novais e Delães acolhem sessões de esclarecimento sobre Medidas Ativas de Emprego e Plano de Formação

Publicado

em

Por

A Comissão Social Inter-freguesias de Bairro, Carreira Bente, Ruivães Novais e Delães acolhe, esta quinta-feira, duas sessões de esclarecimento sobre Medidas Ativas de Emprego e Plano de Formação, dinamizadas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional de Vila Nova de Famalicão.

Esta sessão é promovida no âmbito do Laboratório de Proximidade do Programa Famalicão Comunitário, em parceria com o CLDS 4G-Comunidades Incubadoras.

As sessões destinam-se a pessoas desempregadas ou à procura de novas oportunidades de trabalho.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Lions Clube oferece cama e cadeirão articulados na fregeusia de Esmeriz

Publicado

em

Por

O Lions Clube de Vila Nova de Famalicão, dando continuidade à sua jornada de apoio à comunidade, em que nos integramos, ofereceu mais uma cama e um cadeirão articulados, na fregusia de Esmeriz, em Famalicão.

“O pedido resultou de uma necessidade urgente que foi identificada junto do nosso Lions Clube, por forma a permitir dar o necessário apoio a um utente com limitações resultantes da sua condição clínica, e que recomendam a utilização deste tipo de equipamento, na freguesia de Esmeriz”, explica a associação atravéz de um comunicado.

O donativo resulta da parceria de longos anos estabelecida entre o Lions Clube de Vila Nova de Famalicão e o Lions Clube de Roissy Pays de France.

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Joane celebra 36º aniversário de elevação a vila

Publicado

em

Por

Já sem restrições, no passado causadas pela pandemia de Covid 19, as festas deste ano decorrem em pleno, durante três dias (1, 2 e 3 de julho) no Parque da Ribeira e inclui diversas atividades, nomeadamente música, comédia, jogos tradicionais, teatro, gastronomia e desporto. A Mostra Associativa também está incluída nas celebrações dos 36 anos da vila de Joane.

Saiba mais em OPINIAOPUBLICA.PT

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Famalicão

Famalicão recebe Feira Medieval Viking este fim de semana

Publicado

em

Por

A partir desta quinta-feira e até domingo, o centro da cidade de Famalicão vai recuar no tempo e receber a Feira Medieval Viking promovida pela Escola Profissional Cior sobre o tempo medieval e sobre a presença viking na Península Ibérica.

Saiba mais em OPINIAOPUBLICA.PT

PARTILHE ESTE ARTIGO:
Continuar a ler

Artigos Recentes

Paíshá 36 minutos

Urgências do Porto podem ficar em “sobrecarga” com fecho de Braga

Os responsáveis pela Urgência Metropolitana de Cirurgia Pediátrica do Porto, que engloba três centros hospitalares, não foram informados do encerramento...

Famalicãohá 1 hora

Famalicão: Penas entre 12 e 17 anos para padre e ‘freiras’ por escravizarem noviças

O Tribunal de Guimarães condenou hoje a penas entre 12 e 17 anos de prisão um padre e três responsáveis...

Famalicãohá 2 horas

PS/Famalicão: Eduardo Oliveira elogia SNS e defende ministra da Saúde na Assembleia da República

“Portugal tem um serviço público de saúde que continua a ser um exemplo para o mundo. E tem uma ministra...

Famalicãohá 3 horas

Famalicão: Temperaturas vão chegar aos 36.º já na próxima semana

As temperaturas de verão, acompanhadas pelo sol, chegam a Famalicão na próxima semana. De acordo com as previsões do Instituto...

Economiahá 3 horas

Gasóleo fica mais barato 8 cêntimos e gasolina desce 3 cêntimos esta segunda-feira

O preço do gasóleo e gasolina deverá registar um decréscimo na próxima segunda-feira, de acordo com as previsões de fontes...

Paíshá 4 horas

Faleceu hoje o padre António Vaz Pinto aos 80 anos

O padre António Vaz Pinto, jesuíta e Alto Comissário para as Migrações e Minorias Étnicas entre os anos 2002 e...

Desportohá 4 horas

Famalicão: Ponta de lança Rafa reforça o Ribeirão FC

O Ribeirão FC anunciou a contratação de Rafa pra a sua equipa sénior principal, que volta agora a disputar a...

Famalicãohá 5 horas

Brufe celebra Santíssimo Sacramento este fim de semana

A freguesia de Brufe está a celebra as festas em honra do Santíssimo Sacramento. A esse propósito a FamaTV foi...

Economiahá 5 horas

Governo: Desconto no imposto sobre combustíveis vai manter-se até agosto

O Governo anunciou esta sexta-feira que o desconto no Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) equivalente a uma descida da...

Desportohá 16 horas

Famalicão: Equipa de hóquei em patins do FAC recebida por Mário Passos

A equipa de hóquei em patins do Famalicense Atlético Clube (FAC) foi recebida esta quinta-feira, 30 de junho, no salão...

pub

Jornal

Rádio

Arquivo

FAMA NAS REDES